Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

12
Jan05

...querem-nos ídolos... querem-nos bichas???...

sherpas
…engraçados, desmiolados (???...), vida airada, tudo numa boa, com espírito inventivo, com termos adequados, trajes a rigor… um primor, amaneirados, limpinhos, sem pêlos, sem rugas… bichas a preceito, como deve!!!... Vacas ou pindéricas… Korror!!!... Um must… super in!!!... Querem-nos… bichas???... Quiçá!!!... Sem tusto… não dá!!!...


…querem-nos felizes, querem-nos contentes, querem-nos optimistas… sorridentes, outras gentes, com outras mentes, mais abertos, distanciados, melhor ainda, como emigrantes, lá para os confins, aliviando serviços, aliviando empregos, aliviando Estado, ao nível dos mais baixos, dos encargos, com mais trabalho, com menos reformados, mortos ou acabados… muito melhor, lá para os sessenta e cinco, com algum incentivo, prémio pequeno, quantia módica, mais para lá, do que para cá, é indiferente!!!... Que não chateiem, que não compliquem, que não agitem, que se aquietem, que se entretenham com novelas e mais novelas, com brincadeiras em quintas, com vacas e com bichas, com anedotas… mais que muitas, parolas, desnorteantes, tal como dantes!!!... Que… sejam felizes, que sejam bichas, pois então!!!... Agora, pelos vistos, é moda ser-se… tal coisa!!!... Tempos modernos, estes… os das bichas, é evidente!!!...

… dão-nos música, dão-nos o que querem, dão-nos folclore, circo e teatro… uma fartura!!!... Querem-nos felizes, querem-nos bichas… plena satisfação!!!... Com rezas, com credos, com figuras diminutas, prostitutas, com loucuras… miscelânea, promíscua, corrupta, um deslumbre, novos horizontes, novas fontes!!!... Querem-nos optimistas… os arrivistas, com bolsos vazios, com muita vontade, com muita mentira… longe da verdade, em liberdade, controlada, orientada, desorientada, como se nada!!!... Querem-nos bichas… querem-nos ídolos, querem-nos diferentes, com muitos estilos, com muitas canções, bem vestidos, luzidios, metrosexuais e… outros que tais, os das televisões, os das perversões!!!...

… ouvi, há dias… que uma estação de rádio, não sei qual… vai iniciar uma digressão, como, em tempos… a televisão, pelo interior atrasado e terceirista, deste País, com espectáculos vários, fazendo-nos sorrir, pondo-nos contentes… tesos e sorridentes, outras gentes, diferentes!!!... No interior profundo… é o melhor do Mundo, a música, difundida, expandida… até à exaustão, com afinco, com denodo, um gozo!!!... É o que faltava, a música que nos irão dar… um fartar!!!... Querem-nos bichas… querem-nos ídolos, outros estilos, pois então!!!...

… não sou contra, não sou a favor, pelo que leio, pelo que ouvi, pelo que vi… dá para entreter, dá para rir… outra coisa, não creio!!!... Para seguir tal esquema, neste País… grave problema, tanta penúria, tanta incúria, não dá!!!... Não que tenha intenção disso, não sou ídolo, não sou bicha… tão pouco vaca, muito menos pindérica ou o raio que os valha, qualquer outra tralha!!!... Admito, no entanto que… pelo que nos dão, mesmo sem tostão, para aí os encaminham… aos mais novos, aos fáceis de induzir, de encaminhar, de perverter, no bom sentido… é evidente!!!... Gostarmos muito de nós, com exagero, cuidarmo-nos com desvelo… no vestir, no pentear, no maquilhar, no desenrugar, no emagrecer, no manter… juntamente com umas rezas, umas ladainhas… caiu no goto, virou jeito, deu no que deu… uma viração!!!... Pelos vistos há muitos que querem ser bichas… de coração, tal como com as canções, quantas ilusões, quantos ídolos de pacotilha, para não falar das novelas, dos brothers, das quintas… coisas das televisões, as das ilusões, com perversões, por vezes… quase sempre!!!... Sherpas!!!...
12
Jan05

... a besta... ficou à solta!!!...

sherpas
… desataram-se todas as fúrias, a besta ficou à solta, anda louca, desvairada…completamente furibunda, não acerta, desacerta, desconcerta, incerta, insensata, não cordata, desequilibrada, como se nada!!!... Não, não me refiro a forças diabólicas, a bestas dessas, desconformes… repletas de males, ódios, zangas avassaladoras, demónios ou anticristos, medonhas, terroríficas…horrores dos humanos, destas almas vulgares e simples, causticadas, perseguidas, mais que diminuídas, avassaladas!!!... Nada disso, não estou para aí virado, para coisas de pavores, nossas dores, nossos dramas… intensos interiores, espirituais de vulto, de más ou boas presenças, por crenças, por religiões, por credos, por visões, por arrependimentos, condimentos, pecados, castigos, penitências… absolvições, com Diabos e Diabinhos, com Deuses e com Anjinhos!!!... Não senhor… muito longe disso, afirmo!!!... Que a besta anda à solta, que se desataram todas as fúrias… pelos vistos, é um facto, de facto!!!... Passo a redundância… foi com intenção, com o intuito de acentuar, de carregar, de chamar mais a atenção, à presente situação!!!...

…só quem não quer, se não apercebe disso mesmo!!!... Basta estar atento, basta ver… como espectador, participante, às vezes!!!... O que o Poder pode provocar ou… a perda do dito, está mais que visto!!!... O tempo vai passando e o dia D… vai-se aproximando, numa fúria tremenda, intensa!!!... As tropas estão preparadas, as que se perfilam, as que tentam a ascensão, as que foram apeadas!!!... Os chefes dos bandos diversos… contradizem-se, porque assim foram, assim são, continuarão sendo!!!... As estratégias são diversas, combinadas ou dispersas, maldosas ou angélicas, enlameadas ou impolutas… imaculadas!!!... Chovem os impropérios, desatam-se os pensamentos, gritam-se os disparates, apontam-se todas as armas… o combate está aí, a guerra começou, a besta… já se soltou!!!... Não há bom, não há mau… antes um chorrilho de enganos, umas promessas esbatidas, umas contradições aflitivas, posições indefinidas, meias palavras… tantas lavras, numa campina descurada, meio ao abandono, sem dono, já destruída, arruinada!!!... Ná… que há esperança, ainda há, uma réstia, coisa pouca, de pequena monta, sem luz, sem túnel, sem retoma, sem recessão, sem cheta, quase nada!!!...

… avizinham-se barulhos mais intensos, tristes momentos, vacuidades sem interesse, ganâncias e soberbas, incitamentos, aviltamentos, culpas e desculpas, invectivas, juras, perjúrios, insultos, mentiras em catadupa!!!... Comparações, tramas, maldições, discussões que dão em nada, tremendas trapalhadas, convencimentos, esquecimentos… lembranças do passado!!!... Augúrios, mais que muitos… de todos, sem distinção, uns que querem mais, outros que se pretendem manter, ainda outros… nunca vistos, mais notados, imprevistos!!!... Sucessão de acontecimentos, mais e mais… cada dia, com emoção, com alegria, com raiva, com ódio, com zanga, com trunfo na manga, quiçá… uma carnavalada, mais que dissimulada, disfarçada!!!... É mesmo no tempo dele… não passa nada!!!... Um número adequado, em época própria!!!... A política, já de si… desacreditada, por um curto período dá nas vistas, é Rainha!!!... Os políticos, nada credíveis, na sua imensa maioria, com excepções, claro… dão tudo, prometem impossíveis, nada visíveis, risíveis, fazem circo, dão espectáculo, aos gritos e aos berros, alguns… outros, mais condimentados, sérios, circunspectos apresentam o que querem, dizem o que vão fazer… se, por acaso!!!...

… estamos nisto, é tempo de…. não há nada a fazer, há que aceitar, há que encarar e, acima de tudo, na hora H… participar, em consciência, colocar no sítio certo, com acerto, com afinco, com vontade de mudar o que está torto, mais que emperrado… destruído, arruinado!!!... Obra grandiosa futura, construção, organização, projecção de imagem diferente… para toda a gente, tanto cá, como lá fora, rumo bem orientado, continhas claras e transparentes, solidariedade… de verdade, diálogo com todas as forças, aceitação do diferente, como igual… tal e qual!!!... A besta soltou-se, andam, diabos e diabinhos… pelos caminhos, anjos e anjinhos, em qualquer canto, oportunistas, cautelosos, surgem todos os imprevistos, situações carregadas de emoções, histriónicos e histéricos… quase afónicos, sorrisinhos e promessas, às remessas, mentiras em terra firme… a jangada, está parada, agitada, frenética, barulhenta!!!... Está, mais que pronta… para outra!!!... Que, desta vez… se acerte, se concerte, se transforme em caravela esbelta, airosa, tanto agora, como dantes… sem extravagantes!!!... A campanha está na rua…deixemos de estar na Lua, enfrentemos a besta, digamos o que queremos, não nos deixemos ir… no bote, como sempre, desde há trinta e poucos anos para cá!!!... Ainda há… uma réstia, uma esperança, experimentemo-la!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub