Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

13
Dez04

...entretanto... a palhaçada, continua!!!...

sherpas



…temos de tentar separar as águas, temos de ser honestos connosco e com os que nos rodeiam, temos de ser claros e transparentes, respeitar as gentes, inclusive…as menos informadas!!!... Mentir propositadamente, com intenção… é perversão!!!... Não fica bem, reduz-nos, faz-nos parecer o que, muitas vezes… não queremos ser!!!... Não estou a falar por mim… prezo-me de não mentir, de tentar ser coerente e verdadeiro, no mais mínimo!!!... Generalizo e atribuo estas minhas primeiras palavras aos dois grandes partidos políticos portugueses, aos laranjas e aos rosas… afinal, os que têm tido o Poder, um com maiorias absolutas, outro, não tanto!!!... Seria justo, agora… em relação aos rosas, obtê-la, a fim de podermos comparar, em igualdade de circunstâncias!!!... Mas, voltando ao assunto, à mentira propositada, à honestidade que se não pratica, à perversão que utilizam… até à exaustão!!!... Vai sendo tempo, para bem deles, para bem de todos nós… de inverterem o modo de estar na política, na governação, com maioria ou… não!!!... O Povo tem sofrido bastante, continua penando… suando as estopinhas, enganado, aldrabado, sem confiança alguma por toda e qualquer espécie de político!!!... Deixem-se de mistificações, admitam os erros praticados, de todos conhecidos… não os tentem burilar, não se façam esquecidos!!!...

…uns erraram, em tempos… outros, fizeram o mesmo, ainda agora, há poucochinho!!!... Convenhamos que Durão e Santana… se portaram bem pior do que Guterres!!!... A economia do País, a situação miserável das famílias portuguesas, dois milhões de pobres… dá que pensar!!!... Algo vai mal… neste nosso Portugal, com o beneplácito dos autistas convictos e assumidos, artistas desbragados e sem consciência, mentirosos compulsivos que se intitulam de políticos!!!... Pobres deles que… se não enxergam!!!... Consciências carregadas de acções indignas, de satisfações pessoais, de ganâncias exacerbadas!!!...

…é tempo de pararem, é tempo de começarem a ser honestos, com eles próprios, com os que os rodeiam, para o bem comum, total!!!... Não nos venham envernizar com mais… do mesmo!!!... Agora, atacas tu… depois, ataco eu!!!... Um pouco de elevação, se impõe!!!... Vai sendo tempo!!!...


…entretanto… a palhaçada continua, como se nada!!!...

…se o baile, for igual ao do passado, arriscam-se a ir a votos…sozinhos, sem eleitorado!!!... Sherpas!!!...
13
Dez04

...mendicidade!!!...

sherpas
…boa pesquisa, __________… pelo que escreves, pelo que encontraste, é tal e qual, este grande mal, o da mendicidade, realidade, pura verdade!!!... Só não vê, quem não quer!!!... Com maiores pretextos, com vícios, com desemprego… agravou-se, estendeu-se a grupos etários mais baixos!!!... Calamidade, hecatombe… vergonhosa, sem decoro, com tantos milhões mal gastos, em prol da guerra, com blindados e tudo!!!... Palavra de honra!!!...

…estudos, gráficos, levantamentos, discursos, institutos carregadinhos de boas intenções, rastrilhos, voluntários, bancos contra a fome…ceias de Natal, bem compostas, com televisões, momentos, singelos e passageiros, sorrisos, meiguices, palmadinhas nas costas, aproveitamentos políticos, mais garfada, menos garfada, numa noite, numa jornada qualquer, religiões que… se lembram, do dia para a noite, que também lhes pertence, que é sua obrigação… ajudar o irmão desprotegido, o desvalido, o mendigo…hipocrisias de anos e anos, tamanhas!!!...

…no Natal, dá mais nas vistas… é de bom-tom, fica bem, especialmente, quando é notícia, praticar a caridadezinha, claro!!!... Depois, passa, esquece, viram costas… não resolvem o problema que, por desleixo, por laxismo… aumenta, agrava!!!...

… para o ano que vem, noutro Natal qualquer… repete-se a cena, com luzinhas, com fitinhas, com barretes, com prendas e tudo!!!... É bom, nessas alturas… não esquecer o bacalhau com couves e… batatas, é evidente!!!... Depois, fazem-se mais uns estudos, reúnem um congresso qualquer, contra a fome, contra a pobreza, contra a miséria!!!... Nomeiam-se mais uns figurões!!!... Faz-se de conta… como sempre!!!... O problema não fica resolvido…aumenta, agrava, fica esquecido!!!...

…fazem-se contas, apresentam-se números, fazem-se comparações… escrevem-se umas crónicas, publicam-se num jornal qualquer!!!... Alguém que lê, alguém que se condói… muita gente que sofre, que aguenta no corpo a maldição que lhe caiu em cima, que arrasta a sua própria miséria, pesada cruz, sofrimento atroz!!!... Culpados???... Todos nós, a sociedade em geral!!!... Além de nós, os maiores culpados… os da faca, do pão e do queijo, os que comem tudo e pouco… ou nada dão, aos que mais precisam… os eleitos, os dos jeitos, os dos amigos, os dos compadres!!!... Tenho pena!!!... Sherpas!!!...
13
Dez04

...blindados...contra a fome???...

sherpas



…Panhards e Chaimites, os do passado, no total…cerca de 130, em plena guerra do Ultramar, em acção, como gostam de dizer os belicistas, os guerreiros de profissão, os que aplaudem as matanças, as guerras, as irracionalidades!!!... Já ultrapassados, com mais de quarenta anos… perorava o ministro das guerras, ainda há dias!!!... Era urgente a substituição!!!... Mãos largas, como sempre o foi, com o dinheiro dos outros, claro… não esteve com meias medidas, negociata valente…cerca de 260 carros blindados, cerca de 300 milhões de euros a pagar pelos portugueses, é evidente!!!... Valente herança deixa, só em carros de combate!!!... Mas, na sua maneira frenética de pensar e agir, não se esteve com meias tintas, em submarinos e fragatas… o dinheiro pouco importa, não é dele, sequer… mais 1 500 milhões de euros, com intuitos bélicos, pois então!!!...

…e… em maré de compras, modernização das forças de combate, diz e rediz, repete…até à exaustão, mais armamento, mais munição… perfeito estadão, num caco dum País, pacífico, sem pretensões… alucinação completa, repleta de fantasmas, de combates, de guerras, mente doentia, figura aloucada, pouca gente, quase nada!!!... Andamos em guerras de outros, ninguém nos ataca porque… somos parte dum todo, a U. E., profundo disparate, grandes negociatas!!!... As nossas guerras… a pobreza, a miséria, a demência, a sordidez, o desequilíbrio social, a insegurança, o ensino, a saúde, continuam perdidas, porque votadas ao abandono!!!... Todo esse dinheiro, mal entregue… a favor das guerras que não são as nossas, num disparate profundo, absurdo!!!... O jeito que nos fazia, se bem aplicado, no local certo, no indicado!!!... Bela herança, esta… a de Sua Excelência, pequena amostra, incompetência e irresponsabilidade breve, despesista, inconformista, contraditória… no falatório, favorável à vida, do lado da… MORTE!!!... Tenho pena!!!... Sherpas!!!...
13
Dez04

...caridadezinha...fica bem!!!...

sherpas
…altura da caridadezinha, hora das boas vontades, momento da consciência… por todo o nosso Portugal, há sempre alguém que…dá a mão, oferece uma migalhinha, aos miseráveis deste País, aos mais carentes, aos sem nada, simplesmente!!!... Afinal…é quase Natal, já é época, fica bem perante nós, perante os outros, mais confortados… até!!!...

…madrugada fria, chuvosa, dia cinzento carregado se avizinha, poucas perspectivas se auguram, com este princípio!!!... Encolhidas, mais que aconchegadas nos bolsos…não se vislumbram mãos ao longo dos corpos, na ponta dos braços das poucas pessoas que se atreveram a sair, por obrigação…neste dia de Outono, quase no final!!!... O mês do Menino vem aí…forte e feio, nas suas características muito próprias, o mês do caramelo, dos nevoeiros densos, da neve fria e mansa, quando cai… dura e agreste, quando se sente, quando se está só, quando se não tem casa, quando se não é ninguém, quando se não é gente…embora sendo, é evidente!!!...

…vejo-o passar, arroupado, vestimentas muitas e gastas, esfarrapadas…pelo uso, umas sobre as outras, numa confusão, um autêntico embrulho, sem forma, sem gosto, sem estética alguma…de acordo consigo próprio, pobre mendigo, rapaz ainda novo, envelhecido pelas agruras, pelas penúrias, pela miséria que degrada, que avilta, situação maldita, indigna…por razões várias, não interessa, coisas da sua lavra, do seu foro íntimo, muito pessoal, com um molho de cartões debaixo do braço, olhar vago, meio morto, entristecido, mortiço, vazio, hesitante…de animal perseguido, acossado pela própria vida…uma vítima!!!...

…imagens que me marcam, figuras que me diminuem, seres sem haveres, sem teres…pessoais ou materiais, atirados para o fundo, caídos na desgraça, dramas profundos, tenebrosos…nas ruas, nas avenidas, nas praças, com ou sem razões, por vícios, por descontrole, por um ter de ser, um trajecto que se adivinhava, um projecto que se não realizou, uma fuga, um desinteresse, um acontecer, simplesmente!!!... Pobre gente!!!... Logo agora, com o Natal à porta…ali ao virar da esquina, com este tempo pouco agradável, duro e frio, sem sol, manta dos desprotegidos, dos mendigos, um desconforto, bem gravoso…para quem sofre, para quem se dói!!!...

…com uns cartões debaixo do braço, leito da amargura, manta do pária social que se arrasta, encolhido, numa confusão de roupas, umas sobre as outras, rosto carregado, sombrio, confusão de pelos, cabelos…numa mistura indefinida, numa sombra dum passado longínquo, perdido…esquecido, lá vai, rua abaixo, olhando cabisbaixo, como bicho perseguido, desconfiado…para um lado, para outro lado!!!... Vida que se arrasta, que se gasta, que se consome…quanta penúria, quanta fome, quanto vazio!!!... Logo agora, com o Natal à porta!!!...

…quando por mim passou, deixei-lhe umas moedas na mão desconforme, suja, meio coberta, meio fechada, meio aberta, enregelada!!!...Nada disse, não me olhou, sequer…seguiu em frente, com os cartões debaixo do braço, numa confusão de roupas, um embrulho, sem destino, sem futuro, perdido, esquecido…mais morto do que vivo!!!... Mendigo, ao Deus dará…tantos por cá, em cada canto, em cada rua, em cada avenida, em cada praça!!!... Será que os responsáveis não se apercebem destas coisas???... Que fazem muito…dizem, com acções, com atitudes, com palavreado, agora…com rastrillos à espanhola, para as crianças, para as carentes, tantas e tantas gentes, dependentes, sem eira nem beira, sem teres, sem haveres…pessoais ou materiais!!!...
…lamúrias de quem, segundo escrevem, segundo dizem, só vê o lado negro da vida!!!... Mas a vida tem destas coisas e…no nosso País, em grande quantidade, queiramos ou não, a cada passo, damos de caras com estes quadros, degradantes, baixos e sórdidos, fazendo parte duma certa maneira de estar, não ligando, fazendo de conta que se não vê, olhando para o lado, simplesmente!!!...

…ultimamente, com o desemprego…a miséria, sem vícios, sem azares descontrolados, aumentou a olhos vistos!!!... Porque será???... Profundos desequilíbrios provocados por políticas erradas e…erráticas, claro!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub