Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

05
Mai07

... quando morrer!!!...

sherpas

… quando morto, acabado, fazei de mim o que entenderdes,

congeminai convosco, entre dentes,

pactuai na opacidade das sombras, nas ruelas escuras, sozinhas,

abrigados dos olhares,

nas ruínhas... longe das casas, longe das tumbas,

 

DSC03839

quando já sobras, restos dos corpos que fostes, entendimentos que não tivestes

quando vivos, longe destes ciprestes...

altos, esguios, sofridos, chorosos, pasmosos,

no porte com que se mantêm junto das campas dos mortos,

pragmáticos,

 

não rides por ora, clamai,

chorai...

respeitai minha postura futura, horizontal inanidade na sepultura,

 

peço que não me atormenteis,  que não ides junto de meu estro adormecido,

hipotético espectro que não amedronta,

não afronta...

 

deposto, vencido, carcaça que foi... rutilante,

escabrosa fantasia dotada de magia, toque de mestre singelo, repetitiva

quando viva, sagaz na composição matreira,

quase certeira,

 

hipocrisia da humanidade, ambição da real mentira

que se atira...

quão longe da verdade,

 

não me desassossegueis no descanso eterno merecido,

jazido na profundeza onde repousarão meus ossos gastos, carnes decompostas,

expostas...

 

mente liberta do sonho, descanso que me proponho

quando divago minha morte,

minha sorte...

 

destino de todos nós, encontro com avós, elo, união do que começou,

acabou...

 

alma que vagueia no infinito, esparsos, aflitos,

contrários potestativos,

de vós dependo, como sempre, parte dum todo que permanece,

não falece,  mantendo áurea permanente, rasto que continua marcado desde a origem,

usança... sem temperança,

 

desabrido... resto que fenece, pó, poeira, fuligem, sopro, luz eterna que se apaga,

pequena labareda que passa...

 

não vos afligis, não vos indigneis, sede pacientes,

sede gentes...

para cá vireis, guardar-vos-ei espaço se me adiantar,

quando acabar,

 

lado a lado, sossegados, sob calma que se expande, eterniza,

ténue limalha que nos separa,

ninguém repara...

 

mais cedo, mais tarde, na hora indicada sucumbireis, repastos da voragem que nos apaga,

tempo que não se condói,

que nos gasta,

 

junto dos ciprestes altos, esguios, melancólicos, sombrios, portes que os mantêm…

como vêem!!!... Sherpas!!!... 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub