Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

30
Nov04

...novas fronteiras???... Quiçá!!!...

sherpas

…fronteiras, como barreiras intransponíveis???...

Não!!!... Fronteiras, como limite, como fim,

como começo, finalizar dum ciclo… de asneiras inverosímeis,

de trapalhadas, de confusões, de arremessos,

de confrontos, de agitação, de imposições,

de negociatas, de bravatas, de convulsões,

de mentiras mil, de enganos …tamanhos,

fronteiras de esperança,

as que eu peço,

embora já ostente um ror de anos,

pelos mais novos, pelos jovens,

pelo começo, pela vida que se inicia,

que principia,

pelo raiar duma nova aurora,

num novo dia,

 

pelo acalmar desta turbulência,

no cume, na base, antes que entorne,

antes que extravase,

com acutilância,

pela ganância,

pelo autismo,

dos poucos que… se julgam muito,

num deslumbre,

num paroxismo, sem razão,

porque… passageiros,

 

lobos em matilha,

excesso de uivos,

pouca gente,

sendo últimos,

como primeiros,

no limite,

 

já na fronteira,

no dealbar,

como barreira,

gente que se agiganta,

a que aguenta,

incómoda,

desavinda,

grande agitar,

 

de desconforto,

no grande engodo,

no que se tenta,

mentindo,

enganando,

 

quando se enfrenta,

tanta intolerância,

tanto descrédito,

…tanta manigância,

 

na voragem,

na rapacidade,

longe da verdade,

 

numa gula,

num descontrole,

numa grande ânsia,

pelo Poder,

 

pelo dinheiro,

…pura maldade,

sem igualdade,

sem critério…u,

m adultério,

 

perante um Povo que se enfraquece,

que fenece,

que se calca,

que se engana,

que se trama,

 

que já não quer,

que vira costas,

que vai embora,

que quer ter sonhos,

que quer ter esperança,

que já… não chora,

 

que aguarda essa fronteira,

a que avança,

a que agarra,

com denodo, com… vontade,

querendo crer,

mais uma vez…, em liberdade!!!... …

 

vamos tentar, uma vez mais,

calemos nossas revoltas,

nossos ais,

arvoremos novas bandeiras,

que venham… essas fronteiras!!!... …

 

não nos enganem,

não nos tramem,

já machucados,

postos de lado,

mais que espezinhados,

 

não nos inflamem,

tenham cuidado,

 

quando o Povo está calado,

quando se sente,

como gente,

gritando, enraivecido,

arrasta tudo,

…enlouquecido,

 

querendo mudar,

quando perdido,

deita fora,

manda embora,

faz revolução,

com boa intenção,

pelos que estão, …pela Nação!!!... …

 

não somos brandos, não somos mansos,

não somos tansos,

somos gente de bem,

pobre,

honesta, sem vintém,

somos portugueses,

somos alguém,

queremos ter,

queremos ser,

queremos sentir,

cantar, dançar, sorrir,

 

em harmonia,

com alegria,

sem desajustes,

em equilíbrio,

com verdade,

com dignidade, …com brio!!!... …

 

que se cerrem as fronteiras do descrédito,

que se abram as fronteiras da mudança,

que se inicie um novo ciclo,

em contra-ciclo,

numa ténue esperança,

enquanto se visualiza,

enquanto se …acredita,

 

mudando políticas e políticos… de mentir,

deixá-los ir,

…deixá-los fugir,

honestidade, como norma,

verdade que… se forma,

 

que se instala,

que se institucionaliza,

quebrando,

como uma fronteira,

toda a trapaça,

toda a chalaça,

como inquebrantável barreira,

concreta, real…, verdadeira,

não …simples fumaça,

quer se queira…

ou... não queira!!!...Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub