Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

29
Out08

... carreiro!!!...

sherpas

... num formigueiro atarefado, pleno de carreiros intensos, com entradas variadas,

movimento alucinante, conjunto que s´harmoniza,

prendo meus olhos, compreendo,

quando nele me adentro...

 

sinto-me conduzido, integrado, pertencendo, como sendo uma das muitas coitadas,

com obrigação de permeio,

como quem conduz, desliza,

transportando pesado fardo, cumprindo papel que me cabe,

sendo nada no muito que vejo, fazendo a minha parte...

 

com desvelo, com perícia, compenetrado no trato

que me foi dado, como encargo...

20100328(039).jpg

... uma formiga... no carreiro...


coisa pequena, tão grande, cisma q´arrasta com zelo

naquele imenso novelo, sem paragem, sem folgança,

corrida que parece dança...

 

quando atinge, quando alcança, quando carrega p´ró celeiro

numa pressa vertiginosa, permutando aquela imagem

p´ró destino, numa viagem...


... no caminho, na senda... no atalho...


afluência permanente, num verniz que não estala,

confim com tanta escala,

quando s´atinge, s´instala...

 

gentes que s´atropelam, destinos controversos,

tão distintos, tão diversos...

sem pausas, não s´interpelam, quase s´adivinha, se sente,

d´improviso, num repente,


... p´ró destino... p´ró trabalho...


transmutação fulgurante, sendo formiga, sendo gigante,

corpóreo mais aviltante...

convencido, mais importante,

 

pontinho despercebido, ser diminuto, desprovido,

tarefa que vai cumprindo na colónia a que pertence,

sentindo aquilo que sente...

 

chama viva que a conduz, produzindo o que produz,

esforço de que é capaz,

tão normal, não voraz...


... p´ró resguardo... p´ró celeiro...


maldita criatura, quando busca, quando procura,

quando atropela, sem custo, quando desafina num concerto,

quando irradia ódios por perto...

 

quando pretende tudo, sendo nada, perdido na grande cidade,

em busca doutra verdade...

carreiros sinuosos, às vezes, tendo dores, tendo cresses,


... uma formiga... no carreiro...


incerteza q´acumula prejuízos, sem alegria,

quebrando instituído,

aviltando harmonia...

 

fazendo rínha, destruindo, a criatura, num caminho,

... num atalho... sem destino... Sherpas!!!...


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub