Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2005

...com tretas!!!...




…com tretas,
conversas, desconversadas,
mascaradas,
com loas, com petas,
discursos elaborados,
sorrisos forçados,
papéis decorados,
combates e lutas,
em colisão,
nas mesmas rotas,
em diversão,
quando convergem,
quando divergem,
esquecem,
aquecem,
incendeiam,
enxameiam,
alteiam,
mascarados,
disfarçados!!!...

…com berros, com gentes,
em salinhas, em salões,
multidões,
inocentes,
convencidas,
esquecidas,
diferentes…
ausentes,
lá no alto,
percalço,
no encalço,
do perdido,
prometido,
ainda à mão,
que ilusão
com máscara,
talvez… não!!!...

…outro jeito,
já desfeito,
mascarado,
ultrapassado,
rejeitado…
oportunidade,
inverdade,
pantomina,
contra-mina,
desilusão,
sem perdão,
ocasião,
frustração,
máscara
que disfarça,
farsa,
ilusão!!!... Sherpas!!!...






publicado por sherpas às 22:09
link do post | comentar | favorito
|

...tiques e... toques!!!...



…tiques e toques,
retoques,
remoques,
amolgadelas,
pinceladas… a preceito,
enfeito,
esganiçadelas,
esfusiantes, gritantes,
esvoaçantes,
como dantes,
sem jeito,
com defeito,
imperfeito!!!...

…um acento,
uma tónica,
afónica, atónita,
de momento,
sem sentimento,
sorriso,
conciso,
preciso,
esgar profundo,
desajustado,
do outro Mundo…
contestado,
detestado,
sem jeito,
imperfeito,
defeito!!!...

…um estar,
sem estar,
mau estar,
tangencial,
por estar,
afinal…
desenquadrado,
acabado,
ultrapassado,
posto de lado,
sem jeito,
com defeito,
imperfeito!!!...

…um pesadelo,
um sonho mau,
um novelo,
um deslindar,
um vau,
um acabar,
baixio,
restinga…
que se não finja,
sem jeito,
com defeito.
imperfeito!!!...

…com toques,
com retoques,
com remoques,
com ditos,
sem estar,
como malditos,
em acentos,
sem sentimentos,
sonho mau, pesadelo,
novela ou… novelo,
num vau… estagnado,
tão mal situado,
imperfeito,
sem jeito…
com defeito!!!... Sherpas!!!...








publicado por sherpas às 16:18
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 30 de Janeiro de 2005

...num dia qualquer!!!...




…num dia qualquer, procurando,
em qualquer altura, pensando,
em qualquer lado, noutro lugar,
parado, sentado… a andar,
pergunta constante, gritante,
alucinação permanente,
pergunta, sem resposta,
ilusão de tantas gentes,
nesta vida que… nos foi imposta!!!...

…gostaria de saber, indago,
como cão de caça, farejando,
nunca me quedo, parado,
noutro sítio, em qualquer canto,
procuro na leveza da flor,
na beleza que comporta,
no aroma que propaga,
na onda, no fragor,
na vítima que se imola,
na bala que se dispara,
na hecatombe, no terror,
na controvérsia, que não para,
nos sábios, nos poetas,
sabedores… profundos estetas,
detentores doutros olhares,
tanto em terras, como em mares,
pelo Mundo imenso e belo,
às aves que passam, voando,
ao diminuto insecto,
ao grandioso paquiderme,
ao molusco… ao verme,
sem cessar… curioso,
sem resposta… furioso!!!...

… tanta volta dei, na vida,
tanto trambolhão, tanta queda,
neste lapso, neste engano,
período curto… numa ida,
sem retorno, que se veda,
quando morto… desengano,
sem resposta… pergunto,
quando interrogo…fico mudo,
calado, medroso… confuso!!!...

…tanta alegria, tanta festa,
partilha, entrega, dádiva,
bocadinhos de felicidade,
o pouco que nos resta,
neste cadinho, nesta vida,
em busca da verdade,
a que se nos nega,
a que se não tem,
quando se invectiva,
quando se prega,
acreditar em quem (???...),
procurar aonde (???...),
obter uma resposta viva,
a quem (???...)
a quem se esconde,
também???...

… deduções, conhecimentos,
citações, deslumbramentos,
momentos,
ilusões,
réplicas do passado,
confusões,
denuncias… postas de lado,
realidades cruas e nuas,
as minhas, tanto… como as tuas,
escritas, expostas,
em liberdade,
com verdade!!!...

…procurando, num dia qualquer,
pensando, como se quer,
andando, parado, sentado,
cabisbaixo,
introvertido,
averiguando…
sem ser tido, pouco convencido,
desiludido,
com esperança, ainda,
nesta vida que avança,
mais de partida,
ainda… na chegada,
revivendo… escrevendo,
rindo, chorando, gemendo!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 16:56
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Janeiro de 2005

...fraude e...pesadelo, quiçá!!!...

…há que inverter a situação, vai sendo tempo… a farsa está-se prolongando, vai-se transformando, aos poucos, em tragicomédia imensa, imparável, descontrolada, sem remédio algum!!!... Já não pretendo, daqui para diante, afirmo-o a pés juntos, quase que juro… denegrir ninguém, vou deixar de ser sarcástico, redutor, em relação a políticos, a gestores, a economistas, a empresários, a homens bem colocados na vida… em geral, tão pouco, diminuir comentadores, apelidando-os do que não são… ou são, quiçá, vou passar a ter mais juízo, não quero contribuir, com os meus simples escritos, ao aparecimento de correntes negativas, fluidos empestados de desconfiança, com raivas, com ódios… mais que muitos, a jorros, vou parar, vou condimentar, vou deixar de ser repetitivo!!!...

… bater num morto, é tara, é mania, dá em nada… é um absurdo!!!... Pertencer ao grande grupo dos críticos… embora carregadinho de razões, provoca-me um mau estar latente, permanente que, depois de pensar… vou tentar evitar!!!... Vou fazer de conta que não estou presente, que me encontro ausente, que não estou neste País, tão baralhado e confuso ele anda… ultimamente!!!... Fazer de conta que… não os oiço, aos inteligentes, aos sábios, aos indicadores de caminhos, aos profissionais da política, aos que ficam, aos que permanecem, aos que se enaltecem, aos que se convencem do que não são… porque não!!!... Quanto aos comentadores, como eu, como tantos, tanto aqui, como em qualquer órgão de comunicação… vou fingir que estão errados, que escrevem sobre uma ficção qualquer, que o fazem, por maldade, simples vaidade própria… sobre o que escrevem!!!... Habituaram-se… não sabem fazer outra coisa!!!... Vou descontar, simplesmente!!!...

…vou-me enganar a mim próprio, vou embarcar, aceitar o despropósito, o logro, a manipulação, o amanhanço, a promiscuidade, a inverdade… partilhar com os meus conterrâneos, a fraude, as fugas, as pantominas, com um encolher de ombros, como se nada!!!... Estou-me nas tintas, daqui para a frente, é evidente… que corra para cima, que corra para baixo, alhear-me, aceder, como se verdade fora que… a economia não está assim tão mal, assim o proclamou o fenómeno, o dos casos diários, logo na mesma altura em que empresário de vulto, o Belmiro de Azevedo, com todas as letras… disse que não iria investir mais em Portugal pela simples razão que, todos sabemos, não tem incentivos, não existe consumo, o poder de compra do vulgo, é reduzido, quase nulo!!!...

…enfim, com este estado de alma, com esta tristeza, com esta firmeza, quanto a propósitos futuros pessoais, enquanto escrevo, pensando… só tenho uma explicação, o programa de televisão da RTP, o de ontem, sobre o Estado da economia, a situação paupérrima das pessoas, as tristes figuras políticas que temos!!!... Todos unânimes, concordantes, numa grande percentagem… quase, quase me convenceram a mudar de rumo, deram-me pesadelos, passei a noite… em claro!!!... Ainda mais com as perspectivas, as dos dez anos que se avizinham, com calamidades, com a ruptura eminente do equilíbrio da Terra, o que se não tem, por causas diversas, a do aquecimento global, o efeito de estufa… a falta de juízo dos grandes causadores, os mais e os menos desenvolvidos, os que usam e abusam, não respeitando o ambiente!!!... Tudo isto se me colou no interior do pensamento, no momento… se prolongou, me deu uma noite de pesadelo, repito, insisto!!!...

… daí pensar que… não vale a pena, sou tão pouca coisa… perante os grandes disparates dos mais avisados, dos que continuam palrando, nada fazendo, mostrando que nada valem, está aí, à vista de todos… o lindo serviço, o resultado do que não fizeram!!!... Com caras de pau… ainda comentam, ainda inventam, ainda prometem enquanto outros fogem, viram costas, buscam outros locais, mais prometedores, empreendedores, incentivadores, não desbaratando dinheiros… em vão, num chão estéril com péssimos agricultores, nenhuns resultados!!!... O poder de compra é inexistente, para tanta gente, a sociedade em geral, de há uns três anitos para cá… estagnou, não ata, não desata, aguarda, expectante!!!... Ainda por cima… os crânios mais elevados avisam que tudo isto, pelo que vamos vivendo… está por um fio, temos um prazo de validade de cerca de dez anos apenas!!!... Após este período… tudo se espera, tudo é possível!!!... O desequilíbrio social, o desequilíbrio natural… vieram para ficar, vão-se agravando, segundo dizem, segundo escrevem!!!... Daqui para diante… o quadro enegrece!!!... Gostaria de ter uma réstia de esperança, sem mentiras, de voltar a acreditar na humanidade, com verdade… gostaria de não me sentir, como sinto, após esta noite de pesadelo!!!...

… continuar escrevendo, enquanto vivo… espero fazê-lo, está em mim!!!... Não serei tão acutilante, quedar-me-ei pela rama, um pouco mais positivo!!!... Assim procedam os intervenientes desta farsa que se instalou, desta fraude que se agiganta, que paira sobre nós, vítimas inocentes, pobres gentes!!!... Se teimarem em esconder o que não fizeram, em apresentarem o pouco… como obra de vulto, em se considerarem o que não são… então, dou o dito, por não dito, insisto!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 18:04
link do post | comentar | favorito
|

...quantos e...quantos???...

…eu bem disse, já o tenho afirmado várias vezes que, nestas coisas da literatura, coisas sisudas que dão que pensar, não posso ser levado muito a sério!!!...Não gosto de lembrar e relembrar constantemente os que, desta vida, se foram deixando-nos espólios ricos e variados, os seus escritos mas, vai que não vai, umas vezes por outras, não posso fugir, tal como todos nós em geral, à saudade de obras lidas no passado, escritas há tanto tempo, sempre actuais, sempre belas, mais as de poesia, pelas quais me sinto fascinado, cativado por completo!!!…

…por mais que escreva, por mais que pense, por mais que reflexione, quando leio, quando vejo, quando oiço, estão sempre presentes, os grandes ausentes, minhas nobres referências, minhas glórias da imaginação fértil e formosa, pelo que cantaram nos seus versos, hinos de amor e de beleza, sempre vivas, eternas!!!…

…aos que, por obras valorosas, se vão, da lei da morte, libertando!!!... Assim escrevia Camões, assim pensaram todos os que, ao intelecto, deram mais valor… especialmente os que, durante a vida, se refugiaram na poesia, em si próprios, num Mundo mais harmonioso para eles, os desenquadrados de sempre, os despistados, os que vivem nas nuvens, os que, por mais que tentem, não conseguem perceber o que, para muitos, é mais que evidente e…racional (???...), a realidade dura e bruta, a insensível, a bestial, de besta, sim senhor, a cruel, sem coração… não dependentes do dinheiro vil que corrompe, que corrói, que escraviza, que diminui os que, com ele, engrandecem, ficando pequenos, ínfimos nos valores, nos princípios, indignos sabujos do que lhes negam, aos referidos, aos carentes, aos que sobrevivem, aos que vegetam!!!…

…quantos e quantos sonhadores, homens sensíveis, criadores, vítimas do intelecto, da imaginação, são votados ao abandono, esquecidos pelos detentores da grana, do pastaréu???... Em tudo há compensações e, enquanto uns se vão cevando com excessos de todo o tipo, materiais e concretos, proporcionados pelo dinheiro fácil de negociatas, outros, os que deste Mundo, vivem apartados, vão-se, da lei da morte, libertando, por obras valorosas:
- Não me quero comparar/com outros vates passados/que bem souberam sonhar/ao escreverem, bem narrados/seus versos de encantar/ajudados ou não ajudados/pelos Deuses, pelas musas/que, nos seus tristes fados/lhes deram forças confusas/nos sórdidos momentos/das suas vidas obscuras/dentro das dificuldades/lhes mostraram a verdade/do que havia de formoso/no meio da promiscuidade/do que era bem famoso/próprio daquelas eras/porcaria e ignorância/faziam militância/em quase todas as terras/deste jardim ribeirinho/país de muitas feras/com poucos cravos, no cimo/de todos bem comentado/pelo que tinha, de atrasado.../Eles, como tantos outros/surgiram do lodaçal/para bem dos vindouros/de alguns antepassados/apresentaram o nosso mal/com versos tão dourados/que nos honraram e bem/mostrando mais além/nossos feitos passados/por mares, não navegados/de todos, desconhecidos/outros mundos, só sonhados/cobiçados, enfraquecidos/depois de bem explorados.../Foram grandes na pena/férteis na imaginação/foi com garra e sanha/que deixaram, para os que estão/obras de magia tamanha/que nos tocam o coração/pelo profundo encantamento/pela beleza total/que, para mim, não há igual/esse tão doce momento/em que leio ou ouço recitar/poemas dum Camões, dum Bocage/dum Pessoa ou duma Espanca/doutros, que nos dão a imagem/dum Paraíso, que não estanca/antes progride, ressurge/mais novo, porque urge/acompanhar o progresso/dum Mundo, que está pelo avesso/que é preciso parar/para o fazer pensar, em verso!...
…honra lhes seja feita pelos cometimentos realizados, sós, num canto, afastados, pensativos, criativos, sensíveis a uma flor, a um doce chilrear, a um ribeiro que passa, a uma pessoa chorosa, a uma criança abandonada, a um alegre passeio de gentes jovens, formosas, a uma paisagem idílica, num descampado qualquer, a uma dor que sente, a uma fruição repentina, a um sonho, a uma emoção, a um desejo que tem!!!...
…temas tão importantes, poemas tão relevantes, tanto agora como dantes, inspiração de momento, uma lágrima, um lamento…honra lhes seja feita pelo que foram, pelo que criaram, pelo que nos deram, pelo que nos deixaram… honra lhes seja feita porque, da massa anónima dum povo, se apartaram, deixando o insignificante ser, morrer, porque ressurgiram grandes, maiores, perante os cidadãos que os desprezaram porque, não os souberam compreender, na sua nobre missão de se libertarem, por obras valorosas, da lei da morte!!!…
…sem esquecer, é evidente… todos os pensadores, inovadores, produtores de filosofias várias, iniciadores de outras correntes, quando a ideias, se referem!!!... Bem hajam… como bases, como projectos arrojados, como exemplos, somente!!!... Descansem em paz!!!... O Mundo das ideias, dos pensamentos, dos escritos, complexos ou não, mais ao jeito, mais à mão, agora… é dos novos, desde que o queiram, desde que assim pensem!!!... Confio em vós!!!...Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 14:30
link do post | comentar | favorito
|

...ser erudito... por vezes, distancia-nos!!!...

…vezes por outras, passo os olhos pelos vossos excertos, pelos vossos escritos, leio atentamente as citações que buscais, de filósofos, de reputados pensadores, tanto actuais, como passados… as conclusões que tiram, depois de dissecadas ao pormenor, as ditas, engulo em seco, pasmo!!!... Sem desprestígio, aplaudindo… deixo-me rir interiormente, com esse vosso passatempo, respeito!!!... Por mim… enjeito!!!... Fazem-me lembrar um certo catedrático da Universidade de Coimbra, num blog seu, por aqui, pela Internet…quando se referia a conferências elevadíssimas a que assistia, presenciadas por grupos restritos, reduzidos, iniciadas, encaminhadas e… terminadas, com uma série de palavrões rebuscados, ao nível deles, claro…fora do vulgar, não tão banais, de gabarito!!!... Ao longo do que escrevia, deu exemplos e colocou um pequeno texto, dentro do palavreado usado nessas conferências e… a respectiva tradução, noutros termos, em palavras mais normais!!!... As citações, as conclusões, o conteúdo, de tão profundos… eram indecifráveis para a maior parte da população portuguesa, mais de dois terços, quiçá… mais, autênticas chinesices, em Portugal, ao alcance duma minoria restrita, duma elite de snobs, de intelectuais de pacotilha, reduzida, insignificante, ultrajante!!!... Fez a tradução do texto que… depois de feita, ficou ao alcance da grande maioria, entendível, percebível, normal!!!... Tanto com a literatura, como com a filosofia…com a música clássica, a ópera, entre outras, desde que acantonadas, complexas, elitistas…quanto a mim, quanto a esse catedrático de Coimbra, correm o risco de se apagarem, de se reduzirem, de darem em nada, simplesmente!!!... Uma espécie de panaceia, de droga rara, pouca… para meia dúzia de abençoados, de ungidos, sem grande alcance, um entretenimento… apenas, um mostrar que se possui algo de muito valioso que, ao fim e ao cabo… não se consegue dar, fazer passar aos outros!!!... Desperdícios de mentes… de gentes, concluía ele, o catedrático em questão… penso eu, um vulgar cidadão que, por acaso, gosta de escrever, sendo abrangente, normal, sem pretensão!!!... Há que saber fazer, há que saber passar a mensagem… quando nada disso acontece, estamos mortos, parados, inertes, andamos às voltas, sempre no mesmo sítio, embevecidos connosco, esquecendo os que nos rodeiam, lá nas alturas…convencidos, tontos, com citações de treta!!!... Por mim, penso que… vai sendo tempo de mostrarmos o que valemos, por nós, sempre assim pensei, vai sendo tempo de deixarmos os mortos em paz, por muito sábios e eloquentes que tenham sido, pelas obras que nos deixaram, vai sendo tempo de nos situarmos, de nos arredarmos de posicionamentos complexos e absurdos, mudos, de ficarmos quedos e parados, com os nossos pensamentos, a falar para as paredes, com dois ou três, somente… vai sendo tempo de criarmos, de dar origem a qualquer coisa de diferente, de sermos gente, entre a gente, utilizando as bases, os conhecimentos adquiridos, com leituras doutros, passados, enterrados, sempre vivos… nas obras, ausentes!!!... Agora nós… abrangentes, contribuintes, não de impostos… de ideias novas, de novas correntes, de novos pensamentos, mais abertos, mais entendíveis, menos cinzentos, menos snobs, sem elitismos bacocos, imprestáveis, ultrapassados!!!...Arrevesar as coisas, muitas das vezes claras e transparentes, simples e fáceis de abordar…com o intuito de nos mostrarmos, de nos engrandecermos, de fazer passar imagens inatingíveis, lá nas alturas, não lembra nem ao Diabo, faz-nos viver noutras esferas, faz-nos fingir que somos… o que não somos, afinal!!!... Simples reflexões, Alva… sem intenção de ferir, sequer!!!... Ser erudito, em demasia… distancia-nos, por vezes, da realidade!!!... Abraços do Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 09:43
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2005

...conjecturas minhas... meu caro!!!...

…a leitura nunca fez mal a ninguém, sempre foi uma maneira de adquirirmos novos conhecimentos, de nos aperfeiçoarmos, de nos armadilharmos contra tudo e contra todos, de nos distrairmos, de sentirmos prazer inefável, diferente, supremo, de encararmos o que nos rodeia, com outros olhos, mais perspicazes, mais vorazes, mais sedentos, porque, quanto mais temos, através da leitura, mais e mais pretendemos, nunca nos satisfazemos!!!...
…agora, com a minha idade, pouco vou lendo mas, mantenho uma certa disciplina intelectual, lendo menos, lendo a qualidade, lendo o que me interessa, mantendo-me activo, como vivo, como sedento, como participe desta maravilhosa aventura…a da leitura!!!...
…em tempos, quando mais novo, pleno de ilusões, em busca de respostas a perguntas que me fazia, tudo lia, sem discriminar, fosse o que fosse!!!...Muito mais teria lido se não tivesse vivido numa época de obscurantismo, no tempo do Marcelo e do Salazar, os da censura prévia, os da proibição total!!!...
…quando olho para trás, quanta pena sinto, verdade, porque não minto…de relembrar as bibliotecas que rebusquei, com muitos volumes mas, incompletos, com muitos espaços, mais que vazios, dos livros da minha ambição, dos que se não viam, dos que se não liam, dos que se não comentavam…eram, estavam proibidos, tal como outras COISAS mais!!!...
…ainda há quem nos queira fazer regredir e, pelo que vejo, pelo que sinto, aos poucos, vamo-nos esquecendo, vamo-nos acomodando, vamo-nos alheando…do fundamental, da leitura, da boa leitura, em prosa, ou poesia!!!...Os culpados desta profunda apatia, deste descalabro intelectual, são monstros, piores do que assassinos, são os que nos matam o pensamento, nos igualam a um jumento, nos imbecilizam, nos reduzem, nos diminuem!!!...
…cursos superiores, sem bases variadas, sem cultura geral, não passam daquilo que são, ferramentas, para determinada função!!!...Quão triste me ponho quando licenciado, de qualquer licenciatura, mostra desconhecimento, apresenta ignorância perante perguntas corriqueiras, de ordem geral, de qualquer sector, de qualquer ofício ou arte, por não ler, um simples jornal, por não se dedicar, parcialmente, a esse vício nobre e salutar…a leitura, como prazer, como aventura!!!...
…ler, faz-nos subir, faz-nos elevar, faz-nos ir aos céus, faz-nos melhores, faz-nos completos, faz-nos possuir mais afectos, faz-nos despertar todos os sentidos, faz-nos ser mais ligeiros, mais vivos, faz-nos pensar, faz-nos escrever as nossas emoções, faz-nos sentir tantas sensações, ser diferentes, dos que não lêem, dos que se quedam pelo simples, pelo vulgar, pelo aparente, a outra gente, a que não precisa, segundo pensam e acreditam…pobres, coitados, os iletrados, analfabetos, licenciados, com cursos superiores, muitos doutores!!!...Há excepções, claro, como em tudo na vida!!!...
…enfim, verdade seja dita que, no meio dos que gostam de ler, por vezes, encontramos os que se preocupam somente de determinados assuntos, de certas matérias, técnicas ou quejandas, as que lhes dizem respeito, as que lhes dão dinheiro!!!...São pobres de espírito, não gostam de sonhar, não apreciam brincar com as letras, com as palavras, de as sentir, no mais belo que elas possuem, o dom de fazerem chorar, de fazerem sofrer, de fazerem rir, de fazerem pensar!!!...
…a leitura, ah, a leitura, meus amigos, quanta ilusão, no tempo da proibição, o que me ofereceu, quanto sonho me proporcionou, quanta gargalhada proferi, só, como um tonto, com um livro na mão, quanta aventura, quanta emoção, quanta mais não teria, se tivesse…os livros da minha ambição, no tempo próprio, quando mais novo, ilusionado!!!...Mas, quem sou eu???...Um abraço do Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 14:14
link do post | comentar | favorito
|

...gostei...do que li!!!...




…gostei do que li________, relembrei factos horrendos do passado, do presente, ainda há pouco, uma fartura, por todo o lado!!!... O Mundo não aprendeu, ainda proliferam muitos Sinistros por aí, encapotados… está bom de ver!!!... Numa coisa discordo, quando escreve e… passo a citar:

-E acabemos com a mania dos bodes expiatórios; deixemos de acusar uns e outros como na Idade Média se acusavam as bruxas. Quando chove é por causa do efeito de estufa e a terra aquece; quando faz frio e não chove também é por causa do mesmo efeito, das indústrias e dos automóveis e dos malandros que os guiam.

…quando se acusa, não de modo simplista, antes… com razão, é porque se sente na pele, incluo-me também, os efeitos negativos de políticas erradas e erráticas, cometidas por gentes eleitas que prometeram, que esqueceram, que se não responsabilizaram, incompetentes e incapazes, vorazes nas suas vaidadezinhas bacocas, imbecis, tratando-nos como tontos!!!... Não acuso, sem razão alguma, antes pelo contrário!!!... Não me arrumo ao termo simplista, nem um pouco, sequer!!!... Continuarei como sempre fui, sem ser caçador de bruxas, na Idade Média, nem caçador de comunistas, em tempos… lá pelos States!!!...

…quero acreditar… no que me prometem!!!... As guerras, para mim, tanto a do Sinistro, como as que se prolongaram, as que ainda existem… são, no concreto, bestialidades, indignas, impróprias, com barbaridades inenarráveis, por mais que se tente descrevê-las, mostrá-las!!!... Com o seu escrito, cometeu uma boa prestação!!!... Aplaudo-o!!!...

…daqui para o futuro… gostaria que a impunidade fosse coisa morta, que a responsabilidade, deixasse de ser palavra vã, que a competência fosse excelência, que a corrupção… se enterrasse de vez!!!... Continhas claras, bons exemplos, Estado sério, serviço público completo, nada de enganos!!!... Os simplistas, nos que não me incluo… surgem quando vamos verificando certas coisas esquisitas e diferentes daquilo que nos mostraram, ao princípio, em altura de convencimentos, pode crer!!!... Para que os simplistas se extingam, por eles próprios… políticas de verdade, contas claras e… feitos!!!... Não foram só os simplistas que deram origem ao Sinistro, aos Sinistros que, para nosso mal… ainda existem!!!... Pense no que lhe escrevo, é sentido, vem de dentro!!!... Quero o equilíbrio na sociedade a que… me honro, de pertencer!!!... Pode crer!!!... Exigir e denunciar não é atitude simplista, quanto a mim, é o direito que todos temos, numa democracia qualquer, séria e digna, claro!!!... Abraços do Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:28
link do post | comentar | favorito
|

... a leitura é... fundamental!!!...


…a leitura é fundamental!!!...Desde que tenhamos quem nos consiga, por ela, despertar o gosto, é das fases mais gratificantes no harmonioso desenvolver do nosso ser…há alturas que, por mais que queiramos, não conseguimos apartar da nossa companhia, um livro, um bom livro…fases na vida de qualquer um a quem proporcionaram essa habilidade, a da leitura!!!...

…depois de adquirida é tudo uma questão de a saber canalizar no sentido correcto, no bom caminho… bem vistas as coisas, desde que tenhamos o vício, o da leitura, tudo o que nos apareça pela frente é devorado com voracidade, independentemente de clássicos ou não clássicos, nacionais ou estrangeiros!!!..

…quando mais novo, muito antes das novas tecnologias, nos tempos da rádio e…nos primeiros passos da televisão, a preto e branco, tudo consumia, desde que tivesse letras, palavras, frases e…algum sentido, com bonecos ou sem eles, de cordel ou não, sérios, muito sérios ou chocarreiros e sem interesse, para alguns!!!... Por mim falo, tudo me agradava e conseguia prender a atenção, me transportava ao cimo das nuvens, tal o prazer que obtinha com o que lia…era, o que se chamava, um verdadeiro rato de biblioteca, por vontade própria, por inclinação, sem ser por obrigação!!!...

…quanto aos estudos, à minha formação académica, à minha preparação para a vida profissional, sempre fui muito refractário, teimoso e resistente, nunca gostei de barreiras impostas, de obrigações intransigentes, de ser obrigado a gostar do que não gostava, daí a minha aversão a certos palavrões, a determinados lugares comuns dos que, por jactâncias e convencimentos, se fecharam num grupo muito restrito, o dos intelectuais, os que se adonaram de verdades absolutas quanto a escritores, prosadores ou poetas, do passado ou do presente, de todas as latitudes e longitudes, de toda esta bola em que vivemos, muito completa, quanto aos que escrevem, desde os cavernículas até aos nossos dias, dos mais citados e recomendados aos mais apagados e anónimos…gosto de ler porque a leitura, em si, me dá prazer!!!...

…ela, a referida, na sua essência, não deixa de ser o que é, simplesmente uma transmissão de vivências, mais burilada ou não, com mais ou menos floreados, com termos de arrebatar, com frases de espanto, com filosofias muito próprias de quem escreve, com mais ou menos aceitação por parte de quem a lê, com maior ou menor imaginação, com criatividade suficiente que nos prenda, nos vicie, desde o início, como um bálsamo, uma oferenda dos céus, um agrado inigualável, uma referência que permaneça viva por muitos anos da nossa curta existência!!!...

…li muitos autores, desde os intocáveis e adorados por toda uma série de fanáticos dos referidos, até aos mais soft, os que, por razões que não entendo, não passam da cepa torta, não ascendem ao estrelato, não deixam o anonimato, as sombras em que se encontram…deles, sem excepção, sempre tirei alguma coisa nunca os endeusando porque, afinal, não deixaram de ser o que foram, simples mortais que nos deixaram escritos!!!...Foi a contribuição deles para humanidade, tal como um pedreiro, um lavrador, um varredor, um médico, um advogado, um sapateiro, eu sei lá, qualquer tipo de profissional que desempenhe, com verdade e honestidade, a sua tarefa!!!…Foram grandes no que fizeram???...

…talvez o tenham sido, pelo que… deles, se lê, se fala, se comenta, se estuda, se esmiúça até ao âmago, não deixando de ser, tal como já o afirmei, simples peças desta grande máquina produtora de novos génios, sempre e sempre, cada vez mais, à medida que o tempo passa, à medida que nos interiorizamos porque, quantos e quantos não há que, desde que a isso se proponham, conseguem transmitir para o papel tudo e todas as experiências das suas próprias vidas, porque todas as vidas, desde que vividas, têm interesse!!!...É tempo de não perdermos muito tempo com os mortos de há séculos!!!...Que eles nos sirvam como base, como ponto de partida, muito bem!!!...Que eles nos proporcionem momentos inolvidáveis, tudo certo!!!...Que eles nos sirvam de referência, claro!!!...Que sejam obsessivamente citados, esventrados até ao seu mais íntimo pormenor, parece-me que é demais e…aborrece!!!...

…o mal da literatura cinzenta, quanto a mim, é este, o que tenho tentado descrever, humildemente, neste palavreado que, já se vai arrastando, mais do que pretendia, no início!!!...É a minha maneira de ver a questão, respeitando, evidentemente, todos os outros pontos de vista e de opinião!!!...Sou, como sempre fui, um pouco contra todas as regras instituídas pelos sistemas da nossa sociedade, uma persona non grata, para muitos… pelo menos neste sector, o da literatura, pura e…dura!!!...Um abraço do Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 07:19
link do post | comentar | favorito
|

...literatura... a dura???...

…literatura…a dura???...

…literato, iletrado… convencido,
deslumbrado, consigo próprio, lá nos altos,
comungando projectos, bem dilectos,
em patamares superiores…muito ungido,
da plebeia multidão…afastado,
cordato, em sítios mui selectos,
sisudo, com livros, mais que muitos,
investigador, rato de biblioteca,
homem de pouca estaleca,
com pensares, com rodos, com fluidos,
papelarias, suas fantasias,
sonhos arrecadados, em estantes,
vidas paradas, estanques,
visionamento de frases, de obras,
de filosofias várias, de sobras,
com óculos, com barbas, pensativo,
discernimento de, pouco activo,
intelecto febril, corpo passivo,
literato de extirpe, de trato,
no seu círculo, no seu âmbito,
rodeado de ideias mil, nos papéis,
calhamaços, como maços, sem cordéis,
gente fina, de gabarito,
uma moda, um hino, uma excelência,
num deslumbrar que se prolonga,
pura vaidade, excrescência,
numa literatura que se não alonga,
que se encerra, se coíbe, se inibe,
se fecha…se restringe,
se diminui, se evapora, se dilui,
porque se vende…se prostitui!!!...


…quando os vejo, quando os oiço, burilados,
arrastando nomes, citando frases, excertos,
dando uma de sérios…enrolados,
num falar d´outras esferas…espertos,
perante tolos, tristes palonços,
boquiabertos…com os insossos,
intelectos…bem dilectos,
bafientos, com traça…infectos,
restos de todo um passado…dejectos!!!...

…todos os escritos, todos os saberes, todos os sentires,
desde que vividos, desde que sentidos… depois de escritos,
são importantes, gratificantes, digna e pura…literatura,
não há cordéis, não há bibliotecas, não há porvires,
nem papelarias, nem editoras…com proscritos,
logo à partida, no início…como censura!!!...
…quem sente ou sentiu, escreveu,
quem não gosta do que leu,
engole em seco, sem escarnecer,
porque…faz doer!!!...

…Mas, quem sou eu???...Abraço do Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 07:17
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2005

... nostalgia e... memória!!!...




…nostalgia e memória, pelo olhar melancólico de quem… já viu, já sentiu outras coisas, na sua vida!!!... Concordo contigo, não por concordar, para te incentivar ou qualquer outra coisa do género, contemporizar, apenas… pelo simples facto de querer sê-lo!!!... Estou na mesma linha de pensamento, ao recordar episódios de há muito, na minha vida… vividos, como se fora hoje!!!... Parece que estou a vê-los, era eu criança, havia poucos automóveis e os meios de transporte eram mais à base de tracção animal, de burros, de machos, de mulas, de cavalos, de bois… qualquer quadrúpede, servia, na altura!!!... O piso das ruas pejado de excrementos, pelos ares… um odor apropriado, vai para cinquenta e tais anos!!!... Muita fruta, meu Deus!!!...

… na minha santa terrinha, havia um homem, já de idade, pelo aspecto, não pelos anos… entre os trinta e os quarenta, sofrido, mal comido, com uma rebanhada de filhos, aguadeiro de profissão, companheiro dum burro, que o servia…pacientemente, com canga apropriada, onde carregava quatro cântaros grandes de metal, latão… para ser mais preciso!!!... Era o trabalho dele, a sua tarefa diária… entre caminhada e caminhada, entre a fonte, lá para a serra, afastada da vila, água com outro sabor, um primor, com muitos apreciadores… diga-se, e a povoação, onde apregoava o produto, é evidente, vendendo, por meia dúzia de patacos, o precioso líquido!!!...

… como já mencionei, o homem em questão tinha família numerosa, vivia no meio de muitas dificuldades, pelo pouco que ganhava, pelo número de filhos que tinha!!!... A sua única distracção, no fim do dia de labuta… era a tasca, junto da qual parava o burro, solto, sem estar amarrado a nada!!!... O dono entrava no local, satisfeito, boçal… pensando de antemão, noutro líquido, no tinto, copo atrás de copo, que emborcava, enquanto falava e gargalhava com amigos, adeptos de tal desporto, claro!!!... Fora, solto, como se nada… o burro, de olhar meigo, enigmático, pensativo, quiçá, pacientemente, aguardava!!!...

… o tempo ia passando, o burro esperava e… o dono emborrachava-se!!!... A cena repetia-se, no dia-a-dia!!!... Embriagado por completo, com a ajuda dos parceiros das libações alcoólicas, sem consciência, totalmente fora da realidade, sentia-se içado, era colocado, a custo, em cima do lombo do asno!!!... Bonacheirão, paciente, sem um gemido, sequer… o bicho (… sem desprestígio, simples expressão!!!...), aguentava!!!... Os companheiros, depois de verem o aguadeiro bem sentado, seguro… davam uma palmada no pobre do animal e, com o arre burro do costume, este, encaminhava-se docemente, com movimentos lentos e cadenciados até casa do seu dono, onde parava, raspava os cascos, fazendo som, dando sinal!!!...

…a mulher do vendedor de água fresquinha, da fonte da serra, quando ouvia os pés do animal a rasparem nas pedras da calçada, abria a porta, descia os degraus e… forte e robusta, com palavras azedas, amargas, com raios e coriscos, num português de época, apropriado… bem ao jeito, a preceito, abraçava o corpo inerte do marido, adormecido, embriagado por completo, apeava-o, levava-o para dentro de casa!!!... Depois de o meter na cama, num lugar qualquer, de o arrumar… sempre barafustando, ralhando com o marido, com a vida dela, com a tasca e com os companheiros de bebedeiras do dito, vinha à rua, tirava os cântaros vazios, a canga, os arreios… ao pobre do burro, dava-lhe uma palmadinha de reconhecimento e… este, com os seus vagares entrava por um portão, ali ao lado, para um casão, onde tinha a ração, na manjedoura, onde estendia seu corpo cansado no chão!!!... Era assim, todos os dias!!!... Estou escrevendo o que via, estou vendo o que vivia, na altura, como se fosse agora, como se fosse hoje!!!... Estas imagens ficaram-me gravadas na memória, deram-me conhecimento de vida, ensinaram-me a respeitar muitos daqueles que… muitos de nós, depreciativamente, denominamos de animais, de irracionais, por aí fora… sem nos visualizarmos, sequer!!!...

… não é ficção, nem com o intuito de te ir ao jeito, não é essa a minha postura… era a realidade de vida, na altura, numa vila alentejana do passado, com os cromos da época, pois então!!!... Figuras típicas… de há cinquenta anos e tal, memórias minhas e de burro, também!!!... Abraços do Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 08:12
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2005

...eles falam, falam!!!...




…eles falam, falam… como alguém, por aí escreve, como alguém, por aí diz e… o certo é que, tanto um, como outro enfermam dos mesmos males, muita treta, poucos feitos, só para inglês ver, é evidente!!!... Como o tempo tem estado como todos sabemos, uma Primavera fora de época, uma seca, para quem necessita de água, para campos e para gados, para consumo, no interior, mais carenciado, mais negligenciado, abandonado, tremenda calamidade, pura verdade!!!... Ao invés, para os do litoral, com mais ofertas, com muitas distracções, um pouco mais abastecido do essencial, quanto a abastecimento do líquido precioso… nem dá para ver, seguem, como se nada!!!... A vidinha vai-se fazendo, vai correndo, com alguma normalidade, dentro da anormalidade, a deste País, tão diferenciado, tão desequilibrado, prometido e… esquecido, logo a seguir, num desleixo, numa incúria, num laxismo, gritantes, entregue, desde há três, quatro anitos… a um molhinho de irresponsáveis e incompetentes, de várias cores, indiferente!!!... Como me ia explanando, escrevinhando meus lamentos, meus pensares, meus sentires… continuo, no mesmo sentido, com o mesmo conceito, quanto a tempo, quanto a água, a que se não tem, quanto a Sol… o que abunda, nesta Primavera extemporânea, que se prolonga, para nosso mal, claro!!!...

… quem não gosta do astro rei???... Quem não gosta do bom tempo (???...), mesmo fora de tempo???...Quem não aproveita… desde que possa, ainda que mais não seja, para aliviar de outras penas, carradas delas, ultimamente???... Com uma aberta, com um carrinho ao jeito, com vontade, com algumas lecas, numa tarde qualquer… um ver se te avias, ala que lá vão eles, nós, os outros, tristezas para trás das costas e… ao caminho, que se faz tarde!!!... Pois é… entre tantos que não podem, entre tantos com fome, entre tantos desempregados, ainda me considero um privilegiado, um abençoado, embora tristonho, de mal com muitas coisas que não concebo porque, penso muito nos outros, nos mais carenciados, nos postos de lado!!!...

… foi no domingo passado, aqui ao pé, aqui à porta, a um saltinho… à serra da Arrábida, a tal que é zona protegida, que tem dado muito que falar, pelas casinhas, quintinhas dos importantes, ministros ou não, em gestão ou… no activo, pelos vistos, pela cimenteira, pelos lixos banais, pela co-incineração e, pelo melhor que ela tem, espécies únicas, que deveriam ser protegidas e não foram, não são, pelas paisagens grandiosas, autênticas obras-primas, pintadas numa tela dum pintor mágico, fantástico, superior!!!... Fomos lá dar uma voltinha… há quanto tempo o não fazíamos!!!...

… isto, depois de ver, com olhos pesarosos… uma reportagem duma visitinha dos bloquistas, ali para o Baixo Alentejo, local onde depositam óleos, líquidos tóxicos, lençol enorme de lamas, a céu aberto, no concreto, uma enormidade, calamidade!!!... Como este local, quantos outros não haverá, como se estivessem escondidos debaixo do tapete… por inconvenientes, incómodos para os que descuram o ambiente, os que deveriam ser e não são… responsáveis, os que falam, falam… até quando???... Há problemas gravíssimos no nosso ambiente, avassalado, descuidado, escarnecido, vilipendiado!!!...

… mas, voltando ao tema, à volta pela Arrábida, local da minha afeição, beleza incomparável, perfeição absoluta, não tanto, quiçá!!!... Fomo-nos chegando, passámos por Azeitão, começámos a subir, a deliciarmo-nos com o que víamos!!!... Fomos subindo, subindo… com o oceano lá ao fundo, azul claro, calmo, alguns barcos que, ao longe, pareciam parados, do outro lado, a península de Tróia, a costa alentejana, como um fio doirado… a perder de vista, o estuário do Sado, largo, preguiçoso… maravilhoso, o casario de Setúbal, lá ao longe, quando chegados ao ponto mais elevado, por uma aberta, do lado esquerdo, o inverso, paisagem diversa, arredores de Azeitão, outras povoações, casinhas de brincar, com muitos verdes… um encanto!!!... Já lá não passava há muitos meses, ia satisfeito com o que via, nem tão pouco me lembrava, pois não!!!... Ao descer, num rompante, em plena serra, calamidade, veio-me à mente o incêndio, a série de fogos do último Verão, tremenda maldição, responsabilidade acrescida, memória recente… perante o que ia vendo, árvores e arbustos calcinados, enegrecidos, tantos!!!...

…quebrou-se-me o encantamento, entristeci, reflecti!!!... O ambiente com lamas, com tóxicos, banais ou não, com desprezo, com laxismo, com fogos, mais que muitos… no curto espaço de tempo, três ou quatro anitos, tem sido gravemente atacado!!!... Não basta descurarem as pessoas, as que são tratadas como lixo, como ainda o entorno, o Paraíso, o protegido, inclusive!!!... Ainda têm a lata, quando falam… de se incriminarem, uns aos outros, como se fossem detentores da verdade, possuidores das soluções!!!... Eles falam, falam… como alguém escreve, como alguém diz!!!... Pobre País!!!...

… para me compensar do triste espectáculo, não como recompensa, não como homenagem, antes… como hábito antigo, desde há muito, contristados, fomos comer umas tortas de Azeitão, as verdadeiras, as primeiras, no local de sempre, à hora do lanche!!!... Quando os oiço, quando os vejo, quando os leio… quando penso, tenho de escrever, estas coisas, entre outras!!!... Ao que chegámos, Deus meu!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 08:10
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2005

...vá para fora... cá dentro!!!...



…o tempo não vai bem para a época, anda tudo trocado… em pleno Janeiro, um mês por inteiro, sem chuva!!!... Anda muita coisa confusa!!!... Gostamos de ver o Sol, quando aquece, quando não constipa… é agradável, confortável!!!... Inquietante, por estarmos, como estamos… com sol, com frio, sem chuva!!!... Arrefecimento global, coisa esquisita, nunca vista, de há muitos anos a esta parte!!!... Os crânios, andam inquietos, baralhados!!!... Fazem previsões do camano!!!... O que esperavam daqui por umas centenas ou milhares de anos, calculam, agora… que se irá começar a dar, a sentir, daqui por uma ou duas décadas!!!... Reúnem, comparam, avisam, dizem… o que não disseram!!!... Não há meio de colocarem um ponto, no acumular de asneiras que certos Países, teimosamente, continuam cometendo, para mal deles, da humanidade, em geral!!!... Enfim, como ser insignificante que sou… no meio de tantos, limito-me a encolher os ombros, fazendo o melhor possível, dentro do que me cabe, não cometendo barbaridades no consumo, tentando ser respeitador, o mais possível… com esta Natureza, com este Mundo, minha casa, casa de todos, não a agredindo, usufruindo-a, quando posso, espantando-me com ela… a cada momento!!!..

… como parece estarmos em plena Primavera, há uns dias atrás, num domingo qualquer, soalheiro, por inteiro, ainda há pouco… aproveitámos os dois, eu e minha mulher, metemo-nos no carro, atravessámos a ponte, a que mudou de nome logo após a revolução dos cravos, a que está mais que paga (…grande negócio, tremenda exploração!!!...) fomos para o outro lado, para a outra banda do rio, para a margem norte, é evidente!!!... Ali, em Alcântara, virámos à direita e seguimos pela marginal, bordeando o rio Tejo, o dos meus amores, o dos amores de todos os portugueses!!!... Basta vê-lo para ficarmos enamorados!!!... Sou namorado dele… antigo, vai para muitos e muitos anos!!!...É sempre um encanto, apreciá-lo, não me canso!!!... Depois de Cascais, da Boca do Inferno, continuámos… parámos no Guincho, espreitámos a praia, sempre alterosa, com as suas vagas, com as suas ondas, apanhámos um pouco de Sol de Janeiro (???...), o tempo está trocado, soube-nos bem!!!... Continuámos, subimos a Serra, usufruímos as vistas e… fomos até Sintra, na mira dum bolinho regional!!!...

…como qualquer português que se presa, embora goste de andar… nesse dia, por força, queria estacionar o mais próximo possível da pastelaria!!!... Tarefa dantesca, impossível de concretizar!!!... Demos voltas e voltas na povoação… ficámos com a vontade e regressámos, pelo mesmo caminho!!!... Nunca me canso de passar por ali, por este circuito!!!... Já em Belém, contra ventos e marés, como quem diz… contra montes de gente, como sempre, aos domingos, fomos comer uns pastéis, na pastelaria mais afreguesada que conheço, a do sítio, junto do Palácio da Presidência, uma excelência!!!... Com paciência, aguardámos uns escassos instantes e… tal como dantes, deliciámo-nos!!!... Com eles, nunca me engano… acabadinhos de fazer, quentinhos ainda!!!... Esticámos as pernas, vimos a árvore das lâmpadas mil, aguardámos pela noite, ficámos satisfeitos com o que vimos, num local aprazível, frente aos Jerónimos, ali ao lado do mamarracho, (…o que lhe chamavam na altura, obra muito contestada, já aceite, somos assim!!!...) obra do Cavaco… o Centro Cultural!!!... Já noitinha quando atravessámos o Tejo, por cima da ponte, a tal, a mesma, a que rende e rende… uma fartura!!!... Mais uns quilómetros, poucos e… estávamos em casa, depois deste parênteses, num dia de Sol agradável, fora do tempo… em Janeiro!!!...

… foi bom o passeio!!!... Vá para fora… cá dentro, sabe bem, de vez em quando!!!... Boas viagens!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 08:49
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2005

...entre papagaios e... palhaços???...




…numa sala de espera, dum consultório médico, dum laboratório qualquer, dum dentista, também… enquanto se espera, há sempre um jornal, uma revista, à mão!!!... Ajudam a passar o tempo, folheiam-se, lêem-se as gordas, um que outro artigo, do dia, do anterior, com semanas passadas, ultrapassadas, quiçá!!!... Hoje, para não fugir à regra… estendi o braço, apanhei o Correio da Manhã, não sei se do dia, de hoje… se do anterior!!!... Fui lendo, por alto, sem ligar muita importância a comentadores, outros como eu, como nós… quando escrevemos, quando comentamos, papagaios caseiros, na nossa, na de outros… tanto faz, dá igual, indiferente!!!... A crediblidade dos políticos, pelo lido, não é de agora, já dura… anda pelas ruas da amargura, pelos vistos!!!...

…quando, incrédulo me quedei… o Povo anda deprimido, descrente, tanta e tanta gente mas, mesmo nas piores alturas, ainda não perdeu, tal como o papagaio-mor, o sentido do humor!!!... Este, papagaio assumido, distinguido, despedido, calado, afastado, já regressado… há pouco, poucochinho, fala de Guterrista de segunda, não se visualizando sequer e… aos seus, outros que tais, mas o Povo não perdoa e… pela calada, descarrega, pois então!!!...

…segundo li, tal como vi… nos cartazes que estão, entre o Marquês e as avenidas novas, de todos os líderes, sem excepção, conforme o C.M., houve quem… com sentido de revolta, com alguma imaginação, sendo burlesco, dantesco, sistemático, conciso e preciso, se deu ao trabalho de brindar os políticos cimeiros, os primeiros, os não credíveis… com uma bolinha redondinha e vermelha, encarnada, para os que não gostam do vermelho, mesmo, mesmo… na ponta do nariz, transformando-os, dum momento para o outro, em palhaços, tal e qual!!!... Houve algumas excepções, pelo que ouvi… mais tarde, nas notícias das treze horas!!!... Afinal, o diário, era de hoje!!!... Nem tinha reparado, confesso!!!...

… entretanto há um que diz, não se contradiz, pelos vistos… que está aberto a debates e o outro, o das pedradas, das chapadas, das facadas, embirrou, ultimamente… com esta, a dos debates, com mimos, com baralhadas, com trapalhadas, numa continuidade… já hábito, ridículo, caricato!!!... Que se penitenciem, que se deixem de palhaçadas!!!... Sujeitem-se às bolinhas encarnadas, na ponta do nariz, sem excepção, pois então!!!... Dá pena… sinto dó!!!... Entre papagaios e… palhaços, cá vamos entristecendo, esmorecendo, não acreditando, talvez!!!... Dá que pensar… sobre esta série de trapalhadas, por tudo e por nada, como uma maneira de estar na política, descredibilizando, aviltando, por querer, cada vez mais, numa ascensão alucinante, degradante!!!... Porque será???... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 18:06
link do post | comentar | favorito
|

...entre papagaios e... palhaços???...




…numa sala de espera, dum consultório médico, dum laboratório qualquer, dum dentista, também… enquanto se espera, há sempre um jornal, uma revista, à mão!!!... Ajudam a passar o tempo, folheiam-se, lêem-se as gordas, um que outro artigo, do dia, do anterior, com semanas passadas, ultrapassadas, quiçá!!!... Hoje, para não fugir à regra… estendi o braço, apanhei o Correio da Manhã, não sei se do dia, de hoje… se do anterior!!!... Fui lendo, por alto, sem ligar muita importância a comentadores, outros como eu, como nós… quando escrevemos, quando comentamos, papagaios caseiros, na nossa, na de outros… tanto faz, dá igual, indiferente!!!... A crediblidade dos políticos, pelo lido, não é de agora, já dura… anda pelas ruas da amargura, pelos vistos!!!...

…quando, incrédulo me quedei… o Povo anda deprimido, descrente, tanta e tanta gente mas, mesmo nas piores alturas, ainda não perdeu, tal como o papagaio-mor, o sentido do humor!!!... Este, papagaio assumido, distinguido, despedido, calado, afastado, já regressado… há pouco, poucochinho, fala de Guterrista de segunda, não se visualizando sequer e… aos seus, outros que tais, mas o Povo não perdoa e… pela calada, descarrega, pois então!!!...

…segundo li, tal como vi… nos cartazes que estão, entre o Marquês e as avenidas novas, de todos os líderes, sem excepção, conforme o C.M., houve quem… com sentido de revolta, com alguma imaginação, sendo burlesco, dantesco, sistemático, conciso e preciso, se deu ao trabalho de brindar os políticos cimeiros, os primeiros, os não credíveis… com uma bolinha redondinha e vermelha, encarnada, para os que não gostam do vermelho, mesmo, mesmo… na ponta do nariz, transformando-os, dum momento para o outro, em palhaços, tal e qual!!!... Houve algumas excepções, pelo que ouvi… mais tarde, nas notícias das treze horas!!!... Afinal, o diário, era de hoje!!!... Nem tinha reparado, confesso!!!...

… entretanto há um que diz, não se contradiz, pelos vistos… que está aberto a debates e o outro, o das pedradas, das chapadas, das facadas, embirrou, ultimamente… com esta, a dos debates, com mimos, com baralhadas, com trapalhadas, numa continuidade… já hábito, ridículo, caricato!!!... Que se penitenciem, que se deixem de palhaçadas!!!... Sujeitem-se às bolinhas encarnadas, na ponta do nariz, sem excepção, pois então!!!... Dá pena… sinto dó!!!... Entre papagaios e… palhaços, cá vamos entristecendo, esmorecendo, não acreditando, talvez!!!... Dá que pensar… sobre esta série de trapalhadas, por tudo e por nada, como uma maneira de estar na política, descredibilizando, aviltando, por querer, cada vez mais, numa ascensão alucinante, degradante!!!... Porque será???... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 18:04
link do post | comentar | favorito
|

...entre papagaios e... palhaços???...




…numa sala de espera, dum consultório médico, dum laboratório qualquer, dum dentista, também… enquanto se espera, há sempre um jornal, uma revista, à mão!!!... Ajudam a passar o tempo, folheiam-se, lêem-se as gordas, um que outro artigo, do dia, do anterior, com semanas passadas, ultrapassadas, quiçá!!!... Hoje, para não fugir à regra… estendi o braço, apanhei o Correio da Manhã, não sei se do dia, de hoje… se do anterior!!!... Fui lendo, por alto, sem ligar muita importância a comentadores, outros como eu, como nós… quando escrevemos, quando comentamos, papagaios caseiros, na nossa, na de outros… tanto faz, dá igual, indiferente!!!... A crediblidade dos políticos, pelo lido, não é de agora, já dura… anda pelas ruas da amargura, pelos vistos!!!...

…quando, incrédulo me quedei… o Povo anda deprimido, descrente, tanta e tanta gente mas, mesmo nas piores alturas, ainda não perdeu, tal como o papagaio-mor, o sentido do humor!!!... Este, papagaio assumido, distinguido, despedido, calado, afastado, já regressado… há pouco, poucochinho, fala de Guterrista de segunda, não se visualizando sequer e… aos seus, outros que tais, mas o Povo não perdoa e… pela calada, descarrega, pois então!!!...

…segundo li, tal como vi… nos cartazes que estão, entre o Marquês e as avenidas novas, de todos os líderes, sem excepção, conforme o C.M., houve quem… com sentido de revolta, com alguma imaginação, sendo burlesco, dantesco, sistemático, conciso e preciso, se deu ao trabalho de brindar os políticos cimeiros, os primeiros, os não credíveis… com uma bolinha redondinha e vermelha, encarnada, para os que não gostam do vermelho, mesmo, mesmo… na ponta do nariz, transformando-os, dum momento para o outro, em palhaços, tal e qual!!!... Houve algumas excepções, pelo que ouvi… mais tarde, nas notícias das treze horas!!!... Afinal, o diário, era de hoje!!!... Nem tinha reparado, confesso!!!...

… entretanto há um que diz, não se contradiz, pelos vistos… que está aberto a debates e o outro, o das pedradas, das chapadas, das facadas, embirrou, ultimamente… com esta, a dos debates, com mimos, com baralhadas, com trapalhadas, numa continuidade… já hábito, ridículo, caricato!!!... Que se penitenciem, que se deixem de palhaçadas!!!... Sujeitem-se às bolinhas encarnadas, na ponta do nariz, sem excepção, pois então!!!... Dá pena… sinto dó!!!... Entre papagaios e… palhaços, cá vamos entristecendo, esmorecendo, não acreditando, talvez!!!... Dá que pensar… sobre esta série de trapalhadas, por tudo e por nada, como uma maneira de estar na política, descredibilizando, aviltando, por querer, cada vez mais, numa ascensão alucinante, degradante!!!... Porque será???... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 18:01
link do post | comentar | favorito
|

...tempo de pai... que já lá vai!!!...




… tempo do pai,
tempo que foi, que já lá vai,
que passou, findou,
quando se esfumou, deixou marca,
muita coisa ficou,
memória que se não aparta,
que retém, como refém,
época bonita… era eu, criança,
na sua labuta, na sua luta,
na brincadeira de rua,
doce esperança,
jogo do empurra,
uma contradança,
um polícia, outro ladrão,
barulho, gritaria, confusão!!!...


…o pai… ao balcão,
negociando, convencendo,
profissional, de corpo inteiro,
pequeno comércio, vendendo,
outros tempos,
merceeiro… miscelânea,
negócio que se arranja,
maneira de ser… espontânea,
relógio que se amanha,
sábado de azáfama,
máquina que se concerta,
conta que se paga, que se acerta,
pai… que se ama,
que se idolatra, que se enaltece!!!...


…burburinho, clientela,
naquela vila, naquela viela,
rua de confusão,
de catraios… em profusão,
bacalhau que se corta, se pesa,
mais uma despesa,
meio arrátel de café,
pequena porção de açúcar,
embrulho de papel pardo,
um queijo, uma linguiça,
um grito… é o Zé,
o escolhido, o que fica no lugar,
contagem rápida, um esvoaçar,
o que se agarra, o mais parvo,
energia que se atiça,
catraio que se esconde,
foi por ali… está aonde???...


…não posso pagar,
não há problema, ti Maria,
não há azar,
quando puder,
um faz favor,
um muito obrigado,
uma balbúrdia, noite de sábado,
noite de compras,
noite de contas,
noite de jogos, iluminados,
ali ao pé,
junto da loja,
com muita gente,
como sempre,
na rua… onde se aloja,
numa amálgama, numa animação,
o movimento,
nesse momento,
…recordação!!!...

… tempo de pai,
tempo que foi… que já lá vai!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 10:08
link do post | comentar | favorito
|

...estudar... no café!!!...




…era normal, todos os dias, depois das aulas, quando regressava à casa onde me encontrava hospedado, nos meus tempos de estudante, adolescente!!!... Tinha um quarto, podia dispor da sala… para estudar mas, a casa não era minha, não me sentia cómodo, quiçá!!!...Quase sempre, agarrava nos livros, encaminhava-me para o café, puxava uma cadeira, pedia uma bica, sentava-me, espalhava os calhamaços (… de estudo, claro!!!) e, aguardava… olhando para o exterior, através das grandes vidraças, a vida, o povo que passava, embevecido com o que via, satisfeito comigo próprio!!!...

…chegava o café, cheiroso, quente, apetitoso!!!... Bebericava-o, aos poucos e, mais enfadado, porque enfadonho… abria um compêndio, folheava-o, sem interesse, uma seca, tirava alguns apontamentos, sublinhava a vermelho, tentava reter na memória, compreender!!!... Obrigação, dever, aplicação… imposição, lugar inadequado, o menos indicado!!!... O café, como lugar de estudo… nunca funcionou!!!... Que, com insistência, persisti… facto mais que provado, basta recordar, lembrar!!!... Tinha carradas de inconvenientes!!!... Por vezes, abstraía-me, conseguia mas… sol de pouca dura, fartura!!!... Amigos e colegas que chegavam, conversas que se faziam, combinanços de momento, planos para concretizar, no acto, na hora… livros que se fecham, uma volta, um esquecimento!!!... Vou ali… já venho e, o estudo, ficava por ali, uns minutos, uns segundos!!!...

… no dia seguinte, a estória repetia-se!!!... Estudar no café, por mim falo… nunca deu nada, antes pelo contrário!!!... Era ponto de encontro, era lugar de conversa, diversão, animação… tertúlia ao seu mais elevado nível, outro estilo!!!... Coisa boa!!!... Os livros, o estudo… eram simples pretextos!!!... Convencimentos próprios, desajustados… nada indicados!!!... Outros tempos!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:50
link do post | comentar | favorito
|

...neo-fascistas... como diz Bagão???...




…fugir um pouco do Parlamento, esquecer… sem ir embora, afastar do pensamento, o dito e o seu conteúdo, coisa de vulto, aquiesço, de capital importância, vital… direi, acentuo, sempre vivo, actual, decisor e decisivo!!!... Lamento que sejam poucos, os que se dediquem a essas actividades, as do comentário escrito, sobre políticas e políticos!!!... Daí, o regabofe… em que, por vezes, caímos!!!... Contra ventos e marés, como grita o outro… o das facadas, é difícil a navegação, pois então!!!... Agora, mais recente… com mimos e carinhos!!!... Com outro rumo… têm sido tantos e tão variados, que não passa de simples fumo, derivado de algum fogacho???... Quanto ao útil… duvido, com toda a razão que me assola e pergunto, útil a quem???....Para mudar a sério… deixa-me incrédulo, abismado, tanto aqui, como em qualquer lado!!!... Quer dizer, até agora, temos andado a brincar???... Eles divertiram-se e mais 200.000, ficaram sem emprego, apregoam… na sua radicalidade, na crueza dos factos, com a realidade à flor da pele, sem peias, os militantes de extrema-esquerda dum partido a quem apelidam, também… de esquerda caviar, com desdém, grupinho de burgueses revolucionários, os que mexem nestas verdades, os que tentam endireitar o sistema, doa a quem doer!!!... Nova versão, segundo Bagão… neo-fascistas, pois então!!!... Será que denunciam situações como esta, a do desemprego, o da miséria… como simples passatempo, coisas sem importância???...

… cartazes e mais cartazes, espalhados por tudo quanto é canto, com raiva, com encanto, com sorrisos confiantes, agradáveis, sedutores, com promessas do fim do Mundo, com incitamentos, com denúncias, com queixas, com vitimizações, com ilusões, com as suas razões, as de cada um, unidos em partido, conjunto engrandecido, exército posicionado, com armas e bagagens… pouco antes e durante a campanha de convencimento!!!... Mostram tudo, dizem de mais, são irreverentes, mentem, esquecem, enlouquecem, fazem… o que chamam de luta, de combate, com dichotes, com disparates, com… enganos, tamanhos!!!... Escondem tudo, mostram de menos, como estratégia, é usual… tapam o que os possa prejudicar!!!... Quanto aos cartazes… entram pelos olhos dentro, como vozes desgarradas, como chamamentos, insistentes… convincentes, indecentes, quando ludibriam, quando enganam!!!...

…e assim vamos indo, o tempo vai passando, num combate que se alastra, que se assenhoreia de tudo, dono e senhor… das nossas vidas, no que chamam de democracia, livre escolha, voto útil, contra ventos e marés, mudando de rumo, quiçá… desta vez, a sério, enquanto eles se divertem, é evidente!!!...

… com diversão ou não… é um facto, para ser exacto, limitam-se a apontar o dedo, a tocar na ferida, a mostrar a dor, o sentimento, o aviltamento, a esquecerem burradas cometidas, a tentarem de novo, a prometerem, mais uma vez, até à exaustão, durante esta campanha, tal como noutra passada!!!... Desde sempre o têm feito… é o jeito, o modo, o tom, o som, a música, a cantiga!!!... Já estamos habituados… vamo-nos conformando, baralhados que estamos, quase não ligamos!!!... É tempo dela, mais uma… entre tantas!!!... Por vezes, dado não ser político profissional… esse é o meu mal, não o sendo, vou escrevendo, como se o fosse, tento colocar de lado, afastar-me, ir embora, abandonar o Parlamento!!!...

… penso, inclusive… por gostar de fazer o que faço, de escrevinhar, dedicar-me ao romance, ao conto, à historieta de treta, à poesia, a tempo inteiro mas, logo me desvio dessas ideias, não consigo calar cá dentro… as minhas raivas, as minhas zangas, as minhas brigas… contra tanto e tanto espavento, contra tanta e tanta mentira, contra tanto e tanto aproveitamento!!!... E, cá estou, novamente, como gente que sente, como gente que chora, como gente que… não vai embora, continua no Parlamento, fazendo o que todos deveriam fazer, exigindo e denunciando!!!... Como eu gostaria, se tivesse dinheiros suficientes, verbas apropriadas, encher cartazes e cartazes, com palavras minhas, bem grandes, enormes… sem figuras, sem rostos, assinadas, claro, não anónimas, exigindo o que nos cabe, por direito, por vinculação a um País, denunciando situações escabrosas, negociatas sujas, corrupções e promiscuidades, fazendo campanha permanente, a favor da gente da minha terra, a favor dos desfavorecidos, dos vitimizados, dos postos de lado… dos esquecidos!!!...

… com esta eleição, a do 20FEV 2 005, passados que sejam, meia dúzia de meses, independentemente de quem ganhe, suponho… pelos vistos, pelo que tenho lido, pelo que tenho ouvido, estaremos com situações muito parecidas às que nos envergonham, um pouquinho, todos os dias!!!... Desequilibrados, injustiçados… embrenhados num profundo oceano de contradições, como sempre!!!... Assim eu me engane!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:21
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2005

...pelos livros... que não li!!!...

… de saudosista me apelidaram, mais do que uma vez, por sinal, por ser pessoa de idade, por ter muito passado, por gostar de recordar, como qualquer pessoa da minha geração, com muita vida… já vivida, não por políticas, por ditaduras mortas e enterradas, como julgam, quando o afirmam, quando o escrevem!!!... Do alto dos muitos anos que possuo, (… não tantos como assim, claro!!!...) olhando para trás, recordo, com saudade, outros tempos, outros momentos desta minha caminhada, quando criança, quando jovem adolescente, mais homenzinho, já crescido, com carácter e personalidade própria, formada… um projecto de vida, com bases fortes, num certo sentido, muito fracas, diminuídas, inexistentes… noutro, pouco esclarecido porque coartado, cerceado no que mais adorava, a leitura!!!... Ai se eu pudesse voltar para trás, o que eu não faria!!!... Exclamações destas, tenho-as quase todos os dias!!!... Não se pode remediar o irremediável!!!... Embora digam que a história se repete, a de cada um, a outra estória, depois de… acabou-se, não tem repetição possível!!!... É pena!!!... Os livros que eu leria, os proibidos, na altura, pela censura!!!... Qual seria a minha formação???... Como seria agora a minha maneira de pensar???.... Qual o meu trajecto???...

…perguntas que faço a mim próprio, que não obtêm respostas, que ficam mortas!!!... Trabalho vão, pensares desajustados, inadequados!!!... Espírito inquieto, revolta interior, recusa dum facto, inconformismo, tal e qual!!!... Como gostaria de me aquietar, tal como tantos, de ir batendo as cartas com companheiros, com parceiros, de frequentar cafés, sociedades… fazendo tertúlia, passando tempo, passivo, lascivo, indiferente, pouca gente, indiferente, de me quedar, embasbacado, frente a um televisor, torcendo por um clube qualquer, encarnado, azul ou verde, sofrendo, dando gritos, palmadas e urros, às vezes… murros, nas mesas é evidente!!!... Mas não, sou contra essa maneira de estar, de ser conduzido, induzido, não me aquieto… irrequieto, por natureza, a cabeça a fervilhar, cá dentro, pensando e recordando, ouvindo e comparando, desejando mais e mais, gostando de partilhar os meus pensamentos, escrevendo, de atirar as minhas ideias utópicas para o ar, como se nada!!!...

… pela riqueza de vida que tive o privilégio de viver, em liberdade, quando pequeno, em vila alentejana, em contacto directo com a natureza, com os campos, com os animais, com os meus iguais, companheiros de brincadeira, pelos tempos mais pacatos, mais indolentes, simples e sensíveis, não tão complexos e perversos, como os de agora… sinto saudades, imensas, tamanhas!!!... Não trocava a minha infância por nenhuma infância perdida, incompreendida, desaproveitada… dos meninos de agora, os que vivem em caixinhas, dependentes delas, fechados em redomas, doiradas ou não, com muitas oportunidades, quanto a práticas, quanto a conhecimentos, com a papinha feita, a preceito, ao jeito!!!... Muito menos pelos que… pelas circunstâncias, nem infância tiveram, pesadelos e tormentos, somente, como sabemos!!!... A sociedade actual, com os seus prós e contras, desajustada… pode ser perversa, muito má, péssima, para as crianças!!!...

… a oferta, a possibilidade de escolha, a diversidade… quanto a conhecimentos escritos, sem barreiras de espécie alguma, agora, na hora, é o que mais invejo, comparativamente, quando criança!!!... Aprendi a ler, por tabela, com companheiros mais velhos, pelo gosto pela banda desenhada, pelos bonecos que falavam uns com os outros, naqueles balões, com setas, por cima dos ditos!!!... Era pequeno, ainda não tinha ido para a escola e, como não sabia, perguntava!!!... Havia sempre um, mais velho… que lia em voz alta e eu… ouvia!!!... Eram figuras descoloridas, a preto e branco, fantasiadas, banda desenhada da altura, uma negrura!!!... Tantas vi e ouvi ler que, aos poucos, fui associando os sinais e… quando fui para os lugares das carteiras, na escola primeira, antes de me ensinarem, já sabia, à minha maneira!!!... Depois foi um aperfeiçoar, por parte dos meus professores, os da altura!!!...

…o pior foi o resto, o que se seguiu, a fome enorme de ingerir conhecimentos, a procura incessante, gigante, de saber mais e mais!!!... Obras de ficção, romances, os que me proporcionavam gozo, me davam prazer!!!... Gostava de ler, gostava de saber!!!... De tudo li, tudo averiguei, o que podia, o que me era oferecido!!!... Reduzido, proibido, censurado!!!... Estudei o que tinha que estudar!!!... Por obrigação… nunca gostei, nunca fui de cangas, espírito libertário, revolucionário, sem revolução!!!... Era, pelos meus, considerado como sendo a ovelha negra da família!!!... Não me portava mal mas… queria algo mais do que tinha, para mim e para os meus amigos!!!... Enfim, outros tempos, profundas saudades… graves carências!!!... Pelas carências, as do conhecimento, as vedadas… nunca lhes perdoei, aos ditadores, aos da altura, aos que os recordam agora, aos que os tentam ressuscitar, lhes tentam limpar a memória… escória!!!...

…é degradante, a sociedade que não aposta no conhecimento, que descura as pessoas, que as usa em proveito duma elite reduzida, mais polida, rica de bens, de dinheiros!!!... Ideias de direitas, extremadas, como as que temos… as que se dizem democratas, bacocas, pataratas!!!... Há que renegar gentes dessas, pelo passado que me negaram, quanto a livros que não li, quanto a imposições que me prodigalizaram, com fartura… quando me puseram a marchar, sem gosto, nem inclinação, sequer!!!... Agora, escrevo mais do que leio… pelos olhos, pela vista, pela idade, pela incredulidade, pela falta de sonho, pela crueza das imagens, pelo que folheio, pelo que ponho de lado… imprestável, papel sem préstimo, livros publicados, sem conteúdo, sem nexo, uma hecatombe deles, virou moda, tal como outras coisas, as menos exactas, as menos eficazes, numa época que se não condói, que ainda não se encontrou, pelos vistos!!!...

…apetece repetir o que o Povo pregoa… dá Deus nozes, a quem não tem dentes!!!... Pelos livros que não li… aqui vos deixo, mais um lamento!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:46
link do post | comentar | favorito
|

...tempos do pai... era eu, criança!!!...

… nos tempos do meu pai… quando eu era criança!!!...

… parece que foi ontem, ainda os vejo, aos meus companheiros de idas para a ribeira, nos dias quentes e abafados de Verão, Julho/Agosto, ainda me vejo… também, pequeno, irrequieto, desperto, arguto, muito eu, com olhos arregalados, de gozo, pelo entorno, pelos campos, pelos carreiros que percorríamos, pelas oliveiras grossas, velhas e nodosas, pelas azinheiras, pelos sobreiros, pelas poeiras, pelos rebanhos, pelos homens que tratavam delas, pelos pastores, pelos porqueiros, com os bácoros ali ao pé, sob a vigilância dos ditos, com os seus cajados, com as suas roupas grosseiras, barbados, com barba de semana, com botas rudes, muito próprias para aquelas lides, a quem cumprimentávamos com um ti Zé, ti Manel… de passagem!!!... Deixa estar Manel, que eu, quando for à vila, vou dizer ao teu pai que ias para a ribeira, ouvia, numa ameaça, sem ser, num faz de conta… num calhar!!!... Corrida que se dava, brincadeira que se fazia, num agarrar qualquer coisa, num entreter… enquanto íamos, debaixo dum sol abrasador, sol de Verão, sol de Alentejo, de Julho, de Agosto, talvez… lá íamos, a caminho da ribeira, em grupo, num bando, oito ou nove, dez, quiçá, nivelados, em tamanho, em idade, em interesses, os de momento!!!...

… pedaço de arbusto que se parte, que se colhe, que se agarra, que traça no caminho, no carreiro, risco que levanta pó, um cruzar com outros paus, nas mãos doutros, umas espadeiradas, um imitar do último filme de espadachins, vistos na esplanada do ringue, imitação do actor, do bom, do mau da fita… animação, confusão, gargalhar… lá íamos, a caminho da ribeira!!!... Passávamos por hortas, com pequenas baias, vedações irrisórias, muros meio caídos, esventrados, sem gente, peça de fruta que se tira, que se reparte, que se come, um silvado, com negras amoras, empoeiradas… picadela nos dedos, regalo de sabores, bocas, línguas e goelas sequiosas, o calor era muito, escaldava, a caminhada ainda era longa… um bocado, bem puxado!!!... Lá íamos… a caminho da ribeira!!!...

… uma carroça que passava, um boa tarde, um olá, um ti João, uma amizade, um conhecido, um familiar, dois cães que seguiam atrás, conhecidos de amigos meus, um saltitar, uns ladridos de satisfação… um até logo, tenham juízo!!!... Pedra que se apanha, pedra que se atira longe, mais longe ainda, eu é que ganho, não com o lançamento à cabreiro, a minha foi mais à frente, garantia outro!!!... Repetição, tira teimas, uma e outra, um desafio, pequena paragem, rodopio, sob o sol intenso, tarde de Verão, Julho ou Agosto… no Alentejo!!!... A caminho da ribeira, em grupo, éramos um grupo, éramos um bando, oito ou nove, talvez… dez!!!...

… uma, duas vacas leiteiras, meia dúzia de cabritos, lá ao fundo do caminho, com um adolescente, mais crescido do que nós, a conduzir o grupo de animais!!!... Quando por nós passou, do alto dos seus anos de adolescente, quase homem, ameaçador… levantou o varapau, ah gaiatos dum cabrão, num vozeirão que nos fez fugir, medrosos!!!... Depois, bem… depois pregou uma série de assobios, começou a cantarolar e foi-se!!!... Foi só para desabafar, para se fazer superior, mais homem, com obrigações!!!... Mais conformados, risonhos, esquecidos, continuámos a caminhada!!!... Lá íamos… a caminho da ribeira!!!...

… mais uma paragem, desta vez, sentados à sombra dum chaparro, com conversas, as mais diversas, sobre peões, sobre botões, sobre livros de cow-boys, sobre mergulhos, sobre pegos… os mais fundos, os menos fundos, sobre peixes que apanhávamos junto das margens, com as mãos, na pesca à lapa, dizíamos, por vezes, agarrávamos cobras e salamandras que, num instante, largávamos… um descanso, naquela tarde de Verão, calor intenso, escaldante!!!... Num rompante, a pé, correndo, caminhando, brincando, apedrejando, jogando com paus, com arbustos, com desafios… fomos chegando, estávamos quase lá, na ribeira, era só mais uma ladeira!!!... O calor era tanto que… mal nos precatávamos, livres de roupas e de calçado, os que o tinham… é evidente, havia muitos descalços, todos nus, catrapuz… sem estilo, à cão, com algum saber, os mais habilidosos, que fresquidão, doce sensação, aquele chapinhar, nadando ou não, indo ao fundo apanhar areia, fazendo corridas, gritaria, animação… tínhamos a ribeira, por nossa conta, para o resto da tarde, talvez!!!...

… o nosso objectivo, tinha sido atingido!!!... Estávamos… onde gostávamos, como queríamos!!!... De repente, espanto meu, susto, incrédulo… vejo, com cara de zangados, cá fora, na margem, com as minhas roupas na mão, o meu pai e o meu avô!!!... Já não era a primeira vez que acontecia, por causa da ribeira, aquela tentação… em dias de Verão!!!... Submisso, nuzinho, tal como estava nadando… saí do pego, pedi as roupas, ouvindo, palavras azedas, amargas, zangas, por parte do meu progenitor, do seu sogro e… meu avô!!!... Negaram-mas, fizeram-me subir a ladeira até à estrada, lá em cima, zurzindo e zurzindo, com conversa, com ralhos, sem pancada, batendo na tecla que, por mim… não queria ouvir!!!... Eles tinham razão!!!... Naqueles pegos, por afogamento, muitos amigos meus… tinham morrido!!!... Junto à estrada, os velhotes… pai da minha saudade, avô do meu encanto, deixaram-me vestir, meteram-me no carro e, tal como tinham dito ao Chico, meu amigo de natações e de outras aventuras e desventuras de infância, passaram por casa dele, disseram à mãe que ele… tal como eu, tínhamos ido para a ribeira!!!...

… passados uns dias, soube, pelo Chico, amigo do peito… que, para ele, foi pior!!!... Teve sova a preceito, com cinturão e tudo!!!... O pai do meu amigo era GNR, não pensava duas vezes… quanto a castigos corporais, passava-se e malhava, forte e feio!!!... Foi o que deu, a caminhada à ribeira, numa tarde de Verão qualquer, em Julho ou Agosto, talvez… há quanto tempo, meu Deus!!!... Certo e sabido que… passados uns dias, pelo calor insuportável, pelo gosto pela ribeira, pela brincadeira, pela natação, estávamos lá caídos… uma e outra vez, tantas!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 17:52
link do post | comentar | favorito
|

...exigir e... denunciar!!!...




…exigir e… denunciar, duas palavrinhas pequenas, de somenos importância, apenas!!!... Quanto a significado, quanto a resultado, desde que levadas a sério, com intenção de mudar, com vontade de melhorar… quantos e quantos benefícios, não nos trariam, certamente!!!... A nossa sociedade está impregnada de pequeninos, de gentes que, por uns tostões, por uns sorrisos, por umas simples palmadinhas nas costas, por um emprego a preceito, por um favor, por um jeito… se deixam levar no bote, se deixam enrolar, se transformam em canídeos, de rabinhos a dar a dar, satisfeitos com eles próprios, nas suas vidas direitinhas, acomodadas, conformadas, como se nada!!!... É um facto… um evidência, a subserviência ao patrão, a quebra de espinha, quando curvada, à excelência, o favorzinho que se aguarda, com emoção, a tal lei da rolha, lei da cunha, a abnegação, a entrega total a quem nos dá migalhas, nos proporciona bem-estar, aparente!!!...

… tornamo-nos egoístas, de curtas vistas, quedamo-nos pelo nosso entorno, pelo âmbito restrito a que pertencemos…. esquecemos quem somos, vamos sendo, uns vendidos ou comprados, manipulados, ao jeito dos que puxam os cordelinhos, bonequinhos de S. Aleixo, marionetas, simplesmente!!!... Foi assim, durante muitos e muitos anos, em tempos da ditadura… continuou sendo, continua!!!... É simples, basta ver, basta entender, basta perceber!!!… A complexidade, desta triste e lodosa verdade, a nível sociedade civil, a nível partidos políticos, é um facto, tanto no Poder Central… como no mais distanciado, no local, nas autarquias, nas freguesias, nos futebóis, tantos e tantos sóis, com planetas circundantes, com cometas, com estrelas brilhantes ou cadentes… indiferente!!!...

… o que tem a massa, o que tem a pasta, desde que mal formado… manobra, põe e dispõe, impõe, como Deus Omnipotente, como energia sobranceira, primeira, perante os que… não exigem, se contentam com as migalhinhas que lhes dão, numa aparente igualdade!!!... Tanta e tanta inverdade!!!... Não vou, com estas minhas palavras escritas, está bom de ver… incitar ao levantamento nacional, como o outro, ainda há dias, nem tão pouco tenciono mudar maneiras de pensar!!!... Cada um pensa, como bem entende, desde que pense… como gente!!!... Parasitário… indiferente, egoísta com as suas coisinhas e com os seus, completamente apartado do que o rodeia, é que não!!!... Eis a questão!!!... Exigir… pelo bem colectivo, que as coisas mudem, que levem outro caminho, que vivamos numa democracia, de facto, para ser exacto!!!...

… dá pena constatar que o nosso País, agora mesmo, com peias, com loas, com patranhas, com mentiras… por não exigir, vai cair, uma vez mais, no conto do vigário (… talvez não… está nas nossas mãos!!!...) !!!... Eles estão aí, à americana, fazendo chicana!!!... Distinguir o trigo do joio, exigindo uma sociedade equilibrada, normal, sem discrepâncias!!!... Exigir… porque é nosso direito, está em nós, desde que queiramos!!!... Nós, não somos o todo, somos uma pequena parcela!!!... Se olharmos para o nosso umbigo, esquecendo o do outro… a coisa vai agravar, qualquer dia, quando menos esperarmos, vai cair em cima da nossa cabeça, também!!!... Exigir… é preciso!!!...

… denunciar, a outra palavra que, só de a escrever… me faz arrepiar, me sinto constrangido, diminuído!!!... Não, não é nesse sentido, o de dar com a língua nos dentes, na altura menos indicada, menos conveniente, duma maneira indecente!!!... Nem pensar!!!... Não sou favorável a bufos, na gíria do bom malandro, nos grupinhos de treta, nos marginais, com regras, com posições, com ilusões!!!... Compreendo-os, embora não partilhe, claro!!!... São outras denúncias, as que, se forem feitas… muito contribuirão para o equilíbrio harmonioso da sociedade a que pertencemos!!!... Denunciar o traficante, o ilegal, o que foge ao Fisco, o que manipula as contas, o que não as apresenta, o que não passa factura, o que joga à parte, o que se governa não pagando, como deve… o que governa mal, quando Poder, o que não respeita os cidadãos, os que, pelo proceder… também o não são, a pobreza, a miséria, a doença, a indigência, o desleixo, o laxismo, o abuso, a justiça que se não pratica, que é morosa, a irresponsabilidade que campeia, a incompetência, o compadrio, a corrupção… entre outras tantas!!!... Que o Mundo vai mal, lá dizia o A. Aleixo!!!... Penso que agora… é a hora de pôr em prática, fazendo, concretizando estes dois verbos, pequeninos, simples palavras, coisas de nada, de capital importância, de enorme significado:

- EXIGIR e DENUNCIAR, pois então!!!...

… queremos uma sociedade equilibrada, justa, sem mazelas graves, as que se arrastam, as que continuam, as que se eternizam!!!... Vai sendo tempo… com verdade!!!... Portugal merece!!!... Pensamentos, momentos, reflexões… simplesmente!!!... Exigindo, denunciando e… fazendo manguitos, como os do Zé Povinho, figura sempre actual, a do Mestre Rafael Bordalo Pinheiro, morto, vai para cem anos, faz agora… sempre presente, como gente, de corpo inteiro, é evidente, não simples amostras… como as que nos querem dar!!!...

…denunciar, sem intenção de nos transformarmos em queixinhas, fazendo a nossa obrigação de cidadãos conscientes, de gente que sabe o que quer, não substituindo o papel fundamental do Estado, o de fiscalizar, o de ser eficaz e cumpridor… no seu papel!!!... Exigir e denunciar… para obtermos uma sociedade justa e digna, equilibrada, moderna, do século XXI, sem exclusão social, em qualquer zona do País!!!... Está em nós… ao nosso alcance!!!... Assim o queiramos… no dia 20FEV 2 005!!!... Vamos ver no que dá!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 07:24
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Janeiro de 2005

...de choque em choque... continuo, chocado!!!...



… os fenómenos surgem assim, como coisas mirabolantes, tal como dantes, do pé para a mão, excêntricos, indecifráveis… nada claros, completamente opacos!!!... Como fenómenos, têm de se aceitar e… na altura própria, rejeitar, é evidente!!!...

…a política, desde há três anitos para cá… tem sido um acumular de mentiras, com uma normalidade absoluta, com um à vontade, de espantar!!!... Ainda ontem, na SICNotícias, assisti ao enfrentamento dum ex com o Louçã e, vi-o tão enxuto ao ex, evidentemente, como se não tivesse nada com o triste assunto, com a situação actual do País!!!... Eles são assim… não ligam, passam à frente, como se nada!!!...

…em vez de políticas à americana, porque não, como dantes… com manguitos do Mestre Rafael, à portuguesa, pois então???...

…de choque em choque, agora… de gestão, as políticas do fenómeno, em continuidade, ir-nos-ão dar, mais do mesmo, muita privatização, diminuição das funções essenciais do Estado, sua inoperância total, criação de maior número de desempregados, à espanhola e… a longuíssimo prazo, é evidente, uma qualidadezinha de vida, após muita penúria, muita pobreza, muita miséria!!!... Com Durão… deu no que deu!!!... Com Santana, com mais espavento, triste lamento…. irá dar no mesmo, a preceito, a esmo!!!...

…enfim, está nas nossas mãos escolher entre duas opções, as de governo, claro, com pequenos apêndices incomodativos, consoante o ângulo pelo qual se vejam, com prejuízos ou benefícios, as minudências extremadas, as de direita, as de esquerda, pois então!!!... Continuidade ou… mudança, logo se verá, nas eleições de 20FEV2 005!!!...Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 12:25
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2005

...mais fenómenos!!!...

… não sei se… pediu desculpas ou não, se houve, ou não nomeações, dentro das mesmas circunstâncias, que se igualam, que se parecem… quanto a clientela, é um facto, são muito parecidos!!!... Um fenómeno… bizarro, esquisito!!!... Temos dois amores… mais que visto!!!... Os acontecimentos escaldantes… sucedem-se, atropleam-se!!!... Perante tal velocidade… por onde se queda o TGV, a milhas, de atrasado, claro está!!!...

…com “no coments”… pois então, numa de contenção!!!...

… são assim… os politiqueiros, useiros e vezeiros, encapotados, por vezes!!!... Levantam-se temas e assuntos, judiciais, processos em curso, e… outros que tais, nas alturas mais convenientes!!!... Os atingidos, com ou sem razão… estou-me nas tintas, tentam esclarecer a situação, enrolam os pés com as mãos!!!... O fenómeno, numa de paroxismo, em frenesim, mais que embalado, além do levantamento nacional… dá com a língua nos dentes, em relação a clientelismo, no tempo dos contrários, executado sob a batuta do adversário, contrário, em luta!!!... Di-lo, alto e bom som… perante todos, com ênfase!!!... Por fim, o contrincante… afirma a pés juntos, justificando que, afinal, não era com ele… era com o Isaltino, o da Suiça!!!... Visto o erro, admite a gaffe e… o fenómeno, pede desculpas, (???...) reconhece a falha!!!... Politiqueiros!!!...

…com pedradas e calhaus…pelo meio, com casas abanadas, como se nada!!!...

… nos entretantos, como se nada, ficou a pairar, a dúvida, a patranha, a que se não amanha, está feita… entrou nos ouvidos!!!... Há pouco, há poucochinho… ouvi um menino, do insignificante, agora… segundo dizem, partido de governo, por inteiro, galardoado por feitos e despesas valorosas, imensas… dizer que, pelos vistos aquilo, contra o qual combateram, pelo qual governaram, está pertinho dos 5%!!!... Bem vistas as coisas, se eles admitem… quem sou eu (???...), para afirmar que, andará entre os 5% e os 6%, mais para este último, claro!!!... Pergunto… o que andaram eles a fazer, durante estes três anitos e piques???...

… com ministros escolhidos, lindos, perfilados… um molhinho de querubins!!!...

…e, parece mentira, nem sequer nos encontramos… pertinho do Entroncamento, terra dos fenómenos, como sabemos!!!...Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 07:32
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2005

...trapinhos e... balelas!!!...

…quando me tocam nos trapinhos, não me importo… indeléveis pergaminhos, fraldas de camisa, mostro-a toda, à dita!!!... Sou pródigo no mostrar… tanto, como no escrevinhar, cioso com certos termos, com expressões, muito minhas… dão-me alegria, proporcionam-me gozo, quando as repito, até à exaustão, pois então!!!... Repetitivo… admito!!!...

…balelas, meu caro… não me vou com elas, é evidente!!!... Conhecer-me… ná!!!... Gostaria mas, para isso… teria de ler muita coisa minha, neste e em muitos outros fóruns mais, de há três, vai para quatro anitos, para cá… talvez!!!... Nuns… fui perseguido, denegrido, amesquinhado, enrolado com suspeições de treta, por intermédio duma coisa escura, negra, medonha e, pelos vistos, insisti, persisti, cá me encontro, continuo, igual a mim mesmo, como sempre fui, tal e qual!!!... Estou mostrando a fralda… da camisa, de livre e espontânea vontade, pura verdade!!!...

… dou-lhe pistas, se as quiser… basta indagar, para me conhecer, afinal!!!... Havia um fórum libertíssimo, sem barreiras, sem fronteiras, sem empecilhos… o da T.S.F., na Internet, o que fecharam, não sei porquê!!!... Muito para lá escrevi… respeitando, respeitando, sempre!!!... No fórum da Visão… também participei, por lá andei, encontrei monstros, muito piores do que o Mostrengo, estou a ser justo, soube suplantá-los, coloquei-os no lugar devido, abandonei… porque era coartado, não gosto!!!... No da SIC davam prémios, punham-nos em relevo, ao longo duma semana, em evidência!!!... Ganhei uma resma deles, por lá conheci, tanto como no da Visão… alguns dos que por aqui pululam… tive um pesadelo, uma coisa escura e negra, péssima, lodosa, medonha, como já disse atrás… levantou-se uma confusão, à qual fui, completamente alheio e… terminou, acabou!!!... Paralelamente a este, o do Sapo… por gosto, por afeição (…quer dizer simpatia, está bom de ver!!!...), além dos blogs, individuais, muito meus, partilho outros fóruns, no momento, agorinha mesmo!!!... Estou mostrando os meus trapinhos… indeléveis pergaminhos, cheio de boa intenção!!!...

… encontrei, em campos adversos, com ideias contrárias às minhas, pessoas íntegras, respeitáveis, sabedoras profundas do que escreviam!!!... Alguns… abusavam, com gráficos, com estudos, com citações de falecidos!!!... Enfim, desapareceram!!!… Por vezes, tenho saudades deles, quiçá!!!... Está a ver… para me conhecer, teria de ler, muita escrevinhadela minha!!!... Era obra!!!... Há quem desista… ao fim de 2 ou 3 mil comentários reduzidos, por considerarem muito!!!... Nunca os contei mas, pelo que tenho, pelo que guardei… coerente comigo próprio, sem mentiras, sem lamas, sem ser corneta de ninguém, devo ter, bem grandes, imensos… mais de dez ou doze mil!!!...

… seria tarefa árdua, pesada… com muitas reticências, com muitas lamúrias, entediantes, como escreve, como diz!!!... Todas elas, as referidas… baseadas na realidade, mais que verdades, dúvidas que, com o tempo… se concretizaram, me deram a razão!!!... Não sou bruxo, não acredito neles… mas que os há, calculo que sim, como dizem e escrevem os espanhóis, à maneira deles, é evidente!!!...

… em relação ao Santana, ao Sócrates… não pretendo ir por aí, talvez me excedesse em relação ao mulherio!!!... Julgava, por mim penso… dar-lhe galões, no grupo a que pertence, o das toiradas, o dos fados, o dos garanhões (… com respeito… sem partilhar dessas ideias, confesso!!!...)!!!... Se ofendi, faço como ele… peço desculpa (… não sei… se já pediu!!!...)!!!... Penso que as pessoas, com o que têm… fazem, em liberdade, o que muito bem entenderem!!!... Não deixam de ser… o que são!!!... Ponho um ponto… na questão!!!... Com lamas, com tramas… não me entendo, não compreendo!!!... Muito mais escreveria mas… mais balelas, as minhas, tal como as do Mostrengo, por muitas que fossem, não adiantaria!!!... Por aqui… me quedo, por enquanto!!!...

… quanto a iluminados, convencidos e outras coisas mais… são despropósitos, sem fundamento algum, quanto a mim!!!... Sobre os fujões… sei que é difícil de engolir mas, fugiram os dois!!!... O Zé Manel Barroso, nas suas funções… só se beneficiou a ele próprio, colocou atrás das costas, carradas de problemas, um País em recessão e… obsequiou, como só ele sabe, um amigo (???...)!!!... Guterres, pelo incómodo provocado por uma oposição de terra queimada, a de Durão, ainda me lembro… fez o mesmo, pois então!!!... Não há voltas a dar… ao que aconteceu, nem com loas, nem com mentiras, nem com lamas, nem com tramas, é evidente!!!... Enfim… coisas do camano!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:45
link do post | comentar | favorito
|

... estás... em mim!!!...




…estás em mim,
sempre estiveste,
agora, penso mais em ti,
desde que me deixaste,
sinto a tua falta,
quanto vazio… eu sinto,
desprotegido,
débil, enfraquecido,
não minto!!!...

…companheiro,
de todas as horas,
amigo, por inteiro,
pai… dos exemplos,
de todos, o primeiro,
protector,
saudoso, amigo, parceiro,
autor de obra perfeita,
gosto de mim,
gosto de ti!!!...

…porque partiste,
para onde foste,
já não existes,
deixaste de ser,
ainda és!!!..

…companheiro exemplar,
quanto amor, quanto gostar,
dedicado,
amigo,
amado,
seguido!!!...

… deixaste de ser,
terminaste o caminho,
teu, nosso destino,
estás longe,
pertinho,
num cantinho meu,
de todos nós,
como teu,
continuidade,
amizade,
entrega,
dedicação,
coração!!!...
…sinto a falta,
grito a impotência,
com… voz, bem alta,
menos valência,
insignificância,
contingência,
término,
fim…
…é assim!!!...

…pai,
lembra-te de mim,
lembro-me de ti,
vai,
descansa em paz,
lá irei ter,
quando morrer!!!...

…tanto me faz,
um ter de ser,
triste final,
reencontro,
continuidade,
entrega,
amizade,
paixão,
coração!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 08:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2005

...bidés e... monas, entre outras!!!...


… contraditório, mirabolante, caricato, por vezes… horrendo, Mostrengo!!!...

…rebuscadores de atritos, convictos, indefectíveis…aditos, pertinentes, incapazes, falhos, como os que os possuem, como os que os amamentam, os embalam, os conduzem, os induzem!!!... Simples buscadores de conflitos, combatentes, poucas gentes… seguindo pisadas firmes, de ambiciosos incompetentes, divergentes, dissolventes, dissolvidos…extinguidos!!!... Por palmadinhas nas costas, por espinhas, por ossos, por sobras, por esmolas… de tudo são capazes, aprendizes de feiticeiro, empecilhos, serviçais… quantos mais, por dinheiros!!!... As convicções, inexistentes, como credo, como verbo… o dinheiro, o vil e reles metal, o capital!!!... Segundo eles, pobres formiguinhas, a mola real da vida… desta assombração, deste engano, desta ilusão, passatempo reduzido, diminuído, como vamos vendo, como vimos, como nos apercebemos… enquanto vivemos, quando morremos!!!...

….preciosismos desbaratados, um derrote, um esbanjamento, uma fartura… tal como certas amostras fazem ao dinheiro, quando com os deslumbres, com os aviltamentos, com as indiferenças, sem crenças… católicos e democratas, simples gaviões, imitadores de falcões, à americana, triste chicana, assim procedem!!!... Tal como o da Disneylândia, um pouco mais contido, divertido, com obras prometidas, de maravilha, com casinos, com charmes, com túneis com vias de alta velocidade, tão faladas… mais que paradas!!!... Um choque que vai renascer, em tempo de campanha… choque da hipocrisia, como o primeiro, useiro e vezeiro… incapaz, ineficaz!!!... Parece que não, o choque, dum momento para o outro… parou!!!... Avanços e recuos… estamos habituados!!!... Autênticos rubis da fantasia, golpes de magia… convencimentos, por momentos, como se nada!!!...

… aparências disfarçadas, que, como dantes… extravagantes, vão dar em nada, simplesmente!!!... Ao serviço destes mentores, prometedores, pouco ou nada fazedores, uma cáfila, uma alcateia de lobos sedentos, uma matilha de cães danados…. sem ofensa, elogiando porque, comparando… superiores a qualquer Mostrengo, horrendo!!!...

… como cães raivosos, espumando baba e ranho, de dentes a descoberto, boca aberta, arreganhada… rosnando, prontos, para a primeira dentada, com suas presas ferozes, ameaçadoras, em riste!!!... Canídeos???... Não é ofensa… é elogio, para quem se faz conhecer, se faz chamar por Mostrengo, repito!!!... Constato… de facto!!!...

…quanto a fugas… nem quero pensar!!!... Houve, muitas, de facto!!!... E que fugas…algumas!!!... Não quis ser fujão, nem ao fisco…sequer!!!...

… trapalhões, arrevesados… peritos nos atritos, combatentes, pobres gentes!!!... Adoradores de conflitos!!!... No mesmo plano, ao mesmo nível, tal e qual… quiçá, não levo a mal, excepto essa, a do bidé!!!... Quanto ao levar na mona… em retribuição, como agradecimento, como dádiva, estou habituado a dar na fronha, do contrincante, com elegância, sem ofensa, como oferenda, como prenda!!!... É sempre um elevado… prazer, escrever, sem tédio, ao jeito!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:53
link do post | comentar | favorito
|

...bater... num morto???...

…era, com intenção de bater com a porta, de deixar de fazer parte… deste clube, desta arte, deste e doutros fóruns que… pelo que sei, pelo que escrevo, pelo que digo, não minto, já frequento, vai para três ou quatro anitos, precisos, concisos!!!... Mas, por mim falo… sou adito, viciado!!!... Arrependido… aqui to envio, sem intenção de ofender, claro, hábito meu… conhecido de todos!!!... Insisto!!!... Dado ter conhecimento dos teus esquisitos e sapientes gostos, por versos, poetas e…quejandos, por chorrilhos de palavras… empilhadas, rimadas ou não, aqui to mando, pois então!!!...

…pensava ter morrido,
desistido,
daí, a prosa,
empilhada,
versejada!!!...

…depois de revivido,
com este acrescento,
tal como o tinha escrito,
não invento,
to ofereço… como um grito!!!...


…quando me dava… como morto:
- predisposto, com intenção,
um senão!!!...



… bater num morto,
aberração,
falta de tino,
perversão,
desatino!!!...

…caído no chão,
desistindo,
porque saiu,
como opção,
fingindo (???...)
não!!!...

…malhar num inerte,
com artimanhas,
com verve,
com lamas, com manhas,
prosaicas,
ridículas, sem nexo,
complexo (???...)
falta de afecto,
feitio,
fastio,
jeito…adquirido,
outro Mundo,
vivido,
no sujo… no fundo,
imundo!!!...

… dar, só por dar,
satisfação,
um contentar,
animação,
trapalhada… discussão,
com intenção,
pois então!!!...

… bater num morto,
desporto,
prática corrente,
de alguma gente,
que sente,
como louco,
um pouco,
massacrando,
por querer,
para ser!!!...

…coisa pouca, coisa tonta,
perversão,
adversa,
anti-natural,
raiva, ódio… aversão,
próprio do animal…
irracional,
sem credo,
sem alma,
sem dó,
t´arrenego,
rei da lama,
triste e…só, por vezes,
…às vezes!!!... Sherpas!!!...

…afinal, ainda mexo, porque me fico, mais que vivo, tudo… menos morto, amorfo, sujeito, impávido, apático, perplexo, inerte, perante tal coisa, tal expert!!!...

…pela atitude tomada, a de me quedar… o conteúdo, não se adapta!!!... Tive pena de o atirar para junto do lixo tóxico… o escondido, pelos vistos!!!... Como tal… reciclei-o!!!... Aproveita… não enjeites!!!... Pode valer a pena… dinheiro, uns cobres, quiçá!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 08:01
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

... por decreto???...




…por decreto???... Claro que não, é evidente!!!... Os decretos, como fomos assistindo… ultimamente, nestes três anitos passados, para ser mais preciso, serviam para fazer ou desfazer coisas, dos eleitos ou dos…amigos!!!... Uma assombração, tremenda baralhada, confusão… com mais precisão, uma trapalhada!!!...

…esta estória, a dos mergulhos e a da China… as suas consequências negativas, nadando em profundidade, dançando, ao som da deslocalização, é produto do usufruto das excelências, quando aproveitam… na altura própria, a mais indicada e da globalização!!!... A que nos caiu em cima, nos entrou em casa, como se nada!!!... Nem nos bateu à porta, sequer!!!...

… os desgovernantes, tanto os de agora, como os de dantes… não preveniram o País, a nível empresariado, operariado, tal e qual!!!... Quanto aos primeiros, quando viajam… levam-nos, abrem-lhes os olhos, dão-lhes oportunidades várias e, eles…aproveitam, claro!!!... Vamos ver se, na próxima deslocação de alguma excelência, se lembram de levar em companhia… uma chusma de desempregados!!!... Pode ser que, depois de abertos os olhos… se transformem, por lá, por outras paragens, em empresários, também!!!... Sempre ouvi dizer que, em terra de cegos… quem tem um olho é rei!!!...

… com a experiência do desemprego, da fraude e da falência do patrão… são gentes de Olhão, sem desprestígio da minha parte, em relação aos ditos!!!... Profundamente consternado… com a situação de centenas de milhar (… mais de quinhentos mil… um fartar!!!...) e as suas consequências alargadas, a pobreza, a miséria, a insegurança… sei lá que mais!!!...

…situações que se não resolvem por decreto, pois então!!!... Estes servem para… outras coisas, mais sigilosas, confidenciais!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 18:27
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2005

...enquanto...vão rosnando!!!...




…enquanto vão rosnando, como escrevem certos canídeos, aos poucos… vou-me afastando, com pena, destas lides fóristas, passados que são… três a quatro anitos, pois então!!!... De males da pena, não sofro, a cabeça bem plantada em cima do pescoço, com interior a preceito, ao jeito, pleno de conversa, pleno de ideias… tal como alguns políticos de treta, da praça, cá do sítio, imprestáveis confessos, incompetentes assumidos, com muitas, mas… falhos, na concretização das ditas!!!... Assim vai Portugal, nas mãos destas gentes, parado, atrasado, sem remédio… um tédio!!!...

…ainda agora, há poucochinho… um me mordiscou as calças, me incitou ao combate (…são uns combatentes, na verve!!!...) e… pouco mais!!!... Estive, vai que não vai!!!... Parei, pensei… contive-me!!!...Não vale a pena, não me merece atenção!!!... Pela minha parte… houve, contenção!!!... Espero continuar… com esta posição, blogando, pensando, exercendo a introspecção, não ligando, como se nada!!!... Há alturas para tudo e… um dia, regressarei, se me apetecer, quando menos se esperar, quando me der para aparecer!!!...

…mostrei a fralda da camisa… em profusão, para quem quis, como bem entendi, como pensei, como escrevi!!!... Por agora… chega, o que é demais, aborrece, chateia!!!... Bem bastam as tristes figuras de certas personalidades bacocas… as apeadas, as despedidas, as desesperadas, as convencidas, as das extravagâncias, as das jactâncias!!!...

… o Circo é deles, a pantomina… pertence-lhes, o público assiste, persiste, o voto o dirá, na altura!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 14:29
link do post | comentar | favorito
|

...e, pronto!!!...

…e pronto, foi demais, já chega!!!... Depois de longa caminhada por Fóruns variados, com versos, com prosas, com estórias, falando sobre factos bem reais, sobre políticas e políticos, palhaços de serviço, sem viço…sempre iguais, todos com a mesma cantilena, eterna verbena, pantomina excêntrica, concêntrica…consoante prometem, consoante retiram e ficam, forradinhos da Silva, bem servidos, achei por bem, este meu retiro!!!... Não sei se consigo!!!... O hábito tornou-se norma, transformou-se em vício!!!... E, quando estamos viciados, tal como no álcool, no tabaco… nas drogas, legais ou ilegais, o largar, o desvincular, o deixar… é difícil!!!... Vamos ver se consigo!!!... É comigo!!!...

…certo é que, de habituado a tantas reticências, em relação aos Poderes fracos que nos têm transformado num bananal completo e absoluto, mesmo que queira, já não consigo, apartar-me delas… das reticências!!!... De modo que, como mais cómodo, por conhecê-las melhor do que bem, continuo com elas… com as reticências, com as exclamações, em triplicado, logótipo, emblema, maneira de estar… vieram, para ficar!!!...

… que se quedem comigo, ficam em boa companhia… nas minhas reflexões, nos meus pensares, nos meus dizeres escritos, em prosa, em verso… sob a forma de estórias, como farpas, como fazia o clássico, o de outros tempos… agora, zurzidelas, quando os faço, aos políticos do nosso infortúnio!!!... Não os irei esquecer… contínuo vivo e expectante, aguardando ansiosamente por alguém que, como gente… em consciência, governe e não minta, não finja, não roube, não atrapalhe, o que… já de si, está bastante atrapalhado, em muito mau estado!!!... Por aqui, irei lamentando, a meu jeito, à minha maneira… nos meus blogs, tanto neste como no… Sherpas.blogspot.com, onde me sinto mais sossegado, introvertido, comigo mesmo, sem pretensões, nem ilusões, simplesmente!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 09:36
link do post | comentar | favorito
|

...o rescaldo... das viagens!!!...

…Bom-Bom e China… ao invés, claro!!!...

… ao invés, ao arrepio… dois casos muito comentados, mui falados, com viagens, com imagens, pouco abonatórias, tristes estórias, as que passo a contar:

- uma delas, por causas relacionadas com os PALOP, com entrega, expressa e urgente… de material televisivo, ultrapassado, de segunda mão, segundo dizem, meia dúzia de cassetes, tipo Beta, um que outro aparelho, mais ou menos relacionados com a imagem, com a televisão… um fretamento de um avião Falcon, uma estadia em resort de luxo, no Bom-Bom, um mergulho e… posteriormente, assuntos confidenciais, Galp… outras coisas mais, com muita confusão, com muito baralhamento, com incómodos, com desconhecimentos, mentirinhas de treta, convencimentos de chacha… muita lata!!!...

… em suma, uma maneira distinta de, em apenas três ou quatro dias… se espatifarem cerca de oitenta e tal mil euros, numa altura pouco indicada, nada conveniente… realmente!!!... Correu muita tinta… deu que falar, até à exaustão!!!... Uma fartura que… ainda dura!!!...

… com comitiva, a preceito, ao jeito, Sua Excelência, a Maior… partiu, foi à China, com passagem por Macau!!!... Fez-se acompanhar, como já disse… por empresários, jornalistas, repórteres de televisão, ministros vários… um séquito, a valer!!!... Quanto custa, quanto vai ser… não sei, provavelmente não saberemos!!!... Que vai ficar muito mais caro, ai isso vai… certinho como bem sabe, a água limpa e fresca da nascente, numa tarde calorenta, abafada de Verão, pois então!!!...

… na do Bom-Bom, quem se divertiu… foi o Ministro, com os mergulhos, com a estadia, com os amigos, acompanhantes… porque não???... Parece ser norma, estes aproveitamentos… noutros momentos, que não estes, diferentes!!!... Na da China, pelo que temos visto, o P.R. e seus acompanhantes… também andam divertidos!!!... Quais os proveitos, a médio, longo prazo???... Pelos vistos, se já temos… aos pontapés, restaurantes e lojinhas chinesas, tremenda concorrência aos naturais, aos nossos conterrâneos, sem xenofobia, sem racismo, com o tempo, os estabelecimentos mencionados, com esta visita… aumentarão, em número, em pesadelo, para os que estão, os de cá… naturalmente!!!...

… quanto aos empresários, aos que acompanharam Sua Excelência, depois de vistos os incentivos chineses, depois de compararem vencimentos, entre os de lá e os de cá, a mão de obra… é evidente, ficaram mais esclarecidos, convencidos, quanto a deslocalização, com razão… sem razão!!!... Resultado imprevisto, (???...) previsível, risível, caricato… duma passeata presidencial, lá para os confins da China, com estadão!!!... Se havia fábricas a falir, a fugir… muitas outras surgirão!!!...

… não acertamos uma… nem no Bom-Bom, nem na China!!!... É caso para pensar:

- será esta… a nossa sina???... Enfim, com cosméticos, deslocalizações e… desempregos, cá vamos, carpindo as nossas mágoas!!!... Danos colaterais… das viagens, pois então!!!...


… dá que pensar… não dá???... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 08:23
link do post | comentar | favorito
|

...grupinho... da consciência!!!...




… maravilha, das maravilhas… um encanto, desencanto profundo, confuso, esquisito!!!... Leis que se fazem aos montes… leis que se não cumprem!!!... Uma maneira de ser, uma maneira de estar… assim é Portugal!!!... Bons legisladores, maus executivos… Povo que se não deixa governar, muito próprio, desde sempre!!!... Somos assim porque nunca tivemos exemplos, bons exemplos!!!... Os de cima… são os primeiros a prevaricar!!!... Não dá para entender!!!... Também… a inconstância é grande, retumbante, o que hoje se proíbe, deixa de se proibir, é só a brincar, a fingir!!!... Vimos com o tabaco, vimos com as Scut,s, vimos com a G.N.R., vimos com os impostos, vimos com os lixos, vimos com a saúde, vimos com o ensino, vimos com a segurança, vimos com as obras… em geral, um pára arranca constante e continuado, ninguém se entende!!!... Muita crise, bastante contenção… para a ralé, pois então!!!... Um desnorte, um semear de dinheiros, um esbanjamento… por parte da governação!!!...

…há obras prometidas… até lá para 2 012, 2 020, ou mais, prometidas por ministros em… gestão, faz impressão, dá que pensar!!!... Estão todos demissionários… o que é que eles são???... Nada!!!... E prometem-se farturas, pontes e túneis por cima e por baixo do Tejo, mais buracos do metropolitano, portagens.. só algumas, para os não residentes, daqui por alguns anos, é evidente, como quem mente, negócios que se ultimam, que se iniciam, que principiam… com frenesim, com seriedade, sem verdade… em meia dúzia de dias, projectos que se aprovam, estudos que se fazem, que se desfazem… que dão em nada!!!... Agora, a G.N.R., regressa, vem embora mas… segundo o que ouvi, depois, ao serviço da NATO… volta, lá para o Iraque, terra de guerras, de ódios, de raivas, de sangues, estropiados!!!... Não dá para entender!!!...

… quando se tomarão medidas de acordo com os poderes, quando nos deixarão de levar… como tontos???... Abusar assim, também não… é demais!!!... Para convencer, por mor das eleições, as que se aproximam???... Não está certo… nem lá perto!!!...

…continuamos com enganos tamanhos, numa jangada perdida, plena de mentiras… brincando ao faz de conta, como meninos traquinas, birrentos… por vezes!!!... Não vamos a lado nenhum… enquanto não varrermos os politiqueiros, os fingidores profissionais, os compulsivos, quando mentem!!!... Há gentes capazes, arredemos os bons rapazes… divertem-nos mas, prejudicam-nos, imenso!!!... Já chega, estamos fartos!!!... BASTA!!!...

… porque não???… Quem trabalha com tostões, também o faz, com eficácia, com juízo, sem desperdício… fazer o mesmo, com os milhões, é tudo uma questão de zeros, mais ou menos!!!... Ponham os postos de lado… à prova, sem vinculação, isentos, sem apegamentos, aleatoriamente, como gente, como consciência dos que… estão sempre enganados, com direitas, com esquerdas, com centros, dá no mesmo!!!...

… uma ideia minha, (…quem as não tem???...) dado que o sistema está viciado, descredibilizado, mesmo com notáveis, senadores, conselheiros de Estado, com procuradores, com deputados de vários quadrantes, com governos eleitos… a preceito, (… ou não???... ), com Sua Excelência Maior, o P.R., com Poderes paralelos, independentes, autarcas e Presidentes de Junta, numa democracia profunda, oca, quase vazia… diluída, porque não???... Mais uma, claro!!!... Porque não, aleatoriamente… dentro dos mais carentes, sem cursos, sem licenciados, sem advogados, médicos ou arquitectos, gestores ou economistas, isentos… dos postos de lado, de norte a sul, de este a oeste… a escolha de três ou quatro elementos, com mandatos curtos, irrisórios, descartáveis, renováveis que assistissem, que estivessem presentes, tanto no Parlamento, como no Conselho de Estado, como numa viagem qualquer, num negócio que se fizesse, numa inauguração de ocasião… aos que se denominassem de “grupinho da consciência”, com fatinho emprestado, com cartãozinho na lapela “CONSCIÊNCIA”, (…substituídos, semanalmente, pelos inconvenientes, acomodamentos!!!...) com poderes de transmissão a um tribunal da CONSCIÊNCIA, (…substituídos semestralmente, pelas mesmas razões, é evidente!!!...) sem advogados, claro… composto por cidadãos anónimos e vulgares, que teriam, por sua vez… representação na Assembleia da República, num deputado qualquer, escolhido dentro dos mais válidos, um calhar, é evidente!!!... Seria um passo… em frente, uma chamada de atenção para os desmandos, para as exorbitâncias, para as extravagâncias!!!...

… é uma ideia… uma ideia qualquer, mais uma, quem as não tem???... Quiçá, com este nosso deputado, o da CONSCIÊNCIA (… mandatos anuais, pelo sim, pelo não!!!...) se modificassem certos usos, determinados hábitos perniciosos dos políticos de treta, dos que… abusam!!!... Com estes, os das consciências, haveria muitos que, quanto a mim… pela ineficácia, que se arrasta, que se prolonga… estariam a mais, iriam ao ar, como se nada!!!... Por mim…estou fora do jogo, já não tenho idade para… certos trotes, uma ideia, simplesmente!!!...

… pela ideia, quem as não tem ( ???...), não cobro nada… está bom de ver!!!... Enquanto no activo…receberiam como os demais, seus iguais!!!... Não usufruiriam de mordomias ou benesses especiais, dariam o exemplo aos seus pares, aos profissionais!!!... Ah!!!... É verdade!!!… Evitar-se-ia muita burocracia, ia-se directamente… ao assunto, resolvia-se logo, sem mais!!!... Porque, quanto a mim, acrescento… numa República das Bananas, já estamos, vai para trinta e poucos anos, mais ou menos!!!... Isto que apresento, um acrescento, uma ideia, seria, quiçá… uma questão da tal consciência tranquila dos políticos, posta em prática, de facto!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 07:46
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Janeiro de 2005

... facadas, facadistas e... fadistas!!!...




…facadas, facadistas e… fadistas, nas listas, nas uniões, por conveniência, excrescências… ultrajes, birras, por vezes, quase sempre!!!...

…quando os oiço, quando desfruto, quando os vejo, quando leio… quando me detenho, quando paro, quando recordo, quando penso, deixo-me sorrir, de mansinho… sem ofensa, sequer!!!... Muito se tem falado de facadas, no grupo mais alaranjado cá do sítio… é lugar comum, é maneira de estar, é ameaça, é trapaça, é estratégia, é jogo, é fingimento, concertação, mais foguetório do que outra coisa qualquer, certamente!!!... Fazem barulho, dão nas vistas, fazem de conta… ficam-se por aí!!!...

… em tempos, a respeito de facadas e de facadistas, tenho sempre presente a existência dum partido de direita, o CDS… com um senhor Manuel Monteiro, como líder, na altura!!!... À socapa, na sombra, ainda era jornalista num semanário, outro senhor… o Paulo Portas!!!... Segundo diziam, segundo escreviam… era ele quem ordenava, quem comandava, quem dava pistas e… o Monteiro, simples figura, boneco articulado, mais que mandado, pelo dito!!!...

… o tempo passou e… tremenda facada propinou, aplicou, o jornalista ao líder, sem este esperar, uma traição!!!... Dum momento para o outro, o C.D.S…. transformou-se no P.P., Paulo Portas ou Partido Popular, como queiram, à direita, bem mais extremado, demagógico e populista… um fartar!!!... De cambalhota em cambalhota, de conluio em conluio, com P.S., com P.S.D. foi-se acomodando, chegou… inclusive, a ser governo!!!... E que governo, dirão… uma aberração???... Só eles gostaram do que fizeram… poucos mais!!!... Deu em bota… foi-se, as razões, todos as conhecem, de sobra!!!... Não vale a pena repetir… já cansa!!!...

… mas, estou a divergir, vamos ao assunto, ao tema das facadas, dos facadistas e… dos fadistas!!!... Santana já deu a entender que não está para aguentar, para levar mais facadas, vindas do antigo comparsa, da farsa… que culminou, com o despedimento colectivo, por justa causa, segundo alguns!!!... Ainda há pouco, um senhor lá do norte, médico… que nunca foi, político certo, desde que o conheço, com birras televisionadas, em directo, lá para as bandas do Coliseu, também já deu a entender que… não está pelos ajustes, que não quer facadas, vindas de quem, segundo ele… quando governo, não foi assim tão bom, como se apregoam, na justiça, na defesa, nas finanças, no ambiente!!!... Que estiveram ao nível… dos alaranjados, irresponsáveis e incompetentes, os dois, sem mais!!!... Concordo!!!...

… mas, em frente… quanto a fadistas, púnhamos de parte o tema das facadas e dos facadistas, arrivistas, de primeira, grandes artistas!!!... Para ser mais abrangente… o partido alaranjado colocou ao jeito, chamou, duas forças pequenas, insignificantes, quase extintas, mui diluídas!!!... E, como se nada… um fadista, passa para deputado, dum momento para o outro, com o apoio e conivência dum grande que se mete com gente miúda!!!... Ainda não aprendeu… com o das facadas!!!... Vamos ver o que arranja… com o fadista!!!... Tal vai a moenga, hã!!!... Estórias da… política, com facadas, com facadistas… com fadistas!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 15:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

...já não vamos...com cartazes!!!...




… em tempos de Europeu, o de 2 004, claro… Portugal emocionou-se, foi às nuvens, embandeirou-se!!!... Todos juntos, independentemente de credos religiosos ou políticos, uniu-se, gritou, ganhou prestígio… foi patriótico!!!... Pejou-se de bandeiras, de bandeirinhas, de bandeirolas…. Em janelas, em marquises, em carros, em carrinhos, quantos mimos, quantos carinhos… patriotismo em barda, alegria farta, contentamento, um momento!!!... Agora… anedótico, caricato, ridículo, com figurões em cartazes, um pouco por todo o lado, com promessas, com mentiras, não clarificando, sequer… o que acabou por ceder, o apeado, quanto a contas e transparências, quanto a irresponsabilidades e incompetências… as das excelências!!!... Ainda não vi, não ouvi… o que todos sabem, por parte de nenhum deles!!!... Esclareçam… digam à gente, com verdade, em liberdade!!!... Deixem-se de convencimentos, ponham as cartas na mesa!!!... Para onde foram os dinheiros, onde estão, por onde pairam, já não nos vamos… com cartazes!!!... Queremos palavras certas, sensatas… capazes!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 07:37
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2005

...como cavalo... de batalha!!!...




… como cavalo de batalha, os que estão… em gestão, contra o Guterres, usaram e abusaram do défice, à maneira deles… o dos 4,1%, da tanga, de outros mimos, muito semelhantes, muito parecidos, acompanhados por choques fiscais, com promessas do arco-da-velha que… todos sabem, não cumpriram, esfumaram-se, pelos vistos!!!...

… ganharam o Poder, sem maioria, fizeram um casamento com uma minudência de direita, formaram uma coligação!!!... Ficaram maioria!!!... Ganharam hábitos e atitudes que envergonham qualquer democracia…não vale a pena falar delas, passadas que estão!!!...

… impuseram e fizeram o que quiseram… a seu modo, a seu jeito, não passando troco, não ligando, reformando… destruindo e desfazendo, apeando uns e colocando o dobro, uma fartura!!!... É do conhecimento público, claro!!!... Quanto a negócios, no segredo dos Deuses… pouco sabemos, quanto a saúde, a que se privatizou, a que não resultou… quanto a contas, como normal… nada!!!...

… desperdiçaram-se milhares de milhões, em compras de armamentos, de helicópteros, de submarinos… ignorando-se as reais carências dos portugueses, dos mais pobres, é evidente!!!...

… as discussões no Parlamento, tornaram-se costumeiras, absurdas e ridículas, caricatas, batiam sempre no mesmo… a oposição à oposição, como opção!!!... Vezes por outras, vinha à baila… como usual, a questão do défice socialista, era hábito, tornou-se norma, ainda hoje!!!...

… vieram orçamentos, surgiram vendas de património, receitas extraordinárias… ficámos mais pobres, cada vez mais!!!... Houve quem lucrasse… com o negócio, claro!!!...

…explicações poucas ou… nenhumas, contradições, manipulações, artimanhas… com muitas manhas, com muitos sarcasmos, tudo junto!!!...

… depois, bem, depois… houve um que fugiu, por uma questão de oportunidade, de vidinha mais folgada, o belicista porque… nestes entretantos, ao arrepio, entrámos numa guerra, situação que nunca foi nossa, não a quisemos, simplesmente!!!...

…Sua Excelência Maior… na altura, não fez, a meu ver, o que deveria fazer (…quem sou eu???...)!!!... Deu uma oportunidade a um galo de combate, (…prefiro o galo capão!!!...) o senhor Lopes!!!... Seguiram-se quatro meses de trapalhadas, mais agravadas do que as anteriores, um desconcerto enorme!!!... Parlamento dissolvido… eleições antecipadas!!!...

… o défice, o tal dos 4,1%... foi subindo, situa-se nos 5% e poucos, estamos muito mais pobres, ninguém se entende!!!... Demagogias e populismos… por parte dos apeados, algumas, doutros lados, das oposições!!!... Pré-campanha, é assim!!!... Quando ela chegar, a dita… vai ser pior!!!...

… estamos assim… antes do dia D, o 20FEV2 005, o das eleições!!!... A memória… não é curta!!!... As pessoas… não perdoam!!!... Vamos ver… no que dá!!!...

P.S. – entretanto, aguardo… expectante, as contas, muitas que foram abafadas, pela Coligação, a das trapalhadas!!!... Que não saiam impunes e imunes… como dantes, há que responsabilizar os incompetentes!!!... Oxalá!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 12:21
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2005

...querem-nos ídolos... querem-nos bichas???...

…engraçados, desmiolados (???...), vida airada, tudo numa boa, com espírito inventivo, com termos adequados, trajes a rigor… um primor, amaneirados, limpinhos, sem pêlos, sem rugas… bichas a preceito, como deve!!!... Vacas ou pindéricas… Korror!!!... Um must… super in!!!... Querem-nos… bichas???... Quiçá!!!... Sem tusto… não dá!!!...


…querem-nos felizes, querem-nos contentes, querem-nos optimistas… sorridentes, outras gentes, com outras mentes, mais abertos, distanciados, melhor ainda, como emigrantes, lá para os confins, aliviando serviços, aliviando empregos, aliviando Estado, ao nível dos mais baixos, dos encargos, com mais trabalho, com menos reformados, mortos ou acabados… muito melhor, lá para os sessenta e cinco, com algum incentivo, prémio pequeno, quantia módica, mais para lá, do que para cá, é indiferente!!!... Que não chateiem, que não compliquem, que não agitem, que se aquietem, que se entretenham com novelas e mais novelas, com brincadeiras em quintas, com vacas e com bichas, com anedotas… mais que muitas, parolas, desnorteantes, tal como dantes!!!... Que… sejam felizes, que sejam bichas, pois então!!!... Agora, pelos vistos, é moda ser-se… tal coisa!!!... Tempos modernos, estes… os das bichas, é evidente!!!...

… dão-nos música, dão-nos o que querem, dão-nos folclore, circo e teatro… uma fartura!!!... Querem-nos felizes, querem-nos bichas… plena satisfação!!!... Com rezas, com credos, com figuras diminutas, prostitutas, com loucuras… miscelânea, promíscua, corrupta, um deslumbre, novos horizontes, novas fontes!!!... Querem-nos optimistas… os arrivistas, com bolsos vazios, com muita vontade, com muita mentira… longe da verdade, em liberdade, controlada, orientada, desorientada, como se nada!!!... Querem-nos bichas… querem-nos ídolos, querem-nos diferentes, com muitos estilos, com muitas canções, bem vestidos, luzidios, metrosexuais e… outros que tais, os das televisões, os das perversões!!!...

… ouvi, há dias… que uma estação de rádio, não sei qual… vai iniciar uma digressão, como, em tempos… a televisão, pelo interior atrasado e terceirista, deste País, com espectáculos vários, fazendo-nos sorrir, pondo-nos contentes… tesos e sorridentes, outras gentes, diferentes!!!... No interior profundo… é o melhor do Mundo, a música, difundida, expandida… até à exaustão, com afinco, com denodo, um gozo!!!... É o que faltava, a música que nos irão dar… um fartar!!!... Querem-nos bichas… querem-nos ídolos, outros estilos, pois então!!!...

… não sou contra, não sou a favor, pelo que leio, pelo que ouvi, pelo que vi… dá para entreter, dá para rir… outra coisa, não creio!!!... Para seguir tal esquema, neste País… grave problema, tanta penúria, tanta incúria, não dá!!!... Não que tenha intenção disso, não sou ídolo, não sou bicha… tão pouco vaca, muito menos pindérica ou o raio que os valha, qualquer outra tralha!!!... Admito, no entanto que… pelo que nos dão, mesmo sem tostão, para aí os encaminham… aos mais novos, aos fáceis de induzir, de encaminhar, de perverter, no bom sentido… é evidente!!!... Gostarmos muito de nós, com exagero, cuidarmo-nos com desvelo… no vestir, no pentear, no maquilhar, no desenrugar, no emagrecer, no manter… juntamente com umas rezas, umas ladainhas… caiu no goto, virou jeito, deu no que deu… uma viração!!!... Pelos vistos há muitos que querem ser bichas… de coração, tal como com as canções, quantas ilusões, quantos ídolos de pacotilha, para não falar das novelas, dos brothers, das quintas… coisas das televisões, as das ilusões, com perversões, por vezes… quase sempre!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 16:36
link do post | comentar | favorito
|

... a besta... ficou à solta!!!...

… desataram-se todas as fúrias, a besta ficou à solta, anda louca, desvairada…completamente furibunda, não acerta, desacerta, desconcerta, incerta, insensata, não cordata, desequilibrada, como se nada!!!... Não, não me refiro a forças diabólicas, a bestas dessas, desconformes… repletas de males, ódios, zangas avassaladoras, demónios ou anticristos, medonhas, terroríficas…horrores dos humanos, destas almas vulgares e simples, causticadas, perseguidas, mais que diminuídas, avassaladas!!!... Nada disso, não estou para aí virado, para coisas de pavores, nossas dores, nossos dramas… intensos interiores, espirituais de vulto, de más ou boas presenças, por crenças, por religiões, por credos, por visões, por arrependimentos, condimentos, pecados, castigos, penitências… absolvições, com Diabos e Diabinhos, com Deuses e com Anjinhos!!!... Não senhor… muito longe disso, afirmo!!!... Que a besta anda à solta, que se desataram todas as fúrias… pelos vistos, é um facto, de facto!!!... Passo a redundância… foi com intenção, com o intuito de acentuar, de carregar, de chamar mais a atenção, à presente situação!!!...

…só quem não quer, se não apercebe disso mesmo!!!... Basta estar atento, basta ver… como espectador, participante, às vezes!!!... O que o Poder pode provocar ou… a perda do dito, está mais que visto!!!... O tempo vai passando e o dia D… vai-se aproximando, numa fúria tremenda, intensa!!!... As tropas estão preparadas, as que se perfilam, as que tentam a ascensão, as que foram apeadas!!!... Os chefes dos bandos diversos… contradizem-se, porque assim foram, assim são, continuarão sendo!!!... As estratégias são diversas, combinadas ou dispersas, maldosas ou angélicas, enlameadas ou impolutas… imaculadas!!!... Chovem os impropérios, desatam-se os pensamentos, gritam-se os disparates, apontam-se todas as armas… o combate está aí, a guerra começou, a besta… já se soltou!!!... Não há bom, não há mau… antes um chorrilho de enganos, umas promessas esbatidas, umas contradições aflitivas, posições indefinidas, meias palavras… tantas lavras, numa campina descurada, meio ao abandono, sem dono, já destruída, arruinada!!!... Ná… que há esperança, ainda há, uma réstia, coisa pouca, de pequena monta, sem luz, sem túnel, sem retoma, sem recessão, sem cheta, quase nada!!!...

… avizinham-se barulhos mais intensos, tristes momentos, vacuidades sem interesse, ganâncias e soberbas, incitamentos, aviltamentos, culpas e desculpas, invectivas, juras, perjúrios, insultos, mentiras em catadupa!!!... Comparações, tramas, maldições, discussões que dão em nada, tremendas trapalhadas, convencimentos, esquecimentos… lembranças do passado!!!... Augúrios, mais que muitos… de todos, sem distinção, uns que querem mais, outros que se pretendem manter, ainda outros… nunca vistos, mais notados, imprevistos!!!... Sucessão de acontecimentos, mais e mais… cada dia, com emoção, com alegria, com raiva, com ódio, com zanga, com trunfo na manga, quiçá… uma carnavalada, mais que dissimulada, disfarçada!!!... É mesmo no tempo dele… não passa nada!!!... Um número adequado, em época própria!!!... A política, já de si… desacreditada, por um curto período dá nas vistas, é Rainha!!!... Os políticos, nada credíveis, na sua imensa maioria, com excepções, claro… dão tudo, prometem impossíveis, nada visíveis, risíveis, fazem circo, dão espectáculo, aos gritos e aos berros, alguns… outros, mais condimentados, sérios, circunspectos apresentam o que querem, dizem o que vão fazer… se, por acaso!!!...

… estamos nisto, é tempo de…. não há nada a fazer, há que aceitar, há que encarar e, acima de tudo, na hora H… participar, em consciência, colocar no sítio certo, com acerto, com afinco, com vontade de mudar o que está torto, mais que emperrado… destruído, arruinado!!!... Obra grandiosa futura, construção, organização, projecção de imagem diferente… para toda a gente, tanto cá, como lá fora, rumo bem orientado, continhas claras e transparentes, solidariedade… de verdade, diálogo com todas as forças, aceitação do diferente, como igual… tal e qual!!!... A besta soltou-se, andam, diabos e diabinhos… pelos caminhos, anjos e anjinhos, em qualquer canto, oportunistas, cautelosos, surgem todos os imprevistos, situações carregadas de emoções, histriónicos e histéricos… quase afónicos, sorrisinhos e promessas, às remessas, mentiras em terra firme… a jangada, está parada, agitada, frenética, barulhenta!!!... Está, mais que pronta… para outra!!!... Que, desta vez… se acerte, se concerte, se transforme em caravela esbelta, airosa, tanto agora, como dantes… sem extravagantes!!!... A campanha está na rua…deixemos de estar na Lua, enfrentemos a besta, digamos o que queremos, não nos deixemos ir… no bote, como sempre, desde há trinta e poucos anos para cá!!!... Ainda há… uma réstia, uma esperança, experimentemo-la!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:19
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2005

...bem bom ou... Bom-Bom???...

…Argélia, Paris… Bom-Bom, no Príncipe, Macau e China, ao serviço da Nação (???...)!!!...


… não sei, não entendo, fico incrédulo… simplesmente, com certa gente!!!... Nadam contra a corrente, não saem do mesmo sítio, (… o da incredibilidade, incompetência e irresponsabilidade, é evidente!!!...) imobilizados, apalermados, teimando numa situação insustentável degradante, aberrante, em gestão… pois então!!!... Fazendo a sua vidinha, no bem bom ou… no bombom, bem refastelados, muito viajados, para todos os lados, uma fartura!!!... Que credibilidade pode ter um partido, dois partidos que… à base da demagogia e populismo, com palavreados arrebatadores, histriónicos e histéricos, com sorrisos bonançosos, bonacheirões… com a maior desfaçatez do Mundo, nos fazem fazer crer que… anda tudo numa maravilha, que está tudo mais que bem!!!... É de loucos!!!... É de trouxas!!!... É de broncos!!!... Seremos tansos… continuaremos mansos???... Quiçá!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!...

… entretanto, lá vão… viajando, para o interesse da Nação, antes que termine, antes que acabe, claro!!!... Eles lá sabem porquê!!!... Em gestão… ou não, tanto faz, dá no mesmo, a esmo, a preceito, um jeito… uma maneira de estar, um contentar, sumo prazer!!!... Quem não gosta de… viajar???... Até Sua Excelência, a maior… com séquito alargado, numeroso, como está no resto, como serviço, por interesse nacional… como incentivo do tecido empresarial português, um calhar, faz o que faz!!!... Lá se vai ele…muito bem acompanhado, pelos ares, até Macau, a três cidades importantes da China, com encontros agendados, bem acomodado, tanto na ida, como na vinda… como na estadia, está bom de ver!!!... Ossos do ofício, sacrifícios… pagos pelos vulgares, pelos cidadãos, pelos cumpridores das suas obrigações fiscais, os que vêm os aviões passar, para aqui, para ali, um desnorte… uma fartura!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...

… como se nada, com estes gastos exorbitantes, com estas extravagâncias… obrigações de quem governa, se governa, se entretém, melhor dizendo… cumprindo, como deve, servindo com denodo, com aplicação, com sentido profundo de Estado, numa de patrioteirismo porreiro, sobranceiro, excelso, adverso, exultantemente… cansativo, objectivo, estratégico, de consciência tranquila, com muitos amigos, com muitos empresários, com colegas de ofício, com gentes do executivo, do Poder legislativo, com serviçais, com parasitas… com outros mais, gentes da imprensa, dos meios de comunicação, a fim de cumprirem, darem cobertura ao acontecimento, lá se vai Sua Excelência, lá se foram outros ministros, com o primeiro… também, em bolandas!!!... Tremendas contradanças!!!... Folclores… jactâncias, pesporrências, as das excelências!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...

… quando escrevo sobre estas deslocações, em aviões… ao serviço dos elevados interesses da Nação, por parte dos que, não perdem uma… tal como o Papa, em tempos, ainda agora, a custo… vai dando o jeito, não o faço com qualquer tipo de mesquinhez, de pequenez, de sordidez… de inveja, inclusive!!!... Na minha vida, ao longo da dita, com os trocos que fui juntando… sempre dei um jeitinho, dei umas saídas, cá por baixo, lá por cima, numa continuidade, pura verdade!!!... Sabem bem… fazem parte desta nossa curta estadia, nesta fuga, nesta passagem, pela vida… as viagens!!!... Com o tempo bom, com o tempo mau… é um respirar fundo, um alívio, uma mudança de ares, um carregar de baterias, quando fracas, quando mornas, quando insonsas, aborrecidas… estas fugidas!!!... Muito mais… quando não nos custam dinheiro, quando de borla, quando à custa dos contribuintes, quase pedintes, sem cheta, em crise!!!... Ainda mais… quando se está acabando, diluindo, aos poucos, é de loucos!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...

…continuo com a minha, eu… que nunca fui empresário, nem banqueiro, nem possuidor de seguradora alguma, muito menos jornalista, repórter de rádio ou de televisão!!!... Deve ser bom, deve saber melhor ainda, quando se é convidado, quando nos cai em cima, como prenda, como oferenda, como benesse, como mordomia, uma chance, uma possibilidade, uma oportunidade… como esta, ir até Macau, passar e passear pela China, acompanhado por Sua Excelência, por outras mais, um montão delas, ir até à Argélia, derivar para Paris, ouvir comentar umas tretas, instalarmo-nos no BOM-BOM, no bem bom… lá para as idílicas praias equatoriais de S. Tomé e Príncipe, mais propriamente, na ilha do Príncipe, tal como um… com um protocolo importante para resolver, numa horinha, quiçá e… muitas mais de relaxe, de descanso de devaneio, de deleite incomensurável, expectável, deslumbrante, paradisíaco!!!... Tudo… tudinho, sem pagar tusto, à custa dos tansos, dos Tugas, antes que acabe, está mais que visto!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...

… afirmo, reafirmo… não é inveja, dor de corno, maus sentimentos, os que me movem, os que me levam a comentar tais mordomias!!!... Garanto… só um espanto!!!... Nestes tempos em que… o longínquo, através das novas tecnologias, está aqui tão perto, ao virar da esquina, atrás da porta, ali à mão, não entendo, não percebo… esta sofreguidão, este frenesim, esta loucura, logo agora… em tempo de vacas magras, em crise tamanha que, alguns descrentes… teimam em relegar, em colocar em segundo plano, em desvalorizar, em escarnecer os experts, gastando à tripa forra, com séquitos maiores ou menores, com amigos, com amigas… lá para casa do Diabo, salvo seja, a fim de tratar o que eles bem entendem, o que se propõem!!!... Com tantos computadores ao dispor!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...

… não me alongo mais, não bato mais no velhinho… pode ser que, quando menos pensar, qualquer dia, me batam à porta, não com intenção de pagar… antes pelo contrário, de receber um convite, quiçá, para uma viagenzita dessas, lá para a China, para S. Tomé, para os States, sem despesas minhas, às custas, de borla… talvez!!!... Seria natural… não aceitar porque, não como os políticos afirmam, como me sinto, como sou, tenho a consciência tranquila e… certamente, não me iria com futebóis, com loucuras, com frenesins, com prazeres roubados ao erário público, logo agora, quase no fim, em gestão ou… não!!!... Cada um… como cada qual!!!...

… a 20 de Fevereiro… logo se verá!!!... Mais tarde, nas presidenciais… como será???...


…O.K.!!!... Tendes razão…desisto, admito, também eu, com computadores à disposição, podendo tratar de vários assuntos nos ditos, através deles, de interesses meus, está bom de ver, viro costas… vou embora, procuro atendimento personalizado, como já escrevi, como tenho feito, continuarei… fazendo, olhos nos olhos, é mais bonito, tem outro tom, tem mais sabor!!!... Tanto eles… como nós, desde os nossos avós, nos tempos dos apertos de mão, cara a cara, frente a frente!!!... Ainda mais… com assuntos estatais!!!... Trabalhos e… canseiras, pobres coitados!!!... Tenho pena!!!...Abraços do Sherpas!!!...




publicado por sherpas às 15:02
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Janeiro de 2005

...quando falo...quando escrevo!!!...




…quando falo, quando escrevo,
quando penso, quando vejo,
num momento… um acaso,
num instante… um percalço,
num antes… um depois,
num durante, enquanto faço,
como somos, como sois,
quase me nego… apago,
me extingo… desfaço,
deixo de ser, não sou,
paro, deixo de ir, não vou,
entregue, como estou,
a esta dádiva que me assola,
a esta esmola,
doce bálsamo, infinita doçura,
alegria, tristeza…loucura,
procura!!!...

…perguntas… sem resposta,
palavra, sobre palavra,
composta,
num ritmo alucinante,
extravagante,
que canta, que ri, que chora,
que grita, que berra, que cala,
que teima, não vai embora,
perdura, mantém… fala,
fica,
se alonga… estica!!!...


…quando penso, quando escrevo,
quando falo, quando vejo,
como sois, como somos,
como fomos!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:28
link do post | comentar | favorito
|

... faço das fraquezas... força!!!...

…sinto-me fraco, debilitado,
entristecido, consternado,
virado… revirado,
prostrado!!!...

…sofro, pelos que sofrem,
pelos que… não comem,
pelos que desistem,
pelos que param, não correm,
pelos que, na doença,
arrepiam a caminhada,
invertem o destino,
já só pensam… em nada,
insistem no passivo,
no vão, no negativo,
sofro por eles… consternado,
mais que prostrado!!!...

…quando vejo o debilitado,
quando sinto o fraco,
sinto-me arredado,
falho… mais que acabado!!!...

… faço das fraquezas… força,
ultrapasso,
dou a volta, faço-me forte,
tento virar… a sorte,
procuro, de novo… o norte,
caminho, por onde andei,
recordo,
torno a pensar, como pensei,
porque sou,
continuo sendo,
sei para onde vou,
tal como sou,
como estou!!!...

…desistir,
nunca, nem agora,
quando se diminui,
quando se chora,
quando já fui,
me vou embora,
aqui… agora,
continuo sendo,
sentindo… escrevendo!!!...

…uma réstia de esperança,
pequena que seja,
benfazeja,
mal ou bem… que se alcança,
pensamento positivo,
pausa, descanso,
remanso,
enquanto vivo,
fase passageira,
perante o eterno, o infindável,
o porvir,
o que há-de vir,
mau bocado,
não desistir,
tanto aqui,
como em qualquer lado,
doente, prostrado,
não acabado… continuado!!!...

…sinto-me consternado,
entristecido,
revirado…
esperançoso,
renovado!!!...Sherpas!!!...



publicado por sherpas às 11:52
link do post | comentar | favorito
|

... sou... sei!!!...

…sou, existo,
insisto, persisto,
depois disto,
continuarei sendo,
vivendo,
nada sei!!!...

…Quantos vi, quantos amei???...
Acredito,
rezei,
aceito e… grito,
quero,
espero,
um amanhã,
um depois,
muitos, dois,
indiferente,
tanto faz,
sou gente,
sou capaz…
porque me apraz!!!...

…espero, desejo,
tenho vontade,
almejo,
de verdade,
uma vida maior,
um Senhor,
um alvor,
muitas madrugadas,
agora, sombrias,
outros dias,
forças renovadas!!!...

…a vida dispõe,
somos nada,
algo valemos,
quando queremos,
o pensamento, impõe,
a razão,
ultrapassa,
o destino é incerto,
coração aberto,
um querer,
um vencer!!!...

…insisto, persisto,
ainda existo,
continuarei sendo,
nada sei,
vivendo!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 07:32
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Janeiro de 2005

...um acrescento!!!...




… um acrescento ao que me espanta, por vezes… quase sempre!!!...

… depois de lido, com atenção, (…horror pior do que na TV!!!...) no Expresso desta semana, sinto-me irmanado com os articulistas, enviados do dito semanário, ao local!!!... Por muito que as televisões nos mostrem, todos os horrores, todas as catástrofes… deste Mundo, em conflito permanente, entre as gentes, a própria natureza em fúria, demente, anunciadas por locutores, com caras compungidas, tristonhas, vozes graves, pausadas… sofridas, é bem diferente, junto das pessoas, dos falecidos, dos corpos, da destruição, da aflição… do pavor!!!...

… quanto ao resto, mantenho e… em relação ao Director, não rio, sorrio!!!... Jornal caro, direccionado para determinado extracto social, muito atacado… ultimamente, com negociatas, proposições, intenções!!!... Louvável, de aplicar, de inovar… ao contrário, dos telhados para os alicerces, como sempre!!!...

… sobre as conjecturas políticas do arquitecto, agora… jornalista, dos dois P(SD)/PP(D), dos dois líderes, Durão e Santana, dos que agem por convicção, por ideologia e dos outros… os dos interesses, não lhes acho grande diferença, nenhuma, para ser franco!!!... Da mesma cepa, carreiristas… interesseiros, na política, patriotas de pacotilha, simplesmente!!!... Desfasamentos… incongruentes!!!... Sherpas!!!...



publicado por sherpas às 17:56
link do post | comentar | favorito
|

... o Expresso, espanta-me... por vezes!!!...




… o Expresso espanta-me, por vezes… quase sempre!!!... Em tempos, devorava diários, desisti… por sentir, na maior parte deles, muita inclinação e, confesso, nunca gostei que me fizessem a cabeça, gosto de pensar, por mim… tal e qual!!!... Decidi-me por um semanário, passei por todos, desde o Independente… de má memória, o de Portas, passando pelo Semanário, demasiado conservador em relação ao passado, extremista de direita, com revista a condizer, quando o comprava, claro… agora, não sei, alguns de economia, mais recentes, com pouca credibilidade, pelos enganos, mais que muitos… em profusão, que pus de lado, simplesmente, até me instalar no Expresso que, quase como uma promessa, semana após semana, compro e leio… o que me interessa, não me vou em conversa fiada, de treta, é evidente!!!... É um jornal plural, cada um escreve… de acordo com as suas convicções, por enquanto aberto, concreto, real!!!... Tenta vender um certo produto mas… desde que identificado, como faço, é questão de o colocar de lado, sem mais!!!... Mas, que me espanta, por vezes… quase sempre, é um facto!!!...

… não me consigo situar na linha do seu patrono, possuidor, dono e senhor, muito menos… na do seu Director, arquitecto, feito jornalista, que… vezes por outras, com o que escreve, respeitando… me dá imensa vontade de rir!!!... Vivem num Mundo de brincar, à americana, sem mais… neste nosso Portugal, mais terceirista do que outra coisa qualquer, queiram ou não admiti-lo, está provado… pelos desempregados, pelos pobres, pelos miseráveis, pelos políticos arrivistas, os que nos azucrinam… o miolo, até à exaustão, pois então!!!... Com a situação de reformismos vários, insensatos, autênticos descalabros, imensos desbaratos, irracionalidades várias… têm-se forrado, no bom sentido, quanto a negócios proveitosos, é evidente, basta ver os resultados da Bolsa, a situação da Impresa, o desafogo com que se vai visualizando, com ganhos… do camano!!!... Boa situação, resultados positivos… empresa de sucesso, pelos vistos!!!... É com eles!!!...

…mas, voltando ao espanto, ao Expresso… ao que me trouxe aqui!!!... Como sempre, comprei-o, cheguei a casa e realizei tarefa que sempre faço, aliviar-me de publicidade forçada, desnecessária… encaminhá-la, tal como a do correio, nas caixas do dito, para o lixo, sem mais!!!... Mas, ainda não o li, só o coloquei em condições… para o ir mastigando, aos poucos, como gosto… fui alertado para duas ou três situações, inovadoras, enganadoras, modernas… à americana, (… e eu… a dar-lhe!!!... ) quiçá, tal como para uma sondagem e para um outro título, infelizmente… uma norma, uma continuidade, uma realidade, desde há uma semana para cá, em qualquer meio de comunicação… o horror do Tsumani!!!...

… as inovações, todas elas dedicadas ao Mundo da informática, com fichas, com raspadinhas, com convencimentos, com CD-Rom, uma exaltação, tremenda confusão, grátis… como opção!!!... Há que evoluir, claro… o tempo assim o quer, a inovação, para aí se encaminha!!!... O pior… é o resto!!!... Quanto ao grátis e à raspadinha, fui dos contemplados, raspei e vi… três monitores, ganhei!!!... Ainda pensei em meter no envelope, em enviar… a fim de receber mais trinta fichas, uma série de coisas interessantes, cativantes, tudo de borla, (…no valor de 29,85 Euros!!!...) como apregoavam em letras gordas mas… quando reparei, quando observei, cheguei à conclusão que teria de haver fidelização, preenchimento de ficha com a minha identificação, útil para base de dados futura e… o envio de 9,95 euros, com o acréscimo de 1,95 para despesas de expedição!!!... Tudo estudadinho ao… milímetro, gestores acutilantes os do semanário Expresso!!!... A médio ou a longo prazo, ganham com o negócio, é evidente!!!... Gato…por lebre, como sempre, quanto a mim…tal como penso!!!... Desisti… encaminhei para o sítio certo, juntamente com a publicidade, o papel que vem a mais, que não interessa!!!... Mais admirado quedei… ao me deparar com o CD-Rom, em substituição da pequena revista, o Cartaz dos Espectáculos!!!... Deve ficar mais barato para o semanário, é engraçado, é divertido… pouco prático, inadequado em relação a tantos leitores, mais idosos, mais conservadores, não tão conhecedores destas coisas das informáticas, terá, certamente… em muitos lares, o mesmo destino das outras inovações!!!... Não sou bota-de-elástico, até vou espreitar, não custa nada mas… os senhores do Expresso, insistem em pensar à americana, (… persisto… está mais que visto!!!...) quando estamos a viver no País mais débil, economicamente, da Europa, o mais pobre, o mais analfabeto!!!... Continuam a pensar… só nos telhados, não se interessam pelos alicerces!!!... Tenho pena!!!...

… quanto às sondagens, não digo mais, só acrescento, com admiração, incrédulo... 33% para o P(SD)/PP(D) do Durão e do Santana???... Devem estar a sonhar ou… sou eu que vivo num País de brincar!!!... Depois de tanta burrada… ainda há quem se vá com eles???... Ou terão sido os que, para nosso mal… se forraram e pretendem continuar, insistindo, persistindo!!!... Já não digo nada mas, quanto a mim, esses senhores, pelos maus serviços prestados, deveriam ser responsabilizados, extintos, diluídos… pura e simplesmente!!!... Mas, num País como o nosso… tudo pode acontecer!!!...

… o título de um artigo que, por acaso… ainda não li, só vi, fez-me pensar, congeminar e… escrever, como não podia deixar de ser:
- O horror é pior do que na TV… quando se referem aos tristes e calamitosos resultados do Tsunami, desgraça mundial, definidores da nossa insignificância, da nossa pequenez, não distinguindo o desgraçado… do rico, todos juntos, ceifados implacavelmente por uma força atroz da Natureza, logo numa altura de festa religiosa, de Paz e de Harmonia que… por estupidez, por ganâncias e cupidez, nunca se têm, vai sendo hábito, quando nos matamos uns aos outros, insensíveis, com armamentos sofisticados… todos os dias!!!... Desnecessário se torna afirmar tal coisa, quanto ao que se vê na televisão, desde há uma semana para cá!!!... É horror, é dor, é sofrimento, é desolação, é fome, é miséria é…muito mais do que isso!!!... Por muito que nos enfiem pelos olhos, essas imagens, todos os dias, a todas as horas, com pertinência… insistentemente, nunca será o mesmo que no terreno!!!... Todos sabem isso!!!... As televisões não transmitem os sons macabros, os silêncios profundos, os cheiros da decomposição dos corpos, os choros aflitivos, sentidos, de proximidade… a devastação, a desolação de quem está, de quem faz parte, de quem se encontra lá, o carinho que se necessita, a proximidade dos que partiram, dos que morreram, o isolamento, o lamento… toda uma série de sentimentos que, tal como nas GUERRAS… só lá, dá para entender o que é sofrer, o que é morrer, aos poucos!!!... Nem, por palavras, as mais sentidas… conseguiremos nunca, transmitir os mundos perdidos, dos mortos, dos feridos, dos destruídos… física e mentalmente, quanto a bens, quanto a corpos, quanto a gentes!!!...

… o Expresso espanta-me, por vezes… quase sempre!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 14:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

...self-service...sómente???...

… tenho escrito, vou escrevendo… a meu jeito, sobre tanta coisa variada e diversa, sequioso de conversa, como terapia profunda para este mal que me persegue, que me afronta, me confronta, sombra de mim que… não despega, antes me impele, me atormenta, me escraviza!!!... Em prosa, prosaica, em poesia rudimentar, com estórias baseadas em factos reais, outras… não tanto, dou forma, dou corpo, concretizo, por vezes, profetizo, penso, pretendo, auguro… idealizo!!!... Falo de mim, dos outros, tomo como tema… políticos e políticas, acontecimentos diários, tento retratar, satirizando… ou não, não está em mim, não é por mal, não consigo calar!!!... É maleita… quiçá, está em mim, veio… para ficar!!!... Com um PC à mão, com teclas para martelar… não hesito, insisto, persisto!!!...

… há uns dias atrás, por vias de levantamento de dinheiros… das minhas parcas economias, nenhumas farturas, dirigi-me a um balcão da C.G.D., o banco mais português de todos os portugueses, o que foi assaltado no seu melhor, no fundo de pensões dos seus trabalhadores… por uma excelência, a fim de tapar défices, de esconder valores, de ocultar resultados catastróficos de erráticas e inconsequentes políticas, praticadas por… essa incompetência, tal como tantas outras, anteriores… claro!!!...

…fiz o normal, em tais circunstâncias, actualizei a caderneta, na maquineta, retirei uma senha e… aguardei, sentado!!!... Tinha muitas pessoas à minha frente… tinha tempo!!!... Troquei conversa com um parceiro, ali ao lado… pessoa de cor, bem-falante, educada, com conhecimentos vários, de estudos, de vida… quiçá!!!... Deu para entreter!!!... Quando conversamos com alguém… nem damos pelo passar do tempo, é um facto!!!...

…como já faltavam poucos, levantei-me e propus-me esperar, nessa posição… a minha vez!!!... Num rompante, fui assediado por uma senhora, atenciosa, toda sorrisos que… por ali cirandava!!!... Era funcionária da C.G.D., já conhecida e, pelo que ouvi, estava ali… com um propósito, com uma missão, tal como me explicou, tal como me pretendeu induzir!!!... Vim a saber que… se seguisse os passos que me indicava, vinha ganhar tempo, seria mais prático, realizar o levantamento de dinheiros que tencionava fazer, utilizando uma das maquinetas… ali ao pé, fora do balcão, por mim próprio, numa espécie de self-service, tipo Multibanco!!!... Ouvi e… contestei, pela importância, pelo hábito adquirido, desde há muito… o atendimento personalizado, falando e propondo, a quem me atende, o que pretendo, de viva voz!!!...

…amavelmente, recusei e, com insistência… fui rebatido, induzido, assediado… repito!!!... Com argumentos meus… levei a minha por diante, recalcitrante, teimosamente, justificando o que quero fazer, naqueles espaços, com o que me pertence… as minhas parcas economias!!!... Lá lhe disse que… quanto a dinheiros, prefiro o balcão, quando muito, o Multibanco, por enquanto!!!...

…dificilmente, não convencida… despegou, afirmando que, mais tarde ou mais cedo, o atendimento personalizado por parte dos bancários, vai deixar de ser, de existir… acabar!!!... Eu, já sabendo, de há muito, a estratégia dos banqueiros… em relação à informática, à redução de quadros, ainda lhe disse… isso mesmo, o que iriam fazer, que iriam para o desemprego, simplesmente!!!... Respondeu-me que não, que os bancários, ela e os seus colegas, continuarão… fazendo aquilo, para o que estão, servindo o patrão, atrás do balcão!!!... E os clientes, como será… no futuro???... Perguntei, ainda… teimoso, na minha!!!... Lá me informou que a intenção dela, era essa precisamente, de ir ensinando as gentes… a praticarem o self-service, tal como no Multibanco!!!... Sorri, virei costas… fui ao balcão, cumprimentei, troquei meia dúzia de palavras, arranjei conversa, levantei os dinheiros, tal como pretendia, pedindo… como queria, o tipo de notas, as quantias, conforme desejava!!!... Se tivesse utilizado a maquineta, além das operações diversas… receberia como ela bem entendesse, não teria dado… dois palmos de conversa!!!...

…sei que não é o local indicado para falar, com quem quer que seja, com quem quer que esteja… atrás dos balcões dos bancos!!!... Estão a trabalhar, é evidente!!!... Mas, por mim penso… o atendimento personalizado, tem outro sabor e, se por acaso, na C.G.D. optarem por esse caminho, lá terei de dar de frosques, procurar outro Banco, não tão moderno, mais ao meu jeito, mais ao meu gosto!!!... Opções… quem as não tem???... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 09:16
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2005

... a jangada... das mentiras!!!...




… tal como uma jangada, não a de Saramago, a de pedra… a de mentira, simples amostra, tanto faz, completamente desgovernada, à deriva, pelas horas da amargura, com tesura, a falida, mal dirigida por timoneiros imprestáveis, com embarcadiços noviços, pela incúria, pelo laxismo, pelos maus serviços, alguns… dos que embarcaram, em tempos de agruras, em tempos de Durão, o que fugiu, nunca de fiar… extremados e insensíveis, nada credíveis!!!… Com a viagem, ganharam muito, bastante, em pesporrência, em jactância… impondo, a seu jeito, usando e abusando, dispondo, gastando, extravagantemente, com loucuras impensáveis, descartáveis, não ajustáveis às realidades duma embarcação pobre e rudimentar, com problemas sociais graves que aumentaram, que agravaram, como se nada!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, como se nada!!!...

…o timoneiro da altura, nesta jangada à deriva, sem rumo, sem norte… deu o dito por não dito, bateu a asa, mudou de casa e… de cargo até, esqueceu promessas, virou costas, foi embora, esqueceu!!!... Está bem de vida… lá para Bruxelas!!!... O figurão, virou figura, do ano… dá vontade de rir, pois então!!!... Os embarcadiços, os noviços… estreantes e extravagantes, bem agarrados, insistiram… continuaram, doce encantamento, miragem mirabolante, um desvario!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, é evidente!!!...


…outros houve que… desembarcaram também, para outras aventuras, mais seguras, mais prometedoras, tal como o… timoneiro, o espantadiço, o fugitivo, descontrolado com o descontrole, com a façanha atribulada, azarada… rasando baixios, acometendo contra escolhos, contra recifes disfarçados… encapotados, aos trancos e barrancos, como destino, como fado!!!... Agruras… lá nas alturas!!!... Desistiu… foi embora!!!... Virou figura… o figurão!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, tal e qual!!!...


… a jangada, não a de pedra, a de Saramago, esta simples amostra… meio destruída, meio submergida, com golpes e contra-golpes, continuou, com alguma marinhagem nossa conhecida, os embarcadiços, simples noviços, acomodados, bem instalados… como nunca, perante o pasmo e a descrença dos que, via satélite, se iam apercebendo do que se ia passando… atribulações acidentadas, desgovernadas!!!... O timoneiro… tinha dado de frosques!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, simplesmente!!!...


… como por artes de magia, num repente, como hipótese, como sucessão… na condução desta esquisita embarcação, jangada frágil e custosa de orientar, lembraram-se… então, dum simples grumete, aprendiz de feiticeiro, pouco hábil nas artes de navegação, com pouca ou nenhuma garra, habilidoso no palavreado, sem feitos de monta, com curriculum fracalhote, um franganote!!!... Enfim… elevaram-no ao estatuto de timoneiro, entregaram-lhe o leme da dita, não a de pedra, a de Saramago… deram-lhe o privilégio de escolher a sua própria tripulação, aguentando, como senão…os embarcadiços, os noviços, com mais alguns amigalhaços dos referidos, claro!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, mais que visto… um dó de alma!!!...


…e, como os amigos… são para as ocasiões, como prova de compadrio e amizade… o timoneiro, o antigo grumete que, nunca se tinha visto com tais predicados, num desvario, fez o que se esperava que fizesse, chamou-os… aos amigos também, a todos, para os mais diferentes lugares da estranha embarcação, sem habilitações adequadas, sem provas dadas, tais como ele… é evidente!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, prosseguiam a viagem, na jangada… desconjuntada, trapalhona… sem norte!!!...


… se, a caminhada, através dos escolhos, dos baixios, dos recifes… com o que fugiu, tinha sido acidentada, com vários incidentes, indecentes… com rombos profundos no casco da jangada, bem desfalcada, uma amostra do que tinha sido, em tempos… com este grumete, feito timoneiro, foi o fim… o fim da picada!!!... Desde o reinício… em continuidade, foi uma imensa trapalhada, mais que azarada, numa confusão, numa reinação… num sem fim de situações ridículas e caricatas!!!... Deu em nada… foi a pique, foi ao fundo… de tal modo que, ainda hoje, os náufragos da dita, se interrogam, incrédulos, pelo sucedido!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, queriam prosseguir a viagem, na jangada, já afundada… desconjuntada, para nosso mal!!!...


… completamente destruída, devassada… com punhaladas, com tabefes, com ambulâncias, duma maneira enigmática, pragmática, paradoxal… teve um triste final!!!... A marinhagem, bem como os quadros superiores, os oficiais… colocados a esmo, a preceito… bem forrados, não sentiram, nem irão sentir os rombos, ficaram ou irão ficar, com bastante lastro, não foram, nem vão ao fundo… aguentaram-se, aguentar-se-ão, na perfeição!!!... O pior é o resto, os que se foram em cantigas, os passageiros… os que ficaram sem fundos, sem lugares, sem dinheiros, abandonados ao seu destino, espalhados por qualquer canto, sujeitos a maleitas graves, ao escorbuto… inclusive, por falta de alimentos frescos, de outras coisas mais!!!...

…no meio de trovões, de raios e de coriscos…grandes vendavais, volumosos, audíveis, sem apelação, prosseguiriam a viagem, na jangada… afundada, desconjuntada, se os deixassem!!!...


… se fosse a jangada de Saramago, uma simples ficção, do mal…o menos, era para esquecer, não fazer caso!!!... Mas, não!!!... A ficção, deu origem à realidade… pura verdade!!!... Estamos com uma mão à frente e… outra atrás, no fim de uma loucura, irresponsável aventura, sem rumo, trapalhona, com timoneiros de treta, fugitivos e incapazes!!!... Uns troca-tintas, simplesmente!!!... Assim vai, a dita…já afundada, desconjuntada, saqueada, mais conhecida, por Portugal!!!... Sherpas!!!...


publicado por sherpas às 12:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

... mal vistas... as listas, claro!!!...




… pessoas conhecidas em Portugal inteiro, através de jornais, revistas e televisões… figurões dos partidos políticos, muito longe das regiões que representam, os elegíveis, é evidente, outra gente, estranha e sem conhecimento algum dos graves problemas existentes nas ditas, simplesmente!!!... Vão em serviço deles próprios, em serviço dos bandos a que pertencem… nas listas, tão mal vistas, claro!!!...

…o sistema foi montado, desde há umas décadas atrás e. numa de… agora eu, logo depois… tu, lá vão, lá se fazem velhos e decrépitos, sentados nas cadeiras dos instalados, em plena A.R., discutindo, gritando, barafustando, lendo, telefonando, dormindo… consoante e conforme, situação absurda, enorme, quanto a conformismo de todo um Povo, que admite, que permite… tal situação!!!...

… ao nível dos que representam, (…quando proferem seus discursos, quando entoam oratórias!!!...) dos que assistem, dos eleitos, dos opositores… com sanha, vão defendendo os seus interesses, os do partido, somente!!!... O Povo, mal representado… porque nunca é visto, nem achado… para a formação das listas, nem tão pouco conhece os que lhes dão, os que lhes atiram, vindos lá de Lisboa, dos Algarves, do Porto… dos confins dos Alentejos, de Trás-os-Montes, vai aguentando, vai-se desinteressando, vai-se afastando, cada vez mais!!!...

… a política… para os políticos, eternos desconhecidos, serviçais para os partidos e… pouco mais, usufruidores de dinheiros e de favores, abrangidos, pelas listas, as mal vistas, claro!!!... Estranha democracia esta que… só se interessa por estratégias de bandos, por negociatas de vulto, por viagens ao estrangeiro, por discussões de caca, por carreirismos pessoais!!!... O Povo fica relegado… posto de lado, cumprindo, cada vez menos, o dever de colocar a cruzinha, em tempos de eleições, de pagar impostos, em profusão, sossegado, arredado… esquecido!!!...

… a política… para os políticos!!!... Lá se vão governando… entre eles, pois então!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 12:24
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2005

... Santana e Sócrates... entre outros!!!...




… tenho lido, por aqui, por ali, em tantos lados… comentários vários sobre as qualidades e os defeitos dos que se perfilam, se visualizam, como futuros dirigentes deste País, como excelência primeira, dentre todos os outros ministros!!!... Há dois prováveis vencedores, há dois elementos… com possibilidades de o virem a ser, dois adversários de longa data, doutros combates… que não estes, de confrontos em televisões, como comentadores, pertencentes a bandos diferentes, com ideias e ideais divergentes, com atitudes de vida… tão díspares, tão diversas!!!... Um… rosa, outro, mais para o alaranjado, disfarçado!!!...

… o Sócrates socialista, ex-ministro de Guterres, Guterrista, p´ró co-incineração, pois então!!!... Engenheiro, estudioso, acutilante, capaz… no que faz, ambicioso, como todos os políticos que, dela… se vão governando, amigo do que é bom, com bens de família, mediático, amigo da sua imagem, uma figura ou… um figurão!!!... Mais tarde, depois de eleito, se for esse o caso, consoante o seu trabalho… logo direi!!!... Nunca o conheci como primeiro-ministro!!!...

… o Santana, militante do PPD/PSD, desde os tempos de Sá Carneiro, sua referência… por inteiro, ex-secretário de Estado da Cultura, com gaffes, muitas… por sinal, como aquela do violino e do piano, ou vice-versa, confusões e baralhamentos do camano, lutador, combatente de primeira apanha, como ele próprio se define, uma espécie de Rambo, advogado!!!… À política se tem dedicado, como ganha-pão, pois então, tal como o anterior… ambicioso, mediático, amigo dos seus amigos… mais amigo, das amigas, um bom vivant, muito ligado à sua imagem, claro!!!... Conhecido como enfant terrible, briguento, vai a todas… fica a meio!!!... Já o conheci, como primeiro-ministro e… confesso, não gostei!!!...

… temos, a meu ver, duas figuras ou… dois figurões, quiçá!!!... Dum… já fiquei com uma ideia, a que tinha, pelo seu percurso anterior, pela amostra que nos deu, numa desgovernação sem sentido, descoordenada, atrapalhada… para nosso mal, para mal do que tenta vender, agora… na campanha que tenta passar, na imagem que não tem, pelo que vi, tal e qual!!!... Para mim, embora o considere uma pessoa simpática, não lhe vejo jeito, não lhe sinto pulso, não estuda a lição, procede por… impulso, em cima do joelho!!!... Por falta de tempo… por inclinação, por mentirolas, por avanços, por recuos, por ventos que sopram… que o fazem rodar, o fazem virar, o fazem ceder, o fazem ferver… um imprevisto, nunca visto!!!... Como primeiro… nem pensar!!!... Quem goste… que arrisque, mais tarde, não chore!!!...

…quanto ao outro, ao engenheiro, conheci-o, como ministro, como deputado… do bando rosado!!!...É convicto, quando afirma, quando luta, quando pretende, quando defende, quando critica, quando invectiva!!!... Penso… ser capaz!!!... Que terá qualidades de liderança, como primeiro-ministro desta Nação…não sei!!!... Ainda não foi!!!... Poderá vir a sê-lo, talvez!!!... Penso que é uma pessoa mais coerente, olha de frente, sabe o que quer!!!... Gostaria de o ver… em tal lugar!!!... É o mais provável de acontecer!!!... Depois… logo se verá!!!... Se cair no mesmo dos anteriores, pelo menos a mim… tem-me à perna!!!... Para mim… é indiferente, pretendo gente competente, eficaz, no lugar certo, no indicado, o País… está precisado!!!...

… quanto aos seus particulares, ao íntimo de cada um… não comento, não está em mim!!!... Denegrir, por denegrir… não é o meu jeito!!!... Grande defeito de certos e alguns que… por aqui passam, destilando seus ódios, seus rancores!!!... Confesso que, por mim falo… sempre me inclinei mais para a esquerda, desde que moderada, sempre detestei a extrema-direita, não sou pelos excessos!!!...

…os dois, como pessoas que são, embora políticos de profissão… merecem a minha estima, a minha consideração!!!... Um, como primeiro-ministro que foi, que é… em gestão, para mim, pouco ou nada vale… é uma confusão permanente!!!... O outro… ainda não sei!!!... Nunca foi!!!... Entre o Santana e o Sócrates… não hesito, prefiro o engenheiro!!!... Que seja… com uma maioria absoluta, incontestada!!!...

… depois… logo verei, se, por acaso, continuar com defeitos do passado, seja laranja, seja rosado, tem-me à perna, está mais que visto!!!... É o que penso destas duas figuras… que se perfilam, que se visualizam, num futuro muito próximo… como o primeiro, dos ministros deste País!!!... Ou figurões… plenos de ilusões, bacocas e transitórias!!!...

…tudo passa, inclusive… a desgraça!!!... O pior é quando, com a sua má actuação…alguém, contribui para o mal dos outros, como nestes três anitos, passados!!!...

… entretanto, há outras figurinhas, figuras apagadas ou… figurões, de quadrantes políticos mais reduzidos que… com a desorientação dum, com as confusões, com as facadas, com as incubadoras, com as ambulâncias, cada vez mais debilitado, diluindo-se, aos poucos… vai esfregando as mãos, de contente, aguardando, expectante… numa direita mais extremada que, vale pouco… quase nada!!!... Tal como… no outro lado, na esquerda extremada, algo se espera, se aguarda… desde que, o que pretende, como estratégia, como opção, uma maioria absoluta, se não aclare, se não produza, se não induza… não consiga!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 14:12
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2005

... Woody Allen... no Casino Estoril!!!...

…o Woody Allen, grande realizador de cinema, intérprete soberbo de figuras tocantes, marcantes… da grande cidade de Nova York, adorador da sua ilha, a de Manhattam… a Big Apple, foi ao Casino Estoril, no simples papel de tocador de clarinete, tão simples, ( ???...) como só ele, grande figura, (… com grandes defeitos, também… é com ele!!!...) consegue ser!!!... Figura de cartaz, figura maior do Jazz!!!... Até aqui, tudo bem!!!... Foi quem quis, foi quem teve, na altura… dinheiro para o ingresso, custoso acesso!!!... Normal, esquisito, desigual, desequilibrado… tanto faz!!!... Vivemos num País livre, democrático… embora pobre, com fome, extravagante!!!...

… assisti, tal como tantos portugueses… através de reportagens das televisões, as que se não vislumbram, as que, por vezes, abusam destas coisas, do snob, do ridículo, do caricato!!!... Como na quinta das vacas, quer dizer… das celebridades, noutros programas de charme, de simpatia, de apatia, de desfasamento… perante o que somos, perante o que queremos!!!...

… vivemos, em certos sectores sociais, uma espécie de paranóia alargada, um novo-riquismo absurdo, sem sentido, um faz de conta aviltante, gritante, ridículo e… caricato!!!... E, pelo que vi… sem intenção de criticar, não está em mim, ouvi… e sorri, da boca de certas ladies, de lantejoulas vestidas, espampanantes, brilhantes, do alto das suas poses sumptuosas, barbaridades de alto lá… com elas, sobre o artista, a vedeta, a sumidade, o Woody Allen, claro!!!...

… pelo meio, com trajes a preceito, com borboletas e tudo, perfeitos, como convidadas ( ???... ), figuras gradas das políticas governativas, demitidas ou… em gestão, numa de estadão, é evidente!!!... Para quem arrasta culpas, por dinheiros… para quem trabalha, até à exaustão, pela tragédia, para quem deve dar o exemplo… triste momento, mais um… este, o da crise profunda em que nos encontramos!!!... Fora os que não vi!!!... Cada um, como deve ser… indiferente, pobre e sofrida gente, que aguenta… figurões destes!!!...

… somos livres, democratas, por vezes… pataratas!!!... Quase sempre e… dias, não são dias!!!... Concluo somente que… o dinheiro não é tudo, não dá o mais importante, riqueza de conhecimentos, riqueza interior, formação completa, queda-se por umas simples aparições em locais de luxo, banais!!!…. Visões fugazes, repentinas, figuras tristes, coisas poucas, coisas loucas, venais!!!... Para eles… com tantas e tantas lacunas interiores, ficando-se por meras superficialidades, foi uma passagem de ano, em grande!!!... Com Woody Allen, desconhecido da maior parte dos ditos e… tudo!!!... Bom proveito… a seu jeito!!!... Portugal… no seu melhor ( ???... )!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 14:38
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 2 de Janeiro de 2005

... basta... de depressão???...




… basta de depressão!!!... Na primeira página, em garrafais, com bandeira nacional e… tudo, num diário, centenário, numa de convencimento, claro!!!... Não se visualiza, sequer… tal como os tais, os que… com miragens, certamente, já viam a tal luzinha ao fundo do túnel, a que prometiam… quanto a retoma, está bom de ver, dia sim, dia não… consoante a hora, o local, a ocasião, tal como Sua Excelência, a primeira destes incompetentes, os apeados que… por decreto, decretou, passo o pleonasmo, o fim da crise!!!... Ainda agora, na sua mensagem de fim de ano, ao País… Sua Excelência maior, apontando os defeitos, as discrepâncias, as minudências, os desequilíbrios… se ficou, mais razoável, claro… por incentivar todos os extractos sociais, os políticos, inclusive, numa de razoabilidade, de racionalidade, de entendimento, de trabalho, de incentivo, a fim de… saltarmos este charco em que nos encontramos, bem pior do que o pântano passado, o de Guterres, é evidente!!!...

… com esta primeira página do DN, quase que desatei a rir, embora o caso seja mais sério do que parece… não dá para isso, antes, para deprimir, para criticar, para gritar nossa revolta… contra os responsáveis, é bom de ver!!!...

… por aqui, pelos fóruns, desde sempre me apelidaram de choramingas, de lamuriento quando, desde há três anitos para cá… criticava, veementemente, com intenção, as políticas erradas e erráticas que se iam praticando, quanto a dinheiros, com Manela ou… com Bagão, com Santana ou… com Durão!!!... Muitos dos que me apelidavam assim, agora… já reconhecem, já choram também, invectivam, derivam, dão o dito, por não dito, reconhecem!!!... Vale mais tarde do que nunca!!!...

…passou-se o ano, com uma tragédia tremenda, com muita lástima, com muito choro, com muita lágrima, com muita solidariedade, com muita pena!!!... Principalmente nos Países atingidos, um pouco… por todo o Mundo!!!... Na passagem, nos locais de festa… fez-se, com animação, o que sempre se faz, tanto cá, como por toda a parte, com música, animação… é tradição!!!... Enquanto vivos, os que podem, aproveitam, não rejeitam!!!... E, desde gastos enormes… ali para o Estoril, sítio de apetências mil, das excelências, dos endinheirados, como nos hotéis mais variados e distintos, em bares, em discotecas, na rua, simplesmente… foi um fartote, uma viração!!!... Claro que, em muitos lares, os dos desempregados, os dos pobres e miseráveis… se ficaram, quiçá, pela televisão, ou… não!!!... Passou-se, como sempre!!!...

…o pior, o que eu não compreendo, o que não entendo… por muito que pense, é o aumento voraz, repentino, certeiro… logo no primeiro, ou… no segundo dia de Ano Novo, em combustíveis, em consumíveis, em serviços!!!... Um arrasar, uma alienação… uma tradição!!!... Quantas empresas, mesmo com lucros fabulosos… se não deixam levar, não aumentam, também???... É usual, sabe bem… não custa nada, é só aumentar!!!... Os aumentos das pensões, dos vencimentos… coisa pouca, não aquecem, nem arrefecem!!!... Tão pouco se vão sentir… dá para sorrir!!!... Ao invés, os aumentos que todos sofrem na pele… uma irracionalidade, um absurdo, o dobro, o triplo ou… mais, muito mais!!!...

…dou um exemplo, na minha vidinha, na de todos os dias, num supermercado, aqui ao lado!!!... Vou lá fazer compras e, na hora da bucha, como dizem e muito bem… os pedreiros, quando comem alguma coisa a meio da manhã, tal como eles, costumo beber um carioca de café e, guloso que sou… comer um bolo de chila, ou gila, como quiserem, num café situado no dito empreendimento!!!... Gosto de fazer várias refeições, ao longo da manhã, decrescendo, aos poucos… até me ficar, à noite, com alguma coisa, insignificante, uma torrada, uma peça de fruta, uns flocos!!!...

…essa bucha, no tal café, fazendo parte dum menu, café e bolo, ficava-me por um euro, certo… nem mais, nem menos, tal e qual!!!... Hoje, dia 2 de Janeiro de 2 005, como sempre, depois de encomendar o menu, o bolo e o café, ao pagar… ouvi, por parte da senhora que me atendia:
- Desculpe, já não custa um euro… aumentou para um euro e dez cêntimos!!!... Disse as minhas razões, não concordei mas… paguei!!!... Nesta simples compra… o aumento foi de dez por cento!!!... Quantos aumentos disparatados, como este… só por ser Ano Novo, por ser… tradição, com ganhos ou não, usual, tal e qual???...

… que País este… o que se contradiz!!!... Depois, num diário nacional, centenário, por sinal… na primeira página, com bandeira e tudo, em letras garrafais, ainda escrevem “ Basta de depressão!!!... “!!!... Definitivamente, não os entendo ou… melhor ainda, cada dia que passa, à medida que os anos vão passando, mais se justifica a tal estória do sapateiro… o que, sem cheta, matraqueando no calçado, com uma catrefada de filhos, lá ia cantando suas mágoas, como se nada!!!... Ali ao lado, o riquinho, o abastado… com a mulher e com os filhos, uma guerra completa, seguida, sem interrupção!!!... Diz a estória, (…estas estórias de encantar, do passado, afligem-me!!!... ) que o riquinho deu umas coroas largas ao sapateiro e que, o referido… a partir daí, entrou em paranóia com a mulher e com os filhos, sempre a discutirem, por dá cá aquela palha!!!... Final feliz, salazarento, mais que visto… o sapateiro desfez-se do pastaréu e… a alegria, como obra de magia, regressou ao lar!!!...

… deve ser isso que, tanto o diário centenário, como as excelências pardas deste País, desejam… com intensidade!!!... Colocar-nos na penúria mas, felizes e contentes, sem depressões!!!... Pobretes mas… alegretes!!!... Uma série de sapateiros tesos, sem cheta… cantarolantes, como dantes!!!... Ao que chegámos, Deus meu!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 17:17
link do post | comentar | favorito
|

.Sherpas

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. ... os mal amados!!!...

. ... antes que... a vida, ...

. ... são... como as cereja...

. ... inclita geração!!!...

. ... guarda-chuva... color...

. ... acrimônia!!!...

. ... pedras com... regras...

. ... cliente!!!...

. ... o cavalo do... LEONAR...

. ... memorização!!!...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.favorito

. ... antes que... a vida, ...

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds