Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

05
Abr04

...hormonas, dioxinas...mercúrios!!!...

sherpas
Hormonas, dioxinas, mercúrios...


Somos o que comemos,
seres plásticos, transgenizados,
pelo que somos, sofremos,
pelos enlatados sintetizados,
pelo que nos cobram
em produtos lindos, calibrados,
que nos enrolam,
nos seduzem, envenenados,
nos ares que respiramos,
de dioxinas carregados,
nas águas que admiramos,
plúmbeas, transparentes,
onde, sem medo, navegamos
nas sedes que saciamos,
nos peixes, tão inocentes,
que, gulosamente, degustamos
ignorando mercúrio, matéria orgânica,
um que outro componente,
restos desta sociedade titânica,
individual, ego crente,
adoradora satânica do dinheiro,
que se sacrifica, a tanta gente,
pensando sempre, primeiro
no que rende, no que vende,
no que engorda, no que duplica,
na vaca, no frango, que triplica,
no fruto grande, vistoso,
exaltando o pensamento,
cruel, frio, viscoso,
sem réstia de sentimento,
dum lucro, fácil, fabuloso,
resultado de envenenamento,
calculado com indiferença,
sobre toda uma civilização,
desde o princípio, da nascença,
desta, daquela geração,
condenadas, sem apelação,
a um Mundo promíscuo, sujo,
tão diferente do que nos deram,
esta valeta sórdida, de sabujo
onde os assassinos… prosperam!...


…Sherpas!!!...





05
Abr04

...conversa!!!...

sherpas
Conversa


Tenho fome de conversa,
uma necessidade premente,
uma fome que, depressa,
se mitiga, de repente,
com a minha alma, imersa,
num poema sobre gente,
numa conversa pessoal,
muito só, interiorizada,
corriqueira, bem banal,
versejada, bem rimada,
sem muitas deferências,
nem requebros elegantes,
com algumas referências
a vulgares, a pedantes,
numa sintaxe singular,
com fonética adequada,
monocórdica, regular,
com pausas, descansada,
sobre grandes pensamentos,
sobre figuras, casos,
muitos outros acontecimentos,
sobre rosas, jasmins, cravos,
uma conversa distinta,
bem diferente, bem diversa,
relaxante, bem retinta,
este tipo de conversa
que faz com que me sinta
aliviado, contente
que, sem falar com gente,
consumo a necessidade
que me põe, de verdade,
a conversa actualizada,
embora… versejada!...

…Sherpas!!!...
05
Abr04

...Fátima!!!...

sherpas

…sou católico porque... na altura, quando bebé,

não sabia dizer não,

ainda não falava, pois então!!!...

tive formação de acordo com esta religião!!!...

20100509(007).jpg

presentemente, a minha religião é... a minha consciência,

…a que pratico, todos os dias!!!...

quanto às outras,

a todas elas respeito e... rezo!!!...

no contexto poético, o meu...

nada mais é, do que falar com Alguém (???...)!!!...

respeito e admiro os que têm fé!!!...

eu sou como S. Tomé... …para meu mal, para meu bem, quiçá!!!...

 

fui a Fátima... olhei para uma povoação disforme,

fui a Fátima, pensei sobre aquela fé enorme,

fui a Fátima, rezei pelos pobres, pelos que têm fome,

 

fui a Fátima, sorri... por muitas coisas que vi,

que contraste tão invulgar,

tão absurdo, tão tremendo, dos que não vão para rezar,

 

dos que se sentem bem... comendo,

nesta terra de paixão, de crendices, de milagres,

terra de tantos padres,

 

de freiras, de oração... altar mor de todo o Mundo,

lugar santo, de promessas, com a Basílica ao fundo,

com multidões imensas, terra das velas, em procissão,

 

dos lenços brancos, no ar, da casinha da aparição,

dos pastores que iam rezar...

da Senhora, mais que linda, a Virgem Imaculada,

que foi vista, depois adorada,

 

bem vinda, nesta Fátima de perdão,

nesta terra de comunhão...

neste lugar de contrastes, onde se junta o ladrão,

as tendinhas das imagens, o comerciante ratão,

 

reles, muito matreiro, pensando só no dinheiro,

coniventes com os padres, no meio de tantos milagres,

de tanta reza, de tanta crença... que se sorri, quando se pensa,

 

quando se olha, se vê, o grande povo, que crê,

que chora... enquanto ora,

que deixa uma curta esmola,

 

que parte, que vai embora... desta Fátima que… eu olhei,

que me fez sorrir, pensar,

onde, baixinho, rezei... quase me pus a chorar!... …Sherpas!!!...

 

05
Abr04

...saem...aos borbotões!!!...

sherpas



…saem-nos assim, aos borbotões, em torrente, como coisa que jorra, num repente, sempre iguais, sempre diferentes, estes amontoados de palavras, as que se acumulam, na nossa mente que, quando contidas, incomodam, dão mau estar…a quem as sente!!!...

…só, quem passa por isso, avalia esta tortura, um dom, sublime bênção, toque dos Deuses…oferta nobre, doce relíquia, manjar esquisito, que faz dum pobre, dum plebeu, dum reles qualquer, coisa pouca, gente pouca, alguém muito especial, simples transmissor, doutros seres, quiçá, Superiores, os que o conduzem, o encaminham, o façam peça sua, mais afinada, como indutor, catalisador, desta humanidade tão sem nada, desqualificada…aos trambolhões, sem ilusões, cruenta e cruel, massacrante de tudo quanto é nobre, de tudo quanto é digno, nesta máquina gigante, tão bestial, aberrante e confusa, meio difusa…mais que perdida!!!...

…somos jograis, somos palhaços, bobos que tais…como nos jornais, somos cronistas, comentadores, concretos ou fantasistas, puros e verdadeiros, a tempo inteiro, como pensamos, em consciência, sem enganos, nada servis, não subjugados, nada castrados, nada vendidos, iguais a nós próprios…como somos, como queremos!!!...

…viemos da plebe, iguais a ela, somos povo, somos ralé, somos o Zé, no seu melhor, como o entendemos, como o vemos, como o amamos!!!...Nem mais, nem menos, somos o que somos, não esquecemos o que fomos, sabemos o que pensamos…quando sonhamos, quando escrevemos, usando termos, desenhando palavras, aos borbotões, aos mil milhões, muitos montões, em torrentes imparáveis, incontidas…as que se sentem, que nos aliviam…depois de escritas!!!...

…somos assim, fiéis, sinceros, puros, direitos, pensadores de palavras múltiplas, escrevinhadores, palradores mudos, quando escrevem, papagaios, comentadores, jograis, palhaços, bobos, cronistas e…muito mais!!!...Abraço do Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub