Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

07
Mar09

... alunado!!!...

sherpas

... um bocadinho da lua

num recanto que fosse só meu,

apartado bem recatado, resguardado,

inalcançável por rico, por plebeu,

terreno inacessível, lá bem longe, no céu,

cratera funda, predicado,

virginal, longe de todos,

espécie de condomínio fechado,

na rua,

abrigo, quase segredo,

refugio, repositório,

sendo matéria, não envoltório,

mortalha, como degredo,

mente que me persegue, corpo q´ainda arrasto,

sons envolventes, brisa leve, de mansinho,

ausência total de peso,

gravidade reduzida,

nem poisado, nem prostrado,

noutro trilho de vida,

assim julgo, quando penso,

assim queria, quando desejo,


diferente de todos os outros,

privilégio a que me não arrogo,

sonho pretenso, ilusão,

levantando os pés do chão,

indo para lugar ignoto,

espreitando o desconhecido,

planeta menos poluído,

parafernália q´acumulo,

sem sentido,

buscando-lhe destino ou uso,

vazando o que trago comigo

num lugar bem escondido,


ter um cadinho da lua,

como já tive a minha rua,

retornar a outros tempos,

alcançar o infinito,

esgarrar amarras que tenho,

fugir d´existência tão curta,

da mesquinhez que m´assusta,

fugindo desta amargura,

quiçá, mal sem cura,


local ignóbil, perverso,

arengares nuns simples versos,

quereres absurdos, diversos,

espontaneidade que me não custa

neste confessionário predilecto,

sendo parte do abjecto,

estando sujeito ao repelente,

sendo falho, sendo gente,


era vontade minha, alguma escapatória,

dar reviravolta à estória,

especiais privilégios,

continuando vulgar, aberto,

afastado d´animalescos egrégios,

cavidade profunda, cratera,

numa flutuação constante,

imponderabilidade permanente,

contrariando gravitação terrestre,

leis naturais da física,

alunado, não agreste,

condição com que se fica,


ausente, estando presente,

não prostrado, não vencido,

arrumado, estando comigo,


afinal, quem te crês tu, criatura,

talvez seja mal sem cura,

recordação da tua rua,

lugarzinho na lua???...


longe de tudo, de todos,

de maníacos, d´alguns loucos,

condomínio a preceito,

sendo vulgar, tão anónimo,

longe desta cloaca, pandemónio,

que fede, tão desprezível,

entre gatunos, hipócritas de peso,

companhias que não mereço,

braços caídos... desemprego,

iniquidade que desmereço,


castigo dum Deus qualquer,

tão cativo me vou sentindo

na carcaça q´ainda tenho,

imaginação desmesurada,

quereres que dão em NADA,

quando... da vida me vou indo,

antes alunado,

que enterrado!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub