Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

12
Nov08

... falhas!!!...

sherpas

… idas, vindas… percursos curtos, mais alargados,

algumas paragens,

um entretém que me tem, período que me foi concedido,

não me dando por vencido,

 

metido até ao pescoço, mais que inserido,

apesar de certas desvantagens, saúde que se torna pouca, contratempo incomodativo,

noites que se tornam suplício,

sem tempero, com menos viço...

flor que vai murchando, pétalas que vão caindo,

gotículas d´orvalho que espalho quando meus olhos clamam,

não escondem, não enganam,

apelam auxílio “urgente”perante... pasmo indiferente,

 

casual encontro que tenho, por cá m´encontro, mantenho,

sendo pouco, sendo gente, fogo interior mais escasso,

vou deixando meu rasto... por onde vivo, por onde passo,

 

tal como cão ocioso,  já velho, pouca coisa,  sem pelo lustroso,  quase abandonado,

por ruelas solitárias, caminhos que se vão fechando,

na pernita que vai alçando...

 

marcando presença com mijo, assim me quedo, assim me fico,

na cruz que vou arrastando no escape que tenho,  no escrito, na noite que s´alonga, sofrida,

dealbar de toda uma vida,

sonhando com o início... partida,

 

do alto dos anos que tenho, por cá m´encontro, atenho,

foi ontem, há tanto tempo,

inda agora, num momento...

 

estorial com tanto caso, pedaço que, por acaso, compõe um corpo que, como todos, sofre,

agrura do que me cobre...

enfeitando este estendal, lamento que não escondo,

retenho,

 

ai profundo que sinto, enquanto, vivendo,

vou rindo...

chorando penas, carpindo,

 

desconcerto dum desacerto, intervalo menos agradável

noite em claro, futuro incerto, preocupação que me reduz,

naquilo que se produz...

 

interioriza no íntimo, buscando fuga,  infinito,

calma prometida à partida, maravilha que revolteia,

chama que clama, não incendeia,

maleita, sem panaceia...

 

fogo fátuo resplandecente, lusco-fusco como contrato,

refúgio que não descarto...

pouca coisa, pouca gente,

 

acontece com qualquer, não me queixo, vou aguentando,

como homem, como mulher, como prendado, mal amparado,

protegido, mal encarado...

 

nas voltas q´a vida dá, vamos indo, vamos andando, altos, baixos, incertezas,

algumas glórias de vulto...

fronteiras que m´ultrapassam, encostos na fé, práticas de culto,

 

libertário aflitivo, contestatário impenitente,

mais moldável, menos activo,

sendo um pouco diferente...

 

mescla dúbia, assexuada,

sendo tudo, sendo nada...

 

panóplia de pensamentos nos troféus q´acumulo, por dentro,

espécie d´odalisca com véu...

que cativa, como cortesã, contrário que ascendeu ao céu,

 

estando quase no inferno, invertendo aquilo que é meu,

qual Confúcio, qual Prometeu,

filósofo, simples plebeu...

 

obra daquilo que me deu um Criador, massa informe,

barro que se molda, poeira espúria...

cálculo pensado, alguma incúria!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub