Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

25
Fev05

...marginais e... outros que tais!!!... <> 2 <>

sherpas

…num estertor,

numa agonia,

num acabar triste,

macabro,

numa noite escura,

fria,

num bairro vazio,

abandonado,

na valeta suja que,

se sentia,

próxima daquele descalabro,

daquela porca,

crua miséria,

um ser que foi maltratado,

cruelmente,

escorraçado

da sua anterior existência!!!... …

 

vida pobre,

de violência,

marginalidade assumida,

muito escassa,

bem sofrida,

 

sem amores,

sem sentimentos,

raivas,

vinganças tenazes,

plena de ódios,…

sofrimentos,

gentes poucas,

não capazes!!!... …

 

filhas das chuvas,

dos ventos,

das intempéries vorazes,

dos enganos,

dos momentos,

das escórias,

dos esgotos,

das mixórdias,…

 

ligações entre vermes,

entre vómitos,

entre dúbias uniões,

ralé sem preconceitos que,

em certas ocasiões,

concretizam todos os feitos,

pela lei da sobrevivência,

 

nesta selva degradante,

de betão, em decadência,

que se torna tão gritante,

na sua própria falência!!!...

 

…bem curta,

a existência,

o seu célere finalizar

que se sente aproximar,

pela melhor formação do ser,

como gente,

que respeita o seu irmão,

como ser que vive,…

sente,

 

uma alma,

um coração,

um amor,

com perdão,

pelo culpado,

pelo inocente,

pelo que é consciente

do valor sublime,…

sagrado,

daquele corpo baleado,

 

tristemente abandonado,

numa ruela suja,…

escura,

próximo duma valeta,

putrefacta,…

impura,

fim de uma vida infecta,

ignóbil,

vil e...… dura!!!... Sherpas!!!...

 

25
Fev05

...Dupont e... Dupont!!!...

sherpas



…dizem-nos iguais, alguns… já lhes chamaram, Dupont e Dupont, com poucas ou reduzidas diferenças, distintos, afirmam outros, mais sociais-democratas, os rosas, mais neo-liberais, os laranjas… mais para a esquerda, os primeiros, mais para a direita, para o capital, os segundos!!!... Uma salsada!!!... Mais ainda quando tentam convencer, quando fazem a cabeça do eleitorado!!!... Dentro de cada um destes dois partidos, os do Poder, alternando, como se nada… ainda se vão distinguindo, segundo eles, claro, os elementos situados mais ao centro, mais à direita, mais à esquerda!!!... Confusão, muito confusa… podem crer!!!... Por essas e por outras, dentro dos meus parcos conhecimentos, quanto a direitas, quanto a esquerdas, quanto a centros… faço os meus juízos de valor, consoante as políticas que praticam ou praticaram, segundo as famílias a que pertencem, segundo os entendimentos que praticam, harmoniosos ou não!!!... Mantenho-me na minha, pois então!!!... Quando lhes convém, para captação de votos, há os que… com um à vontade tremendo, se situam, como dizem, mais ao centro-esquerda, ao centrão, dizendo que são, o que não são!!!... Avaliemo-los pelas famílias a que pertencem, pela história passada, recente ainda e… não nos deixemos ir em cantigas, claro!!!... Todos sociais-democratas, em determinadas alturas… depois, esquecem, simplesmente!!!... Sherpas!!!...
25
Fev05

...poetas, poesias e... manias!!!...

sherpas


…mortos de fome e… cansaço,
esquálidos, abandonados,
poetas do passado,
mui lembrados, devassados,
viveram de meras… quimeras,
sonhos, fantasias,
românticas primaveras,
plenos amores… alegrias,
por alturas da mocidade,
na pujança das suas vidas,
quando, usando a liberdade,
descreviam, com verdade,
em páginas, bem preenchidas,
paixões, mortes… perseguições!!!...


…nos desamores, nos ciúmes,
todo um rol de razões,
que os não deixavam incólumes,
nos seus julgares… de momento,
nos seus pensares profundos,
usando o próprio sentimento,
que não os mantinham mudos
os obrigavam a escrever,
numa rima, dum soneto,
numa canção, num poema,
provocando qualquer trejeito,
fazendo amar, fazendo sofrer,
originando um som, um fonema!!!...

…uma atitude, qualquer jeito,
indiferença… apatia,
pelo que, na concretização,
só deu gozo, deu alegria,
elevou a alma, deu emoção,
essa doce… feérica poesia
com vilanias, grandezas,
do que se viu, durante o dia,
do que se imagina, na gente,
do que se cria, do que se sente,
do que mais nos aproxima
daquele Ser, daquele Ente,
do que fica bem plasmado,
do que se grava no papel,
do que, depois de bem pensado,
fica escrito, bem gravado,
como, numa pedra qualquer,
com um afiado cinzel,
com a tinta dum pincel,
numa tela, num pastel,
numa aguarela esbatida,
bem pintada, bem sofrida,
ou noutra arte diferente!!!...

…doutro modo, doutra maneira,
por tanta dessa gente,
deste Mundo, desta feira,
dos que pensam mas… não comem,
do esquálido que, também é homem,
dos que, mais tarde, devassados
viveram a vida, ignorados,
quando gastos, já cansados,
numa miserável velhice,
já longe da mocidade,
presos, sem liberdade
de jogarem com a verdade,
na alegria da sinfonia,
em harmonia… com a poesia,
se sentiram frustrados, com razão,
sem gozo, sem paixão,
guardando fundo, no coração,
bem no íntimo, o sentimento,
a alegria, a dor… o sofrimento!!!...

…calando a voz do poeta,
sossegando, cobardemente,
o sentir do artista, do esteta,
do seu passado irreverente,
triste figura desconhecida,
réstia de toda uma vida,
ignota… não reconhecida!!!... Sherpas!!!...


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub