Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

16
Jun05

... casal... apaixonado!!!...

sherpas



… num recanto, não recatado,
de encanto, idílico,
casal muito apaixonado,
no meio do Paraíso,
junto ao lago, repleto de aves,
nas águas, nas relvas,
bem poisado, tresloucado,
do Leprechild, versão real,
tal a fúria, tal o desejo,
tal a entrega, o envolvimento,
nem um bocejo,
entre abraços e beijos,
apartados do entorno,
mero bacanal,
orgia de amor, em pleno dia,
mesmo junto… à Estufa Fria!!!...

… passámos, nem olhámos, sequer…
há que manter a privacidade,
de quem a não tem, na cidade,
num jardim, num lado qualquer,
delícias vividas,
entre um homem, uma mulher,
pedaços, romances, amores,
sonhos, doces sabores,
paixões sentidas,
começos, inícios… de outras vidas!!!...

… não proclamo aos sete ventos,
meus desencantos, críticas minhas,
recordo, quando… noutros tempos,
mais recatadas, também as tinha,
com musas, com ninfas, delírios,
profusão de sensações,
trocas, juras, entregas e fúrias,
emoções,
cantos, hinos, apegos, sentires,
juventude, sussurros… choros, lamúrias,
ciúmes, paixões!!!...

… o amor está aí,
a um canto, num recanto,
ao vivo… por aí, por ali,
momento, encanto,
rodopio de corações,
alegria descontrolada,
abraços, beijos… entregas,
cumular de ilusões,
princípio, com alma que nos completa,
repleta, mulher amada,
longe do bulício, das refregas,
começo de tantas vidas,
na consumação do desejo,
no acto, como início, quando anseias,
quando amas… quando beijas,
bem juntinhos, ali na Estufa Fria,
junto ao lago, certo dia,
num recanto, não recatado,
um casal… apaixonado!!!... Sherpas!!!...
16
Jun05

... poetas do... passado!!!...

sherpas



… mortos de fome, cansaço,
esquálidos… abandonados,
os poetas do passado,
mui lembrados, devassados,
viveram de meras quimeras,
de sonhos, de fantasias,
de românticas primaveras,
de plenos amores, alegrias,
por alturas da mocidade,
na pujança das suas vidas,
quando, usando a liberdade,
descreviam, com verdade,
em páginas, bem preenchidas,
paixões, mortes… perseguições!!!...


… com desamores e ciúmes,
todo um rol… de razões,
que os não deixavam incólumes,
nos seus julgares de momento,
nos seus pensares profundos,
usando o sentimento
que os mantinham mudos
obrigando-os a descrever,
na rima dum soneto,
duma canção, dum poema,
para quem os pudesse ler,
tentando amar… fazendo sofrer!!!...


… provocando qualquer trejeito,
originando um som… um fonema,
uma atitude, qualquer jeito,
indiferença, apatia,
pelo que, na sua concretização,
provocou gozo, deu alegria,
elevou a alma, deu emoção,
essa doce, feérica poesia,
com vilanias, grandezas,
do que se viu durante o dia,
do que se imagina, na gente,
do que se cria, do que se sente,
do que mais nos aproxima
daquele Ser… daquele Ente!!!...


… que fica bem plasmado,
o que se grava… no papel,
o que, depois de bem pensado,
fica escrito, bem gravado,
como, numa pedra qualquer,
com um afiado cinzel,
com a tinta dum pincel,
numa tela, num pastel,
numa aguarela esbatida,
bem pintada, bem sofrida,
noutra arte diferente,
doutro modo… doutra maneira!!!...

… esquálidos, mortos de fome,
abandonados… os do passado,
poetas mortos, cansados,
gente que escrevia e… não via,
satisfeitos, seus apetites,
bem carnais, bem banais,
como os outros, como os mais,
esfomeados… bem tristes!!!... Sherpas!!!...


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub