Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

22
Jul11

... espectro!!!...

sherpas

mais uma vez, espectro com que deparo, folha vazia, branco imenso,

quando introverto,

quando penso...

 

perseguição constante, costumeira,

nesta vida que transporto, tipo brincadeira,

porque não ligo... não m´importo,

 

 

tento agarrar lembrança, adequar situação, acaso que me surgiu,

repente...

desesperança, olhar vago, arredio,

 

passada que me machuca, medicação para mal enorme,

gente abandonada...

com frio, alma desamparada, tendo vida, não tendo nada,

 

pendente de esmola, vontade, fora da realidade,

curva escura, ruela finita, portas cerradas, muros vultosos,

não ridentes, não formosos,

calafrio, grande arrepio...

 

injusta separação, longínquo elo,

ligação...

de irmão que não é irmão,

 

grande pedaço, ruim novelo, massacre que me aflige, insegurança do desvalido,

agravo que se amontoa, loa, desengano,

remendo...

em parco pano, ladainha que não entendo,

 

como formiga em carreiro, cigarra que se desmanda,

cansaço que se não nota, som que esvoaça,

encanta...

 

armazenamento constante, fadiga de quem não sente, díspar posicionamento,

entorno...

grande lamento,

atmosfera densa que se confronta, comportamento

 

quem impele, esforça tanto, quem acumula, fazendo canto, gente abandonada, com frio,

tendo nada, tendo vida...

voragem, tsunami global, sistema que freme, derruba,

abrindo cova, cavando tumba,

 

som sinistro, ensurdecedor, abandonado que tanto teme,

raivoso que crispa, mata...

tendo tudo, tendo nada,

 

folhita seca numa floresta, dando o que não tem, o que lhe resta,

sopro escasso...

quase gasto, tão sozinho, tão esparso,

 

esquecido, com muita dor, luz que se vai extinguindo,

num encolher, tanto faz, indiferença que o corporiza,

quando pensa, interioriza...

 

sendo homem, mulher ou rapaz, valia que ostenta, bem quer,

juventude que o arrebata...

chama intensa que esmorece, tendo frio,

calor intenso, algaraviada que entontece,

 

canto de cigarra permanente, formiga que já não sente,

tarefa que é canseira...

chuva global, grande torneira,

 

secura que nos agasta, desvario que já não pinga,

mesmo que se teime,

se finja...

 

não há mal que não nos atinja, nesta brincadeira de medo,

inertes, em grande lixeira...

quase sem eira, nem beira,

 

abandonados, num desvario,

secreto desafio...

orquestração monstruosa, não ridente, não formosa!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub