Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

28
Fev05

...Astérix e... Obélix!!!...

sherpas



…claro, não tem a varinha mágica mas…que tem todos os ingredientes necessários para fazer a mistela, a poção, tal como no Asrérix e no Obélix, é um facto!!!... Basta apostar nas pessoas, incentivá-las, acreditar nas ditas, nas fiáveis, está bom de ver!!!... Aplicar capitais nas pequenas e médias empresas, esquecer um pouco, as grandes, as que arrecadam grandes somas e… dão às de Vila Diogo, em busca do lucro fácil, da mão-de-obra barata, as que se deslocalizam, as que abrem falências, fraudulentas, as que colocam pessoas no desemprego!!!... Há outras saídas, além dos têxteis e do calçado!!!... É questão de se estudar bem o mercado, de se averiguar o que temos, o que pretendemos ser, no futuro!!!... Investigar bem os caminhos que o dinheiro leva, saber… qual o destino!!!... Indagar, averiguar, com o intuito de apanhar faltosos e fujões, os aldrabões!!!... Acredito na poção mágica, na boa vontade dos homens… dos dignos e honestos, governantes a sério, bons exemplos para os cidadãos, em geral!!!... Tenho carradas… de esperança, por enquanto!!!... Sherpas!!!...
28
Fev05

...viver, dos outros... a vida!!!...

sherpas


…viver dos outros, a vida,
triste consolo, grande ilusão,
vida monótona, vida rotina,
vida sem mágoas, sem paixão,
viver sem sonhos, sem fantasia,
sem amores, sem ódios, amorfo,
vida de sonsos, sem alegria,
vida sem vida, vida de morto,
viver enclausurado no convento,
sem um estímulo, como um frade,
vida interior, viver para dentro,
vida sem vida, vida de padre!!!...


…viver sem compartilhar,
sem repartir, sem oferecer,
sem dividir os sentimentos,
viver a vida, só por viver,
sem discórdias, sem contratempos,
sem satisfações, sem prazer,
viver bem, só por momentos,
viver por querer, sem crer,
viver sem nunca acreditar,
viver sem fé, ateu até morrer,
vida vazia que dá que pensar!!!...


…viver, por viver, uma vida inteira,
sem amores, sem uma família,
viver sem outros… à nossa beira,
vida isolada, vida em vigília,
vida pensada, muito fechada,
vida sem vida, da vida… sem nada!!!... Sherpas!!!...



26
Fev05

...rimas ou não rimas...eis a questão!!!...

sherpas


…poemas sem rima,
são falsos… traiçoeiros,
simples palavras bonitas,
ao montão, sem preceitos,
rebuscadas, bem catitas,
sem sentido, quase vazias,
ocas, sem som, muito frias,
como as notas musicais
amontoadas numa sala,
sem partitura, sem sinais!!!...

…sem compasso… sem escala,
sem as fusas, bem difusas,
notas sombrias, escusas,
que temem as panaceias,
das semi-breves, colcheias,
de outras artimanhas
que dão artes, dão ganas,
a qualquer composição!!!...


…a uma simples redacção,
a um poema rimado,
a uma bela canção,
a um doloroso fado
que soa bem, quando cantado,
porque tem… poesia,
rimada com harmonia!!!...

…não é oca… nem vazia,
como as grandes tiradas,
de palavras, rebuscadas,
ao montão… não rimadas!!!... Sherpas!!!...



25
Fev05

...marginais e... outros que tais!!!...

sherpas


…num estertor, numa agonia,
num acabar triste, macabro,
numa noite escura, fria,
num bairro vazio, abandonado,
na valeta suja que, se sentia,
próxima daquele descalabro,
daquela porca, crua miséria
um ser que foi maltratado,
cruelmente escorraçado
da sua anterior existência!!!...

…vida pobre, de violência,
de marginalidade assumida,
muito escassa, bem sofrida,
sem amores, sem sentimentos,
raivas, vinganças tenazes,
plena de ódios… sofrimentos,
gentes poucas, não capazes!!!...

…filhas das chuvas, dos ventos,
das intempéries vorazes,
dos enganos, dos momentos,
das escórias, dos esgotos,
das mixórdias… ligações
entre vermes, entre vómitos,
entre dúbias uniões,
ralé sem preconceitos
que, em certas ocasiões,
concretizam todos os feitos
pela lei da sobrevivência,
nesta selva degradante,
de betão, em decadência,
que se torna tão gritante
na sua própria falência!!!...

…bem curta, a existência,
o seu célere finalizar
que se sente aproximar
pela melhor formação
do ser, como gente,
que respeita o seu irmão,
como ser que vive… sente,
uma alma, um coração,
um amor, com perdão,
pelo culpado, pelo inocente,
pelo que é consciente
do valor sublime… sagrado,
daquele corpo baleado,
tristemente abandonado
numa ruela suja… escura,
próximo duma valeta,
putrefacta… impura,
fim de uma vida infecta,
ignóbil, vil e… dura!!!... Sherpas!!!...








25
Fev05

...Dupont e... Dupont!!!...

sherpas



…dizem-nos iguais, alguns… já lhes chamaram, Dupont e Dupont, com poucas ou reduzidas diferenças, distintos, afirmam outros, mais sociais-democratas, os rosas, mais neo-liberais, os laranjas… mais para a esquerda, os primeiros, mais para a direita, para o capital, os segundos!!!... Uma salsada!!!... Mais ainda quando tentam convencer, quando fazem a cabeça do eleitorado!!!... Dentro de cada um destes dois partidos, os do Poder, alternando, como se nada… ainda se vão distinguindo, segundo eles, claro, os elementos situados mais ao centro, mais à direita, mais à esquerda!!!... Confusão, muito confusa… podem crer!!!... Por essas e por outras, dentro dos meus parcos conhecimentos, quanto a direitas, quanto a esquerdas, quanto a centros… faço os meus juízos de valor, consoante as políticas que praticam ou praticaram, segundo as famílias a que pertencem, segundo os entendimentos que praticam, harmoniosos ou não!!!... Mantenho-me na minha, pois então!!!... Quando lhes convém, para captação de votos, há os que… com um à vontade tremendo, se situam, como dizem, mais ao centro-esquerda, ao centrão, dizendo que são, o que não são!!!... Avaliemo-los pelas famílias a que pertencem, pela história passada, recente ainda e… não nos deixemos ir em cantigas, claro!!!... Todos sociais-democratas, em determinadas alturas… depois, esquecem, simplesmente!!!... Sherpas!!!...
25
Fev05

...poetas, poesias e... manias!!!...

sherpas


…mortos de fome e… cansaço,
esquálidos, abandonados,
poetas do passado,
mui lembrados, devassados,
viveram de meras… quimeras,
sonhos, fantasias,
românticas primaveras,
plenos amores… alegrias,
por alturas da mocidade,
na pujança das suas vidas,
quando, usando a liberdade,
descreviam, com verdade,
em páginas, bem preenchidas,
paixões, mortes… perseguições!!!...


…nos desamores, nos ciúmes,
todo um rol de razões,
que os não deixavam incólumes,
nos seus julgares… de momento,
nos seus pensares profundos,
usando o próprio sentimento,
que não os mantinham mudos
os obrigavam a escrever,
numa rima, dum soneto,
numa canção, num poema,
provocando qualquer trejeito,
fazendo amar, fazendo sofrer,
originando um som, um fonema!!!...

…uma atitude, qualquer jeito,
indiferença… apatia,
pelo que, na concretização,
só deu gozo, deu alegria,
elevou a alma, deu emoção,
essa doce… feérica poesia
com vilanias, grandezas,
do que se viu, durante o dia,
do que se imagina, na gente,
do que se cria, do que se sente,
do que mais nos aproxima
daquele Ser, daquele Ente,
do que fica bem plasmado,
do que se grava no papel,
do que, depois de bem pensado,
fica escrito, bem gravado,
como, numa pedra qualquer,
com um afiado cinzel,
com a tinta dum pincel,
numa tela, num pastel,
numa aguarela esbatida,
bem pintada, bem sofrida,
ou noutra arte diferente!!!...

…doutro modo, doutra maneira,
por tanta dessa gente,
deste Mundo, desta feira,
dos que pensam mas… não comem,
do esquálido que, também é homem,
dos que, mais tarde, devassados
viveram a vida, ignorados,
quando gastos, já cansados,
numa miserável velhice,
já longe da mocidade,
presos, sem liberdade
de jogarem com a verdade,
na alegria da sinfonia,
em harmonia… com a poesia,
se sentiram frustrados, com razão,
sem gozo, sem paixão,
guardando fundo, no coração,
bem no íntimo, o sentimento,
a alegria, a dor… o sofrimento!!!...

…calando a voz do poeta,
sossegando, cobardemente,
o sentir do artista, do esteta,
do seu passado irreverente,
triste figura desconhecida,
réstia de toda uma vida,
ignota… não reconhecida!!!... Sherpas!!!...


24
Fev05

...droga e... comportamentos!!!...

sherpas


Asséptico, frenético, esquelético,
arrivista, indigente, estressado,
hipocondríaco, famélico,
subjugado, rendido, drogado,
complexado e… nada estético!!!...


…encolhido, desassumido, apagado,
ambicioso miserável… sintético,
confuso, perdido, baralhado,
deslumbrado, pouco fonético,
vaidoso, rotineiro… falhado,
ogre repleto de manias,
pedante reles, pleno de fantasias,
tristonho apático, vazio,
esquemático, nas poucas alegrias,
dotado de empatias sem brio,
eis o retrato assumido
dum viciado, sem viço,
sem brilho, quase esquecido!!!...


…do seu ser, do seu juízo,
da sua condição, da sua existência,
dentro de profunda falência,
da sua degradação constante,
na sua vida de mutante,
alma pobre… errante,
sem objectivo definido
no rumo, anteriormente, assumido
por não ter conseguido
o que se tinha proposto,
quando tudo ambicionava!!!...


…obteve, a contragosto,
o que mais detestava:
- a figura do drogado, esquelético,
arrivista e… indigente,
estressado e… frenético,
famélico, muito pouca gente!!!... Sherpas!!!...

23
Fev05

...Belém... sem pastéis!!!...

sherpas


…espaço amplo, aberto,
bem tratado, ajardinado,
com grande fonte, luminosa,
circular, trabalhada, formosa,
restos duma exposição,
da anterior situação,
num lado… tem um estadão,
o Centro Cultural de Belém,
enorme, cúbico, empedrado
inestético e… mais aquém,
o Mosteiro que fica ao lado,
com pedras bem trabalhadas,
tantas vezes nomeado,
pelo estilo das fachadas,
num envolver de góticos
com manuelinos, nos pórticos,
numa arte, numa formosura,
que ainda dura… perdura!!!...


…ao longo de séculos passados,
como preito aos antepassados,
navegantes, marinheiros,
desconhecidos aventureiros,
lembrados na estatuária
do dito… do monumento!!!...


…mais além, noutra área,
junto ao Tejo, manso… lento,
num espraiar do enorme delta,
que entra pelo mar adentro,
num curso que se completa,
no centro destes pináculos,
muita verdura, flores,
rodeados por obstáculos
de arbustos de várias cores,
de paredes… de calçadas,
onde se ouvem as asas,
dos pombos e passaradas,
o carinhoso afagar
dos casais, a namorar,
um que outro gemido
dum velho que se vai sentar
num banco de pedra polido,
para usufruir… descansar
naquele espaço amplo, aberto,
tão formoso, aqui tão perto!!!... Sherpas!!!...
21
Fev05

...aqui...no Seixal!!!...

sherpas


Baía de águas mansas, paradas,
numa vazante lenta, nublada,
aguardando a noite, horas passadas,
lenta, eminente, sossegada,
ao longe, a urbe imensa, escondida,
misteriosa, incerta, perdida,
recortada num horizonte difuso,
refúgio de tanta gente, de tanta vida,
abrigo ali aninhado, confuso,
naquela baía de águas paradas,
tela enorme da natureza!!!...

… com as horas passadas,
se transforma em mendiga, em princesa,
ora plena de maus odores,
restos duma civilização,
ou dos mares, outros sabores
numa plena encarnação,
quando cheia, contrastante,
num entardecer calmo… constante,
num dia outonal, pardacento,
enevoado, sem vento,
aqui, no Seixal, neste lado,
olhando a urbe contrária,
uma imagem, um quadro, parado,
abrigo de gente vária,
que se esfuma, se vai perdendo,
aos poucos, incerta… perdida,
como que morta, morrendo,
adonando a morte, esquecendo a vida!!!... Sherpas!!!...

20
Fev05

...meu bercinho...doirado!!!...

sherpas
… meu bercinho doirado,
recanto, no pensamento,
encanto, mui afastado,
sonho, doçura, lamento,
tão longe, perdido no tempo,
tão perto, sempre presente,
enquanto vivo, enquanto gente!!!...

… aldeia, minha infância,
meu saudoso lembrar,
saudade, minha ânsia,
meu, tão doce, recordar,
meu ninho, nascimento,
meu bocadinho do céu,
meu grato sentimento
pelo que ela me deu!!!...

… meu presépio de casinhas,
de ruelas, tão estreitinhas,
com o campo, mesmo ao pé,
num largo, um sítio de fé,
a igreja, tão imponente,
ponto de encontro, do crente,
do agnóstico… do ateu,
todos eles, filhos de Deus,
meus paisanos confessos,
amigos do meu passado
que, por voltas e processos,
fui pondo, a todos, de lado
porque me vi afastado
da minha saudosa aldeia!!!...

… tão bonita, nada feia,
pela crueza do destino,
do tempo que não para,
num rodopio sem tino,
numa virtualidade rara,
numa abstracção total
do consciente irreal,
que nos conduz, nos agasta
do que é mais natural,
nesta vida que nos basta,
que nos consome, envelhece,
nos afasta, nos esquece!!!... Sherpas!!!...






18
Fev05

...maioria absoluta... porque não???...

sherpas




…maioria absoluta para o PS, porque não???... Isso está nas nossas mãos!!!... Vamos votar e contribuir para isso, penso por mim… não estou a incitar!!!... Já gora, porque não dar uma oportunidade aos socialistas… de mostrarem o que valem, com maioria absoluta, pois então!!!... Nunca a tiveram, nem tão pouco com o limiano… de má memória!!!... Que há diferenças pequenas, diminutas, entre PS e P(SD)…dizem!!!... Por ora, não creio… o laranjal convergiu para políticas de direita, arrumou-se aos PPPP,s tanto Europeus, como caseiros!!!... Os tempos de Cavaco, dos barões, dos baronetes, com algum socialismo, com sentido democrático… esgotou-se, esbateu-se, faliu, faleceu!!!... Nos socialistas, partido, claro…quanto a mim, penso ainda haver algum senso, algum idealismo!!!... Dá para acreditar, por enquanto… é diferente!!!... Se, com maioria absoluta, ao fim de dois, três anitos… descambar, bom remédio, arredá-lo e tentar fazer dos pequenos, grandes partidos, tirá-lo de cena, tal como os que estiveram casados, coligados, até agora… hoje em gestão!!!... O Poder está nas mãos do eleitorado… em tempo de eleições, claro!!!... Durante a governação ou… administração, estaremos vigilantes, tal como dantes!!!... Que receba, de mão beijada… uma maioria absoluta!!!... Então poderemos comparar, poderemos escolher, poderemos… renegar, mais tarde, se não cumprirem o que esperamos, em relação ao emprego, à pobreza, à educação, à saúde, à segurança!!!... Não sou socrático, não tenho ligação a partidos, penso por mim, grito minhas revoltas… quando não gosto, com razões fundamentadas, quando vou vendo e descobrindo… incumprimentos, aproveitamentos, simplesmente!!!... Que ganhe as eleições com maioria absoluta, confortável, pois então!!!... Iremos apreciar, verificar… ao milímetro, segundo, após segundo, por mim falo, por mim penso… enquanto escrevo!!!... Ainda albergo esperanças, muitas… por sinal!!!... Sherpas!!!...
18
Fev05

...eu... com a minha!!!...

sherpas



…eu, com a minha e… o meu caro ponto de vista, com a dele (…ideologia, claro!!!...)!!!... Nunca te compreendi, tal como tu… a mim!!!... Nunca fui bom para rezas, para oratórias e recolhimentos… antes pelo contrário, muito amigo de realidades, no contacto directo, com os que me rodeiam!!!... Vivi a minha vida, partilhando e respeitando, sonhando…esperançoso, com uma vida mais equilibrada, no País onde nasci, onde vivo!!!... Sempre quis comparar, pelo positivo… o meu cantinho, com outros conhecidos, espalhados pela Europa civilizada!!!... Sempre me quedei… desiludido, enganado por meia dúzia de desenrascados, a má moeda… no dizer de Cavaco!!!... Não tenho, como já frisei… fibra de frade, monge ou santo!!!... Eu, pecador me confesso!!!... Nunca usei ninguém… em proveito pessoal!!!... Não me martirizo, não imponho sermões ou oratórias a quem quer que seja, lamúrias… como alguns lhes chamam!!!... Se as lêem… é porque se sentem bem com isso, uma espécie de alívio, de purga, de castigo, quiçá!!!... Há quem goste de se martirizar… não tenho nada que ver com isso!!!... Eu exponho de livre vontade!!!... Quanto a carros e a carrões… tenho e uso, os que posso comprar, com dinheiro suado, claro!!!... Coisas… meu amigo!!!... Sherpas!!!...

17
Fev05

...a campanha... está no fim!!!...

sherpas



…e tentado fazer caso dos reparos que me fazem, por parte de certos confrades destas lides, dos fóruns, estando actual, indo ao dia, sobre a campanha, a que se arrasta a duras penas, com logros e enganos… tamanhos, com poucos debates, com entrevistas dos líderes, com comícios, com encontros em barracas ou em barracões, com descanso, pelo Carnaval, com tiradas repetidas… sempre as mesmas, tal e qual disco rachado, uns, porque sim, outros, porque não… alguns, assim-assim, com debate mais alargado, a cinco… depois reduzido pela afonia do Jerónimo, logo no dia do funeral da beata Lúcia, pela noitinha, motivo pertinente, aproveitamento político, segundo alguns elevados dignitários da igreja católica, aos olhos de todos os… não tolos, ideia que partilho, que perfilho inteiramente, a pedido, sem colar cartazes, como alguns me rotulam, pensando, enquanto escrevo, cá vou… mostrando o que sinto!!!...

…tem sido tal e qual como tento relatar, com arruadas, mais ou menos encenadas, espontâneas e vivas, encerradas e recatadas… no meio de muitos autoelogios, dos que vão ser julgados, é evidente, de muita promessa, de muito gráfico, de muito parecer, de muita acusação, de bastantes percentagens, de muita vitimização, ilusão, pretensão, como se fossemos tansos, como dantes!!!... Ainda hoje me surpreendi, com a não surpresa dum ministro, face ao número de desempregados, especialmente daqueles que, tão pouco recebem… subsídio de desemprego!!!... Continuam afirmando, tentando fazer cabeças, de que agora….mais uma vez, é que vai subir, no último semestre do ano corrente, já se vai sentindo, o que ninguém sente, afinal!!!...

…ainda há dias, ontem ou… pouco mais ou menos, o ministro apeado, com cara de desfaçatez, lá ia dizendo que, agora, já se ia verificando, o que ninguém vê!!!... Isto está uma miséria, uma profunda consternação, ao nível dos que tentam iludir, dos que tentam cativar, generalizada, estagnada… recessão profunda que, nem a campanha, muito esquisita e confusa, tenta ocultar, não consegue, sequer!!!... Está à vista de todos, exceptuando os dos grandes negócios, das casas espampanantes, dos carrões de pasmar, os muitíssimo ricos… os que fogem ao Fisco, os que se sentem forrados, muito bem instalados!!!...

…os números de circo já não pegam, as acusações ao do passado… já julgado, não colam, estão gastas, os governos frenéticos, em tempo de gestão, foram chão que deu uvas… já não são, os contratos com o POVO PORTUGUÊS, assinados de fresco, perante a NAÇÃO, simples prestidigitação, manipulação de consciências, de inteligências, convencimentos extremos, são… exageros, palermices, tontices, só arrastam os clubistas, os mais arreigados, os tifosos!!!... As idas e vindas, rápidas… de avião e tudo, com sentido de Estado, desde que foi Ministro, subiu-lhe ao miolo… num País de tesos, de desempregados, completamente descontrolado, uma tragédia, no dizer do Sócrates, é um desaforo, um atentado aos mais pobres, aos esfomeados!!!... As inaugurações, em tempo de eleições, o posicionamento dos Ministros, em certos casos, dos líderes… noutros, nos mais convenientes, a prostração religiosa em missas mui privadas, entre tantas outras palhaçadas, aproveitamentos salazarentos, ajardinados, mais que ultrapassados, fazem-me sorrir, deixam-me espantado, aparvalhado!!!...

…com paragens, com peripécias mil, com fugas, com retrocessos… isto, não tem sido uma campanha séria, credível… para não falar das baixarias, das insinuações, das canções pimbas e vazias, do guerreiro que só guerreia, quando quer, do terceiro partido de Governo, provável (???...) primeiro-ministro, deixa-me rir, dos competentes incompetentes, dos responsáveis, irresponsáveis, da má moeda, a que está a mais!!!... Figuras gradas, viram costas… desinteressam-se, não estão pelos ajustes, outras… mudam de clube, apoiam a oposição, há quem peça maioria absoluta, há quem peça uma vitória, há quem se convença, à direita ou à esquerda, que faz falta a Portugal, que é um dever, uma obrigação, que se fartou de trabalhar, que fez obra de relevante importância, há quem deite abaixo as políticas erradas e erráticas das direitas que, nestes três anitos, nos colocaram, como estamos!!!... O disco parece rachado, quanto a respostas… sempre as mesmas, de todos em geral, com mais ou com menos acutilância, com mais ou com menos promessa, com mais ou com menos pantomina, com mais ou com menos acusação, com mais ou com menos… sentido de Estado, tem sido um espectáculo pouco dignificante, com muita manipulação, com muita manha, com muita ronha, bastante peçonha, dos que não assumem os erros cometidos, dos que insistem, quando culpam o que já foi julgado, o do passado!!!...

… a campanha está quase no fim, o dia do julgamento… está por um fio, está aí, ao virar da esquina, é já no domingo!!!... Tinha-me proposto não dizer mais nada, esperar expectante… o resultado das legislativas, calado, limitando-me a colar uns cartazes, com comentários reduzidos, escassos, fazendo tempo, empatando mas, como não gosto que me calquem os pés, que me acicatem… depois das cartas de convencimento, enviadas por todo o País, dos choradinhos, das atitudes esquisitas que certas forças (…fracalhotas, coitadas!!!...) continuam tomando, insinuando, esquecendo, avolumando o que não fizeram, com tretas e muito palavreado, não me consegui quedar parado, pensei e… escrevi, o que sinto, o que continuo sentindo!!!...

.. há que dar a volta a isto… necessitamos duma mudança, como de pão para a boca, claro!!!... Depois da campanha chocha, esquisita, diferente… ausente, fiquei com as dúvidas que tinha, quanto a contas, quanto a negócios, quanto a trapalhadas!!!... Mantenho a intenção que possuía, quanto ao voto, com alguma esperança, deitando para trás das costas… a má moeda!!!... Temos gentes diferentes e… responsáveis, mais louváveis, mais dignas, mais éticas!!!... Aproveitemo-las, antes que seja tarde!!!... Sherpas!!!...
16
Fev05

...falar sobre... Fátima!!!...

sherpas

…quem sou eu… para falar ou escrever sobre Fátima???...

Mais ainda, pensando como penso,

respeitando …sempre,

está em mim,

as inclinações de terceiros, alheias ao meu sentir,

diferentes!!!...

 

Sou plural,

critico os que, quando no Poder…

executam barbaridades

que me prejudicam,

como à grande maioria de cidadãos,

como culpados que foram,

como culpados que são,

durante o mandato,

ao longo da administração!!!...

 

Não vou cometer o mal que alguns já fizeram…

misturar políticas com religião!!!...

Vou escrever sobre Fátima, sem ser acólito,

sem pertencer…

como simples observador,

mais um português, entre tantos,

conhecedor do fenómeno,

desde que nasci,

tal como o vejo,

tal como o vi!!!...

 

…era bem pequeno

quando, levado pelos meus pais…

crentes confessos,

praticantes,

ainda a Basílica,

a velha,

não tinha os sinos,

andava em obras,

em construção,

 

tomei contacto directo com as cerimónias do 13 de Maio,

do 13 de Outubro,

anos após ano!!!...

 

Multidões enormes,

todo um sentir,

mais que colectivo…,

tremenda prostração,

gritos e choros,

sofrimentos,

aflição,

 

rezas e pedidos,

lenços brancos que se agitam,

promessas que se pagam,

milagres (???...), que se realizam,

 

muita fé,

carradas dela…

por parte dum POVO sofredor,

pobre e humilde,

trabalhador,

com muita dor,

 

com muito lamento…

imenso padecimento!!!...

 

Fui acompanhando o desenvolvimento de Fátima,

a grandiosidade do altar do Mundo!!!...

 

Negócios e rezas,

vendilhões,

padres e freiras, bispos e frades… hotéis,

restaurantes, seminários,

conventos,

um fartar!!!... …

 

ladaínhas que se entoam,

missas que se rezam,

orações e plegárias,

várias!!!...

 

Choros que se abafam,

dores que se contraem…

promessas que se fazem,

que se pagam!!!...

 

Sofredores,

habituados a ficarem por baixo,

sem recursos,

sujeitos a abusos,

terrenais,

como tantos mais,

 

esperançosos em algo divino,

crentes… inocentes,

boas gentes!!!...

 

Local de fé,

sítio de esperança…

cadinho que nos acolhe,

que nos abraça,

que se condói!!!...

 

Reza-se pela PAZ,

constrói-se um futuro…

o que eu auguro,

embora não praticante,

tão distante

 

gentios,

tão irmanado, como mais um!!!... …

 

já que, na Terra,

não encontram solução

para os males deste Mundo…

refugiam-se na Senhora,

na Imagem que surgiu (?)

aos videntes,

humildes também,

pobres inocentes!!!...

 

Acreditam…

até ao âmago da sua existência!!!...

 

São assim,

somos assim… boa gente,

simplesmente!!!...

 

Tudo isto vi,

tudo isto vejo,

tudo isto vou sentindo,

vou vendo

…como simples observador!!!...

 

Pela PAZ… no MUNDO!!!... Sherpas!!!...

15
Fev05

...misturar alhos... com bugalhos!!!...

sherpas



… misturar alhos com bugalhos, não me parece crível, não é correcto, é perversão!!!... Penso assim, tantos e tantos que pensam do mesmo modo, pois então!!!... Já antigamente, nas suas prédicas, quando na Terra… J.C. dizia que a César o que é de César, a Deus o que é de Deus!!!... Os que O adoram, os que se arrogam praticantes confessos dessa religião, a que Ele nos deixou, conseguem ser superiores a essas coisas!!!... Fazem o que lhes dá na realíssima gana… com manha!!!... Falham, propositadamente, a quase todos os preceitos, mandamentos… indiferentes, perdoados, logo à partida, com hipocrisia!!!... Misturam os alhos com os bugalhos, fazem um desafio de futebol… em qualquer altura, nas menos próprias, nas menos indicadas, distribuem medalhas a treinadores e clubes dessa actividade, uma inverdade, um disparate, a poucos dias das eleições, com propósitos, mais que compreendidos, renegados… pelas populações!!!... E, tal como no jardim do Alberto, na Pérola Atlântica… uma série de inaugurações, de obras que não fizeram, para dar nas vistas, simplesmente, como quem mente!!!... Para não falar doutras coisas, demagógicas, populistas… arrivistas, temerosos de perderem o Poleiro, é evidente!!!...

… misturados, baralhados, confusos… nervosos, atribuem estes predicados aos contrários, aos adversários, réplicantes, tal como dantes, tentando virar a cabeça ao prego, convencendo, insinuando, vitimizando-se… numa postura constante, caricata e ridícula!!!... Ainda não falaram do que não fizeram, do que gastaram à tripa forra, do que destruíram (…ao que chamam de reformar!!!...), da mísera situação em que nos colocaram!!!...

… os apoiantes, estão no seu direito, são posições que respeito, fazem-lhes o jeito, apoiam, gritam, berram… numa azáfama frenética, correm o País, de lés a lés, enchem barracas e barracões, écrans das televisões!!!... Políticas e políticos… são assim!!!... Uns dizem, que sim… outros, dizem que não!!!... Vamos ver… no que dá!!!... Por aqui, pelos fóruns… normal e natural de acontecer, pela minha posição… que nunca escondi, independente, com mais inclinação, confesso… mais uma vez, de tudo me denominam, me tentam classificar!!!... Disparate rotundo porque, se o fazem… é porque incomodo e, desde retrógrado (Kitsch), passando pela linguagem gongórica, velho do Restelo, fazedor dos Lusíadas, ao contrário, Pangloss ao invés, pimbalhice oca e vazia, ainda mais do que o hino da criancinha valente e aguerrida, combativa, pimbalhice mais que profunda, barroco, quanto ao estilo (…entrámos agora, numa de arquitectura!!!...), não me admira nada que me atribuam algum Manuelino, Românico, Neoclássico ou… Gótico, quiçá!!!... Não se vislumbram, sequer!!!...

…duma coisa tenho a certeza, grande proeza, desfaçatez… quem consegue, numa campanha, misturar política com fados, com marialvismos, com garanhões, com eutanásias, casamentos de homossexuais, com chapadas e facadas, com fertilização in vitro, com dedos na ferida, com ataques a banqueiros, protecção de off-shores na Madeira, contra-senso imenso, perseguição aos que fogem ao Fisco, deixando fugir os que deveriam pagar mais, os muito ricos, ameaças ao futebol, com atribuição de medalhas, aos mesmos… com esgares e gestos, trapalhadas do caneco, com religião… outra função, apartada destas lides, só me merece o que escrevo, seja Kitsch, gongórico, pimba, Barroco ou Manuelino!!!... É-me indiferente… aceito opiniões, tanto agora, como depois das eleições, merecendo-me uma simples resposta, uma palavra de que gosto, quando a atribuo, com gosto… réplicas!!!... Sem mais, por enquanto!!!... Sherpas!!!...
14
Fev05

...tiveram... o Poder!!!...

sherpas
…tiveram o Poder, a tempo inteiro!!!... Cometeram burradas, foram pavões, indiferentes, distantes, extravagantes… tal como dantes!!!... Usaram e abusaram… enganaram, prometendo, fingindo, desdizendo!!!... Os mais passados… foram julgados, bem arrumados, postos de lado!!!... História antiga, não esquecida…constantemente lembrada pelos que, quanto a mim, nunca foram governo, foram sempre oposição, papel de eleição… do Durão, do Santana, como postura, doença sem cura, desgoverno excelso, incúria, laxismo, fartura!!!... Um, fugiu… deixou sucessor!!!... Quatro meses de profundas trapalhadas!!!... Tudo o que criticaram, quando Poder… agravaram!!!... Foram apeados… antes do tempo, com o aplauso e conivência de todo um País, mais de oitenta por cento da população!!!... Tentam vender a imagem da perseguição, a imagem da irresponsabilidade e incompetência do Guterrismo, esconder os seus próprios males, mais que muitos… por sinal!!!... Com paroxismos, com frenesins… tentam inverter a realidade, acusando tudo e todos, como campanha, como estratégia, como manha, como arte!!!... De conhecidos… já não pegam, ninguém os ouve, só vêem costas, dos que não ligam!!!... Vociferam… em vão!!!... Que trabalhão!!!...

…queremos, quanto ao Poder apeado… esclarecimentos do que nos esconderam, das negociatas, das compras, das vendas, tudinho em pratos limpos!!!... Digam-nos a verdade, não nos prometam mais do mesmo… já basta!!!... Sherpas!!!...
13
Fev05

...pelo Poder... decididamente!!!...

sherpas
…o Poder… pelo Poder, simplesmente!!!...

… o Poder proporciona o que, certos e determinados elementos da sociedade actual, políticos profissionais, está bom de ver… buscam, incessantemente, nestas alturas de campanha, de convencimentos, de incitamentos ao voto, mordomias e benesses mil, um não mais acabar de satisfaçõezinhas, de vaidadezinhas comezinhas, de pavoneamentos bacocos, inúteis, sem sentido ao que chamam, quando inchados, completamente transfigurados, profundo Sentido de Esatado!!!...

…foi o que vimos com certos artistas, quando disfarçados, misturados com o Zé Povo, num nível inferior, usando e abusando de estratagemas, ao que apelidaram de estratégias, (…dá vontade de rir, não dá???...) arrastando os papalvos, foram somando votos atrás de votos, com promessas, com carradas de mentiras, não se evitando, utilizando todos os meios… para atingir os fins, claro!!!...

…depois de instalados, colocados onde pretendiam… deram o dito por não dito, estiveram-se nas tintas, disfarçaram-se a preceito, assumiram o tal Sentido, o de Estadão… e iniciaram o descalabro!!!... Usando e desbaratando fundos, no que quiseram… de tudo fizeram, em prol deles, dos amigos, dos clubes muito restritos… descurando obrigações e promessas, todas, para ser preciso!!!...

…não lhes custou, nem um tostão… impunes e imunes, foram uns artistas, com negociatas, com compras absurdas, com viagens, mais que muitas, num degrau muito superior, já esquecidos, afastados da ralé… a milhas, pois é!!!... Saiu-lhes o tiro pela culatra, foram apeados, de supetão!!!... Agora, estão como estão!!!... Tudo fazem, tudo usam, recorrem ao boato, à insinuação, à vitimização, ao embuste…à intriga, atacam os que não deviam, não mostram as cartas, fazem jogadas, fazem trapaças!!!...

…truques e trocas, coincidências que dão que pensar, dizem e desdizem, mostram o que não são!!!... À Americana… com perfídia, mais sórdida, vão praticando políticas baixas, lamacentas e sujas!!!... Os portugueses são ratos… já se não vão no bote!!!... Ainda arrastam os tifosos, os clubistas, os que se vão pelas cores… como duma partida de futebol se tratasse!!!... Mas, é triste… quando nos apercebemos dos políticos que temos!!!... Tenho pena!!!... Tudo… pelo dinheiro fácil, o dos outros, dos que pagam!!!... Sherpas!!!...

12
Fev05

...todos... os conhecem, claro!!!...

sherpas



…todos os conhecem, aos líderes…especialmente aos exacerbadamente autistas, egoístas, seduzidos pelas benesses e pelas mordomias, próprias de qualquer Poder!!!... Quando no desgoverno… o que se vai julgar a 20FEV 2005, como eles eram, como eles foram… pesporrentes, impositores, numa esfera bem elevada, indiferentes, destruidores (… eles chamam a isso, espírito reformista, não sei porquê!!!... Dá que pensar, não dá???...) ao longo destes três anitos de amargura, de penúria de políticas irracionais, más em toda a linha, para a grande maioria dos portugueses, benéficas, só para alguns, número muito restrito, uma gotinha, no grande oceano da população em geral, a carenciada, desempregada, desvalida, exaurida… sem qualquer laivo de esperança, de bolsos vazios, congelados, explorados, enganados, de todas as maneiras e feitios, por partidos idênticos, os da Coligação, direitas radicais, mais que extremadas, pois então, mostraram o que podem fazer, quando possuem o pão, o queijo, a faca e… a vontade de comer, claro!!!... PPP,s em profusão…sem qualquer cadinho de social, de democrata, com uma única obsessão, a negociata, o arranjinho, o compadrio, a corrupção, sei lá eu… casos sobre casos, tantos, arquivados, postos de lado, num laxismo gritante, aflitivo!!!...

…para tentarem reter o que perderam, desde que foram apeados… com o aplauso quase total dos portugueses, pelas sondagens… mais de oitenta por cento, muita fruta, por sinal, quando em gestão, com um sapo difícil de engolir, mostraram o que podem e conseguem fazer, usando e abusando de toda a demagogia e populismo bacocos, já conhecidos, com números de circo, com confusões dos Diabos, com boatos, com insinuações, com facadas, com chapadas, com promessas e ilusões… mais das mesmas, das que se não concretizam, rufando e rufando, sempre no mesmo, num fantasma do passado, escondendo as burradas que cometeram, como se nada, fazendo gala do que não são, com elogios a si próprios, numa vergonha constante!!!... Todos sabemos que…coisa gabada… coisa c…….!!!...

… como se não bastasse, atiraram a passadeira a muitos laranjas de relevo, figuras do antigamente, quando o P(SD/PP(D) era o que era, bem diferente do que se sente, do que se vê!!!... Todos, sem excepção… viraram costas, não se quiseram comprometer!!!... E, neste momento o senhor Lopes, como alguém o denomina, possui como cabeças de cartaz um desbocado da Madeira, a quem copia, copiou… com as inaugurações em catadupa, com as acusações, com os desmandos, com as bocas, um que outro, mais clubista e, pouco mais!!!... É vê-lo… quando se descontrola, quando acusa, quando invectiva, sem norte, sem rumo, à deriva, por completo… apontando o dedo acusador a empresários, a banqueiros, a comunicação social, a empresas de sondagens, a fantasmas do passado, (…para não falar de Sua Excelência, o mais elevado representante da Nação, claro!!!...) apartado das pequenas patifarias, com cartazes, com situações circunstanciais, com outras pequenas coisas, escuras e sombrias, das que não fala… das que conhece, até ao pormenor, embora disfarce!!!... Tanto ele como o Paulinho das guerras, companheiro de velhas batalhas, de grandes combates, de grandes objectivos, de grandes ganâncias, extravagâncias… abjectas, diversas!!!...

…no órgão do laranjal, mais ou menos isento, tal e qual… na primeira página, vem o perfil dos dois líderes mais importantes, do Santana e do Sócrates!!!... Já me acusaram de socrático, não faço caso… para mim, estou-me nas tintas, embora confesse, como sempre faço… mais inclinado, daí me congratular com a apreciação feita pelo dito semanário, o do Berlusconi português, pois então!!!... Companheiro para farras, para charlas, para diversão… está na cara, o Santana, como melhor opção!!!... Companheiro para conviver, a sério, com dignidade, com verdade, como vizinho, num negócio qualquer… mais que visto, de todos sabido, o Sócrates, é evidente!!!... Não sou eu que escrevo, não sou eu… que digo, está escarrapachado no dito semanário, tal como a trapalhada do Cavaco, tal como a jogada do Cadilhe, entre outros… o papagaio, inclusive, quando o calaram!!!...

…seria tempo de avaliarem o que não fizeram, de colocarem a roupinha suja na mesa, de se mostrarem como foram, como não foram, de não mistificarem, de não enganarem!!!... Por mais que tentem… não conseguem, não podem, Portas e Santana, quem os não conhece???... Ainda foi há tão pouco tempo, as feridas graves que originaram… estão na cara, estão presentes, com as políticas que praticaram… não agradaram, simplesmente!!!... Os que vão ser julgados no dia 20FEV2005…são os da Coligação, os PPPPP,s de má memória!!!... Os anteriores… já foram julgados, mortos e ultrapassados!!!... Só os parvos, os que padecem de clubite aguda, os bacocos assumidos… é que não vêem!!!... Vamos ver… no que dá!!!... Sherpas!!!...


12
Fev05

...política... suja!!!...

sherpas



…a política moderna anda mal, vai cada vez pior, muito baixinha, lamacenta, autêntica peçonha, medonha, cruel… não se condói, uma pena, um dó de alma, que se não acalma, que descamba, que corrói!!!... Boatos e insinuações, mentiras e pantominas, declarações repentinas, vespertinas, mais que sombrias… no fim dos dias!!!... Ai Poder, Poder… ao que obrigas, o que transtornas, quando dizes e contradizes, quando acusas e desfazes, quando engrandeces… quando pareces, quando te fazes, no que não és, quando nunca foste, quando foste, por mero acaso… um calhar, de espantar, inacreditável!!!... Chegou ao que chegou, de tão moderna, blasfema, doentia, enferma, suja e negra… carregada de ódios e raivas!!!... Triste espectáculo este, que... se não merece, quanto padece, de doentio, enjoativo, diminuído, escarnecido, vilipendiado… envergonhado!!!... Sherpas!!!...
11
Fev05

...tachos e... tachinhos!!!...

sherpas



…por tachos e tachinhos, de tudo… são capazes, utilizando ferramentas, estratagemas, calúnias, esquemas esquisitos, manipulações abomináveis, nada agradáveis, maquiavélicas, do Diabo, quiçá!!!... Já não é a primeira vez, desde que me proponho escrever nos fóruns, de há uns anitos para cá!!!... Vou-me habituando, denunciando, tomando atitudes muito minhas, sem enganos… não sou para isso, não é meu jeito!!!... Acantonado neste thread, com alteração de password… não vá o dito tecê-las, outra vez, cá vou, espargindo meus sentires, minhas reflexões… sem vinculação a partidos, como independente que sou, mais inclinado, confesso!!!...

…e, com os políticos do Poder, agora em gestão… houve uma inflexão, uma mudança no proceder, fazendo agora, o que diziam que não faziam… a campanha de rua e de feira, só faltam os mercados, com pavilhões e jantares, mais que muitos, um regalo… para quem gosta, claro!!!... Neste último, uma cantora de há muito tempo atrás, uma senhora… quando se apercebeu onde se encontrava, deu às de Vila Diogo, tal como o farsante que usou e… abusou do meu nick, imitando, pervertendo os meus escritos, pelo que vi!!!... Indignação… mais que revoltante!!!... É ultrajante mas… voltando ao assunto, antes… aos referidos, mais encolhido, de momento, por enquanto!!!... Os meus agradecimentos sinceros aos que acreditam em mim, aos que me dão palmadinhas nas costas, aos que me incentivam, aos que sabem que… o que faço e digo, escrevendo, não é treta, foi um facto, bem desagradável!!!... Até agora, da parte do Sapo… nada me disseram!!!... Aguardo, expectante!!!... Gostaria de saber, de constatar, de saber… o que aconteceu!!!... Não há respeito…pelo sigilo, pelo pessoal, pelo íntimo!!!... Valha-me Deus… ao que chegámos!!!...

…é que, por tachos e tachinhos… tornam-se vorazes, de tudo são capazes!!!... Não os consigo visualizar… embora tente, não os compreendo sequer, na minha forma de entender o saber estar, tanto aqui, pelos Fóruns, como em qualquer lugar!!!... Já ouvi, já li, eu talvez dissesse o mesmo, já escrevesse… mais do que uma vez, que não vale a pena, afinal… tudo isto, não passa do que é, um simples Fórum de discussão, entre outros assuntos, de política… também!!!... Coisa virtual, com nicks e tudo, aparências… simplesmente!!!... Mas, depois de muito pensar, tanto eu, como outro qualquer, analisando a frio… concluímos que, por detrás de cada nick, há uma pessoa, há uma alma, há um pensamento!!!... Perante isto… temos de respeitar!!!...

… quando nos faltam ao respeito, violando o pensamento, colocando-nos na boca, palavras que não dissemos, que não pensámos, que não escrevemos… pior ainda, mau sinal!!!... Sociedade perversa, controversa, inversa de tudo quanto penso… amostra, com muita falta de valores, de princípios, de dignidade!!!... Uma mentira absoluta, dissoluta, debochada… desbocada, sem pés, nem cabeça!!!... Sinto pena!!!... Não, podem crer… não estou fazendo papel de vítima, não tenho esse dom, não sou como alguns que… bem conheço, verdadeiros artistas, com muitas conversas, remessas e remessas delas, sem tino, com profundo desatino!!!... Não pertenço a esse clube, nem tão pouco pretendo fazer parte, dessa restrita arte, tão em moda… ultimamente!!!... Se tomei esta atitude, tive razão para o fazer, como já escrevi… antes!!!... Vamos de mal a pior, como poetizava o António Aleixo!!!... Coisas!!!... Sherpas!!!...


Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D