Quarta-feira, 28 de Agosto de 2013

... IMPÉRIOS!!!...

... nem melhor, nem pior, feito da mesma matéria,

formação diferente,

olhos abertos ao MUNDO, aceitação de toda a gente,

 

 

valores que me são sagrados,

pensamento que m’ instila, quando sinto,

como sinto,

 

 

<>  IMPÉRIOS  MODERNOS  <>

 

feito num trapo, desiludido, com espada presa por fio,

outra guerra, desafio

q´escarneço, destaco,

quão mal vai a TERRA,

 

cena dantesca, inferno que se perspectiva,

ror de vítimas que não cativa,

autores, monstros enormes, impérios,

provocando medos, cemitérios,

mortes, quantas e quantas fomes,

 

fugas sem destino, desvario, pavores q´atormentam,

muito maiores d´existentes,

provas dúbias, certezas sempre incertas,

contas ruins, mentes despertas,

quando escondes, não confessas,

 

confusão que me confunde, consequência conhecida,

cena triste, sempre vista, morte que s´acumula,

destruição que s´avoluma,

muito para além das q´estão,

injúria, grande ilusão,

 

saída tão retumbante, fantasma, tratante,

multidão irada,

como antes, pegadas que são pistas,

repetidas, malévolos artistas,

 

filme já visto, permanente, instituição desrespeitada,

negócio da guerra,

início, tanto dano, prejuízo,

tanto corpo que s´enterra,

 

sombria, bufa, maldita opereta,

astuta,

fauce cavernosa que se rejeita,

autores impolutos, maleita,

 

discussão que s´eterniza,

convenção que nos inferniza,

cara nos queda, amesquinha,

ignorância de quem é vítima,

 

carne fumegante, distorcida,

corpo que já foi vida, desfeito,

 

obra de vulto, destruída,

tendo guerra, como culto,

esquecendo outra saída, eleito de corpo inteiro,

liberal que se transtorna, tudo faz,

tudo desfaz, desfazendo o que é capaz,

quando o “caldo s´entorna”

 

fogos, chispas potentes, no longínquo horizonte,

lobos, bem afastados da fonte, alcance dum botão,

leviatão,

dano colateral,

irmão, na consola, um clarão,

tão distinto no local,

 

nem melhor, nem pior,

feito da mesma matéria,, formação diferente,

olhos abertos ao MUNDO,

aceitação de toda a gente,

 

sei que nada sou, sofro com sofrimento d´outros,

sei para onde vou,

não reconheço donos, monstros,

recuso diabos, mentores, choro chagas, choro dores,

democratas, ditadores,

 

situação que permanece,

encenação que se tece,

 

talvez tenha razão, prova concreta,

contradição, mesmo esquema, conhecido,

democracia, puro pretexto, libertação, rebuçado de papel colorido,

sabor amargo, quando sofrido,

 

ajoujado, consciência pesada,

aplaudido, condecorado, tão citado,

seus iguais, exemplo cavernoso,

sem consciência, liberal no feito, bomba destrutiva,

na vida,

 

defeitos colossais, perante os menos,

quando mais,

pelo menos,

venenoso, amargo demente,

tão doente, tão doente!!!...  Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.cry} 

publicado por sherpas às 18:58
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 17 de Agosto de 2013

... entre COISOS...

... entre coisos, coisas, coisinhas e coisitos,

coisanço de tanto amanho,

coisas que se descoisam,

outras que não funcionam,

emperram, decepcionam,

 

coiso que se junta a coisa,

subjectivamente,

sem alusão erótica ou pornográfica,

metáfora, não cómica, antes, trágica,

corpórea, por inteiro,

entidade de relevo,

ajuntamento, triste enlevo,

 

parasitas, como vespeiro,

coisos aos montes, bando informe,

coisadas tremendas, erro enorme,

 

 

manobrados por tal “COSA”

quanta fome,

harmonia que tanto tarda,

nos afunda, quando acossa,

 

esquece coisas tão graves,

roubamentos, entraves,

achincalhamentos, quando surge,

arenga como um coiso, aplaudido por uma coisa,

tutelado por um COISÃO

que não é GUARDIÃO,

 

desfasamento tão descoisado,

futuro que não é coisa,

não chega a coiso, SEQUER,

como se pensa, como se QUER,

 

desmembra coisinhas diversas,

no meio de tanto pranto,

cria coisitas esquisitas, faz coisamento

d´espanto,

choro meu, lamento,

coiso também, sem escarcéu,

 

não ata, não desata, empata tanta coisa,

na vidinha de coisitos amargurados,

quão esquecidos, nesta coisa que já foi,

com este coiso que não é,

coisada que s´impõe, com beneplácito,

até,

 

coisão mais importante,

que deveria ser GUARDIÃO,

grande desilusão, justificação,

para coisinhas, para coisitos, indiferença,

enquanto o coiso vai coisando, mais a coisa,

em união,

longe de mau pensamento,

inocente, como uma virgem,

crença, julgo eu que atingem,

coisas da minha cabeça,

 

quanto a coisos, quanto a coisas,

quanto a coisar, também, pensando,

não proferindo,

coisas que fazem impressão,

coisos, simples recados,

alguma comparação, coisando um coisanço

NAÇÃO,

bem coisados, pois então,

por outra coisa externa,

que comanda, vitupera,

amnésica da última GUERRA,

 

quanta desregulamentação, nas coisinhas,

nos coisitos, sem haveres,

mais perdidos, incertezas de muito vulto,

coisada que muito culpo,

parcos teres,

aflição, coisão que tanto acuso,

 

não respeita nobre coisa,

mal entendida,

escrita, com afeição,

 

sendo norma, tendo função,

nesta viração, loucura de união

entre um coiso e uma coisa,

contínua coisação,

 

coisanço que nos é alheio,

desilusão, com coiso

e coisa... no meio!!!...  Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.mad}

publicado por sherpas às 14:45
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Agosto de 2013

... miradouro!!!...

... não, ainda não fui... hei-de ir, quando mais fresco,

água mansa do TEJO que flui, hei-de ficar extasiado, como sempre,

captar,

deliciado, como quem ingere refresco,

tarde calorosa de Verão, guardar, mostrar,

 

apresentar, assim me lembre, seduzido eternamente,

nos blogues, nas redes sociais,

para outros,

mais e mais, seus recantos, vários rostos,

 

secular, velhinha, mais moderna,

quando se explana, prosterna,

na humildade que não esconde, no monumento que ostenta,

na arte que patenteia, na voz doce que nos enleia,

 

cativa, bem viva, pequena e grande,

grande e pequena,

monumental, pintura linda,

moldura azul clara, telhados que me assombram,

alturas que me cativam,

 

urbanidade que muito me diz,

sol brilhante, claridade que ofusca,

facetado diamante, preciosidade que não descarto,

não me farto, enamorado,

 

... não, ainda não fui, hei-de ir, quando mais fresco,

arco vetusto, zona nobre, Augusta via, lá em baixo,

diversidade que lobrigo,

quando misturado com gentio, povo amigo,

 

bela, dotada, sempre na mesma, cosmopolita,

tão aberta, tão dada,

irmanada,

hospitaleira, reduto, última fronteira da sensatez,

assim nasceu, assim se fez,

 

castelo altaneiro, companheiro, refugo,

gente rica que se confronta,

aponta,

desenrasca nos meandros, sussurros, segredos,

cobiças, muitos medos,

 

recantos, encantos, moura de olhos amendoados

que cativas, inspiras,

aspiras,

 

grita teus pensamentos, nos pontos altos,

quando sobes, quando te delicias,

quando segredas, juntinho a ela,

és a mais bela,

continuas sendo, assim lembro,

 

alterações de pouco vulto, casa de tabuinhas,

recuperação de algumas, pombalinas,

eternas margens dum rio que é mar,

bairros que teimam, povo que canta, desfila,

quanto brilha,

 

dias altos, procissões, desfiles, escadinhas,

socalcos, becos, azinhagas,

avenidas apalaçadas,

jardins diversos, dispersos,

 

pracetas, detalhes,

reinam, miradouros,

olhos nos olhos,

 

velhinha, com colinas,

sete, bem contadas,

bem medidas, palmilhadas,

 

tão nossa, tão minha,

 

... não, ainda não fui... hei-de ir, quando mais fresco,

ter vista privilegiada,

por excelência, recesso desconhecido

cidade muito amada,

 

tanto lugar que conheço, mais querida se torna,

volta que não volta,

sua estória, sua memória,

tragédia colossal, tão trágica,

desapego social,

 

imenso absurdo, num MUNDO muito confuso,

actual situação,

desconforto que me avassala, incomodidade se torna,

temperatura agradável, mais morna,

fresquito, lá no cimo, impreparação se transforma,

 

retrocesso, como norma, intolerância no passado,

perseguição tão feroz,

desde tempos dos avós,

predecessores, não esquecidos, tão pequenos, quando grandes,

fomos anões, fomos gigantes,

 

contrastes que se renovam, mártires que evocamos,

quando distantes, emigrantes,

que amamos, saudade que têm dela,

no horizonte, uma vela,

 

abraços efusivos, porque cativos,

retornos, alagam-se-me, de lágrimas, os olhos,

quantos abrolhos,

AINDA, a ela se arrimam,

 

não a mimam,

fustigam,

 

marcam avenidas, praças, ruelas, pracetas,

gentes,

por mínguas, dores, chagas, quanto pagam, quando mentes,

não a sentes...

 

... não, ainda não fui... hei-de ir, quando mais fresco,

assim penso!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}

publicado por sherpas às 06:24
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Agosto de 2013

... pitadas de... perfeição!!!...

 ... não falavam, sorriam, observavam,

viviam uns com os outros,

silêncio absoluto, planeta mudo, comunicavam,

 

quando queriam, iam para sala de conversa,

pura satisfação,

outro MUNDO, ocupação,

espaço imenso, galáxia distante,

procedimento, tão leve, hesitante,

 

alienígenas, por cá, falavam, como nós,

óvnis, quejandos, como eu, nossos avós,

predecessores, entre tantos,

 

oxalá,

 

como quem se interessa, pretendendo manter o dom,

apenas,

recantos secretos, abrigos, poucos amigos,

encontros fugazes, recordação do que foram,

antes de partir, quando eram,

assim faziam, assim fizeram,

 

desterrados, evoluindo, opção dum grupo,

comunicando, sem voz,

telepatia completa, sorrindo,

 

doutros lados, agora, disfarçados,

levitação, tão normal,

casual,

contra todas as forças físicas, dominando elementos,

corporizando, ubíquos,

longínquos,

 

pairando, bem alto, adejando,

como aves de grande porte,

mais a sul, mais a norte,

sem percalço, induzindo, bafejando,

dotando,

 

tão iguais, tão diferentes,

outras gentes, como outras mais,

 

falavam, também,

taramelando sobre desporto, artes,

diversos temas, um gosto,

efémeros, sem quereres, fonemas,

 

habilidades de espantar, matéria, sem matéria,

velocidades incríveis,

repletos de tudo, completos,

 

pelas valências, supremos,

máximos, extremos,

excelências, por vezes,

 

gargalhando, isolados, telepatia,

que lhes permitia

manter calados, felizes, sorrindo,

perfeição conseguida,

evolução completa, não afecta, outra vida,

 

abrangendo o TODO, paralelos, não sei,

quantos UNIVERSOS, voláteis,

constantes, modificáveis,

 

rostos, figuras, estreitas fissuras,

sem barreiras,

sem muros, ajustáveis, outras fronteiras,

 

transfiguráveis, espargindo pitadas valorosas,

rejeitando descartáveis,

sendo plantas, sendo montes, sendo serranias,

ignorando monstros, absurdos horrendos,

cataclismos, medos, hipocrisias,

 

orgulhos descabidos,

vaidades insanas, prostituídos,

 

 

quando pessoas, eram boas, conscientes, racionais,

sendo, profundidades abissais,

 

voos descomunais, espécies distintas,

compreendendo, dando valor,

pacificando, distribuindo amor,

sendo,

folhinha morta soprada pelo vento,

momento, como os mais,

 

estão aí, encontramos a cada momento, numa multidão sem pão,

num carro despistado, num avião,

perfeição,

num barco naufragado, num trem que causa morte, imperfeição,

numa guerra, puro desnorte, aberração, observando,

aliviando,

 

mostrando resultados trágicos, fanáticos,

líderes, sem liderança,

ganância, sem sentido,

rico que fenece, carcaça que se aferra,

se enterra,

 

esquece, prefere a guerra, envolvimento,

delambido envergonhado,

apupado, aluimento,

posto de lado!!!... Sherpas!!!...

 

 {#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.mad}

publicado por sherpas às 14:17
link do post | comentar | favorito
|

.Sherpas

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. ... os mal amados!!!...

. ... antes que... a vida, ...

. ... são... como as cereja...

. ... inclita geração!!!...

. ... guarda-chuva... color...

. ... acrimônia!!!...

. ... pedras com... regras...

. ... cliente!!!...

. ... o cavalo do... LEONAR...

. ... memorização!!!...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.favorito

. ... antes que... a vida, ...

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds