Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006

... afectos!!!...




… nunca se nega um cumprimento,
uma palavra amiga, numa tarde qualquer,
um desejo matinal, dum dia feliz,
um sorriso, uma boa vontade, um sentimento,
como decoro, compostura que se quer,
não custa nada, quando se diz,
quando se faz,
seja rapariga, seja rapaz,
torna-se a vida mais linda,
menos pesada, pouco custosa,
é sempre bem vinda,
assenta tão bem, um cravo, uma rosa,
um toque, afinal,
palavra certa, no sítio adequado,
na rua, no café, em qualquer lado,
um olá, como está, um passa bem,
quando num velho, que satisfação,
abandonado, posto de lado, quanta emoção,
ainda há quem lhe diga, quem o veja,
o cumprimente, ainda é gente,
existe e persiste, encontra-se a si próprio,
vida que se renova, que lhe sorri,
não é fardo, tão pouco opróbrio,
não sente vergonha de si,
pensa e lamenta a vida que corre,
já olha, descansa, aprecia, não foge,
dá mais valia… espalha simpatia,
conta e reconta, casos e coisas,
no meio doutras loisas,
passadas, insignificantes,
as de dantes,
quando o ouvem, o olham, escutando,
dando atenção, apreciando,
aprendendo com a voz da vida, experiência,
partilhando todos… quanta vivência!!!...

… dar um afago a um pobre, dar uma esmola,
dar uma palavra, pequena que seja,
é obrigação de quem lhe sobra,
é formação que, nunca sobeja,
que mostra que não nos sobrepomos,
quando nos pomos,
distantes, bem afastados,
com repulsa e aversão,
instintivos, descontrolados os sentires,
não pensando nos provires,
na alteração, na inversão,
do destino que não nos pertence,
que nos dá, ou tira, num repente,
teres e haveres, materiais que nos cobrem,
que nos fazem diferentes, sendo iguais,
com os menos, com os mais,
não antevendo o que nos cai,
o que nos vem, nos faz soçobrar,
tanta coisa… por contar,
quanta estória de espantar,
naqueles seres indigentes, pobres e desprezados,
dependentes de sobras, de esmolas,
de palavras, de recados,
de sorrisos que, por vezes… lhes são dados!!!...

… palavrinha adequada, sorriso e compreensão,
amor, carinho, ajuda na caminhada,
quando petizes, rapaziada,
com tanto sonho, tanta ilusão,
ávidos, sôfregos de tudo,
que lhes possa dar… o Mundo,
no início, ainda crianças,
que saltam, que riem, que avançam,
quantas esperanças,
aprendizagem justa, indicada,
quanto ganham, quanto apanham,
vão crescendo a esmo, com correcção,
sem desviantes, sem frustração,
num encanto, maravilha que se pronuncia,
sem rebeldia, com alegria,
homens do futuro, o que eu auguro,
fraterno, moral e terno,
solidário, social… em género,
indiferente, tão boa gente,
como penso, como espero,
assim o faço, assim o tento, quando escrevo,
tal como sinto, como vejo… a tal me atrevo!!!...

… os mais débeis, os mais carentes, indefesos,
vítimas fáceis na sociedade cruel que temos,
tão usados, quando falados, desejos,
intenções que se ficam por aí,
esquecidas e pervertidas, com bocejos,
dos que, novos e pujantes, não pensam
no que os espera, já ali,
ao virar da esquina, da página que se lê,
pobre de quem não faz, não quer… não vê!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

... de mãos dadas!!!...




… de mãos dadas, naquele planalto,
bem no cimo, olhando o horizonte,
difícil acesso, inverso,
quando subindo, um excesso,
esforço penoso, calculado,
já pensado, cá em baixo, desejo,
antevisão da amplidão, lá do alto,
doce sensação, ambição, anseio,
mal me vejo, quando penso,
contigo ao lado, doce enleio,
vontade que faço, enquanto ascendo,
subindo, ajudando, sorrindo,
de socalco em socalco,
vamos indo,
descansando, penando, sofrendo,
esforço voluntário, objectivo,
atingindo o cume, chegando ao cimo,
olhando a planura que se estende,
que se prolonga, se prostra, se rende,
nos reduz, num contraluz,
diminui, pela grandeza,
pela beleza que nos inunda, realeza,
num trono natural, buscado,
depois de elevados, conduzidos,
de mão na mão, bem unidos,
embevecidos, lugar conquistado,
Paraíso… encantado!!!...

… acolhedor, ponto, referência,
pedaço de terra, monte, altura,
planura quase inacessível, atingível,
esforço que se comete, exigência,
com que dificuldade, agrura,
empreendimento custoso, visível,
satisfação plena, isolamento completo,
longe de tudo, fora do Mundo,
sossego que nos rodeia, repleto,
males que afasta, esquece,
ódios e guerras, invejas, soberbas,
tudo se esbate, desaparece,
do alto onde subimos, terras ermas,
paragens de sonho, bem elevadas,
somos Deuses, somos superiores,
por instantes, simples nadas,
tão iguais… tão inferiores!!!...

… conquistámos os céus, chegámos bem alto,
de degrau, em degrau,
subindo, com gosto,
num entardecer, o Sol quase posto,
vimos a Terra, pintada a esmo,
tudo no sítio, espalhada no horizonte,
num planalto bem ermo,
afastados do caos, bem longe,
dos males que nos afligem, perseguem, até,
que nos instigam, massacram,
nos tiram a fé,
arruínam, arrasam,
pestilentos, controversos,
destroem, trucidam, matam,
insensíveis, sangrentos,
quereres de vulto… por teres, espaventos,
por tristes momentos!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:06
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

... sem rumo!!!...


… fui, sem rumo definido,
pensativo, não vendo caminho,
passei por casas, por gentes, por cães que ladravam,
movimento constante de carros, som produzido,
um afã, uma corrida, enquanto me ladeavam,
pneus ruidosos, no asfalto, motores silenciosos,
engoliam estrada, com fúria, gulosos,
ansiosos pelo destino,
ausente, descurava-os,
seguia o meu percurso, sem tino,
indiferente, continuei por terras desconhecidas,
calcando pedras, calcando cardos,
terras batidas, passeios descambados,
nestas minhas idas,
vezes que me assombram, me instigam,
quando me perseguem, não me divertem,
quase me castigam,
o corpo que sente, a mente,
alma que se esfalfa, que se ausenta,
numa tamanha indiferença,
não pertença,
num não estar continuado,
andando, quase parado,
por locais estranhos, sombrios,
como justa que se tem, como desafios,
enfrentamentos repentinos,
exaltamentos, afastamentos… desatinos!!!...

… o Sol escondeu-se, escureceu,
nuvem sinistra, ameaçadora, bem carregada,
bátegas fortes que caem, que molham,
encharcam-me as costas, arrepio me deu,
roupa pesada, estrada alagada,
carros que passam, água projectada,
vinda de cima, vinda dos lados,
inconformismo acentuado,
mau-estar permanente,
sempre comigo, bastante ausente,
caminho de novo, incerto o destino,
custosa a jornada, tão encharcado,
passada alargada, calçada estragada,
cardos e ervas, terras batidas,
movimento na estrada,
são gotas pesadas… algumas pingas!!!...

… clareou, o sol regressou,
o tempo acalmou, a terra ressequida tudo sugou,
continuo na estrada, viro numa senda,
verdes as ervas, campos abertos,
céus descobertos, pensativo, alheio,
árvores imensas, folhagens agitadas,
pássaros em bando, gorjeios,
quantos encantos, tardes passadas,
terras estranhas, destinos incertos,
rumos que se colhem,
que se não escolhem,
passados os dias, confusos e negros,
espaços escuros, períodos cinzentos,
minto comigo, pressinto o momento,
curtos ou largos… os pensamentos!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006

... famintos!!!...

… famintos,

depois de tantas ausências,

passado de falhas,

de carências,

décadas de recalcamentos,

espezinhados, sem liberdades algumas,

poucas existências,

reduzidos, afastados,

usados e ultrajados,

mentes que se apagaram,

falências,

ocultações,

maus bocados,

isolados,

num Mundo em evolução,

sob o jugo da ditadura,

vontade imposta,

cavalgadura,

 

regime férreo,

perversão,

tempo do grande império,

ultramar, orgulhosos,

pobres de espírito,

sem tugir, nem mugir,

uma que outra posição,

um fugir,

um gritar,

uma passagem de testemunho,

aflito, ouvido, lido,

um fingir,

movimento que se alarga,

que se estreita,

perseguição contínua,

um calar,

prisão política,

polícia sem alma, que se informa,

que prende,

castiga,

que mantém,

que arrecada,

que censura,

enquanto dura,

 

população fustigada,

que se não instiga,

que se embrutece,

se investiga,

carneiros e broncos,

jumentos e mancos,

conduzidos,

jungidos,

tronxos e coxos,

 

com falhas tantas,

sacripantas,

vulgares rebotalhos,

zombies, sonsos,

móveis imóveis,

bancos e mochos,

matéria infecta,

tão baixa, abjecta,

que se detecta,

que se atira,

inventa,

quando se intenta,

se guarda, se castiga,

se massacra,

se afasta,

oblitera...… se escarra!!!... …

 

não as tivemos,

não as sonhámos,

sequer,

nascemos com canga,

com ela vivemos,

muitos fugiram,

quando se rebelaram,

salto que deram,

fuga conseguida,

numa noite perdida,

num dia qualquer,

 

deixaram seus lares,

quanto sofremos,

espargidos,

revoltados,

gritaram,

receios e medos,

quiseram uma vida, bem longe,

numa ausência,

triste partida,

sem meios,

sem ombros,

amigos perdidos,

família quebrada,

futuro confuso,

passado afastado,

ténue,

profuso,

 

esperança que se quer,

Pátria que se ama,

indigna vontade,

quando se clama,

situação que se mantém,

nada detém,

anos e anos…, quanto desdém,

vergonha que se abafa,

que recalca,

reduz, de tudo que se ouve,

tão pouco produz,

recalcamento,

injúria,

cadinho de luz,

povo que chora,

aguenta,

lamenta,

exílio sem auxílio,

deserdado,

afastado,

tão longe, tão perto,

quando se tenta,

deserto, mistério… tão detestado!!!... …

 

uma revolta,

conspiração florida,

encantamento,

armas na mão,

deslocação,

com ajuntamento,

som que se espalha,

bonita canção,

quanta união,

madrugada risonha,

conquista se tem,

liberdade bendita,

 

pouco aprendemos,

no que cometemos,

falhas e casos,

liberdades abusadas,

processos prescritos,

infâmias,

malditos,

roubos aos tontos,

influências mesquinhas,

corruptos aos montes,

abismados,

aflitos,

são como pinhas,

quando se encostam,

abrigam,

bem governados,

quanto se obrigam,

esperanças perdidas,

futuros incertos,

longes e pertos,

 

quantos e quantos,

coxos e mancos,

brutos e mansos,

ignorantes, como dantes,

não participativos,

perante arrogantes,

incómodos,

pestilentos… aflitivos!!!... …

 

espírito perdido,

instauração concertada,

liberdade de expressão,

culpa julgada,

tribunais inoperantes,

vendidos,

comprados,

justiça dos homens,

culpas desconformes,

injustiças gritantes,

disparidades enormes,

quantos enganos,

tão desviantes,

 

figuras ridículas,

mesquinhas,

aviltantes,

lição que se aprende,

que se recupera,

anos que passam,

quanto se espera,

vai sendo tempo,

já escasseia,

reviravolta que se alteia,

vida que se augura...… vida futura!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 16:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 19 de Fevereiro de 2006

... Sebastião!!!...

… quando criança, quantos sonhos,
quantas aventuras, quantos combates,
quantas cruzadas, expandindo a fé,
matando e queimando, tercendo armas,
acutilando o mouro, aqui bem perto!!!...


… tomamos, como certo,
quando nos pomos,
crentes e crédulos, finos alarves,
ágeis, fortes as almas,
pensando nos ancestros,
ferozes pilares, mortos passados,
glórias descritas, tão repetidas,
escritas, envoltas em crónicas, em épicas,
heróicas de antanho,
quando vencidas,
hostes guerreiras, infiéis na crença,
dura labuta, guerra intensa,
tão continuada, nunca acabada!!!...

… como Santa, era tida,
tal missão, tamanha avença,
religião sangrenta,
terras de Cristo, Jerusalém,
um mais além,
uma jura, uma promessa,
de quem professa,
ainda criança, cruzada sonhada,
ideia bem fixa… sempre pensada!!!...

… foi crescendo, ouvindo o fragor,
empunhando armas, em cavalarias,
choque de ferros, sangues jorrados,
cruzadas, sem fim, grande pendor,
terras do mouro, chacinas e mortos,
todos envoltos em gritarias,
cortados, sangrentos, bem decepados,
criança que esquece, outros valores,
armaduras cintilantes, um grande ardor,
um incitamento, promessa que faz,
ainda bem novo, como rapaz!!!...

… rei, já coroado, embevecido,
pelo que ouve, quão convencido,
heróis e valentes, os antecedentes,
vontade suprema, fito de vida,
ansioso… à partida!!!...

… bando de pouco vulto, mal armado,
andrajosos alguns, esfomeados,
com um moço na frente, bem deslocado,
devidamente ajaezado,
sedentos, perdidos, pelos desertos,
cruéis os destinos, desfechos bem pertos,
horda de berberes, ferozes, cruéis,
avassaladora, tudo destrói,
sonhos e liças, lutas e juras,
cruzada que se não realiza,
em Kibir, bem dizimada!!!...

… rei que se destroça, espezinha, desaparece,
pobre rapaz, fé destronada,
País contristado, nunca o esquece,
fomos assim, tudo tivemos,
qualquer dia, aparece,
quão desejado pelo despeitado,
quando esquecido… foi abandonado,
tristes e pobres, caprichos e desacatos,
sempre seguiram, outros recados,
assombrações, sonhos e fé,
confessos e burros… heróis, até!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 09:43
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2006

... velhos!!!...

… pessoas que se desprezam,
que se enjeitam, se esquecem,
que deixam de existir, vegetam,
que passam, que fenecem,
sentadas em bancos, paradas,
falando de coisas passadas,
batendo umas cartas, pelos jardins,
pelas praças, pelo cantos,
olhares vidrados, afins,
gentes mortas, recantos,
sem graças, sem encantos,
num desfilar de dias que se repetem,
que se invertem, não divertem,
quando, pensativos, contemplam
entornos reduzidos, conduzidos,
pensões parcas e raras,
já gastas, fomes de permeio,
penúria, doença, devaneio,
pensar que agasta, reduz,
sem esperança, sem réstia de luz,
num morrer que se assume,
fogueira que se apaga, sem lume,
discordante, sem vontade, degradante,
arrumada, débil, desgastante,
pendente, dependente, bem louca,
farrapo, não pessoa… gente pouca!!!...

… é vê-los, contá-los, esquecê-los,
passar adiante, não reparar,
ir em frente, não parar, afinal,
quadro que se repete, lembrá-los,
quando precisos, usá-los,
carregos, despesas, acréscimos,
sem lucros, tropeços sem préstimos,
nem vê-los, esquecê-los,
velhos e gastos, já fartos,
vidas alongadas, cartas jogadas,
anos que acumulam, emulam,
pessoas que foram, não são,
aos montes, um montão,
pais e avós, de todos nós,
vergonha, incúria, sem perdão,
tratai de vós,
seres pesados que são,
sem lucro, despesa, logo após,
consequência, vidas perdidas,
atiradas, arrumadas… esquecidas!!!...

… dão despesa, não dão lucro,
geram discussão, desunião,
empecilhos, simples atilhos,
rejeitá-los, a melhor solução,
já se vai vendo, em multidão,
encolhidos, tolhidos, pouco fartos,
sem dinheiros, sem saúde, uns fardos,
que se arrastam, que se encostam,
já se não esfalfam,
os que escapam,
quando não morrem, porque não comem,
porque não vivem, existem,
são problema, carrego imenso,
quando os vejo, quando os penso,
batendo cartas, sentados, parados,
olhares vagos, apalermados,
velhos e gastos, uns simples trapos,
pelos cantos, pelas praças, pelos bancos,
encostados aos montes,
já foram fontes,
umas desgraças, vidas que esvoaçam,
que se esgotam… que passam!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2006

... dia de luto... um funeral!!!...

… estou pensativo, introvertido,
metido comigo próprio,
triste, compungido,
morte de parente próximo,
ajuntamento, no momento,
caras pesadas, tristonhas,
última viagem, despedida,
exéquias precisas, falecimento,
já cadáver, no centro da igreja,
repousa em paz, tanto faz,
já não manifesta, não reage,
cerimonial que nos reduz,
quando nos conduz,
sem querer, pensamento veloz,
para outros tempos, distanciados,
mais pequenos, sem cuidados,
quando, pujante, corpo já morto,
cuidava de nós, parente amado,
na terra de origem, terra de encontro,
terra do funeral, terra do pranto,
vindos de locais variados,
da geografia imensa, quando se pensa,
tão espalhados, por tantos lados,
dor que se clama, quando se lembra,
olhos que choram, peitos magoados,
separação total, trágico final,
dia de luto… um funeral!!!...

… desloco-me, como todos,
vou só, no carro que conduzo,
penso, sem querer, doces momentos,
recuo e lamento, recordo, induzo,
tempos de infância, distantes, esquecidos,
quando pequenos, tempos perdidos,
almas risonhas, brincadeiras eternas,
sem cuidados, desvairados,
naquelas terras, nossas origens,
despreocupados, sempre felizes,
dias de gozo, mentes vazias,
estórias, contos, lutas, guerras,
jogos, disputas, quantas fantasias,
encontros, manias, fugas, esperas,
formação juvenil, albergue adorado,
casa dos pais… chão abençoado!!!...

… tudo passou, rápido, fulminante,
memória que fica, corpo estendido,
cadáver presente, dor lancinante,
tristes as caras, penosas, ausentes,
mundo longínquo, mundo perdido,
viagem que faço, peito que sofre,
encontro que tenho, com choro, com morte,
realidade medonha com que me afronto,
assim, de repente, num ápice, de pronto,
naquele local, igreja, funeral,
gentes que me são queridas, tão deprimidas,
recordo amargo, tempos passados,
fim do caminho… duros bocados!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2006

... S.Valentim!!!...

… uma rosa vermelha, um enfeite,
dias concretos, bem delicados,
uma renovação, uma emoção,
num gesto, com namorados,
grande deleite,
perfeito amor, forte paixão,
dia que se repete, ano após ano,
não é dúvida, tão pouco engano,
firme certeza, sentimento que se tem,
ligação, enamoramento por alguém,
romance que se alonga,
que se firma, prolonga,
um estar bem, sensação partilhada,
pessoa querida, bem conjugada,
caminho a dois, percurso sentido,
com altos, com baixos,
barreiras, socalcos,
quantas fronteiras, quantas quebras,
seguindo normas, seguindo regras,
unidos os dois,
num antes desconhecido,
num longo, depois,
amor sentido… amor querido!!!...

… de S.Valentim, dia escolhido,
quando um homem quiser,
num dia qualquer,
tal como o Natal, a vinte e cinco,
neste catorze, triste Fevereiro,
nele me fixo,
nele me entrego, de corpo inteiro,
levado que sou,
pelo que se diz, se apregoou,
sem razão plausível,
não conduzido, tal como sou,
dia sofrível,
igual, soalheiro, convidativo,
comercial, vendável,
tão corriqueiro, muito normal,
flor que se dá, afirmativo,
sorriso na hora,
que se vende, que se explora,
quanto nos toca, quanto nos lembra,
amor, paixão,
gesto que se tem… uma ilusão!!!...

… fui no bote, embarquei,
na flor que dei, que já comprei,
no dia aprazado, o mais indicado,
não me deixo levar por S.Valentim,
por outro afim,
nem pelo Natal, dia da compaixão,
do amor, do perdão,
negócio que se arruma,
vendas em profusão,
quando se apruma
uma data, uma época,
concertada, com antecedência,
simples valência,
uma data, um calendário,
pobres e simples,
apaixonados,
um relicário… enamorados,
rosa na mão,
arranjada, com esmero,
dedicação, tal como espero,
vida conjunta, bem alargada,
bem festejada… tão concertada!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:51
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2006

... liberdade de... expressão!!!...




… liberdade de expressão, sem barreiras,
bem bastou, tempo de censura,
dentro de certas fronteiras,
em tudo quanto é canto, democracia pura,
quando se escreve, quando se fala,
pensamento folgado, disposição perfeita,
enriquecimento da sociedade,
privilégio da humanidade,
em imagens, em figuras,
usando todos os truques,
numa gargalhada mordaz,
numa sátira produzida,
criticar, com palavras duras,
o vil, o ordinário, o incapaz,
função bem conseguida,
afastando espectros, defeitos,
sendo mais rectos, perfeitos,
respeitando certos limites,
não dando passos em falso,
alargando espíritos, mentes,
evitando ofensas gratuitas,
racionalizando atitudes,
sem libertinagem, indecentes,
não ocultas… nem fortuitas!!!...

… servindo posições, outras frentes,
com destino prévio, bem demarcado,
numa radicalidade calculada,
uma espécie de chispa, um recado,
dando no cravo, no cerne,
provocando instabilidade noutro lado,
mais atrasado, fanático, violento,
expressão que se teve,
figura que se desenhou, num momento,
numa atitude, determinado intento,
Mundo atrasado… incendiado!!!...

… civilizações bem opostas,
maneiras de viver que se não aceitam,
que se demarcam, que se rejeitam,
religiões que se antagonizam,
quando se investigam, analisam,
contradições, dualidades,
céus, infernos,
virtudes, pecados, realidades,
vidas transcendentais, infernais
regras doces, violentas,
imposições passadas, perseguições,
actualizações, outras verdades,
inquisições perdoadas,
guerras santas… cruzadas!!!...

… paragens no tempo, contratempo,
ocidente, menos crente, não alienante,
mais aberto, mais permissivo,
menos combativo, mais tolerante,
oriente que se sujeita, que mistura,
políticas e credos, bem unidos, congregados,
luta milenar, que continua,
nas mentes, na rua,
vontade colectiva, que se aviva,
que se fanatiza, invectiva,
quando gesticula, quando grita,
parados no tempo, jurando, no templo,
odiando com fervor,
imbuídos de muito amor,
relegando outros credos,
vingando aviltamentos, vergonhas,
matando, trucidando, vitimando,
orando, orando,
numa mistura aflitiva,
como destino, sem pecar,
tendo o Mundo, como altar,
missão de pavor,
guerra santa, emenda,
oferenda horrenda… tremenda!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 11 de Fevereiro de 2006

... dinheiros!!!...

… dinheiros sujos, enlameados,

acumulados, com desfaçatez,

mediante negócios duvidosos,

prostituição,

promiscuidade,

talvez, armas ilegais,

jogos perigosos,

drogas, casos confusos,

escamoteados,

já branqueados,

dinheiros fáceis,

espoliados,

 

 

especulações em Bolsa,

não custosos,

não suados,

dinheiros que são roubados,

quantidades que nos arrepiam,

que se colocam,

que se desviam,

dinheiros, sem alma,

desafios,

sem cautelas, com arrepios,

colarinhos brancos,

donos dos bancos,

empresários que se rebolam,

resplandecem,

aplicações,

influências, aptidões,

 

dinheiros, dos muitos e muitos milhões,

miragens para o vulgo,

ilusões,

para os que tentam,

quando arriscam,

uma lotaria que se joga,

se petisca,

um loto que se aguarda,

dinheiro que se acumula… primeiro!!!... …

 

dinheiros sofridos,

chorados,

que se rogam,

que se esmolam,

que rareiam,

não chegam,

não surgem,

dinheiros magoados,

não sentidos,

escassos,

 

males que arrastam,

que magoam,

que provocam dor,

não colmatam a fome,

reduzem vidas,

apagam qualquer homem,

chagam,

dão sofrimento,

logo após o despedimento,

indigente que desiste,

que estende a mão,

que pede,

moeda que cai,

que se esvai,

que se consome,

que se bebe,

que se injecta na veia,

numa alucinação dependente,

sem eira, nem beira,

outra gente,

abandono,

rejeição, sem dono,

vida de cão,

afastada do matreiro que teima em ser sofrido,

chorado,

vendido,

separado,… excluído!!!... …

 

dinheiro a rodos,

falso,

esparso,

luxo e devaneio,

dinheiros dos que se rendem,

dos que se vendem,

escarros, sem dignidade,

faces ocultas,

quantos enleios,

carregados de muitas culpas,

corpos prostituídos,

recebendo moedas,

quando se dão,

se vendem,

mentes destituídas,

sem valor,

fazendo um jeito,

um favor,

seja o que for,

quando preciso,

sem penas, sem queixas,

oferecido,

reles troca, mercadoria,

mediante qualquer malfeitoria,

borboletas hesitantes,

débeis, frouxas, fulgurantes,

no auge, quando esbeltas e formosas, bem firmes,

quando ainda… vigorosas,

mais enfraquecidas,

vencidas,

conspurcadas por dinheiros,

escravas da vida,

parasitas,

humilhadas… pelos rendeiros!!!... …

 

favores que se compram,

que se pagam,

dinheiros sujos, enlameados,

influências que se rogam,

que se tardam,

que se acordam,…

branqueados,

metal, como motor da humanidade,

vergonha imensa, peçonha,

não há nada que se contraponha,

uma mentira, um interesse,

fácil, rápido, uma benesse,

um deslumbre, um clarão,

um engano, acto indecoroso que não esquece,

acordo,

negócio, manipulação…,

um logro, escândalo,

posição

que se alteia, que fenece!!!... Sherpas!!!...

 

publicado por sherpas às 07:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2006

... grito possesso, adverso... raivoso!!!...


… muito me espanta, muito me admira,
incrédulo me quedo, perdido, confuso,
perante o que vejo, depois de pensar,
com raivas, com ódios, com muita ira,
grito possesso, adverso, raivoso,
não quero crer, não pretendo julgar,
panorama bem triste, quadro alargado,
Mundo que ferve, Mundo que vira,
facções bem contrárias, olhos que choram,
quando se confrontam, que não deploram,
religiões que arremessam, que matam, destroem,
que escarnecem, que aquecem,
que tentam impor, com armas, com tudo,
poderes com quereres, fazendo sofrer,
num distanciar propositado,
num fim previsto, já calculado,
fazendo vítimas… acabando por morrer!!!...

… grito possesso, adverso, raivoso,
confuso, perdido, penso comigo,
quando me apouco, quando consigo,
perante o que vejo… raiva me sobra,
não introverto, não racionalizo,
afasto de mim, quando improviso,
imagem ruim, pesadelo medonho,
passagem cruel, visão demoníaca,
realidade tão trágica, terrível sonho,
quando se sente… quando se grita!!!...

… confrontos absurdos, loucos até,
por crença, profeta, por uma fé,
imagens criadas, expressão que se liberta,
que machuca, que invoca, que acerta,
realidade que divide, quando ela incide,
perante o ignaro, crente fanático,
amálgama que se arrasta, com ela colide,
servindo algum líder, cruel, lunático,
interesse primeiro, domínio da parte,
com manha, com trama, engenho e arte,
na senda que segue, quando se persegue,
um intento, um provento, o que consegue!!!...

… um final agitado, sangrento, blasfemo,
tão terrenal, fogo que arde, inferno,
armas em riste, tiros disparados,
bandeiras, bonecos… destruídos, queimados,
populaça irada, ódios tremendos,
raivas e chagas, uma depressão,
imagens criadas, expressão que se liberta,
num dado momento, numa ocasião,
Mundo confuso… Mundo que se alerta!!!...

… grito possesso, adverso, raivoso,
juro, confesso, culpado e professo,
minha revolta, desculpas imensas,
multidões com cabeças, quantas sentenças,
quantos sentires, quantos pensares,
unidos, calcados, sem opinião,
vociferantes, obtusos, em profusão,
ideia que aflige, que diminui, que denigre,
profeta, como meta, promessa que se espera,
gentio que clama… que vocifera,
enraiveço, aceito a diferença,
quantas culpas que não têm,
quantas quedam bem aquém,
distintas mentalidades, realidades,
bem diferentes… as liberdades!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:35
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2006

... início, que desfaço... quando caminho!!!...

… de manutenção, a caminhada,
ali à beira daquela imensidão ,
calma, brilhante, estonteante.
dando passadas largas, certas,
percorrendo, com intenção,
tal como a garça esvoaçante,
aquele percurso que me imponho,
com o qual sempre sonho,
quando vivo, quando desperto,
fazendo do longe, mais perto,
meu destino, meu objectivo,
dando ritmo, estando activo,
a esta vida que se esvai,
que começou num simples nada,
num amplexo, com paixão,
num desejo, num abraço,
como penso, como faço,
quando escrevo, sem pensar,
no início… que desfaço,
quando começo a caminhar!!!...

… tudo tem um começo,
um final, menos desejado,
um trajecto, sem projecto,
uma tirada, um arremesso,
quando paro, vejo, penso,
embora deslocado,
com fervor, sem afecto,
por algo indefinido, não concreto,
que não me seduz, abjecto,
que me pode passar ao lado,
pela vulgaridade absurda,
desconexa, bem confusa,
de coisa pouca, mantida,
como norma, como estigma,
manutenção de vida,
relaxamento, andamento,
movimento em acção,
em determinada ocasião!!!...

… surgi, num dado instante,
dando berros, dando gritos,
esperneando, desalmado,
fui crescendo, fui criado,
obra do acaso, neste Mundo,
ser que se projecta, não afecta,
no percurso que se traça,
sem um pensar profundo,
num destino, como meta,
contido, sem graça,
rapazola vulgar, tonto,
espécie total, meio zonzo,
um, entre tantos outros,
pouco sagaz, pouco matreiro,
deitado à sorte, com desnorte,
tentando manter o porte,
dono da cara, do nariz,
desde miúdo, desde petiz,
mente aberta, bem curiosa,
fazendo regras, fazendo jogos,
iludindo tramas, logros,
escrevendo regras, duras, dignas,
bem no íntimo, pessoais,
demarcando-me dos mais, dos iguais,
buscando, na caminhada,
um sentido, respostas fidedignas,
sendo tudo… sendo nada!!!...

… surgi duma união,
com ou sem paixão,
não fui nada… continuo sendo,
olho para trás, tremendo,
quanto pavor sinto, acumulo,
pelo que vou vendo,
pelo que emulo,
quando penso, quando introverto,
quando analiso, quando perverto,
quando desmereço, quando inverto,
quando desfaço, quando desperto,
me busco, não me encontro,
me vou sentindo tonto,
nesta confusão tão ignóbil,
princípio ou fim, móbil
aparente, dum descrente,
que ainda se considera… gente!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 07:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2006

... caricaturas... tristes figuras!!!...




… talvez seja querer demais,
exigir comportamentos sublimes,
querer gentes mais normais,
num Mundo que se atropela,
violento, insensato,
quando grita, mata, vocifera,
quando enfrenta, não tolera,
dividido por ódios, por guerras,
por religiões ancestrais,
por ganâncias, soberbas,
incompreensões, sem tacto,
descuidos, apreensões,
quantos milhões e milhões,
deitados fora, gastos em mortes,
quantas vítimas, quantas fomes,
barril de pólvora, ameaça constante,
bombas mais sofisticadas,
energia que se pretende,
mais buscada, a nuclear,
prepotência que se estende,
entidade imperial,
caminhada avassaladora,
destruidora!!!...


… globalização, como meta,
ódios antigos, rebuscados,
desde o início, desde o profeta,
Islão, Judaísmo, Cristianismo,
irmãos que se não toleram, com cinismo,
apregoando magnificências, bondades,
omnipresenças, humildades,
praticando o inverso,
num retrocesso,
três vórtices que se devoram,
que se enfrentam, se provocam,
se digladiam raivosamente,
um pouco, por toda a parte,
com matanças sangrentas,
numa paz aparente,
que desaparece, de repente,
por um percalço, por um boneco,
intencional, como tantos,
dos outros bandos, dos contrários,
instando ao ódio, acicatando,
efervescentes, as populaças,
que matam, trucidam… outras raças!!!...


… ocidente, oriente,
como sempre,
inimigos seculares, religiões,
quantos holocaustos mais recentes,
em campos de concentração, em prisões,
está nos genes, é estigma,
que não sara, não cicatriza,
mortos, guerras inteligentes,
homens que não são homens,
bombas que se desfazem, que arrastam,
fim de civilizações… repentes,
ciclos que começam, recomeçam,
respeito, insensibilidade,
mentira, voracidade,
enfrentamento de quem deveria abençoar,
em lugar de destruir, de matar,
religiões, outras confissões,
exacerbamentos, excessos, profusões,
irmãos desavindos… tão desunidos!!!...


… Islão, Judaísmo, Cristianismo,
Poder e Religião, nunca jogaram bem,
exclusão, imperialismo, fanatismo,
males que se transmitem, que ultrapassam,
quem os possui, quem os tem,
que corroem, que trespassam,
que massacram, que matam,
contas por saldar, bem antigas,
verdades, mentiras, cartoons,
pretextos, chispas… guerras, brigas,
choque precoce civilizacional,
princípio do fim, democracia, capital,
imposição, imbecilidade de líderes guerreiros,
causas justas ou injustas, petróleos… dinheiros!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 21:08
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 5 de Fevereiro de 2006

... rato de ... biblioteca!!!...



… estantes enormes, repletas,
silêncio pesado, ambiente de ruptura,
mundo diferente, ausente,
presenças constantes, saberes, cultos,
quando fechados, cheiros a mofo,
papel velho que se respira,
obras e obras, completas,
quanta ciência, quanta valência,
quantos pensares, quanta cultura,
resmas, quanta fartura,
papel fino, novo, delicado,
sensível ao toque, acetinado,
ali guardados, bem arrumados,
capas de couro antigo, folhas amarelas,
recordações que trago comigo,
quando me sinto, folgado, calmo,
neste recanto, precioso abrigo,
biblioteca, bem receptiva,
receptáculo de novos, de velhos,
gentios interessados pela vida,
encantos imensos, quão expressiva,
quando encontro o que busco,
numa procura… numa pesquisa!!!...


… meus olhos passeiam, divagam,
percorrem vorazes, não param,
títulos, nomes de tantos escritores,
tratados de filosofia, enciclopédias,
rato sabido, bem preparado,
anseio, passo com a mão,
sinto o sabor daquele olor,
papel amigo, conhecimento vasto,
devoro, não me farto,
hábito de sempre, desde pequeno,
sossego permanente, um casquilhar,
folha que passa, um folhear,
olhos sequiosos, gulosos,
livros e livros, acariciados,
quantos já lidos, apreciados,
quanto me deram, quanto me dão,
rato escondido, ratão,
biblioteca de estaleca, suma paixão,
tempos esquecidos… na imensidão!!!...


… livros na mão, satisfação,
uma procura, investigação,
um querer mais, insaciável,
encontro casual, um notável,
palavras, pensamentos, enredos,
conhecimentos que arrecado,
que bebo, que guardo,
terrores, medos,
superstição, vaidade, ambição,
obra de renome, ficção,
tempos vividos, biografias,
estórias e fantasias,
ódio descrito, um assassino,
romance delicodoce, grande paixão,
termos já escritos, desatino,
encontro com a vida, bem arrumado,
certinho, catalogado,
estantes, bastantes,
espaço alargado,
biblioteca que se ama,
livro que… nos chama!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 10:20
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

... bola que gira... que carambola!!!...

… bola que gira, rebola,
que transporta, numa alucinação,
montões de parasitas, multidões,
na elipse que completa, numa fracção,
escasso tempo que medeia, ilusões,
quando, perpassa, descola,
pelo espaço escuro, infinito,
interrogação constante, aposta,
de quem se sente reduzido,
conduzido, como quem não gosta,
no meio desta parafernalia,
tão conjunta, multidunaria,
tão infecta, aberrante,
conglomerada, massa informe,
raça medíocre, que passa,
ciclo da ganância extravagante,
do poder do homem, da fome,
que grassa, que não é escassa,
que mata, que reduz,
tal como verme que induz,
ferida bolorenta, chaga que devassa,
dor que aumenta, que chora, não lamenta,
que aguenta, que não esquenta… fermenta!!!...

… bola que gira tresloucada,
calda, borrasca que se espera,
que desconsola, que desespera,
que altera qualquer esfera,
com motins, afins,
aqui próximos, nos confins,
miscelânea, mistela que produz,
que nos reduz, não nos conduz,
paroxismos, loucuras, alucinações,
contratempos, ilusões,
passageiros, momentâneos,
uns segundos, fugazes, instantâneos,
mentecaptos inteligentes,
mais socalcos… pobres gentes!!!...

… esfera que carambola,
que carrega tanta guerra,
pobre esfera, pobre Terra,
que se esvai, que se altera,
se modifica, como fica,
experiência que se tenta,
mais teoria, menos teoria,
tudo se forma, tudo se intenta,
ampla gula, forte mania,
rebuços que cometem,
que disfarçam, que prometem,
vulgos, ignaros, raros,
que se alteiam, não permeiam,
não pensam, enxameiam,
donos do Mundo, desta bola,
que se desfaz… se descontrola!!!... Sherpas!!!...
publicado por sherpas às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.Sherpas

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. ... os mal amados!!!...

. ... antes que... a vida, ...

. ... são... como as cereja...

. ... inclita geração!!!...

. ... guarda-chuva... color...

. ... acrimônia!!!...

. ... pedras com... regras...

. ... cliente!!!...

. ... o cavalo do... LEONAR...

. ... memorização!!!...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.favorito

. ... antes que... a vida, ...

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds