Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

11
Jun07

... culto da matéria... espúria situação!!!...

sherpas

... observo atentamente sorrisos ambíguos,

não entendo a cruel realidade,

uma vida, uma verdade,

maior valia, libertação,

elevação,

gnosticismo arcaico que recrudesce,

respostas que busco incessantemente,

ânsia de tempos idos,

neves eternas do Kilimanjaro

sonho que se vai desfazendo, permanente,

águas profundas do Nilo, Alexandria cumulativa no conhecimento,

farol que recordo por gravura,

quanta ternura,

civilização com maravilhas desfeitas,

grandezas diluídas, rarefeitas,

eternidade como pó de areia que esvoaça,

some, passa,

 

 

sempre me pontuei por estrictos valores morais,

razão pela que visualizo tentações de Cristo

indignos seguidores profícuos,

Judas dos dinheiros por que se vendem

quando entendem,

sentados em amplas poltronas do Vaticano,

diplomacia que enoja, fel, engano,

perfídia,

vence o Midas que transforma em ouro

tudo que toca no próprio dia,

com seu ar pesporrente, degradante,

abafando consciência, humildade,

da Bíblia

ensinamentos textuais,

ultrapassados, anormais,

destruição em massa por onde passa

se atreveu,

esquecendo aquilo que cometeu,

cristão de boa cepa, ilibado,

confessado

na Casa do Pai permissivo, não excomungado,

sob o labéu diáfano, quase impuro

dum representante do Pedro apóstolo

parecendo réprobo, diplomático, tolo,

 

glosando situação de cruzada antiga,

enfrentamento naquele momento,

dura quadriga

no Coliseu,

choque de ferros em terras de Galileia,

matança em lutas, guerras,

com, sem actualização

tecnológica de ponta que destrói, desponta,

antagoniza,

desfaz tudo que cria,

feros, duros Deuses da mitologia,

regresso a Júpiter, pai de Marte que permite quem agoniza,

guerra que preconiza como solução,

ao invés da fantasia,

quase magia,

Merlim do rei Artur lendário

reunidos na Távola Redonda, cavaleiros de Camelot,

surgidos das brumas intensas das terras de Avalon,

mítica ilha de nevoeiros perpétuos, sua origem,

paganismo que revolveu gentios nos valores,

busca da felicidade na Terra,

Celtas que se converteram, Santo Graal dum matriarcado esquecido,

escondido por razões, interesses de matéria que sobrepõe,

constrói templos imensos, não abjura quando dispõe,

impõe,

 

jardins suspensos da Babilónia,

berço da civilização escrita, terras da Mesopotâmia,

região entre Tigre e Eufrates, Babel horrível que se incendeia,

dias de mortos que se confundem, pedaços de corpos,

conhecimento que se saqueia,

museu que se cria, recria noutra latitude, longitude,

posição distanciada, potência que se evidencia,

indigna atitude

de tudo que se potencia,

ruínas que se cumulam, irrespeito de tudo que tenha sido feito,

incultura que perturba os mais benévolos pensadores,

agnósticos convictos,

relegados, quase prescritos,

 

não são perenes as neves do Kilimanjaro,

os cavaleiros de Camelot viraram Quixotes ridículos,

dementes romanescos,

tipo avarentos do Mercador de Veneza,

figura do judeu criada por Shakespeare,

quando os avalio assim reparo,

os Deuses são ícones de pedra, de barro, de madeira que estraga

os templos, arcas de Noé que albergam rebanhos cegos, vesgos,

tenho a certeza

ou... muito me engano

quando recordo aquele encontro no Vaticano,

seguidor do apóstolo, tão sorridente, de braços abertos

perante medonho visitante com feitos bizarros concretos,

 

culto da matéria, espúria situação,

Mídas que rejeita a perfeição,

conhecimento do valor do amor,

humanidade em declínio, dinheiro que assombra,

ciência que rotula, amedronta toda uma época,

esclarece,

doçura que se apaga, se apouca,

loucura que cresce, recrudesce,

emudece,

apocalipse que se instala, cavaleiros do mal que não param,

matam, destroem... disparam!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub