Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

04
Jul04

...quem sou eu...para avaliar???...

sherpas
…quem sou eu…para avaliar???...

…quem sou eu, para avaliar o que… outros, fizeram???...
só Deus, Esse Alguém, Poderoso Desconhecido,
O que se invoca, essa interrogação constante,
possui esse Dom, o do julgamento, por obras, por feitos,
só Ele, na Sua imensa Sabedoria, Omnipotência,
ou os Deuses, forças imensas,
nos seus tronos elevados, como eleitos,
mui sábios, ponderosos conhecedores,
das nossas misérias, das nossas dores,
das nossas grandezas, dos nossos defeitos,
na hora certa, na mais indicada,
quando deixarmos de ser… somos NADA,
realizará… efectuarão, profunda depuração,
escolha a preceito, perfeita separação,
do que não presta, do que apesta,
do que tem jeito, do que sempre deu,
do que foi humano, do que se condoeu,
compreendendo, fazendo, ofertando,
o que chorou, o que semeou,
pétalas de rosas, poesias e prosas…

…apartados que são, do vil metal,
das brutas feras, das águias rapaces,
profundos males, doenças vorazes…

…formação elevada, compreensão,
amor…com muita paixão,
entrega total, num Mundo interior,
profundo, riquíssimo, com sentimento,
sendo humilde, modesta, sorridente,
de bem com ela, com as outras gentes,
grande na obra, pequena no corpo,
gigante nos feitos…uns simples sopros,
ventanias tremendas, tempestades agrestes,
palavras sentidas…quando as escrevestes!!!...

…descansa em PAZ!!!...

…Sherpas!!!...
04
Jul04

...há os que...nunca nos deixam!!!...

sherpas
…estarás, sempre, dentro de nós!!!...


…há os que, nunca nos deixam, permanecem,
os que, não morrem, não fenecem,
os que muito deram, tanto fizeram,
os que nos compreenderam , enquanto viveram,
os que choraram, os que partilharam,
os que, extasiados, estiveram, mais além,
viveram noutro Mundo, mais belo, mais solidário,
doce escudo, doce sudário, sublime protecção,
o da fantasia, o da compreensão,
irmanados num Povo, a quem se entregaram,
como Povo que eram, que são,
pois esteve sempre presente, não ausente!!!...

…Pairas lá nos céus, onde subiste,
anjo etéreo, porque te partiste,
quedando bem viva, na memória,
sublime lembrança, elevada glória,
de quem, tanto ofertou, tanto deu,
comungando com todos, quando escrevia,
com a leveza dum ser especial,
supremo encanto, permanente!!!...

…outra gente, bem diferente,
os que, logo se putrefactam,
quando acabam, como algozes,
vorazes, hediondos, feios,
matéria suja, lobos ferozes,
sagazes acumuladores, tristes senhores,
matreiros, com seus dinheiros,
seus negócios, com muitos ódios,
quando mortos, logo esquecidos,
almas penadas, seres perdidos,
deixando rastos, muito sentidos,
em caminhos sórdidos, nunca esquecidos,
com muitas mortes, com muitos feridos!!!...

…Mundos diversos, gentes contrárias,
Mundos de anjos, Mundos de feras,
Mundos de Paz, Mundos de guerras,
Mundos de vítimas, Mundos de párias,
Mundos, dentro de Mundos, perdidos, elevados,
sentidos, parados,
de oferendas, de gentes horrendas,
dos que se libertam, por obras valorosas,
dos que se enterram, logo esquecidos,
Mundos melhores, Mundos perdidos!!!...

…descansa…em PAZ!!!...

…Sherpas!!!...

04
Jul04

...morreu uma...Grande Senhora!!!...

sherpas
A Sophia de Mello Breyner Anderson, os meus respeitos!!!...




Morreu uma grande senhora do Mundo das letras, uma escritora, autora de livros sérios, de histórias, de contos infantis, de poesias de encantar! Quem sou eu, para falar ou escrever sobre tal senhora? Simplesmente, uma pessoa que gosta de escrever, como sabe, como sente, que admira gente que sofre, que se sente magoada, com a dor, com o sofrimento alheio, do que está ao lado…gente, como ela! Era, segundo os que a contactaram de perto, quando viva, uma força da natureza, uma pessoa bem formada, com sentimentos, os que conseguia, de maravilha, transpor para o papel, como só ela sabia, com arte, com amor, com entrega total…no Mundo em que vivia! Todos os que tiveram o privilégio de a conhecer pessoalmente, decerto, ficaram mais enriquecidos! Estou convicto de que era uma pessoa rara, muito especial, uma cidadã digna, por inteiro, inteiramente sabedora do seu papel…neste tempo, tão material, sem valores, indigno de gente dessa! Passou pela vida, semeando, tudo de bom, com um sorriso, entregando o que melhor tinha, a sua maneira de pensar, brincando, muito a sério, com as palavras, quando poetizava, construindo com apego, com agrado, um Mundo de maravilha, para os mais pequenos, contando experiências próprias, muito dela, nos textos que compunha, que narrava! É necessário muita entrega aos outros, quando o fazemos, dando…muita magia, muita alegria, imensa simpatia, sermos perfeitos, quase sem defeitos, completos, repletos de qualidades! Deram-lhe prémios, coisas poucas, insignificantes, quando comparados…com o que nos legou, a sua obra, imensa, duma vida, vivida, sentida, partilhada, de coração aberto, como se nada! Teve uma vida plena, fazendo o que a mantinha, escrevendo, como sabia, tão bem, melhor que bem…divina! Com estas palavras, sem pretensões, numa maneira normal de me expressar, escrevendo, quero prestar, por mim…sincera homenagem a uma Senhora… que respeitava, pela arte, pelas qualidades, pelas fantasias, as suas, pela dor que sentia, através da poesia, perante os que sofriam, condoída, bem formada! Que descanse em Paz…bem o merece! Deste que se faz passar… quando escreve, com mágoa, com revolta, com gritaria, por vezes, com poesia rudimentar, confesso… discorrendo sobre tudo, sobre nada, neste e noutros Fóruns, por Sherpas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub