Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

03
Mai04

...rir...chorar, tanto faz!!!...

sherpas



…no ser humano…o que mais me agrada, o que mais me entristece, dois pesos, duas medidas, tão diferentes, tão semelhantes, valores reais do que, pelo antagonismo, se entrelaçam, se casam, se completam, se conjugam, quando em harmonia, equilibradamente, próprio de gente, valores elevados, dignos consentâneos, adequados…o rir e o chorar, na altura própria, por um motivo, por uma razão, com justificação!!!...

…tão comovente, nada lamechas, quando se chora, quando se deplora, uma perda, uma vida, por guerras ou doenças, por acidentes vários…é humano, está em nós!!!...Não há quem o faça melhor, nada que se pareça, dar uma gargalhada, rir a bom rir, a bandeiras despregadas, com gosto, com satisfação, em pleno, com gozo…alto e bom som!!!...

…dois pesos, duas medidas…díspares, aparentemente contrárias, tão juntas, tão unidas, quando equilibradas, justificadas, com razão de ser!!!...É humano…está em nós, como se nada!!!...

…grandes pesos…poucas ou nenhumas medidas, foge à compreensão, não há razão, irracional, pois então!!!...Mas, quem sou eu???...Abraço do Sherpas!!!...
03
Mai04

...hipocrisia...é defeito!!!...

sherpas

Pobres coitados…bacocos!!!...

mais que doidos…varridos,

por vezes…hipócritas, limitados, vazios, fingidos!!!...

milão 008.jpg

Tal como raios demolidores,

com clarões intensos, faiscantes,

reis, donos, senhores,

hipócritas, vaidosos, pujantes...

 

criaturas metamorfoseadas, impantes,

no acumulado, diferentes,

mui alteradas, esquecidas do seu extracto,

das partes que são, fragmentadas...

ridículas, ínfimas, de facto, poucas figuras, assolapadas,

 

reles humanos, ingénuos, que passam,

se esfumam,

heróis, santos, cobardes ou feros, anónimos que pouco duram,

que... quase nada perduram,

 

nos tempos que se avizinham,

nas histórias que se descuram,

nos muitos casos que se apinham,

no leve rasto que vão deixando,

nos gestos, atitudes, ganâncias, nos que, por vezes, vão calcando...

 

nalgumas extravagâncias, aberrantes,

sem sentido, gentes, povos, censores,

quando, por terem esquecido, abusam dos seus pendores,

exigindo atenções… favores!!!...

 

Encontro-os, aos montões, quando os vejo,

ignoro-os, passo-lhes, com a mão, por cima,

ridículos figurões...

choro-os, deploro-os, a essa gente, a que se arrima,

 

a que... com manha, se aproxima quando escrevo,

quando penso,

distraído ou atento,

são-me indiferentes, dão-me asco, estão fora do contexto,

simples desabafo, pretexto...

 

neste escrito para o meu amigo,

sobre os que me metem… pena,

não há mal, que lhes não venha!!!... …Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub