Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

09
Jun04

...lindo!!!...

sherpas
…lindo de se ler…difícil de se entender!!!... (2)

…sem ofensa para ninguém, claro!!!...Cada um…é como cada qual!!!...Respeitando…porque respeito, toda a gente!!!...Só que, alguns…fazem-me rir!!!...Que querem…sou assim, não me consigo calar e, penso, penso e…coloco no papel, isto é, no PC!!!...Depois, bem, depois, repito, sem ofensa…envio para o Fórum do Parlamento!!!...Sherpas!!!...


niilista = que nega qualquer tipo de crença/ neolítico = da era quaternária, que vai de 5000 a 2500 a.C./ propositivo = derivada de propósito, porque sim!!!...

-Considerar que tudo é relativo ( Habermas)

Leo Strauss, o canibalismo é uma mera questão de gosto.


ortodoxia= rígido, intransigente

iúrdico = ???... (…não sei…nem tão pouco, me interessa!!!...)

solipsismo =egoísmo


cabotinos…Uns histerólogos… Uns histriões

ablator

«fatuus fatuum invenit»

ecofascista,

«Cum brutis non est luctandum».

Agnosia =desconhecimento, ignorância

Histriões= cómicos, bobos

Bigorrilha= bandalho, biltre, canalha

Clastomaníacos=cleptomaníacos



…para alguns, não tive pachorra, para outros…virei costas, porque sim!!!...Abraço do Sherpas!!!...
07
Jun04

...uma fotografia!!!...

sherpas


…uma fotografia é…um instante, um momento, uma precisão, um local idílico, uma expressão, um sentir, uma comunhão…tremenda confusão, alteração do normal, coisa nada igual, um desacerto, simples aberração, horror que nos diminui, que nos altera, que se despreza…é tudo isso e…muito mais, no preciso segundo, no minuto adequado, em qualquer sítio, em qualquer lado, no mais exacto, no mais acertado!!!...É um parar do tempo, uma rigidez…que se mantém, que não altera…que faz pensar, que faz rir, que faz chorar!!!...Fotografia é imagem, a concreta, é cor, a correcta, é luz ou sombra, tanto faz, é posição, forma, feitio, expressão…tanta coisa, Deus meu, um espanto, uma arte!!!...

…a imagem, por meio do desenho, pela pintura, pela escultura, pela fotografia…sempre me impressionou, sempre me deslumbrou…razão pelo que me considero fã, fanático…de tudo quanto a transmite, pela dita, pela televisão, pelo vídeo, pelo cinema!!!...Gosto, adoro…estas artes, as supremas entre as supremas!!!...Uma simples imagem vale…por mil palavras, é como a poesia, quando dita, quando escrita com…sentimento!!!...

…é como a música, a representação, a dança e…tantas outras, mesmo as artes menores, as da moda, pois então…as que dão milhões!!!...

…abraço do Sherpas!!!...
06
Jun04

...pássaro preso...na gaiola!!!...

sherpas
Gaiola


Pássaro preso na gaiola,
ave triste, amordaçada,
liberdade que se viola,
pequeno ser que se maltrata,
ilusão que se desfaz,
prepotência que se afirma,
egoísmo dum rapaz
que se prenda, que se mima,
duma criança imatura,
cheia de ternura amiga
por uma simples criatura
à qual é decepada,
dum golpe, num rompão,
a vida tão desejada,
que se esfuma, na prisão,
num espaço curto, doirado,
onde chilreia de tristeza,
o pobre, o triste, o coitado,
sem opção, sem defesa,
onde lhe cai a pena, o pio,
onde se lhe esvai a beleza,
sem cantigas ao desafio,
afastado da natureza,
por um capricho, um querer,
dum inocente egoísta,
que o faz sofrer, no viver,
numa gaiola com alpista,
ao pássaro amordaçado,
com chilreios diminutos,
num espaço curto, doirado,
numa vida de minutos!!!...


…Sherpas!!!...
05
Jun04

...tenho pena!!!...

sherpas
Tenho pena


Pobre de espírito, coitado,
azémola num Mundo escurecido,
seguidor da corrente, vago,
amorfo, obscuro, vencido,
reles criatura física, com barriga,
ligada ao concreto, abjecto,
realidade cruel que o obriga
a calcular cada e qualquer objecto,
pela forma, pelo peso, pelo valor,
pela utilidade que se lhe pode dar
à presa que é dum predador,
daquele intelecto tacanho,
daquela criatura inquietante,
vivente de curtas vistas,
portentoso, extravagante
na comida que devora,
na bebida que vai ingerindo,
no que consome, que depois chora,
no pouco que vai sentindo,
quanto ao pensar se refere,
pois é parco, inculto,
pouco dado, porque não quer,
às letras, às artes, ao vulgo,
do pensamento, da estética,
da avaliação moderada, capaz,
duma obra escrita, poética,
sendo mesmo negativo, quase mordaz,
por causas inexplicáveis,
por ausência de capacidades,
por motivos indecifráveis,
por incúrias… outras verdades!!!...


…Sherpas!!!...

05
Jun04

...outra vez!!!...

sherpas
Outra vez


Quantas vezes me ponho a pensar
num momento, num ideal,
num modo repentino de mudar,
num facto, num local,
numa vontade enorme de alterar,
numa esponja com que pudesse apagar
certos erros já cometidos,
pensamentos vãos, sem sentido,
porque o que se viveu, está vivido,
porque o que se cometeu, se executou,
neste tempo que não pára, não parou,
nesta inclemência, nesta voragem,
nesta existência, curta viagem,
nesta experiência, aprendizagem,
neste curso que se vai tirando,
com erros, grandes feitos,
nesta vida que se vai gastando,
com mazelas, com defeitos,
com grandezas muito aplaudidas,
imitadas, como exemplo,
postas de lado, esquecidas,
pelo tempo que vai passando
numa vertigem, numa voragem,
que não altera, nem pensando,
uma hora desta viagem,
desta caminhada programada,
no grande espírito, sempre eterno,
que, quando termina, acaba
seja no céu ou no inferno!!!...



…Sherpas!!!...


04
Jun04

...era dos que lia...jornais!!!...

sherpas
...era dos que comprava jornais, diários, pois então!!!...Aos poucos, fui verificando que, consoante o dono, assim eram as notícias....as relacionados com a política!!!...Desisti!!!...Comecei com os Semanários!!!...Ainda li bastantes, nos tempos de Cavaco, o Independente, pelas bocas...do Portas, ao início, divertidas, logo depois...sórdidas, de baixo cariz moral!!!...Desisti!!!...Passei para o Expresso, mais plural, na aparência, claro!!!...Pela inclinação, tal como a colecção das SIC...cheguei à conclusão que...não valia a pena!!!...Desisti!!!...Agora, estou nesta...na Internet!!!...Vou lendo alguns cabeçalhos, as gordas, um que outro comentário, opiniões diversas, de gentes como eu, vulgares, anónimas...ou não!!!...Sinto-me mais informado!!!...Faço os meus juízos, penso e escrevo...a meu jeito!!!...É por estas razões, penso eu, que os portugueses, em geral, pouco vão ligando aos orgãos de comunicação social...por não serem isentos, por estarem inclinados!!!...Não prestam, apestam...não cumprem o seu papel fundamental, servir, com isenção, as gentes deste País!!!...Abraço do Sherpas!!!...
04
Jun04

...hábitos!!!...

sherpas
Hábitos


Passaram-se os dias,
rápidos, fulgurantes,
deixei versos, poesias,
velhos hábitos de antes,
doces encantos, manias
que sentia, dominantes,
sobre tristezas, alegrias
que vivia, intensamente,
nas terras de tanta gente,
nas terras que me abrigam,
me isolam, me obrigam
ao pensamento profundo,
ao pensamento aberto,
sobre o que vejo no Mundo
sob a forma de verso,
numa lânguida entrega,
numa paixão tão imensa,
numa força que se verga,
numa fase que se pensa
sobre tudo, sobre nada,
de alma cheia, virada,
de líricas encantadas,
que surgem, não pensadas,
com tal clarividência
que, depois de escritas,
põem em evidência
um universo alargado
de triste, trágico fado,
de sofrimento constante,
ou o inverso alegrar
dum estranho viandante,
que aos pulos, a cantar,
se sente abençoado,
por momentos, iluminado,
num corrupio da vida,
tão diversa, tão estranha,
que se vive, que se apanha,
dum modo tão diferente,
consoante se vive, se sente,
mais ou menos contente,
com vontade de escrever
uma poesia bem extrema,
que nos faça sentir, crer
na grande força dum poema!!!...

…Sherpas!!!...




03
Jun04

...muitos...silêncios!!!...

sherpas



…muitos silêncios,
cemitérios cheios, mortos, acabados,
enquanto vivos, usados,
foi tempo demais,
tantas dores, tantos ais,
fomes, misérias,
bocas herméticas, fechadas,
medos, almas penadas,
viveres, sem vida,
comezinhos, calcados,
terra de partida,
para tantas terras, tantos lados,
pela socapa, de fugida,
resistência prolongada,
dura luta, longa caminhada,
escuridão total, perversão,
País sem alma, abandonado,
sem gente, excomunhão,
posto de lado,
orgulhosamente, como quem mente,
terra de silêncios,
de mortos, de medos,
como quem não sente,
sussurros, segredos,
cemitérios cheios,
vítimas do obscurantismo,
desvario, malvadez,
outros tempos, abismos,
os mesmos???...
Não!!!...Gritemos,
berremos nossos sentires,
apostemos noutros provires,
mais auspiciosos,
plenos de esperança,
a que… se alcança!!!...


...abraço do Sherpas!!!...
03
Jun04

...o Poder...tem estado!!!...

sherpas


…o Poder tem estado, desde que o conhecemos, como tal, ora rosado, ora alaranjado…como todos sabemos, como todos temos visto, como todos temos sentido…na pele!!!...Todos estamos cientes que tem sido usado e abusado, mais, muito mais… pelos alaranjados, com as maiorias absolutas, no efectivo ou…cozinhadas!!!...Nunca gostei de maiorias absolutas porque…os que as têm, esquecem-se da democracia em que vivem e tornam-se nuns ditadorzecos de trazer por casa!!!...Viram-se autistas, orgulhosos, impantes…como pavões, com as respectivas consequências e escandaleiras, motivadas pelo deslumbramento casual e passageiro dos que…se vão deixando de enxergar, aos poucos!!!...Fica mal, dá no que dá…como verificamos, no dia-a-dia!!!...Gosto de governos que saibam governar, em diálogo permanente…com a oposição, com o eleitorado!!!...Para mim, isso, é democracia!!!...

…no entanto, só para comparar, gostaria, independentemente de facciosismos, de clubites serôdias e tontas, desajustadas…ver a governação do P.S., com maioria absoluta, em igualdade de circunstâncias com as maiorias anteriores…as dos alaranjados!!!...

…aguardemos, para ver… quiçá nestas europeias se vá dar o primeiro passo…nesse sentido!!!...Não estou filiado em nenhum partido…é uma simples opinião de quem, quando escreve…pensa!!!...Abraço do Sherpas!!!...
03
Jun04

...estranho!!!...

sherpas
Estranho


Coisas estranhas assolam meu pensamento,
vontades inexplicáveis, tão confusas,
sensações que me inebriam, de momento,
imagens fugazes, abstractas, difusas,
um querer tão forte, que não quer,
um desejo tão profundo que se esvai,
uma necessidade de estar, de ser,
algo enorme que se forma, não sai,
uma desgarradora ânsia de encontrar
algo que se me escapa, não alcanço,
uma miragem que persigo, sem parar,
uma ideia, uma frase, um remanso,
uma obra, num poema, que não acabo
que me persegue, me não deixa sossegar,
um sonho tétrico, terrífico, macabro,
uma resposta que me faça descansar,
que me eleve, que me dê paz,
que acabe esta procura, sem procurar,
que me torne a ser rapaz,
uma busca contínua do perfeito,
da harmonia magnificente da existência,
da beleza pura, celestial, a preceito,
do etéreo, do astral, da essência,
uma perseguição, dentro de mim, tão profunda,
entre a razão, o real, o abstracto confuso,
entre a pura imaginação que nos afunda
a dura realidade deste Mundo,
desta perversidade existencial,
desta promiscuidade degradante,
desta vaidade visceral do capital,
que nos assola, escraviza de rompante,
que nos atrai, nos vai afastando
do que se faz, do que se constrói,
do que se cria, do que se embeleza, conservando,
o ambiente que se destrói
gastando, estragando!!!...
corroendo todos os locais, todas as gentes,
diminuindo capacidades, mais valias,
tornando-nos rapaces, diferentes,
tristonhos, sem alegrias!!!...
Vontades confusas, de momento,
coisas estranhas no pensamento,
sensações que me inebriam, tão confusas,
imagens abstractas, tão difusas!!!...

…Sherpas!!!...




02
Jun04

...Londres!!!...

sherpas

Londres... Cidade aloucada, monumental, verdejante,

comercial...

movimentada, cultural,

DSCF0158.JPG

 

extravagante, henfática, quando falada, reservada,

comunicando...

fresca, muito molhada, alongada,

 

andando, no viver, toda ao contrário, com realeza, nos palácios,

tendo a libra, como sacrário...

 

plena de contestatários, nos cabelos coloridos, nas vestimentas bem diversas,

nos canteiros muito garridos...

 

nas raças mais que dispersas, no individual dum colectivo,

no trato seco, distante...

no "sorry"  bem frequente, variado,

incessante, de toda aquela gente,

 

anglo-saxónica, pois então, claros, azuis, na pele, nos olhos,

caras de vermelho pimentão,

de copos na mão...

 

aos molhos, nos pubs, nos teatros, ouvindo cantos de operetas,

vendo bailarinos aos saltos...

 

nos salões, nas salas, nas saletas, mostrando com "pride"

tudo que, pelo Mundo, roubaram...

no Museum da sua "mind" o que, a outros, furtaram,

 

em nome da ciência, exploração a outros povos,

a outras nações...

evoluídos na civilização,

 

inibidos perante os ladrões, os tais, os anglo-saxões,

os descobridores do racismo...

dessa fera ignóbil, monstruosa, tão contrária ao laxismo,

 

à vida bela, formosa que mostram nos seus jardins,

plenos de fauna protegida,

repletos de malvas, jasmins...

 

junto aos lagos, com vida, onde pululam esquilos,

esvoaçam aves diversas...

pelo meio de tantos mitrilhos, das relvas frescas, dispersas,

das flores, cedros gigantes,

 

com bancos bem situados, onde turistas, habitantes se sentem bem,

relaxados...

longe do bulício, ali ao pé, da azáfama,

extravagância do titeriteiro,

 

do pub, do café, da indiferença, da jactância,

dos cabelos coloridos,

dos narizes, das orelhas furadas, dos berros,

 

das sirenes, dos gemidos,

das " streets " mais que pejadas

de tipos tão diversos,

raros, brancos, escuros, pretos, amarelos, mais que claros,

 

nus... vestidos, abstractos, concretos,

de várias raças, credos,

 

na babilónia absoluta, tão completa, tão desvairada,

que se culpa... se expurga,

 

que se transforma em nada, numa decadência total,

num retrocesso irreversível,

num antídoto ao fútil,

venal... carisma desta… Babel!!!... …Sherpas!!!...

 

02
Jun04

...quadros!!!...

sherpas
Quadros


Uma criança que chora,
uma mãe que a consola,
um velho triste q´implora,
um jovem que se isola,
quadros bem degradantes
para quem já tinha pensado
que, só dantes, muito antes,
num Mundo posto de lado,
aconteciam estas cenas,
obscuras, sujas, obscenas,
noutras épocas, doutras feras,
sanguinários chacais,
terríveis, medonhos animais,
senhores de todas as guerras,
megalómanos assassinos,
donos de tantos destinos,
destruidores prepotentes
de terras, de povos, de raças,
maléficos, pobres doentes,
criadores de desgraças,
norteados por ambições,
por credos, por religiões,
por valorização de moedas,
por negócios inconfessáveis,
por tantas, tantas merdas,
tão baixas, tão miseráveis,
tão comezinhas, rasteiras
que se esquecem das crianças,
das mulheres ainda solteiras,
das mães consoladoras,
agastadas, sofredoras,
dos velhos que só imploram,
dos jovens, sós… que choram!!!...

…Sherpas!!!...
01
Jun04

...votar...é preciso!!!...

sherpas



…a boda real, aqui ao lado, já passou…perante o gáudio da nobreza, respectivo deleite, rotundas barrigas gratificantes… pelo banquete!!!...A plebe, pelo Mundo inteiro, através das televisões ou…ao vivo, para os mais entusiastas de tais acontecimentos, embevecida, deslumbrou-se, quedou boquiaberta, deu palmas, deu vivas, chorou…de emoção, claro!!!...Foi estória, já passou!!!...Se fica para a história, quiçá…para a espanhola!!!...Foi um momento e…agora, que venham os resultados, príncipes e princesas, em quantidade, a fim de manter, de suster a dinastia, a dos Bourbons, pois então, numa continuidade real, em plena República (…democrática!!!...), não vá o Diabo tecê-las!!!...

…o Rock in Rio…já chegou, dá música aos montões, arrecada uns bons milhões, com fins benéficos, porque sim, em prol dos desgraçados, das crianças inocentes, as que, ao nascerem, se puseram logo de lado…às que, as sociedades, viraram costas!!!...Por vezes, lá surgem estas iniciativas, por parte das forças vivas, com interventores mediáticos, os dos futebóis ou, os musicais, claro!!!...Dá música, distrai a malta…entusiasma, anima, cria emoção, mais milhão, menos milhão, uma contribuição, um auxílio…um desvario, um desafio!!!...O que faz falta…é animar a dita, não é verdade???...Cá o temos, para quem gosta, para quem curte!!!...As televisões, tal como com a boda, andam num rodopio!!!...É bom para o negócio, para os da comunicação social e…embebeda, abstrai, confunde, difunde…faz esquecer!!!...

…depois, bem, depois…vem o melhor, o desporto rei, o futebol, num grande evento, no Euro, o deste ano, o do 2 004!!!...Está quase aí, não se fala noutra COISA, acontecimento nacional, internacional…alienação total, para quem goza!!!...Cada um…é como cada qual!!!...Temos e devemos respeitar, porque sim!!!...Entretanto, já tivemos aperitivos vários, com fartura, um desafogo… mais jogo, menos jogo, tanto faz!!!...O que interessa é intoxicar a malta, porque sim!!!...Finalizámos esta série de snacks, os mais diversos…pica aqui, pica ali, regados com bejecas ou com tintos, com Whisky ou Coca-Cola, com caipirinha ou não, em grande, com estadão…vitória retumbante, carago, do Porto contra o Mónaco e…com taça na mão, campeões Europeus, valha-nos Deus!!!...

…para não esquecer, para arrastar…já dura, foi esticando… foi e ainda é notícia, a pedofilia, a da Casa Pia!!!...Os arguidos, presumíveis culpados ou inocentes…fora da prisão, a preventiva, pois então, serão levados a julgamento ou…não!!!...Ainda ocupa, meia dúzia de linhas, num jornal qualquer, meia dúzia de palavras…dum locutor, de rádio ou de televisão…eis a questão!!!...Já não é grande notícia…vai-se desvanecendo, aos poucos!!!...Porque será???...Parece que alguns, não vão ser presentes a tribunal e…os outros, viram os crimes reduzidos!!!...À Justiça o que é da Justiça…chiça!!!...

…e, quanto a política, meus caros, como estamos???...Parece que, lá para 13 de Junho, se irão dar, se irão acontecer, se irão concretizar…eleições, as Europeias, para o Parlamento!!!...Pouca propaganda se faz, quase nada se diz!!!...Ouvi, ontem, salvo erro, o Paulinho da Amostra…numa de fúrias, numa de raivas, qual Hitler de pacotilha, completamente, entraulitado, caceteiro…quanto baste, contra o cabeça de lista do P.S., aquele a quem apelidou de pai, de tio, de padrinho, de avô do défice…que confusão!!!...Dos alaranjados, assisti a um triste espectáculo duma senhora (???...) que, como vedeta, pelo que disse, foi muito fraca, muito baixa, muito rasteira…não se enxergou!!!...Um desaforo!!!...O pai, o tio, o avô, o padrinho, como berrou o Paulinho a respeito do Franco, que já teve a pasta do cacau, também conhecido por Sousa, o independente, mas mais inclinado para as esquerdas, afirmou, cordato, que não entra nesse jogo, o dos discursos indignos, de baixa moral, sórdidos!!!... Há dias ouvi um sonhador, alaranjado, falar num imenso campo de golfe…neste nosso Portugal!!!...Ele já foi ministro cavaquista e…comissário europeu, até!!!...Foi nessa altura que aprendeu a dar pancadinhas nas bolas pelos greens Europeus e…não só!!!...Ficou-lhe o jeito, ficou-lhe o gosto!!!...Que se valha a ele próprio…pois, de Deus se trata, o Pinheiro!!!...Os outros, bloquistas sagazes, acutilantes, anões com pretensões de gigantes dizem todas as verdades, destas mentiras em que vivemos, deprimidos, desempregados, à mingua, expectantes pelas promessas…mais que muitas, as que ouvimos!!!...Por influência dos futebóis…há quem peça, para o desgoverno, cartões vermelhos, condizentes, na cor, com essas gentes…às que respeito, também!!!...Outros, mais moderados…ficam-se pelos amarelos!!!...Futebóis, está mais que visto!!!...

…uma verdade, mais que certa, quanto a mim, quanto a tantos…é chegado o momento, tanto meu, como de todos, de utilizarmos e…bem, o nosso peso, no nosso voto!!!...Dele depende a nossa vida futura…a que se não augura porque, em recessão, triste desilusão… estamos, para continuar!!!...Não nos deixemos ir com casamentos, mesmo reais que sejam, nem com músicas divinais, ponhamos de lado o futebol, tratemo-lo como um desporto, não como uma alucinação…um fim do Mundo, deixemos aos tribunais…o que lhes pertence, quanto às pedofilias e, pensemos um pouco, em nós, no que temos, no que queremos, no que não queremos, no que podemos deitar fora…ou não, é agora a ocasião, é tempo de eleição, mesmo europeia que seja!!!...É quando nos respeitam mais, é quando nos olham, quando vêem que, afinal…existimos!!!...Mas, quem sou eu???...Sherpas!!!...
01
Jun04

...pequeno...tributo!!!...

sherpas



…deram-te um dia, criança,
tua inocência, tua esperança,
num ano que se alonga,
alegria curta, não se prolonga,
és centro de atenções,
tristes sonhos, ilusões,
tudo te prometem, nesse dia,
sorrisos, festas, alegria,
curta fantasia, pesadelo que avulta,
ao virar da esquina, oculta,
maldade revirada, tão perto da verdade,
hipocrisia, com tanto à vontade,
dos que, em tempos, também o foram,
quando se lembram… antes que morram,
monstruosidades cometidas,
durante anos, consentidas,
tantas representações, injustiças,
de gentes graúdas, muito finas,
reles parasitárias, doentias, enfermas,
com dinheiros, sem dinheiros, estafermos,
abusadores de meninos,
sonhos desfeitos, desatinos!!!...


Já homens, mais crescidos,
abandonados, esquecidos,
durante anos, a fio,
calam, abafam, não dão pio,
dão-lhe um dia, criança,
pura inocência, pujança,
início do homem de amanhã,
que desperta, num dia, numa manhã,
num Mundo duro, cruel,
com muita raiva, com muito fel!!!...

…deram-te um dia, criança,
uma inocência, uma esperança,
num ano, que se não alonga,
alegria curta… não se prolonga!!!...

…Abraço do Sherpas!!!...
01
Jun04

...estadia!!!...

sherpas
Estadia


Na curta estadia da vida,
antecâmara da eternidade,
existência prometida,
de mentira, de verdade,
de saúde, de doença,
nesta tão crua realidade,
de penúria, de crença,
de abastança, de indiferença,
neste sonho tão real,
cru, desumano, carnal,
inglório nas valentias,
mártir nos heroísmos,
mui falho de certezas,
de doentias espertezas,
que roçam pelos abismos
de orgulhos espampanantes,
feéricos, deslumbrantes,
início das derrocadas,
dos muitos que só são nadas,
poeira dos caminhos,
nestas grandes caminhadas,
destes tristes, nestes cantinhos,
regiões, países, federações,
onde se machucam, onde se engordam,
muitos milhões, alguns figurões,
formiguinhas insignificantes,
seres complicados, raros,
aventureiros, políticos, tratantes,
escravos, mendigos, patrões,
libertários bem extravagantes,
inocentes, criminosos, ladrões,
filósofos, escritores, pavões,
empresários gulosos, endinheirados,
párias mais que esfomeados,
traficantes, drogados,
vencedores, vencidos, acabados,
idiotas mais que chalados,
cantores postos de lado,
poetas bem irreverentes
radicais que bebem, se matam,
que voam em tantas correntes,
que morrem, porque se não safam,
jovens, acabados, inocentes,
na antecâmara da eternidade,
longa mentira, curta verdade!!!...
…Sherpas!!!...


Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub