Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

20
Abr05

... camoneana!!!...

sherpas


… com os olhos abertos, de pavor,
perscrutavam os céus… as águas escuras,
rasgados por clarões, clamores
que bestas disformes, em fúria,
proferiam, amedrontando
mais do que a ventania
que os empurrava, desgovernando,
para um rumo que ninguém sabia!!!...

… era um barco fantasma, desguarnecido,
joguete do mar, embravecido,
numa noite negra… medonha,
rasgada por tempestade, tamanha,
povoada de horrendas criaturas
que vinham das águas escuras
ou, das imensas alturas
do oceano, sem belezas,
antes cruel, terrífico,
que mostrava suas profundezas
a quem ousara, pacífico,
obter grandes riquezas
nas terras do Novo Mundo,
lá ao longe, lá ao fundo!!!...

… encolhidos, estarrecidos,
esquecidos do que os movia,
depois de meses passados,
aguardando… a luz do dia,
nem já se recordavam
das maleitas que os marcavam
da fome, que não sentiam,
da ambição que preenchia
seus sonhos de grandes riquezas
em novas terras, de grandes belezas!!!...

… já o reino fora esquecido,
no meio daquela desgraça,
tão pequenos se vão sentindo,
esquecem… a própria raça
as glórias já passadas
dentro daquela carcaça,
caravela lusitana,
que já fora forte praça
em águas de batalha
na costa norte africana!!!...

… todos juntos, ao montão
pedem rezas ao abade
que, tolhido, amedrontado,
os envia… ao capitão
que, com o leme na mão,
tenta governar o desgovernado,
mera casca de noz
no meio do oceano alterado,
que ergueu a sua voz
mostrou o seu poder
a quem se atreveu meter
suas naus de mortais
num lugar só reservado
aos Deuses e, pouco mais,
até então bem guardado!!!...

… com sons estranhos, bem diferentes,
dentro daquela agonia,
ululava o vento, gemiam as gentes,
o escuro imperava, não chegava o dia,
a incerteza era tanta… tamanho, o cansaço
que, como por magia,
as águas acalmaram, foi-se o cagaço,
o céu clareou, o vento parou,
todos sentiram um doce remanso
de quem se viu livre… já se safou!!!...

… retemperam forças com o pouco que têm
alquebrados, rotos, doentes… famintos,
agradecem a vida ao mais Além
tentam descortinar, nos infinitos,
vestígios de terra, algo ou alguém
que lhes traga esperança, do prometido,
os conduza ao Novo Mundo… Terra de Ninguém!!!...

… do alto da gávea, um marinheiro,
grita alto… alegremente,
que vislumbrou terras, por inteiro,
ao longe, bem em frente,
cumpriu-se o destino do predestinado,
a missão está a começar
o que passou já é passado,
agora é tempo de vilanar
encher a pança, até fartar,
tentar espalhar a oração
pelos ímpios, a devoção,
encher o barco de especiarias
regressar ao reino de D.João
para receber… as honrarias!!!... Sherpas!!!...













Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub