Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

09
Abr05

... very British... of course!!!...

sherpas


… cidade aloucada,
monumental… verdejante,
comercial, movimentada,
cultural, extravagante,
enfática, quando falada,
reservada, comunicando,
fresca, muito molhada,
alongada, andando,
no viver, toda ao contrário,
com realeza, nos palácios,
tendo a libra, como sacrário!!!...


… plena de contestatários,
nos cabelos… coloridos,
nas vestimentas, bem diversas,
nos canteiros muito garridos,
nas raças mais que dispersas,
no individual dum colectivo,
no trato seco, distante,
no sorry, bem frequente,
variado, incessante
de toda aquela gente,
anglo-saxónica, pois então!!!...


… claros e azuis, na pele, nos olhos,
caras de vermelho… pimentão,
de copos nas mãos, aos molhos,
nos pubs, nos teatros,
ouvindo cantos de operetas,
vendo bailarinos, aos saltos,
nos salões, nas salas, nas saletas,
mostrando com pride,
tudo que, pelo Mundo, roubaram
no Museum da sua mind!!!...


… que, a outros, furtaram
em nome da ciência… exploração,
a outros povos, a outras nações,
evoluídos na civilização,
inibidos perante os ladrões,
os tais, os anglo-saxões,
os descobridores do racismo,
dessa fera ignóbil, monstruosa,
tão contrária ao laxismo,
à vida bela, formosa,
que mostram nos seus jardins,
plenos de fauna protegida,
repletos de malvas, de jasmins,
junto aos lagos, com vida,
onde pululam esquilos,
esvoaçam aves diversas,
pelo meio de tantos mirtilhos!!!...


… das relvas frescas, dispersas,
das flores e cedros… gigantes,
com bancos bem situados,
onde turistas, habitantes
se sentem bem, relaxados,
longe do bulício, ali ao pé,
da azáfama, extravagância,
do titeriteiro, do pub ou… café,
da indiferença, da jactância,
dos cabelos coloridos,
dos narizes, das orelhas furadas,
dos berros, das sirenes, dos gemidos,
das streets mais que pejadas!!!...


… tipos tão diversos e raros,
brancos, escuros… pretos,
amarelos ou mais que claros,
nus, vestidos, abstractos ou… concretos,
de várias raças, credos,
na babilónia absoluta,
tão completa, tão desvairada,
que se culpa, se expurga,
que se transforma em nada,
numa decadência total,
num retrocesso irreversível,
num antídoto ao fútil, ao venal,
carisma desta Babel!!!...

… agora, com casamento,
o viúvo, oficializa… a ligação,
num instante, num momento,
concretiza… a união,
que família tão esquisita,
a real, pois então,
loucura… mais infinita,
do que a dita, já mencionada,
tão completa… desvairada!!!... Sherpas!!!...




09
Abr05

... fernão capelo... gaivota!!!...

sherpas



… não me despeço, vou andar por aí… qual romântico, sonhador, buscador da essência, espiritista assumido, fazedor de sonhos, somente, pouca gente, vividor desgarrado, amante das boas coisas, político… por dedicação, por afeição, modo de vida, quiçá!!!... Quanto a competências e responsabilidades… todos o conhecem, não acrescento, mais Fernão Capelo Gaivota, como dizia seu progenitor, do que algo… em concreto!!!... Não deixa de ser boa pessoa mas… não chega!!!... Por causa de muitos sonhos, de muito romanticismo, desapego e fuga da realidade, ao longo de trinta e poucos anos… chegámos aonde nos encontramos, tal como eles, os alaranjados, esfanicados, por completo, perdidos… todos, menos os de topo, bem de vida, claro!!!... Não tenho nada contra ele, nem contra os prováveis líderes futuros do grupelho, ( 27% de intenções de voto, pouca coisa, meu Deus!!!) embora mais inclinado para o lado esquerdo, como digo, como escrevo, como mantenho mas, há coisas que, quando as oiço, interiorizo-as, mastigo-as e transformo-as em palavras minhas, com inteira liberdade, pura verdade, mais uma opinião, válida ou não… indiferente!!!... Este, o Fernão Capelo sonhador, romântico, bom tipo, interiorizado, iluminado pela essência da vida, mais espiritual, ferrenho defensor do falecido, fazedor de obra não acabada, metafórico excelso… deu no que deu, acabou, já passou, ainda fala, vai andando por aqui, por ali, por aí… como alma penada, talvez… pagando pelos seus pecados, gritando suas injúrias, apontando o dedo, mexendo na ferida, uma e outra vez, insistentemente, para mal dos seus seguidores, fãs de alma e coração, santanetes e outros, muito iguais, na mesma linha, tais como o Menezes, o de Ourique, alguns traidores, que viraram costas, que não foram a combate e… Companhia, diversos, dispersos!!!... As voltas que o Mundo dá!!!... Coisas!!!...

… os pretendentes ao poleiro alaranjado, Marques e Menezes, quando falam, mostram suas ideias, suas intenções, suas aversões, seus quereres, estratégias e caminhos!!!... Numa coisa estão de acordo, manter o ódio aos comunistas e aos bloquistas, como forma de estar, de sossegar os espíritos mais medrosos dos que muito possuem, dos grandes empresários, banqueiros, ricos abastados… cerca de 10 a 15 por cento da população portuguesa, simplesmente!!!... Noutra, também se identificam, na de mudarem o estilo, de tentarem cativar, convencerem os que, pelos escassos meios, parcas posses, dependentes… se encontram ao meio, no centro esquerda, numa situação moderada, nem carne, nem peixe, os que se identificam com a social-democracia, com as outras esquerdas, trotskistas ou não, a maior parte da população, mais de setenta, quase oitenta por cento… muito longe, afastados das direitas, extremadas, aloucadas, neo-liberalizantes, tais como dantes!!!... Iniciam o jogo com as cartas viciadas, marcadas… insistem no bluf, maus jogadores de poker ou, exímios mas, com o jogo descoberto, aberto, perdedores convictos… já não enganam!!!... Quanto ao resto, um recordatório de palavras gastas, esparsas, sem sentido, desfasadas… com uma que outra moção, combinada ou não… por um certo D. Sebastião, puro circo, espectáculo mais que gasto!!!...

… sinto pena, porque sim, a democracia fica mais pobre mas, pelos vistos, têm e continuam tendo o que querem, insistem, persistem… não baixam, não largam seus pendores, suas benesses, suas mordomias, consideram-se imprescindíveis, daí o mal de todas as derrotas, o descrédito total em que se encontram, beco… sem saída, labirinto complicado, complexo, absurdo!!!... Os topos são os topos e… as bases, servem para manter os topos, sem apelação alguma!!!... Era tempo de directas, era tempo de mostrarem o que são, sem disfarces, tal e qual!!!... Darem a palavra e o voto, a escolha… aos que fazem o partido, os convictos alaranjados, os que gritam, os que ainda se vão por clubites e bandeiras, bem instalados na direita, extremada ou não, uma opção como outra qualquer, sem patranhas, sem manhas, mudarem as caras, renovarem, colocarem de lado, os de sempre, os que subiram, os que enricaram, os que se serviram do referido, os que pretendem continuar, pois então!!!... Era uma solução!!!... Acabar, de vez… com Carneirismos, Marcelismos, Barrosismos, Santanismos e Cavaquismos, unirem-se aos seus parentes ou irmãos, os outros PPPP,s!!!... Deixarem-se de ilusões extemporâneas, quanto a Presidenciais porque, por mim falo, fazerem do Presidente futuro, Cavaco ou não Cavaco, uma espécie de contra-poder, uma trincheira da direita, para o Cavaco… é mau sinal, vai levar bota, na certa, aposto!!!...

… sem pretender imiscuir-me, faço o que qualquer cidadão vulgar faz, eles… inclusive, escrevo as minhas opiniões, sentidas e pensadas, com pena porque, quando vejo alguém desorientado, perdido, como é o caso, lembro-me do passado, muito recente, mais afastado, em relação aos candidatos, Marques e Menezes, caras velhas, gastas, com estórias rocambolescas, junto ao Coliseu, noutros sítios, com outras atitudes e afirmações, com subserviência por outros, agora arrumados, nas prateleiras do clube, do bando, palavreados bem entoados, pela boca do da Forbes, quando afirmava que, um deles, nem para porteiro duma das suas empresas… servia, sinto mais pena, ainda!!!...

…assumam-se, defendam seus bens, seus imóveis, os dos amigos, sem promessas excelsas, sendo como são… por aqui, por ali, por aí, num sítio qualquer, carago!!!... Sherpas!!!...
09
Abr05

... blogs, fóruns e... chats!!!...

sherpas
… na Internet estão metidos, congregados, todos os meios de comunicação, locais e mundiais, televisões e… jornais, todos os conhecimentos, todos os pensamentos, todos os avanços científicos, todas as religiões, todos os filósofos, biografias de artistas, imagens mil, cinéfilas ou não, todos os políticos e políticas, maravilhosa enciclopédia abrangente, ao alcance de toda a gente, numa profusão!!!... Há um campo excelso, independente, liberdade absoluta, no que concerne aos blogs, no que diz respeito aos fóruns, comunicação sem freio, puro recreio infantil… quanto a chats, pois então!!!... Todos, desde que… com condições monetárias, com saberes ligeiros, informáticos, têm acesso a este Mundo maravilhoso, sem mais, bem diverso dos jornais, manipulados, inclinados, assim-assim, ou… não!!!... Sem nos prostituirmos, vendendo as nossas ideias, os nossos escritos, como dadores benevolentes, ofertantes, verdadeiros Messias, sensíveis… podemos espalhar, por quem nos queira ler, é evidente, o que sentimos, o que nos vai cá dentro!!!... Outros tempos, bem modernos, os actuais!!!... Não… como dantes, felizmente!!!...

… em tempos, muitos livros, muitas enciclopédias tinha de folhear, muita busca, muita procura, tinha de cometer… até encontrar resposta às perguntas que me punha, a fim de me esclarecer, de me completar, de me formar, de me preencher em certas lacunas que possuía, poucos saberes, grandes falhas, muitas necessidades, bastantes interrogações… obscuridade imensa, muita penumbra, sombras densas e confusas, proibitivos… certos livros, uma aberração, uma imposição!!!... Mentes ultrajadas, valores que não afloraram, sequer… consciências carregadas por parte dos responsáveis, figuras medonhas, indecifráveis!!!... Éramos uns trouxas, uns palermas brandos, aquietados, manipulados, presos… com liberdade, aparente!!!... Continuamos sendo… quiçá!!!...

…os meios de informação, além de escassos, eram orientados no mesmo sentido, como rebanhos mal conduzidos, lá íamos… entoando nossos penares, nossas misérias, nossas ignorâncias, com muitas fomes, com muitos quereres, cerceados pela base, vedados, ultrajados na nossa personalidade, na nossa criatividade… sendo, presos no corpo, presos na mente, por certa gente, uns pobres intelectuais, falhos e cortados, também!!!... Éramos uns verbos de encher, com os horizontes muito reduzidos, ferramentas raras, poucas e caras, censuradas, reduzidas!!!... Por muito que tentem, não conseguem compreender, só quem passou por isso… pode avaliar!!!... Comparativamente com os tempos de agora… um grande abismo, uma diferença medonha!!!...

… hoje em dia, com tanta abertura, com tantas possibilidades, com inteira liberdade de acção, com tanta informação… libérrima, pois então, com esta maravilha que é a Net, onde tudo se encontra, onde tudo se conjuga, só não é… quem não deseja ser, só não chega mais além quem, pela tacanhez de espírito, se limita, só não bebe incomensuráveis doses de saber quem… pela acomodação, pelas parcas condições económicas, se orienta em sentidos confusos e obtusos, tal como, raras excepções… surgem, dum momento para o outro, licenciados e tudo, com mestrado, tremendamente virtualizados!!!... Não vou bater na tecla de sempre, não vou insistir, não vou denegrir mas…. por despeito, por má formação, usando e abusando da Internet, surgiu uma nova espécie de gente, os fingidores natos, não assumidos, disfarçados, frustrados, vazios e ocos… logo à partida, espécie de xico-espertos, detentores de poucos saberes, larápios do que lhes não pertence, plagiadores… por ofício!!!...

…no meio de tanta roubalheira do que lhes não pertence, algo vão aprendendo, com algo… vão ficando!!!... Uns bananas, sem imaginação, sem qualquer tipo de criatividade… pura verdade!!!...

… supera, de longe, qualquer jornal, qualquer estação de televisão… dá-nos a possibilidade de mostrarmos como somos, fazendo, criando, comunicando… coloca o Mundo, a nossos pés, aproxima-nos, faz-nos pequenos, cria-nos ilusões!!!... Um espectáculo, segundo penso, com um senão… apareceu tarde, quanto a mim!!!... Que possibilidades imensas existem com este meio, devidamente aproveitado, pela positiva, que arma assombrosa, com dois gumes, desde que bem ou mal utilizada, que papéis, bem diversos, podemos representar, quanto de nós… podemos entregar aos outros, quanto recebemos de quem não conhecemos, tão pouco!!!... Por mim… suma realização, tornou-se alienação, vício diário, constante dedicação, uma oportunidade única de reunir, em blogs, em Fóruns, ideias minhas, simples, de fácil deglutição, por parte de quem lê, satisfação… por parte de quem escreve, concretização dum sonho, maneira de chegar junto de quem não conheço, sequer, sem pretensões algumas!!!...

… como era, como é, como começou a ser!!!... Uma inversão completa, rotação plena de quem nasceu em tempos de obscuridade, de ocultação, de censura, de prisão corpórea e mental!!!... Tenho pena de não me poder dedicar mais, de me limitar a escrevinhar!!!... Se, mais novo, com maior disponibilidade, com outras bases… o que não faria, meu Deus!!!... Demonstro, desta maneira, a gratidão que sinto pela Net, a aversão que sinto pelos que a deturpam, pelos fingidores, pelos perversos, pelos negativistas, arrivistas… confessos, poucas coisas, afinal!!!...

…nos blogs, espécie de confessionário, de diário, repositório… simples cofre secreto, guardador de pensamentos, de sentires, vamos arrumando, a nosso jeito, com ou sem jeito estético… o que nos dá, na real gana, no momento!!!... Nos Fóruns, mais abrangentes, perante tantas gentes, desnudamo-nos um pouco, criamos atritos, somos denegridos ou… aplaudidos, coagidos e perseguidos, indiferentes, como deve!!!... Nos chats, por vezes parecidos com os Fóruns ou… vice-versa, consoante o proceder de cada um, claro, vão, os que os frequentam, procurar entretenimento, simples palheta, aproximação, conforto para… a solidão, coisas de gaiatos, não desfazendo, é evidente!!!...

… concretização plena de igualdade que, com os tempos… mais e mais se completará, mais e mais aproximará os seres humanos, mais e mais nos engrandecerá, mais e mais nos igualará… para mal de muitos bacocos, reduzidos, diminuídos, pseudo controleiros e… controladores, saudosistas de outros tempos, mais recuados, mais diluídos, espécie, em vias de extinção, por definição, unas aventesmas, sem préstimo algum, prescindíveis, quiçá, cómicos, que nos distraem… por vezes!!!... Enfim, deu-me para isto… uma homenagem singela à Internet pelo que me dá, pelo que me deu… até hoje!!!... Sherpas!!!...

09
Abr05

... necessidades!!!...

sherpas


… não as que o cidadão vulgar pensa,
as fisiológicas, pois então,
não, claro que não,
outras que nos atormentam,
interiores, bem fundas, conscientes,
no que se quer, no que se tenta,
no que se pretende, em vão,
no que nos persegue, pois então,
no que nos entristece… nos tenta,
aqui, ali, nos lugares, nas gentes,
nos falares, nos sentires,
necessidades imensas, as de exprimires,
por palavras escritas,
as tuas raivas, os teus amores,
as tuas revoltas mais interiores,
as que te tornam apático, sem interesse!!!...


… as que te fazem sofrer,
as que te doem… se te doessem,
por não quereres sentir, nem ver,
impressas num papel,
os sentimentos que te arrojam,
a ti, como a um qualquer,
que te rebaixam… te enojam,
quando, negras são as ideias,
que não queres escrever,
sem medos, sem peias,
num poema, num verso,
porque a poesia, não deve ser,
de tão bela, simples arremesso,
é algo que se não vomita!!!...


… quando se escreve, é como quem grita,
como quem canta… se alivia,
se torna arauto da alegria,
da vida, de tanta verdade,
do hino da amizade,
dessa tão elevada necessidade,
de entrega, com partilha,
com a multidão, não numa ilha,
isolada, egoísta, solitária,
como um verme, como um pária!!!...


… vontade de concretizar… em palavras,
tudo que sentes, que pensas, que falas,
necessidades, escritos, verdades,
prosas, poemas, versos,
os mais variados… diversos!!!... Sherpas!!!...






Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub