Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

23
Jul05

... o Mundo... muito pior!!!...

sherpas



… custa-me a entender,
tal como os outros, não sou melhor,
tão pouco, diferente,
o País está a arder,
o Mundo, muito pior,
tem morrido muita gente,
a insegurança é tremenda,
a crise, essa… aumenta,
tanto interna, como externamente,
paranóia colectiva,
globalização da indiferença,
falta de perspectiva,
futuro de pouca crença,
valores diminuídos,
espezinhados, esquecidos,
no pódio,
a morte, a doença, o ódio,
recalcamentos profundos,
avassalam mentes e corpos,
premeiam-se os imundos,
vão-se enterrando os mortos,
no meio de tantos fogos,
o País continua a arder!!!...

… já se tornaram habituais,
cenas de rebentamentos,
explosões contínuas, calculadas, frias,
esfacelando quem as faz,
seja rapariga ou rapaz,
desfazendo muitos mais,
mulheres, filhos e pais,
ao invés das alegrias,
tristes, chorados momentos,
devastação permanente,
perante olhos, mais que atentos,
ao sofrimento que se sente,
tanto fora… como dentro,
num País entristecido,
que vai ardendo, intensamente,
prostrado em crise profunda,
maltratado por essa gente,
pouco profícua… imunda,
a guerra vai aumentando,
o País vai ardendo,
há quem se mate, matando,
há quem incendeie… querendo!!!...

… por mais que tente, não posso,
não consigo perceber o quadro,
fim de tudo que é nosso,
num Mundo em que me não enquadro,
quanta vítima inocente,
quanta desolação provocada,
quanto incêndio intencionado,
numa guerra bem alargada,
em labaredas inumeráveis,
imagens inenarráveis,
nem às paredes confesso,
o desgosto que eu sinto,
porque, ao escrever… não minto!!!...

… muitas vezes me pergunto,
voltando, de novo, ao assunto,
porque razão, tanta raiva,
tanto ódio desatado,
tanta lágrima, tanto choro,
tanto ferido, tanto morto,
tanta miséria e desgosto???...
Decerto me responderão,
com lógica, discernimento,
que as coisas, são o que são,
agitação de momento,
ganâncias justificadas,
terrorismos existentes,
matérias ambicionadas,
atitudes indecentes,
lideranças confusas, dúbias,
mentiras pesporrentes,
desafogo de muitas fúrias,
logros, enganos, injúrias,
recalcamentos, revoltas,
confrontos e… reviravoltas!!!... Sherpas!!!...
23
Jul05

... compra de... peixe!!!...

sherpas



… o cheiro tresanda, emana… empesta,
parece dia de festa,
clientela que avulta, que se enumera, tira senha,
dia de compra de peixe, por inteiro,
arranjado, ali na banca, com gana,
gestos maquinais, repetitivos,
de quem, por obrigação, o amanha,
não há mal que se não sofra, que não venha,
incómodo que se prolonga, o dia inteiro,
tripas que se esventram, escamas, com sanha,
com denodo, com ou… sem vontade,
olhos abertos, aflitivos,
tal como os ditos, no gelo,
escancarados, vidrados, pura verdade,
às postas, estendidos, mortos, inertes,
não frescos, não vivos,
frios, desde há muito, num desvelo,
alinhados, dura realidade,
na montra, no escaparate,
na bancada do peixe,
lado a lado, não aos molhos, não em feixe,
convidativos, mas… mal cheirosos,
pouco ou nada apetitoso,
no que tresanda… que emana,
se não estranha!!!...

… que variedade, no dia da confusão,
com senha, numerados… na mão,
aguardando, cheirando,
olhando um belo cação,
carapauzinhos escorreitos, que perfeição,
não frescos, mortos, enregelados,
devidamente alinhados,
saborosa tentação,
só de lembrá-los, já fritos,
com arroz de tomate malandro,
estaladiços, quebradiços,
no restaurante, em qualquer recanto,
alívio, gozo, desafio ao sabor,
um encanto, um gosto… um alvor,
madrugada compensadora,
afronto o cheiro, aguardo a altura,
com senha na mão,
olhando o tamboril, apreciando o cherne,
antevendo o gosto, mais bem disposto,
depois de pronto,
no prato, em casa, num sítio qualquer,
quando se aprecia… quando se quer,
que belo safio, fanecas reluzentes,
olhos vidrados, escancarados,
no que, a peixes, concerne,
no dia… da promoção!!!...

… o tempo passa, desfia,
afronta, desafia,
cheiro nauseabundo, pestilento,
ali na banca do peixe… intento,
número que passa, lento, bem lento,
com senha na mão,
que bela caldeirada, bons pedaços,
polvos, caranguejos, caracóis e mariscos,
outros… mais congelados,
ali ao lado, pertinho do bacalhau,
serra que o corta em pedaços,
num zunido incomodativo, aflitivo,
o fiel amigo, inimigo… de salgado,
abstenho-me, não o desdenho, evito,
quantas receitas, quantos sabores,
quando devidamente preparado,
que regalo, doces odores,
receitas mais refinadas, só cozido,
depois de devidamente regado,
não é nada mau,
um pitéu mas… que escarcéu,
que barulheira se levantou,
algo, se me escapou,
enquanto pensava, como pantagruélico que sou,
não desmedido,
sem exageros… mais p´ró comedido!!!...

… a senha ia-se aproximando,
sem tão pouco me aperceber,
olhando, vendo, pensando,
sentindo o cheiro, não querendo entender,
apreciando e comparando
a garoupa, no que se poupa,
as postas de atum, de espadarte,
os bifes de cebolada, com que se arroupam,
quando se confeccionam,
com jeito, com arte,
quando se saboreiam,
se esquecem os maus bocados… ali passados,
quando se deglutem, bem acompanhados,
com vinho branco, gelado,
bebido aos poucos,
sem tragos enormes… ineficazes,
como loucos, vorazes!!!...

… o cheiro tresanda, emana, empesta,
parece dia de… festa!!!... Sherpas!!!...


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub