Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

15
Abr04

...drogado!!!...

sherpas

...no Porto, o Dr. _______, por quem não nutro muita simpatia, está a concretizar um combate contra os drogados na rua, os arrumadores de carros...

DSC01646

meritório e de aplaudir tal empenho desde que, aos referidos, sejam depois prodigalizados os cuidados e atenções de que necessitam...

ao fim e ao cabo não deixam de ser humanos que tiveram a desdita de se deixarem arrastar pelo caminho da droga,

mau caminho, com triste final, como todos sabemos...

exemplos, como o do autarca mencionado, deveriam multiplicar-se por este País

porque, como ele vê e...todos nós, não é com umas moedas que nos podemos alhear da situação onde tantos e tantos jovens caem com facilidade,

 

a pior, a mais baixa condição a que um homem pode chegar, o aviltamente total da vida, de qualquer vida...

bem haja, Dr. ______e...já agora...viva o Porto...

 

Num local estranho, incerto/não muito longe, nem perto/encostado a uma parede/com muita fome, com sede/apático, confuso e deslocado/vindo doutro sítio, doutro lado/com vestes gastas e sem cor/com suores frios e esgares de dor/num rosto comprido, alongado/encimando um corpo maltratado/de jovem bastante envelhecido/pelo sofrimento, já curtido/pela cruel e dura separação/duma família, em desunião/pelos constantes flagelos/sem reparos, sem apelos/que a si próprio infligiu/desde que a mãe o pariu/desde que se materializou/e, nele, se incorporou/como pessoa, como gente/tão igual, tão diferente/de todos os semelhantes/mortos-vivos, falantes/que, numa busca contínua/nos escritórios, na rua/procuram a felicidade/ignorando a promiscuidade/no âmago dos prazeres/dos teres e haveres/da simples materialização/sem terem a noção/de como vive um irmão/que se agasta e que sofre/a um passinho da morte/da indiferença total/dos que, para seu mal/ se tornaram vorazes/e, de tudo, são capazes/nesta Terra, sem concerto/onde se vive num aperto/numa ganância visceral/que é bruta e não natural/que maltrata, isolando/os que se vão matando/no meio duma sociedade/péssima, cheia de crueldade!...

 

...tanto dinheiro mal gasto, tanto dinheiro mal ganho, tantas divisas que se poderiam encaminhar para os verdadeiros problemas deste cantinho...

infelizmente continuamos numa de passar as culpas para o anterior, ou para os anteriores e... dar a entender, a toda a gente que nós, os que estamos agora no poleiro, é que somos os bons, os melhores...

 

é pena... porque não recuperar os fundos pagos, indevidamente, ao Grupo Mello, sem poltiquices, sem partidarismos???...

Porque não zelar pelo que é dos portugueses, sem atribuir culpas a quem quer que seja???...

Passou, passou e, se receberam sem terem direito... que o devolvam...

 

afinal, culpas no cartório, tanto as têm os rosas, como os laranjas...

 

burrices e burradas, tanto agora, como no passado, sempre as houve e continuarão a haver, penso eu, um insignificante e vulgar cidadão,

 

vulgar e anónimo que lhe dá para escrever sobre estas COISAS...

essa pasta, mal colocada nas mãos do Grupo Mello, sempre daria uma ajudinha para o grave problema dos drogados e de outras COISAS mais, não é verdade???... ...

 

escrito... há uns tempos atrás!!!... ...Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub