Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

16
Set10

... bastião!!!...

sherpas

... como bastião,

peça proeminente duma ideologia,

nos tempos presentes, pura fantasia,

contradição que permanece, altaneira, robusta, centrica,

da cultura, como palácio resistente,

obra de vulto que se mantém,

muito para além de quem a mandou construir,

ditador sanguinário passado,

Estaline do socialismo libertador,

logo após guerra do alemão do Terror,

funâmbulo doutro socialismo, mais nacional,

criador de tantas correntes rácicas, bélicas, xenófobas,

matador por excelência, dotado dum virtualismo impressionante,

tão degradante,

no que a sentimentos humanos nos referimos,

quando sentimos,

comparamos, medimos,

ainda hoje, detestados os dois, razões iguais,

tão imortais,

corações prenhes de ódios imensos,

muito dotados, apensos,

crias bem puras do Demo,

mando a contento, populações que foram mártires,

milhões de vítimas, catástrofes,

caminhos erráticos,

apostáticos,

 

religiões votadas ao abandono,

espezinhadas, como num mau sonho,

donos, senhores,

ditadores com império, com cortina,

tendo como tónica primeira, medos, mortes, perseguições, dores,

construções de espanto feitas pelo povo,

nada de novo,

perpetuação de quem se pretende sobrepor,

ir além da sua vida,

passagem curta,

fugida,

 

queda dum muro em Berlim, indo por aí, queda duma cortina,

guerra fria, desmoronamento duma ideologia,

supremacia,

tombos e broncos, guerras, afins,

constetação como afirmação,

amostragem dum capitalismo excessivo,

garras, quereres disfarçados de saberes democráticos,

GANÂNCIAS,

vidas felizes, constantes, ao invés doutras mais aberrantes,

EXORBITÂNCIAS,

paraísos na terra, liberalismos nos costumes, nos ganhos, nas perdas,

bolsa que carambola, milagre americano,

engano tamanho,

 

papéis sem valor,

décadas de falsa abundância,

redundância,

crise imobiliária,

desmandos económico-financeiros,

fúria nas ACUMULAÇÕES, dinheiros,

CRISE GLOBAL logo no início de banquete capital,

países cinzentos com tantos lamentos,

corrida de multinacionais, aplicação no mais ou menos milhão,

construções vanguardistas que rodeiam palácio da cultura,

espécie de guarda avançada acutilante,

perante,

 

bastião vigilante d´então que se sobrepõe,

da cultura, como palácio central,

rodeado por manifestações do grande capital,

contradição,

logo agora, com um grande senão,

desemprego que avassala,

estala,

desequilibra outra ideologia,

 

entre duas facções tão distintas, resposta mais adequada

só na China,

que não desatina,

joga pelo seguro,

dois sistemas, um império, uma nação,

meio termo como virtude, precaução,

futuro que se desenha,

despenha sobre HUMANIDADE tão sofrida,

levando de vencida teimosia, insensatez,

estupidez secular,

que ainda há-de vingar,

coabitar... tal como na Varsóvia do bastião,

com mais ou menos milhão,

 

população humilde, deslumbrada perante cintilâncias,

casamentos tradicionais na cidade antiga, fotografias, passeios,

sereia rodeada de restaurantes, turismo,

acutilâncias,

desempenho, esperança, MUNDO melhor,

sorriso no rosto, Chopin tão presente,

ainda se sente,

 

recordatório, envoltório, miasma passada que ainda pasma,

rosa vermelha, iluminária, corvo que grasna,

pêga na praça, esvoaça, passa,

pedra memória, estatuária que fere,

presente, refere!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub