Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

13
Abr04

...o machão!!!...

sherpas

Hoje, foi às garotas,

bebeu uns copos a mais, gastou nas batotas,

falou de futebol e, lá p,rás tantas e tais, regressou ao seu covil,

DSC01913

onde a fêmea obediente... lhe abriu as pernas, fremente...

 

possuíu-a a correr... virou-se para o lado, dormiu.

de madrugada, a fêmea... atarefada, levanta-se de um pulo, a gemer...

dormir? Nem o sentiu!...

 

pensou, preocupada,

que a sua vida não é viver... mas, como escrava ensinada,

acorda o amo, mansamente,

 

e, num àpice, a correr aquece-lhe o café, faz-lhe a torrada,

mal se veste, pois não sente, que... de tão mecanizada,

aquilo não é vida não é nada,

 

aquele fardo, o seu viver... trata o marido, cria os filhos, ganha dinheiro,

trabalhando, em casa, a correr,

no escritório, a correr, a correr,

 

corre, corre sem parar... trabalha, sem descansar,

ganha mais do que o marido mas... o seu fraco,

o tal, o sexo fá-la escrava do "querido"

 

que... tal como um chulo infecto, um irracional,

goza a vida, a seu prazer,

explora a fêmea, por querer,

 

embora mal... cumpre o dever matrimonial, 

está-se borrifando para o dever,

pois procede, por querer... como um animal, um irracional!... …Sherpas!!!...

 

13
Abr04

...velho!!!...

sherpas

figura pouca, no tamanho,

branca, gasta, alquebrada... réstia dum passado,

de antanho,

DSC03839

de espinha torta, curvada,

pelo peso da muita idade, pela vida que... de pesada,

arrasta,

 

com saudade... na carcaça descarnada,

prisão da liberdade, que lhe tolhe os movimentos, lhe dá sofrimentos,

 

na pura realidade da velhice que... já ostenta,

do alto dos seus oitenta,

bem puxados, vividos,

 

nos breves lampejos da vida,

alegre ou... bem sofrida,

desde a ternurenta infância até à idade adulta, convencida,

 

abrupta... poderosa na ganância,

sem pausas, para discernir,

a fraqueza, no provir,

 

o entender da verdade... na recta última, final,

que acaba na bondade... dum ser que, no mal,

viveu, se esqueceu

do que viu, prometeu,

 

lá no íntimo... lá no fundo, que ia endireitar o Mundo,

com suas forças, engenho,

agora, gasto, velho... pede perdão a Deus,

para ele, para os seus,

 

é chegada a hora de partir,

de ir embora, prestar contas, morrer,

acabando o seu sofrer,

 

figura gasta,

curvada, branca…, alquebrada!!!... …Sherpas!!!...

 

13
Abr04

...trapos!!!...

sherpas
Trapos


Farrapos e esparadrapos,
restos duma civilização,
vestida com muitos fatos,
consoante a posição,
com marcas ou copiados,
segundo a sua origem,
não deixam de ser farrapos
que nos mascaram, nos fingem,
perante os olhos de mentecaptos,
perante a nossa imaginação,
nesta sucia de macacos,
nesta vida de mundo cão,
de disparates tão marcantes,
de dislates tão controversos,
onde a moda, pode ser rainha,
onde a fome, pode imperar,
onde se adora um fuinha,
onde se pode, até matar,
num Mundo de trapos garridos,
num Mundo de nus esquecidos,
num Mundo cruel e trágico
num Mundo mais que fantástico,
numa panóplia desgarradora
onde tudo se admite e permite,
onde a felicidade é sofredora
por muito que ela se agite,
se tente manter em conserva,
se tente mascarar com trapos
num local, numa reserva,
num país de esparadrapos
que tapam feridas e chagas
escondendo, em consciência,
ódios, dores e mágoas
que nos põem em falência,
nesta sociedade decadente,
onde morre tanta gente,
tanta gente que também sente!...


…Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub