Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

23
Out04

...à porta...fechada!!!...

sherpas






…à porta fechada, à porta aberta…quer dizer, no segredo dos Deuses, à socapa, pela calada, bem cozinhada, sem testemunhos incómodos, os jornalistas, claro ou…para toda a gente ver, ouvir, gravar, filmar, difundir, como circo, como espectáculo…sob a forma de notícia, chamariz dos papalvos, como eu, como tantos, os que ainda se interessam, os que barafustam, os que se incomodam ou aplaudem, consoante e conforme, é evidente!!!... Mal comparando, noutra onda…muito do agrado dos governantes, de direitas ou de esquerdas, também se passa o mesmo com…os negócios, especialmente os que envolvem carradas de milhões, com secretismos ultra-sensíveis, não audíveis, sequer ou… para dar nas vistas, desde que se pretenda fazer a cabeça dos palonços, dos tontos, dos mansos, dos brandos, dos que…insistem, na altura própria, em colocar o papelinho dobrado, o voto, nas urnas…por altura de eleições, tristes ilusões!!!...

…depois das portas abertas aos que ouvem, aos que filmam, aos que gravam…aos que transmitem, posteriormente, por imagens, por sons, por escrita…ainda temos de considerar a facção política, a cor… do jornal, do pasquim, do rádio, da televisão, dos que lá estão, dos que lhe dão a volta, consoante e conforme, o interesse dos ditos, claro…com a intenção final de fazer a cabeça à plebe, aos pobres de Cristo, aos que se enrolam, com uma facilidade dos diabos, carago!!!... Será que não há meio de aprendermos de uma vez por todas???... Será que não teremos cabeça suficiente, a tal massa, a cinzenta…para avaliarmos, por nós???...
Será que, por mais que o tempo passe e os casos se repitam, teremos sempre a tentação de encolher os ombros, de não dar importância a estes atentados graves e gravosos, altamente danosos…a toda uma população, a todo um País???... Seremos, queiramos ou não…uma espécie de Maria, vai com as outras???...

…com as portas fechadas, com os secretismos de treta, com as ocultações em barda…mais nos levam à desconfiança, à descrença total, neste nosso Portugal!!!... Tanto nas políticas, com os seus interesses muito próprios, de alguns, dos do cartão, dos do bando e…sus muchachos, como nos negócios, os tais dos muitos milhões, os que apelidam de claros e transparentes, com conversas e convencimentos, pouco mais!!!...E, vão-se acumulando resmas e mais resmas de processos e de inquéritos, de audições, de declarações, de confrontos…tantos que, com a quantidade… dos que se não resolvem, se arquivam, mais se descredibilizam e, nos tornam desconfiados, dos sete costados, pois então!!!...

…com as portas fechadas, com as portas abertas, com a interpretação final dos da comunicação, comprados ou vendidos, não isentos…tanto faz, dá em nada, pura macacada, infeliz palhaçada, descrédito total…dá igual!!!...Vai sendo tempo, mais do que suficiente, minha gente…de nos situarmos, de sabermos o que queremos, daqui para a frente, de exigirmos…aos nossos políticos, uma varridela soberba, descomunal, dentro dos partidos, dentro dos situacionados, dos bem instalados, dos que…se limitam, a fazer pela vidinha, indiferentes, como se nada!!!... Vai sendo tempo, não dá… para aguentar mais!!!... Irra…que é demais!!!...Será que a vergonha era verde e que…de há uns anitos para cá, veio um burro e…comeu-a???... Me parece que sim!!!... Sinto muita pena e…não sou pássaro, nem, tão pouco, passarão!!!... Deixem as portas em paz, sejam honestos convosco, connosco, sejam portugueses, a corpo inteiro!!!... Sherpas!!!...

P.S. - …de que tem medo Virgínia Wolf???...

…faz-me lembrar, não sei porquê…este excerto-crítica sobre a dita peça de teatro…lido há dias!!!... A palavra… Santana, está a mais, claro!!!... Ou, no sítio certo, quiçá!!!...
.





Quem Tem Medo de Virginia Wolf?
Sexta-feira, 01 de Outubro de 2004
O texto de Edward Albee, escrito em 1962, tem uma actualidade surpreendente. A dicotomia passado/futuro, representada por um professor de história e por um biólogo, respectivamente, levanta questões do novo século. Estas juntam-se às outras, às do casal, e desembocam num complexo mundo de jogos de poder, manipulação e hipocrisia. A ligação entre as personagens não é inocente: acontece com base num desejo de ascenção social. O núcleo de tudo será o Santana, (???) um senhor com poder, a quem todos querem agradar. Esta é a sociedade que temos e aqui todos os "rótulos são descascados".



Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub