Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

02
Jul04

...santanices ou...santanadas!!!...

sherpas


…as tropas estão mobilizadas, as forças digladiam-se mutuamente, com ganas, com vontade, é um furor, um fervor, uma adoração, uma luta pelo Poleiro, uma ganância, uma desfaçatez!!!...Os futebóis movimentam um Povo inteiro…as políticas, pelo dinheiro, pelos interesses instalados, movimentam uma clubite completa!!!...Tenho a minha opinião, como qualquer um…não tento impingir!!!...Não ganho nada com isso!!!...Tanto me faz, por mim, claro!!!...Pelos que, por políticas erradas, são prejudicados, em prol dos beneficiados…os que se forram, de há dois anos para cá, com retomas fictícias, virtuais, palavras sem substância, sem conteúdo, populismos baratos…rebelo-me, pois então!!!...

…recebo recados, bem estruturados, do que escrevo, como resposta…dando-lhe a volta, fazendo ver todo o contrário… do que pretendo, do que sou!!!...Deixo-me rir, sorrio e…sigo, indiferente a certa gente!!!...De tanto os ouvir, conheço-os…por isso… os aborreço!!!...

…para se ser primeiro-ministro de Portugal, depois da crise provocada pelo que nos abandonou, deixando para trás… uma trapalhada, quanto a mim, para legitimar quem quer que seja…só com eleições antecipadas!!!...Nesta herança…que nos deixou, passou a haver espectáculo, circo a sério…uma santanada!!!...Ainda agora, começou!!!...Mais palavras para quê???...Basta ouvir, basta ver!!!...Sherpas!!!...
02
Jul04

...ilhas!!!... <> ANTIGA <>

sherpas

… pedacinhos de terra, espargidas pelos oceanos, aqui ao pé, mais ao longe…resultantes, geralmente, de picos elevados, antigos vulcões, já extintos ou em vias disso, da extinção que, vindos lá das bases, sítios escuros, escusos, dos abismos profundos, emergem à superfície, a medo, espreitando o sol, as nuvens, a superfície das águas revoltas, dos mares que as ocultam, que as protegem, que lhes negam direitos, que lhes outorgam valias, mais que muitas, por vezes!!!...

CCB. 044.jpg

O problema da insularidade, da periferia, do afastamento, do isolamento, a falta de terras, de espaços que se diminuem, que nos tolhem os movimentos, que nos provocam insónias, pensamentos escabrosos, ridículos, sem fundamento, por vezes, repito…admito!!!...

…conheço muitas, desde há muitos anos a esta parte, tive essa boa sorte, esse privilégio, como já tenho escrito, umas vezes disfarçado, como tropa forçado, outras, claro…de propósito, como turista, quando posso, como gosto!!!...

Todas elas, as ditas, têm os seus encantos… tamanhos, verdadeiros Paraísos, jardins de encantar. Umas… por isto, outras, por aquilo, todas elas, pela variedade enorme que nos mostram, num território tão pequeno, pela diversidade na paisagem, na vegetação, pelos microclimas, os que se manifestam, quando estamos a norte, quando estamos mais ao sul, na parte este ou oeste, consoante os ventos que as beneficiam ou prejudicam, tornando-as férteis, em abundância, desérticas, quase estéreis, consoante o local, claro…

Umas partes, mais que planas, outras íngremes abruptas, serranias tão compactas, de difícil acesso, escarpadas, verdadeiros labirintos, com casario anichado, num vale, perto duma lagoa, lá no cimo, na abrigada, casinhas dispersas, aqui, ali, por todo o lado, como presépios, devidamente enfeitados!!!...

Bonitas de se visitarem, de se percorrerem, de se apreciarem, de se usufruírem…como deve!!!...

Nomeá-las???…

Já o tenho feito, nunca é demais fazê-lo, quando me refiro à Madeira, aos Açores, a Cabo Verde, às Baleares, às Canárias e às Berlengas, aqui ao pé, pois é!!!...

Gratas recordações… de todas elas, mais agora, como visitante voluntário, ao invés do passado, quando disfarçado, por imposição!!!...

Ultimamente, quando o faço, quando lá me desloco, passado pouco tempo, embora goste, quase sempre sinto aquela sensação que, não me levem a mal, sou do Alentejo, habituado a grandes espaços, num dia qualquer, acordo…com os pés molhados, no mar…

Porque, é anedótico, tenho a sensação de que a terra é curta, é pouca, não dá para mim, para tanta gente, aquela que lá vive, que por lá ciranda, que por lá labuta…na luta, a da sobrevivência!!!...

É admirável, como em espaços tão diminutos, se construa um Mundo, tão complexo, tão perfeito, ao jeito dos que lá habitam, às custas, claro… de tanto esforço, de tanto apego, de tanto amor, por aqueles nacos, por aqueles pedaços, de céu, espargidos, pelos mares!!!...

Quando lá estou, costumo alugar um carrinho, normalmente… um Clio, ou um Opel, dos pequenos, com estaleca para subidas, para descidas, íngremes, com voltas e reviravoltas, pelas serranias, junto ao mar, nas arribas, por tudo quanto é sítio, por tudo quanto é canto!!!...

É um espavento, é um encanto, é um deslumbre!!!...

Gosto de subir, nalguns casos, nalgumas ilhas, mesmo ao cume, lá no centro… ir até à cratera, circundar aquelas terras, as novas, ainda sem vegetação, de lava recente, acastanhada ou enegrecida, por entre as quais, muito, aos poucos, a medo, quiçá…vão rebentando umas plantas, de algumas sementes, sopradas pelos ventos, vindas doutros lados!!!...

Paisagens inóspitas, lunares, fantasmagóricas, diferentes!!!...

Depois, bem…depois, nas pequenas cidades, nas vilas, nas aldeias, com os seus cafés, com os seus restaurantes, com os seus hotéis… não falta nada, há de tudo, como em qualquer sítio, inclusive, azáfama, bulício, stress, pois então, uma confusão, deliciosa, mais saborosa, mais recente!!!...

Visitar uma ilha, aprender como ela é, com um carrinho de aluguer, contactando com os seus habitantes, comendo as suas comidas, usufruindo a sua hospitalidade, nos bons hotéis, fazendo as nossas compras, recordações, dá gozo, provoca satisfação!!!...

Mas, durante as noites, as que lá passo, sonho ou penso, não sei, naquela falta de espaço, um pesadelo, sem pés nem cabeça que, qualquer dia, não me levem a mal, sou do Alentejo, região de grandes espaços, acordo com os pés molhados, no mar!!!...Que façam BOAS VIAGENS!!!...Abraço do Sherpas!!!...

02
Jul04

...estamos...fritos!!!...

sherpas


…dentro das famílias políticas portuguesas podem, quanto a mim, fazer o que lhes der na realíssima gana, não me afecta, sequer, um pouco!!!...Podem dar espectáculo, fazer circo, arranharem-se uns aos outros, discordarem…estou-me nas tintas, é com eles!!!...Muitas vezes, com essas atitudes, confesso com um bocadinho de gozo muito pessoal, dão para entreter, para passar tempo…para me fazerem sorrir, desde que não me afectem ou aos meus compatriotas, os tais postos de lado, especialmente!!!...

…passou assim com o das feiras, quando o via rutilante, nas ditas, nos mercados, disfarçado, com sorrisos e gargalhadas, beijando sofregamente velhinhos e crianças, peixeiras, prometendo céus e terras, bajulando, à caça de simpatias, de um voto apenas, que fosse…com esses populismos baratos, com essas demagogias intensas, tão extensas, como anormais, enganadoras, falsas e com sentido…o de se alcandorar a ele próprio, à base da fantasia, da armadilha, da mentira…pura e simples!!!...Conseguiu, com cozinhadelas, embora sem crédito nenhum, não por isso, por outros assuntos mais sérios e comprometedores…ser o que não é, não o considero, como tal, pelo menos eu…uma excelência, com pasta, a dos submarinos e outros artefactos de guerra!!!...Considero-o, pelo que vejo e sinto, um ministro, não ministro, uma sombra muito escassa, baça que…vezes por outras, por maus feitos, dá nas vistas, ora quando grita e gesticula, em guerrinhas absurdas com contrários, ora quando, em palanques, no meio de cerimónias de circunstância, excelsas, de pompa, direi…mastiga pastilha elástica, com as suas gentes, indiferente, como se nada!!!...Lá vai, cantando e…rindo, claro!!!...

…nunca o escolhi, não o reconheço, não o aceito!!!...Foi fruto duma cozinhadela esquisita, entre ele e…um Durão, o fugitivo!!!...

…agora, pelos vistos, assim o pretendem, já foi combinado, já foi tratado às ocultas, perante segredos tamanhos, longe das vistas, muito em privado, (…o que eles gostam de tudo quanto é privado, porque será???...) antes do Barroso dar à sola, que já deu, tratando da vidinha, claro…assegurou a sua sucessão, tal como dum Rei Sol qualquer, lá para as bandas de Versalhes, se tratara!!!...Eu vou mas…tu, ficas!!!...O que eles adoram o verbo ficar, estes direitistas extremados, está-lhes nos genes, coitados…é um modo de vida!!!...Foi mas, deixou sucessor…e que sucessor!!!...Não tenho nada que ver com o assunto mas…o referido, segundo os seus parceiro, é do conhecimento geral, um play-boy, assumido, adorador da noite, não do Sol, sempre bem acompanhado, não é inveja, podem crer, sou conservador, homem duma só mulher, a minha, rabo de saia, macho latino, de fitinha na cabeça, encarnada, vejam bem, com imensa filharada, gastador de fortunas, não as dele, a do erário público, claro…corre o risco, o nosso risco, de cair, ou de subir, tal como o anterior…é sina, no lugar de primeiro-ministro, desta Nação, o nosso Portugal, pois então!!!...

…como currículo, desde os violinos, passando por tantos avanços, por tantos recuos, por obras prometidas, não feitas, pela cidade de Lisboa, esburacada, ao abandono, carregadinha de cartazes publicitários, populistas…é uma desgraça!!!...Quanto a mim, quanto a tantos…estamos fritos, se se concretiza a herança…do que fugiu!!!...Nunca tal COISA se viu!!!...Com os futebóis, levantámos o astral, porque não???...Com as políticas…vamos de mal a pior…é um desvario, vai continuar o regabofe!!!...Não há quem ponha mão…NISTO???...Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub