Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

05
Nov08

... mágoa!!!...

sherpas

... revirando palavras, entrosando seus ritmos,

fazendo rir a nuvem que passa, chorar o Sol que esquenta

numa paisagem que se desmancha, com pena,

verdeados que não aguentam, árvores que desmaiam repletas de folhas rendilhadas,

tapeteados a perder de vista, perante cego que sorri, embevecido

porque lembra

um cabo, com delgadíssimo istmo,

espécie de degrau que separa águas profundas,

em calmaria que não rebenta,

espelho suave que s´adensa,

continuidade que são filhas perfilhadas,

órfãs quase sempre, mártires dos tempos sem tempo,

filhas do vento,

 

invento, debruçado sobre corpo debruado, pensamento fértil,

ventre estéril,

desejo incontido,

desabrido,

cor adamascada como prenda chamativa,

reduzida,

deixando ver o que não tapa,

cripta de casa bendita que esconde vergonha que não sente,

lua que mente,

esparsas pégadas pelo vale da imaginação,

récua desabrida que desassossega quem descansa,

parado, suspiro cansaço de quem não cansa,

reviro palavras, inverto sentidos,

resguardo recôndidos que são abrigos,

 

penso em ti,

revejo o que não consigo, alcanço destino longínquo,

estando

imóvel, contemplativo, abro janelas que me estão perto,

audíveis se tornam outros sentidos,

estático, espalho gritos, dou urros, lembro causas,

derrubo muros, estilhaço casas,

ultrapasso universos adversos, busco termos perdidos,

entrosando o que me convém,

ficando aquém,

sem ritmos pretendidos,

montanhas que são espaços por onde m´espalho, cativo

dum corpo que se não liberta, meu ser mais íntimo,

mente estranha em que me refugio, afirmo,

 

paginando livro incomensurável, recordo

pássaro ferido,

mancha escura num empedrado que calco no caminho,

socalco junto a mar aberto, patíbulo dum condenado,

tão perto,

como deserto,

liquefeito caldo morto que ondeia,

não premeia,

visão d´horror que s´estende perante degradação constante,

causa, efeito,

trejeito,

cláusula do meu pensamento, penitência dum castigo que trago comigo,

refém de tantas culpas, condenado por grave atentado à decência, ao respeito,

sofrimento da humanidade q´arrasto,

convulsivo m´encolho sobre mim,

carpindo mágoas sem fim!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub