Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

20
Jun08

... ressaca!!!...

sherpas

... firmamento, tão brilhante como estrela,

cristal multifacetado, cores de estontear,

alienação que se protela

não chegando a ser fato, depois de tanto arrebato,

inconveniente intromissão, que acaba por adiar

preciosismo, nossa paixão,

não passou de entretela,

simples forro, nossa ilusão,

bem juntinho ao coração,

 


diamante em bruto, raro,

que fica dispendioso, bem caro,

emoção que inebria,

bebedeira que arrasta,

que, quando cai, logo passa

com ressaca incomodativa,

pastosa sensação k´avassala,

desconforto permanente

mui estranho, mais ausente,

 

fase contrária à euforia criativa

por motivo tão presente,

certezas quase absolutas

no confronto, no despique,

causa grandiosa, longa justa,

entrega total, clubite,

patriotismo que se sente,

orgulho que treslouca, faz demente,

convívio etilizado, companhia sem cuidado,

emoção de estrondo, manifesto em multidão,

cantoria ao desafio, barulho por tanto lado,

mais ou menos colorido, tremenda confusão,

 

heróis que se enaltecem nos desejos que nos induzem

na Europa dos milhões,

unidade, querer imenso,

junção de vontade que se dimensiona,

quando se deseja, sonha,

enobrece colectivo que persegue um objectivo,

saindo do medo, apatia, povo capaz, bem vivo,

do capital bem cativo,

aplauso que surge da sombra, que abarca todo, qualquer,

faz gritar, sorrir, entranha, faz torcer,

mesmo sendo indiferente

nesta tão grande mole de gente,


 ajuntamento sobre recalque, ambição desmedida,

quase fora da razão quando abarcamos o Mundo,

fazemos do fado, passado, mudamos a própria vida,

enfeitamos entorno, bebendo com sorvidão,

esperança pouca que dão,

com todos os dedos da mão, agarramos o destino,

embalamos sabores, embebedamos, sem saber,

num calhar que todos querem, acabando por sofrer


 quando acordamos, de supetão,

com xenofobia à mistura,

rejeição de quem acolheu,

detrito k´ainda existe, que comanda quando diz

como se deve portar um País,

servindo quem nos deu,

muito antes do europeu,


 imagem bela, bandeira que erguem, hino,

admissão do que temos, valores nobres,

sujeitos aos mais fortes,

perdendo quimera que alimentámos

na rouquidão que se não controla,

quando agita, quando evola

união que todos querem num resultado da bola,


 cerveja, como negócio, fuga do que hesita, não firma,

coragem que nos anima,


 distanciamento dos que não estão,

animação por quem vende, controla,

enquanto a bola rebola,

enviesa, contraria,

decepando tanta alegria,


 da fatiota, simples entretela,

fraca roupagem, farpela,

buraco escuro no firmamento,

adiando um pensamento!!!... Sherpas!!!...


 

20
Jun08

... biscate!!!...

sherpas

... na pausa da luta, descansa, pernas estendidas, estafado,

garrafa na mão, bebendo num canto da rua, escondido,

café pequenino, alcança lugar já pensado, destino,

10082008(132).jpg

fuga, escasso intervalo, longe da vida, temendo,

ausente no todo, esquecido, ganhos dum tempo que passa,

fugindo à desgraça... não sendo,


 escravo moderno, trabalho furtivo, biscate que surge, remendo que faz, parede que recupera,

pancadas na pedra, caliça que cai, poeira que inunda, dela cativo,

força que ruge, pausa na obra,

intervalo no esforço que supera... falta que sobra,

 

falhas de gente sentada na rua, garrafa na mão, olhar ausente

de quem se esvai... quase não sente,


 

refúgio de alguém, café reduzido, cadeiras cá fora, mesas no passeio

junto a ninguém, estendido ao comprido,

sentado, cansado, vazio por agora

ali pespegado, não vai embora,

pensamentos que retém... num fito de há muito,


 

partir, buscar rumo, fugir dos escombros, dos cacos,

buracos, cabocos...

dos arranjos, dos tratos, objectivos diversos, futuro,

ferro retrocido, tijolo bem duro,

 

massa que aplica, alisa, remenda, luta constante, tamanha contenda,

biscate de altura... rua sombria, vida obscura,

poeira que sente, esperança diferente,


 garrafa na mão, sede que tem, emborca com gana,

sendo ninguém... trabalho que engana,

ruído contínuo na parede que cai, tralha que rola, entulho que sai,


 ajuda de alguém, calos nas mãos, suor que escorre,

nada lhe sai naquele interregno,

perdido no tempo, martelo num prego,

pouco lhe ocorre, maceta com escopro... vidinha de logro,


 

vazio por fora, vazio por dentro, escravo de agora,

de antes também, não sendo portento...

biscate que arranja, cerveja que sorve, tormento que arrasta,

na vida que passa,

ausência permanente, não come, só bebe, quase não sente!!!... Sherpas!!!...


 


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub