Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

30
Jul09

... lixo!!!...

sherpas

... agarrado a vassoura, cabelos desgrenhados,

barba por fazer,

a varrer, a varrer,

juntando molhinho de lixo aqui,

amontoado de papéis, ali,

longe do Mundo, afastado dali,

mesmo ao fundo das arcadas do salão mais nobre da cidade,

quase casa própria, enlevo com que faz,

foi criança, foi rapaz,

foi tropa, foi alguém,

trabalhador afinado, cumpridor d´horário,

primeiro a chegar,

último a largar,

fazia o que fazia com amor, perfeição,

saída de casa, sem desvio, quebra no trajecto,

destino certo,


lar, ninho repleto, crias gorduchas, felizes,

amor de mãe, esposa fiel,

luta sem quartel,

faina de vida que se leva, protela, desvela,

certinha, rotineira,

agora, sem beira,


vassoura na mão,

varrendo, com delicadeza, empedrado gasto das arcadas,

olhar vago, juntanto lixo aqui,

amontoado de papéis ali,

apartado dali,


repensando quem tinha sido,

desgrenhados cabelos, barba por fazer,

ali ao pé, tantos como ele, amontoados também,

foram varridos pelas circunstâncias de cada um,

foram alguém, deixaram de ser,

sem querer,


enrolados em mantas, papel ou papelão,

sem quartel, sem luta,

desistência total,

mesmo juntinho a palavrão sobre qualquer exposição,

saltinho d´abrigo do poeta, do Martinho,

poesia desgarrada,

sofrimento, vidas de nada que já foram,

não são,


noutro ninho, sem crias, sem companheira,

sopa de noite,

bebedeira,

droga que s´enfia na veia,

liberdade de quem não consegue despegar da própria vida,

molhinho de gente que é lixo,

vassoura que varre, varrendo de mansinho,


naquele canto, ao fim dos arcos,

praça tão nobre,

tão pobres, tão parcos, escaninho,

juntando lixo, baixinho, não vendo, não sendo,

sofrendo sem sofrer,

sem querer,

deixando de ser!!!... Sherpas!!!...


27
Jul09

... acabrunhado!!!...

sherpas

acabrunhado te vejo, quando t´olho,

pensamento profundo, dúbias intenções,

estando presente, tão ausente te sinto,

intestinas conjecturas te soçobram,

facetado tão duro, rugas,

escapes sorrateiros, algumas fugas,

densa ideia te carrega, inquietações,

sombras te descaem, te compõem, repentinas,

quebra de muitas ilusões,

 

trovoadas intensas, raios te riscam,

ensurdecedores trovões,

tempo instável que te marca porvir,

precavido, tão longe, alheado,

parado, sem sorrir,

estando ausente, tão perto, distante,

máscara no rosto, carregado sobrolho,

quando t´olho,

quando te vejo,

como resto q´ainda és, pobre sobejo,

 

num Mundo tão imperfeito te situaste,

subiste, quando intentaste,

conservando ganâncias q´acalentaste,

projecto como fito, meta como objectivo,

rebolando de contentamento interior,

tão superior,

rainha santa te julgaste, distribuindo,

rosas como oferendas, sorrindo,

 

palco de maravilhas, tantos picos,

agravos tão distantes que não sentiste,

longe d´atritos, protegido de feras agressões,

entre algozes, aves de rapina, falcões,

não choraste,

endureceste no teu campo reduzido,

área de protecção total,

de local em local,

 

divergindo numa teimosa alegoria,

tão pastosa, ignominia,

certeza que fere, mata, tortura,

não busca, não procura,

instala grosseira fantasia

consente, cala, sobrecarrega sobrolho,

ápice q´incomoda,

t´acomoda no esquecimento que te propões,

ilusões,

 

máscara que pões, duas ou mais,

perante seres tão iguais,

palmadinhas, sorrisos brejeiros,

useiros, vezeiros,

simples, abertos, na confusão de quem não tem

pouco, nada, ninguém,

conhecimentos raros, anónimos na turba que t´exulta,

satisfação que sempre resulta,

recuados procederes,

excluídos, parcos haveres,

 

humilde choupana que te mantém,

palmilha no pé, ralé,

confusa criatura que t´atura,

te transforma, te nomeia, enxameia,

repudia com gozo, alegria,

chaga permanente, sem cura,

 

adulamento, na vénia,

embevecida sombra que s´arrasta,

não come, sofre, se mata,

perante quem a maltrata,

esquece,

aborrece,

ríctus amargo,

rosto fechado, quase parado!!!... Sherpas!!!...

 

22
Jul09

... procriação!!!...

sherpas

... poisado em berço doirado, logo à nascença, afastado,

dele fugiu, assim q´o teve, pariu,

pr´ó colo duma matrona, duas tetas tão pujantes,

aleitamento a horas certas, tarefas rudimentares, primárias,

ouvindo música, entoando árias,

salão d´espampanantes,

bonita figura, tão esbelta, cetins, sedas, brocados,

rodados enternecedores, farfalhares de quem s´esquece

filho que teve, aborrece,

engaste dum pormenor, barriga cheia, tão prenhe,

algum esgar, sofrimento,

noite sem gozo, procriação,

ai que produziu, estagnação, incómodo q´arrastou,

calor, entorpecimento, possessão de quem penetrou,


enrubescimento, satisfação, alívio de cria q´afasta,

sensaborona, sem graça,

dama de leite q´o cria, lh´atura birras, cacas,

formoseia com trapos que compra,

quando cose, experimenta, lhe faz festas na tromba,

tarefa que vai cumprindo, subjugada a dama tão bela,

airosa, qual caravela,

caracóis como cascata, densa cabeleira que penteia,

frente a espelho que contempla, espinha vertical, bem direita,

seios firmes, não machucados, para isso, os da matrona,

ao dispor da sua dona,

aleitamento q´alimenta pingente que vai crescendo,

forte que nem touro, parido num dado momento,


afastado com´um incómodo, mãe que não goza, possuída,

enrolada na cama, na cómoda, guinchos disfarçados de quem gosta,

prenhez que lhe volta, outra vez, horrores no peso acrescido,

dando ais, dando gemidos, abanando faces com abanicos,

enfados, contratempos,


artes de sumo sabor, cantos, vermelhas grinaldas, jardins com sombras calmas,

sossegos, brincadeiras, gargalhares, rubores, vergonhas tão lânguidas,

bordados tão trabalhados, rendas de quem lhe cuida das fraldas,

tetas pujantes q´aguardam, função de quem aguenta com calma,

árdua tarefa, canseira, resultado de quem a chama,

espreguiçada na sua cama,


dedinhos d´enlevo, torneados, unhas carmesins, quase donzela,

tão esfusiante, tão bela, algum penetramento, algum uso,

resultados bem discrepantes,

tanto agora, como dantes,


seios firmes, aformoseados, longe de crias, com criados,

espelhos por tantos lados, mesas de pés torneados,

porcelanas, grande salão, cura rotundo ali ao pé,

capela própria, privativa, sorriso untuoso, servil,

tal como cão num canil,


senhoril, bruto ripanço, palitando dentadura, folga de caça prolongada,

bem comido, bem regado,

fúria que s´espalha por aí, energia que se não contém,

usando quem, usando alguém,

noutras camas, foram coisas que já vi,


projectos, grandes comendas, latifúndios com privilégios,

tempo d´avós, tão egrégios,

tapeçarias que s´alongam, pinturas de mestres reputados,

matronas virginais, parideiras por opção,

garanhão que se desmanda, bastardos por tantos lados,

divisórias de palacete, sexo sem diversão,

cumprindo obrigação, procriação como função!!!... Sherpas!!!...

20
Jul09

... oração!!!...

sherpas

… coluna cilíndrica que se levanta,

formoseada, arabescos que se repetem,

uma mais alta que outra, certa distância,

miríades delas, tantas q´a nossa vista alcança,

metrópole que é formigueiro,

credos, rezas, constância,

algum enfrentamento, minoria que sobrevive,

aceita condição perante exorbitância,

 

 

 

convite à oração,

tudo pára, repara, lembra mais Além,

virados para mesmo lado,

joelhos no chão, prostrados, invocando,

respeito dos que não são,

tão normal que ninguém estranha,

terminada concentração, labuta que continua,

burburinho q´agita toda a rua,

arengares que não entendo, finalização do que se pretende

naquela amálgama de gente,


 

percorro longa margem maravilha,

ouço regateios,

procura, oferta, ajustes que se jogam,

embarco num dos muitos que vogam,

quase teimosias, recreios,

encho pulmões d´ar com sofreguidão,

ignoro os que estão,

busco mesquita d´encanto, devaneios,

com destino certo, pequeno ponto no meio de multidão,


 

vestimenta tão variada, mais, menos colorida,

tanta pujança, tanta vida,

cheiros fortes m´inundam, sons estranhos, babilónia,

sem vontade própria, deixo-me levar,

empurrão daqui, encontrão dum mais apressado,

sorriso esbatido, encolher d´ombros que faço,

não ligo, enquanto m´adentro, me desfaço,

fazendo parte do que sinto, desembarco,


 

olhos gulosos se passeiam, ruas fogosas, sempre iguais,

edifícios que m´atraem, monumentos, minaretes,

credos, religiões diferentes,

soa bem alto, logo reparo, postura de muitos, insignificâncias,

olhando para o mesmo lado, murmúrios,

rituais, sem distinção, tão iguais,

préstitos repentinos na multidão,

regresso a corpo que sou, continuo por becos,

sol q´abafa, ruído que faz parte, falares desconhecidos,

navego águas diversas no mesmo local,

desembarcado, mesmo quando embarco,

ondas do pensamento q´arrasto,

imensidão líquida q´aprecio,

honra, desafio, comparação,

tão longe, sinto-me estranho, sinto-me bem,

como quem chega, como quem foi, como quem tem,

pertencente, não sendo,

quase ninguém,


 

cilíndricas construções, arabescos,

dispersas por tudo quanto é canto,

convidam à prece, lembram condição,

paragem na loucura q´é vida,

na corrida,

multidão,

variedade q´escorre, babilónia,

torrente que s´esvai, ora entra, ora sai,

destinos diversos no mesmo cais,

abraço de civilizações, fronteira q´aproxima,

duas facções, outros interesses,

império que permanece,

estratégia, posição que s´aguenta,

enquanto o MUNDO rebenta,

permissão, outra confissão,

contenção,

barco que nos leva, sonho que nos transporta,

não importa,


 

deixo-me arrastar, sorriso cúmplice de quem partilha,

não perfilha,

coloca véu, descalça, quando entra,

assemelha,

entende, aceita diferença,

outra crença!!!... Sherpas!!!...

12
Jul09

... decadência!!!...

sherpas

... panelão tão imenso,

quando julgo, quando penso,

ingredientes tão diversos, bem distintos, tão dispersos,

nabos desconformes, beterrabas escuras, salutares,

alhos, cebolas, alcachofras, pedacinhos d´abóboras,

laivos esverdeados, bem concentrados, pitada de sal,

união do que distingue, ajuntamento mais retinto,

mistela que se caldeia, adentra,

adensa,

 


saberes, como resultado, alguma chispa de confessos,

inexistente dom, fraco cuidado,

disparate como resultado,

uns de pé, tantos de cócoras,


rebanhos, manadas, bandos alvoroçados,

selva virgem, matagal,

arvoredo não cuidado, branco, negro, mais destino,

encruzilhada que faço, ínvia vergonha, caminho,

boçalidades q´afrontam, inchamentos de quem não presta,

vermelhidão no rosto, fogo ateado que nos resta,

contradança permanente, geringonça como festa,


ganância como meta, orquestra que desconcerta,

sopa desfeita, caldo entornado, feijão, algum pão ralado,

filete de carne da vazia, bife tenro que se come,

barriga cheia, espaço tão curto, vontade enorme,

muita fome,


contraste q´adivinha,

ideia que não come,

diversidade que remexe, alquimia que não resulta,

berra sábio, geme acomodado,

guincha bronco descuidado,


avilta quem rebola, docel engalanado com damas,

gozos inebriantes nas camas,

relvado q´alonga, buraquinhos por tantos cantos,

gula de quem esvazia, enchendo beiça com gozo,

desconforto de quem não acerta,

simples operação, tão concreta,


vizinha com seu marido, orçamento curto q´estica,

algo vai poupando, fugindo à vestimenta, à barriga,

inverso do que me dana,

com dor, sofrimento que clama,

intuição de quem s´isenta, não culpa,

quase resulta,


consciência de quem aplica,

investe, replica,

perda de negociatas,

colchão de pataratas,

ignorância de quem aceita,

raiva de quem desfeita,

exclusão na inclusão duma mentira

que s´atira!!!... Sherpas!!!...

09
Jul09

... centelhas!!!...

sherpas

... chispas, centelhas q´iluminavam negrura,

quarto soturno em que s´encontrava,

brotavam pela ponta de pena enraivecida que conduzia,

papel temeroso, tolhido, recebia ódios tão grandes,

quase mudava de cor, d´alvo, recrudescia ruborização repentina,

escravo de quem amarfanhava furores enormes,

pesados termos, frases incisivas, frustrações retumbantes,

vítima que se vulnera, folha aberta, inopinada violência

vinda de noite agitada, pesadélica,

horrorífica com que se fica,

funambulesca criatura,

q´arrasta contra inevitabilidade que não decresce,

alguma clarividência q´acontece,

sem cura,

laivos se vão esbatendo, desmerecendo honrarias fantasiosas,

apostáticas gentes, às vezes,

plagiadoras de tempos que foram vivos,

possuindo remoques, esbanjamentos de quando ricos,

distanciados do vulgo, disfarçados, altivos,


enruguecidos, peso enorme d´inconsciência que não altera,

não revigora, intumescido balafonamento que s´esvazia,

apostasia, honraria dúbia, hipocrisia,

verdade inócua que rocambola grada mentira,

quando s´inventa, rebobina em vão, quando s´atira,

relampejos que traçam rasgos na escuridão,

interioridades, permanente convulsão,


força desmedida, quase rasga folha enegrecida,

sórdida invasão de quem não consegue controlar comportamento,

transforma texto, num carregado chorrilho,

d´alma pesada que verte,

invectivas dirigidas,

ataques que são destruição de quem produz, de quem rejeita,

não entende, não aceita,

incontinência de quem rebenta, decepção,

explosão d´ogiva destruidora, maldição de quem se maldiz enquanto escreve,

se mostra, reproduz má formação,


aviltamento inaudito, nunca visto, personalidade desvairada

perante quem avulta,

quem avança, proclama mudança,

altera charco, imobilismo, desconserva o que se não conserva,

folha de papel, imerecida,

sempre aberta, enrubescida,


centripetearam frequentemente, núcleo q´endureceu,

ensandeceu,

trânsfuga inconstante,

chispas de facto, intentos de quem escreve, não sente,

condição de militante mais activo,

desmerecendo quem nos mantém, sumo prodígio,

solidão num quarto, centelhas q´inundam,

clarões esparsos, tempestade em copo d´água,

coisa desmedida, coisa vácua!!!... Sherpas!!!...

07
Jul09

... tropicália!!!...

sherpas

... fretado, pista quase privada, meia dúzia d´amigos,

pequeno salto sobre o charco, hábito d´há muito,

usufruto q´é regalia, sem maçadas, sem vistos,

pastinhas lustrosas, fechos de segredo, bem vestidos,

grandes projectos, investimentos,

trajectos conhecidos, momentos,

pedacinhos de terra espalhados no oceano

s´aproximam, areias doiradas, coqueiros dengosos,

pequenos empreendimentos, condomínios cerrados,

próximos, espalhados,

“resorts”, hotéis de luxo, paredes, segredos,

cardápios q´encantam, maravilham quem chega,

quase paraíso terrenal, regozijo de quem investe,

quando pequeno, insignificante,

quanto se cresce,


tropicalidades gostosas, mangas, ananases,

esconderijos, contrastes,

folganças de desvario,

nenhuma honra, nenhum brio,

espetada por um fio,

mariscada que seduz, alface lustrosa, verdejante,

gotinhas de vapor na tampa, sopa q´é regalo,

esventra-se galinha, parte-se o galo,


garrafa de champanhe com estalo,

gargalhares de quem s´instala, mergulho na fonte,

prazer,

tendo, não tendo, como querer,

sem querer,


desconfiado do cozinhado, algum desponte,

rejeitando receitas, tratados,

doméstica, casa da mãe,

como quem tem o que tem,

carnes mistas, outros assados,

pinga de colheita própria, adega de família simples,

terra de grandes predicados,

sem librés, criados,

servis, corcovados de tão inclinados,

 

pujança na dinheirama que s´avista,

ainda na pista,

repetição dum desvario,

usança contínua, parceiros,

dinheiros,

porque será que tanto insisto,

quando associo, desconfio, desconfio,

na fuga ao fisco,

na lama que s´espalha,

lodo que não suja, branqueamento,

lauto banquete,

de topete,

com que se fica, espécie de ferrete!!!... Sherpas!!!...

06
Jul09

... luxos!!!...

sherpas

... luxos q´ofuscam tanto, dinheiros q´acumulam,

escondem em qualquer recanto,

peixe fresco na lota, grão de bico, bacalhau tenro,

há, pelos ares, desencanto,

palavreado, conhecimentos q´espargem,

teorias que deram buraco, regras que não resultam,

nobéis lá pr´ás Suécias, galardões imerecidos,

receitas que finaram,

complexidades, mentiras, verdades, tempos idos,

já perdidos,

receita que não é panaceia, doença que s´avoluma,

intrincados cálculos, estudos, equações d´espanto,

proporções, nabiças de folha tenra, rabanetes por tantos lados,

coentros, beldroegas tão saborosas, tanta gente que não fuma,

gamela que não dá para tanto,

esfalfarro que s´agarra,

que vai ao fundo do prato,

gesto mais q´atarantado, tremenda confusão,

caseira, minha ilusão, pedacitos de toucinho,

pimento, pimentão, especiarias mais esquisitas,

toque celestial, doce conventual, fim de refeição,


um que outro apontamento, vento doutra Nação,

não indo na onda, fazendo de conta,

à nossa conta,

como quem avalia, como quem aponta,

divergindo do que nos dão,

lebre já esquartejada, temperada à moda campestre,

fogo lento, lume brando, cheirinho q´adentra, consome,

dá saúde a qualquer doente,

protege quem tem fome,

bem tratados, na perfeição,

protegidos com afeição,


delambidos, pronunciamentos antecipados,

antes de lauta refeição, com receita prestimosa,

teorias, outros legados,

comparando com gula desatada,

incúria, poucos cuidados,

ratão q´ambiciona panelão,

deram no que deram,

são o que são,

farão como farão,

já fizeram,


alfazema ambiental, sorrisinhos tão prolongados,

palmadinhas no pernil que s´assa, porquinho tenro na braza,

quando esgravata, quando trava, quando emperra, quando embaça,

tudo se complica, tudo passa,

há que ter contenção, gastos factuais, tantos casos,

argumentos de quem não gosta,

mesa farta, mesa posta!!!... Sherpas!!!...

 

04
Jul09

... início!!!...

sherpas

... acordei... lentamente, como quem não sente,

emaranhamentos confusos, sons soturnos,

meio endorminhado, mexo dedos dos pés, abro os olhos,

criaturas acéfalas, sonhos nocturnos,

descortino claridade de persiana n´outra sala,

incredulidade do fantasmagórico q´ainda retenho,

ergo-me do leito, corporizo-me como gente,

tento livrar-me do que me reteve,

não me detenho,


situo-me nas pantufas, equilíbrio q´obtenho,

afasto lençóis, alguns escolhos,

cerro porta do quarto, avanço mais desperto,

respiro profundamente, sinto alívio,

sorrio,


cores labirínticas, espiral de medo,

consequência de leitura pesada, quanto degredo,

imaginação fértil d´alguém que me reteve,

antes de recolher ao leito,

bastante desconforto,

espevitamento que não lamento,

mau encontro, gemidos, pavores, intento,

 

passo fio d´água pelo rosto, recomponho,

obtenho sabor de vida que satisfaz,

voz que cala, dimensão que m´agrada,

pressiono dedo no companheiro que tenho,

saída, escape, aproximação, quando me sento,

claridade q´irrompe, busca do todo,

vou lendo, andando pelo que se me depara,


obtendo o que me completa,

compondo o que m´alerta,

distribuindo sorrisos, deduzindo,

começando jornada, logo de madrugada,

mesmo com noite mal passada,

esquecimento que me propus,

leitura nefasta que m´estragou descanso,

ainda me recompus,

a custo, que susto,


mais um dia que s´inicia,

satisfação de quem desfruta,

lendo o que se passa no Mundo,

indo ao fundo,

debitando opinião,

com, sem inclinação,

pesadelo inapropriado, famélicas bestiais,

criaturas horrendas, distorcidas,

arrazoados que foram lidos,

não ingeridos,


regressão no tempo, apocalípticos,

disfarçados, imprecisos,

determinação que me sobressaltou,

aventamentos d´impressão,

balburdia que m´assombra,

provoca ruminação, não sendo,

não no bandulho, mais acima,

na mente que tenho,

calor que s´alonga, coisas do clima,

desassossego!!!... Sherpas!!!...

01
Jul09

... rosa!!!...

sherpas

... és a mais bela das flores, quando vermelha aveludada,

cheiro penetrante, perturbador, quase incentivo,

pétalas delicadas, quase cerradas,

gotas d´água que reluzem, encostadas,

num conjunto que dá gosto, complemento,

na natureza, um grito, aviso divino,

jarra sobre secretária, toque supremo,

desejo, pontinho cúmplice do que se pretende,

 


... aproximação d´alguém que s´assedia,

pensa, nas sombras da noite, projecção como esquema,

estratégia sábia, desajeitada,

habilidade antiga, cor, chaga, estratagema,

viva, colorida mancha que lembra sangue,

ferida aberta que não sara, dor d´amor que s´esconde,

segredo que s´isola, aprofunda,

não cativa, concretiza gesto, simples retoque,


... colhida com hábil corte, folha viçosa,

espinhos decepados, caule esguio,

finura delicada no transporte,

dentre todas, a mais formosa,

quase loucura, desvario,


... incendiamento que m´arrebata,

vergasta sentidos prostrados,

perante beleza, tamanho encanto,

vendo, quase cego m´encontro, não ouço nada,

pele que s´arrepia, não cumpre função,

frémito, emoção, sensação desconhecida,

petreficado quando deparo com tal perfeição,


... comparo com mais bela flor, dentre todas,

pétalas entreabertas, lábios sôfregos,

aveludados cabelos, cascata imensa,

negrura de meus pensamentos,

olores tão densos, jasmins, incensos,

inebriantes perfumes que m´enlouquecem,

rosa vermelha, pura paixão,

entrega d´alma, de coração,


... recordo ainda, gesto que tive,

gotas d´amor que não esquecem,

jarra composta, aviso divino,

tão natural,

pormenor, grito, gemido!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D