Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

22
Abr05

... poetas!!!...

sherpas

… mortos de fome, cansaço,

esquálidos… abandonados, os poetas do passado,

mui lembrados,

devassados, viveram de meras quimeras, de sonhos, de fantasias,

de românticas primaveras, de plenos amores, alegrias,

DSC01656

por alturas da mocidade, na pujança das suas vidas,

quando, usando a liberdade, descreviam, com verdade, em páginas, bem preenchidas, paixões,

mortes, perseguições...

nos desamores, nos ciúmes, todo um rol… de razões!!!... …

 

não os deixavam incólumes,

nos seus julgares… de momento, nos seus pensares profundos,

usando o próprio sentimento que não os mantinham mudos...

os obrigavam a escrever...

numa rima, num soneto, numa canção, num poema,

provocando qualquer trejeito, fazendo amar, fazendo sofrer,

originando um som, um fonema,

 

uma atitude, qualquer jeito, uma indiferença, uma apatia... …

na sua concretização... só deu gozo… alegria!!!...

 

elevou a alma, deu emoção, essa doce, feérica poesia

vilanias, grandezas, do que se viu durante o dia,  do que se imagina, na gente, do que se cria,

do que se sente, do que mais nos aproxima...

daquele Ser, daquele Ente, que fica bem plasmado,

que se grava no papel, depois de… bem pensado!!!... …

 

fica escrito, bem gravado,

como… numa pedra qualquer, com um afiado cinzel,

com a tinta dum pincel,

numa tela, num pastel, numa aguarela esbatida,

bem pintada, bem sofrida,

 

noutra arte diferente, doutro modo, doutra maneira,

por tanta dessa gente, deste Mundo, desta feira,

dos que pensam mas… não comem...

do esquálido que, também é homem,

 

dos que, mais tarde, devassados... viveram a vida, ignorados!!!... …

 

quando gastos, já cansados,

numa miserável… velhice, já longe da mocidade,

presos, sem liberdade de... jogar com a verdade,

na alegria da sinfonia, em harmonia com a poesia,

 

se sentem frustrados,

com razão, sem gozo, sem paixão,

guardando fundo, no coração,  bem no íntimo, o sentimento,

a alegria, a dor… o sofrimento,

 

calando a voz do poeta, sossegando, cobardemente,

o sentir do artista, do esteta, seu passado irreverente,

triste figura desconhecida, réstia de toda uma vida... ignota… não reconhecida!!!... Sherpas!!!...

 

22
Abr05

... entre a Terra e... o Olimpo!!!...

sherpas

… na Terra, como no Olimpo, autênticas tragédias gregas,

dignas de Esquilo que, num ímpeto, se abatem, sem leis nem regras,

sobre descuidados, desavindos...

num paroxismo final, dignas de autêntico Carnaval, sob os efeitos do vinho,

distribuído em bacanal, por bacantes, sem tino...

 

sob a batuta de Baco, diligente… complacente,

indiferente...

sossegado, muito parco, arredado, dos conflitos, não ligando… à pobre gente!!!... …

 

Zeus, lá nas alturas, rodeado por Hárpias arrebatadoras,

filhas de Taumas e Electra...

nas suas formas… mais sedutoras,

 

tão pouco se dignava, apartado dos conflitos terrenais,

se postava... como tantos mais,

superior,

digno… como gostava, não fora ele, o Senhor!!!... …

 

entregues a outros labores, não trabalhos... sumos prazeres,

tantos e tantos saberes,

com paixões, doces amores,

 

sons celestiais, formosuras,

no Olimpo, nas alturas...

via-se um Apolo, embevecido, uma Afrodite,

formosa e bela, um Adónis, convencido, Musas e Ninfas,

sobre uma estrela,

 

entoando sons de pasmar...

tela tão produzida,… de encantar!!!... …

 

essa gente, a de passados longínquos, no tempo dos Deuses, das Deusas,

desenvolvidos,

profícuos, gigantescos, Titãs enormes,

nada parecidos com homens,

 

hercúleos, parecidos com os criadores,

seus donos...

supremos Senhores,

 

usados, misturados, seguindo as normas de Eros,

pais criadores...

logo após aquele Caos, filhos, mães, procriadores,

numa mixórdia consentida, quando mais sedutores,

ascendiam,

desciam,

 

tanto na morte, como em vida, ao mundo das trevas,

segundo certas regras...

surgindo, por vezes, Hércules e Prometeu,

com forças, habilidades, raras, críveis… incríveis,

tentando, outras verdades, noutra vida… a... que um, nos deu!!!... …

 

mitologia Grega, mistura, justificação, tragédias,

começos… de vidas, um tipo de justificação...

bem engendrada, complexa, razão,

 

por muito que se tente, se mexa, um misto de ilusão,

afago do íntimo, tal como antes, no âmago, no limbo ténue,

falha explicação para a vida de todas as vidas,

sendo base…....Religião,

 

duma costela, dum pedaço de barro... dum torrão,

nasceu o homem, por vezes… escarro,

foi um ar que Deus lhe deu,

Ser abstracto ou Prometeu,

 

Titã gigantesco, dantesco, sob os olhares de Zeus, com todos os seus pendores,

com defeitos e… favores!!!... …

 

tanto na Terra, como no Olimpo,

num estalo, num afagar,

surgiu o homem...… num ímpeto!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub