Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

27
Out11

... CONFISCO!!!...

sherpas

.... continuo pensando que vou SER ROUBADO,

num ESTADO de DIREITO,

sem direito algum,

espaço ocupado por dinheiros em barda,

movimento global do que se pretende,

alguns com tudo,

outros sem NADA,

 

 

SENHORES do MUNDO,

gente diferente,

escalão cimeiro,

folganças mais ganhos,

roda da sorte, tesouros escondidos,

manipulados escanhos,

quantos enganos,

 

molhinhos esconsos,

secretos de porco,

quanto me torço,

reduzo também,

pobreza destino, fito de vagos,

escassos pensares na “soberania”

recolhendo fundos de quem pouco tem,

fazendo razia,

 

palavreado à toa,

fazendo magia,

magistrado supremo,

com esta me fico,

inconstitucional,

fazendo confisco,

palavra mais fina,

direito como norma,

alarvidade de pena,

caldo que s´entorna,

 

revolta na certa,

letra que s´entorta,

situação, desespero,

contraste gritante,

fluidez  pr´à BANCA,

sendo passivo,

sem dividendos,

perdendo UM activo,

 

sacando ao mais pobre,

mediano, direi

c´o aval da rainha,

procedendo como um rei,

 

liberal no dinheiro,

vassalo do mesmo,

incúria, pretexto,

rabinho a esmo,

 

muito mais além,

sem escape, voragem,

roubando bastante,

confisco também

direito esquecido,

atitude, desprezo,

 

ocupado, mandado,

CRISE brutal,

dá-lhe bem, dá-lhe igual,

 

reduzindo custos,

protegendo alguns,

receios aglutinados,

forças d´assombro,

criadores de sustos,

 

refúgios, passagens,

périplos diversos,

encostos tão bons,

leis convenientes,

propósitos de proveito,

dando-lhes o gosto,

fazendo-lhes o jeito,

 

abéculas de serviço,

sem sumo, sem viço,

gatunos e tal,

confisco ilegal,

 

num ESTADO, sem estado,

vendido, trocado,

gestores de serviço,

sem graça, juízo,

KAPITAIS ao alto,

que sobressalto,

 

desviado, ROUBADO,

tapando BURACOS,

impostos que pago,

milhares de milhões,

protegendo galifões,

 

patrioteiros mais vultos,

dinheiros OCULTOS!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad} 

26
Out11

... imbecis!!!...

sherpas

... estado letárgico, insensível, negligente,

apartado da dor, indiferente,

cúmulo de haveres, cobiça de medo, pensar tão único, imposição,

desprezo total, desunião,

 

encontro desnecessário, palavra que se burila,

convencimento excedentário, navegação à bolina,

fazendo pressão, ventos laterais,

capitais tão iguais,

 

 

correnteza que não flui, estagna em reduzidos charcos,

mentes inibidas, calca mais parcos,

destrói tantas vidas,

 

esmaga contrários,

impõe convulsões, males que são drásticos,

 

força mercenária,

som duma guerra, armas que cantam,

botões que desanimam, final que s´adivinha,

geração que não rima,

 

sacrifício que se espera, perda de tempo,

cimeira que se nubla, sorriso, contratempo,

soldado que é gente,

infernália, destino,

bonecos no palco, quanto indigente,

 

rosácea deslocada, centro de mesa,

cores que se apagam

no fim desta linha, vidas que acabam,

fúrias, desejo, política, segredo,

retrocesso, degredo,

 

ineficácia escolhida, ajuntamento colossal,

hecatombe pretendida, mero capital,

pontinho tão escuro, apontamento difuso,

 

raros, encanecidos, carcaças d´horror,

pensar de senhores, donos, mentores,

soldadesca que não cumpre,

brinquedos de guerra, sucata arrumada,

amálgama sem uso, é gente tão povo,

que pense de novo,

 

braços caídos, rendidos,

vencidos,

RAZÃO lá no alto, planura, socalco,

de costas viradas,

são gritos, são nadas, dinheiros tão sujos,

deixem-nos c´os vultos,

 

casacas d´espanto,

esgares esqueléticos, penachos tão tétricos,

parados, avessos, contra soberbos,

 

fortes nos ganhos, destruição dum todo,

MUNDO tão torto,

escravos d´imbecis, tão velhos, senis,

tão ricos, cerviz,

 

luxos tão caros, mortes, disparos,

força tão laica, comuna prosaica,

soberana indiferença,

carteira, avença,

 

deslumbre que acaba,

espezinha, maltrata, ingere c´a voragem,

descura viagem,

 

devolvam ao povo, desgraçado que não come,

desempregado forçado, velho que morre,

criança que nasce,

MUNDO que s´enterra,

PAZ que se busca, fugindo da guerra,

 

ganância que prospera, nos cantos da TERRA,

desencantos tão lívidos,

cinzentos perdidos,

já velhos, encanecidos,

gastos, perdidos, dobrando a cerviz,

quando vagos, imbecis,

 

deslembrados à bolina,

ventania lateral, torvelinho sem vela,

não cuida, desvela,

 

renova caminho, rema de novo, encanta c´o HINO,

recorda princípio, esquece o horror,

acalma pavor, não sejas SENHOR!!!...  Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

 

25
Out11

... fuga???...

sherpas

... barra, crânio, meritório, ainda jovem, portento,

gostando de festa, convívio,

estudando, cumprindo, intento,

objectivo bem defronte,

nadinha que se lhe aponte,

qualidade de sobejo, rapagão, sorriso aberto,

sem confusão, lamento, filho de pais satisfeitos,

notas de vulto, estudos,

curso que teve sempre na mira,

olha cachopa, remira,

 

aprecia,

conversa, acompanha com carinho,

respeita,

partilha gostos, música de encanto,

regressa a seu ninho, horas decentes,

eventos frequentes,

 

com copito a mais, sem excesso,

tão liberto como qualquer um, fazendo progresso,

destinando caminho, tendo TUDO como certo,

 

imaginação fértil,  criativo,

corrida, salto, ginásio, intelectual profícuo,

sabedor,

SENHOR do MUNDO,

 

busca de trabalho, sem custo,

bom currículo,

vencimento compatível,

fora do serralho, logo no início, um pulo,

 

valias de sobra, aplicado,

não s´encosta, ritmo tão normal

numa multinacional,

 

prémios,

palmadinhas,

empresa de sucesso garantido,

tendo como tida, ajuda de Estado,

bom partido, lugar adequado,

furor na produção,

quanta ilusão,

 

ganhos convenientes, dividendos também,

como sendo alguém,

entre parcos,

mais baixos, com ganhos sobresselentes,

distinto entre os distintos,

outras gentes, diferentes,

 

governança da cor do patrão, quanto sabor,

sensação,

consagração,

 

à sombra duma palmeira,

paisagem que s´alonga, largas vistas,

perspectivas,

compensação,

 

tornado que se levanta, mudança repentina,

gráficos,  desilusão, reestruturação,

insolvência, como solução,

 

mantendo excelência, deslocalização,

despedimento na hora,

sem emprego, foi embora,

 

por sobrevivência, qualquer função,

desenquadrado,

servindo, mal pago,

barra, crânio, meritório, ao invés de bronco com cartão,

mantendo pendor,

envoltório, desconcerto,

certo aperto,

 

desilusão,

sonho que sumiu,

futuro incerto,

 

saída mais além,

que, se futura

... na fuga!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad} 

 

23
Out11

... FUTURO???...

sherpas

... roliça,

um encanto de menina,

no corpo dengoso, na cabecinha que encima,

nos olhos profundos,

nos cabelos ondeados,

no sorriso que cativa,

na voz cristalina,

no estar que a rodeia,

ambiente que alegra,

preenchido,

tão próxima do amigo,

 

namorado, companheiro,

filha adorada,

tão linda, amorosa,

formada com enleios,

pétalas coloridas,

castanhos a preceito,

pedaço de vidas,

 

jogando com todos,

acarinhando, com jeito,

entre rosas, flores diversas,

amor-perfeito,

 

tagarelar, com encanto,

música divina,

melopeia constante,

sem choro, nem pranto,

rosácea perfeita,

nas faces, pintada,

vergonha, receio,

 

idade tão jovem,

malícia escondida,

ausência, decerto,

 

ali, mesmo em frente,

pouquinho de gente,

caracóis deslumbrantes,

caprichos volantes,

na idade que desponta,

mulher que desvela,

 

recreia,

agradece,

não rinha, não teme,

aceita,

tão bela,

cresce com ela,

 

um sol que nasce,

brisa que sopra,

arbusto, intempérie,

vetusto rendido,

paragem,

renasce,

momento que sobra,

 

capítulo de série,

novela sem perigo,

damascos vermelhos,

tecidos ou frutos,

jovens e velhos,

são doces,

produtos,

 

caminhadas em trilhos,

recordações,

belezuras,

tão íntimas ternuras,

 

afagos, cadilhos,

desvelos constantes,

acalmias,

planuras,

encontros casuais,

 

roliça,

dengosa,

amiga dos pais,

formosa,

 

olhos profundos,

na voz,

cristalina,

promessas e beijos,

desejos,

 

recanto dos MUNDOS,

complementaridade perfeita,

união,

disparate,

partição que se aceita,

 

olhar q´aprofunda,

avalia,

prolongar d´avós,

sem maldade,

verdade,

 

agradeço o momento,

ocasião,

passagem fugaz,

juventude capaz,

menina, rapaz,

FUTURO...

tão puro!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}

22
Out11

... catenária!!!...

sherpas

... casual encontro,

destino comum,

hora da morte que se avizinha,

linha que se prolonga,

não tensa,

repousante,

fazendo curva graciosa,

tão fina, não delirante,

perante criatura portentosa,

afluência mais reduzida,

faixa etária,

gente idosa,

penúria na carteira,

maleita que se avoluma,

não sendo mais um,

ainda com beira,

 

para lá caminho,

quase catenária,

entre extremidades da que se alonga,

sem desculpa,

sem delonga,

facto que se agudiza,

quase pala,

suave curvatura,

de Siza, na arquitectura,

 

arte plena que se homenageia,

quando vista,

se recreia,

 

abaixamento que logo se levanta,

doçura que nos arrebata,

conquista,

compreensão para qualquer artista,

 

f eito que se aceita,

não rejeita,

humanização própria,

sentimento,

espaço determinado,

momento,

outra estória...

 

destino comum,

encontro

numa crise que se agudiza,

mais abaixo, mais acima,

não há bem que se lhe arrima,

 

quantos e quantos picos,

ferozes aparências,

quando gráficos,

replicados por excelências,

ganhos de estrondo,

 

sem remorso, nem perdão,

na senda do mais milhão,

dentes que se afilam,

infernizam,

 

tudo, menos estagnação,

fluidez que se pretende,

calcando tudo, todos,

DINHEIRO melhor que gente,

inquietação, num encontro casual,

sem contenção,

sem harmonia,

sem impressão, perante o que se estraga,

 

o que não come,

traga,

não paga,

não compra,

não tem,

abstém,

 

individualidade que se aproxima,

numa linha que desalinha,

entre bolha que rebenta,

entre vazio que não enche,

desesperados que são gente,

 

sonhando com pala permanente,

quase catenária,

suave curvatura,

como um Siza

... na arquitectura!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

10
Out11

... vida corriqueira!!!...

sherpas

… vida corriqueira, tão normal como eu,

sem dotes, sem dons, sem pergaminhos,

pela situação que ainda o permite,

pertencente a grupo de poupadinhos,

algum pecúlio, algumas extravagâncias,

com eira, com beira, por cúmulos,

mais conhecidos por poupanças,

usanças,

tempos idos,

 

passados sombrios, sem futuro garantido,

colocando no canto da arca,

garantindo destino,

 

produzir, poupar, como dizia,

assim fazia,

gostava de predicar, fera besta que nos zurziu,

fez dobrar cerviz, cingiu, reduziu,

 

fez-nos como somos, tansos, mansos,

humildes no trato, perante quem nos corta na carteira,

nos enche (?) o prato,

com desfaçatez, filosofia certeira,

caridade de quem se fez rico, maior bocado,

porque nela está o trato,

 

parte, alimento mal repartido,

carreira nobre perante o pobre,

clérigo compungido, político de craveira, espírito elevado,

acerto de contas, no outro lado,

prometido,

 

tão vulgar, comezinho,

rejeitando futebóis, toiros de morte,

faducho na penumbra, tinto que jorra,

palavreados que se repetem, aborrecem,

tal como eu, quando escrevo,

embora tente, assim o vejo,

 

observo o que me rodeia, incendeia,

torna quezilento, quase imprudente,

não tentando ser diferente,

opinativo, c´a cabeça que tenho, não me abstenho,

 

levando vida vulgar, enchendo, enchendo,

fervendo, não contendo,

espalhando verborreia que me desassossega,

quando me chega, sobeja, inquieta,

 

ida às compras, necessidade, pura verdade,

não vivo do ar que me rodeia, tenho fome,

barriga que s´inquieta, quando não come,

início do processo, evidente,

mastigação, com gosto, tendo acesso,

sabor que se tem,

quando se compra, quando se tem,

 

quando se torna continuidade, na prática,

repetição d´hábito, vulgaridade,

rotina de quem ainda não teve percalço,

perante o nu, o descalço,

pendente de qualquer instituição de caridade, realidade,

 

que sociedade, que sociedade…

 

claro, vou tendo cautela c´os descontos,

c´as reduções que me fazem nas grandes superfícies,

nos bancos,

desconfio dos que me vendem,

dos que me guardam alguns tostões,

perante casos de galinfões, artistas ou “pontos”

muito acima dos que desfazem, reles criaturas,

infinitas agruras,

aléns duvidosos, dias tenebrosos,

 

saídas mais escabrosas, desvios colossais na caminhada,

marginalidade que se busca,

mau encontro, outra busca,

pequeno roubo, descuido,

sociedade que não permite, castiga fortuito,

protege graúdo,

 

dono de tudo, do MUNDO,

desesperança do que s´obriga, vigia, castiga,

enaltecimento do contrário,

disparate andante, adversário,

 

bem de vida, não contida,

abrigada,

muralha de aço, longe do charco,

divindade, quanta graça,

e, a vida passa,

 

entre compras, com descontos,

manutenção do que se tem,

longe do espírito, nosso corpo,

básicas, fundamentais, não tão colossais,

necessidades que nos tocam, quando se tem um pouco,

neste mundinho louco,

no recanto da arca, na poupança,

modo de encarar o amanhã, não precoce, temporã, usança,

 

calculada, desconfiada,

fazendo contos, recontos,

memória d´então,

tempo ido, do figurão,

 

não desejando, rejeitando, fazendo apelo,

pregando união,

clamando por valores, ética que s´esfuma,

moral desavinda, densa neblina,

 

geração vindoura que se não protege, quase s´olvida,

s´esquece,

prosápia de vistosos, inépcia de vendidos,

habilidades que prevalecem, não fenecem,

 

fazem desviar emotivos,

fazem morrer desavindos, desprotegidos,

 

vida corriqueira, tão normal como eu,

de quem comprou,

comeu, fez contas, desconfia, guardou,

na poupança d´então,

perante o descalabro, mistificação,

insegurança que se nota, multidão de rejeitados,

alguns apaparicados,

 

sopita do pobre, caridade para quem sofre,

espiritualidade de quem não sente,

enriça, como quem mente,

come, não é pobre,

 

sobra, rebotalho, esfregão, tapete pisado,

riscado,

não conta… desponta, vezes por outras,

quantas e quantas bocas,

não vão às compras???... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

05
Out11

... premonição!!!...

sherpas

… premonição, anunciada hecatombe, girândola que irrompe,

coloridos céus,

foguetório mais pobre, estampidos surdos, quase apagados,

pensando nos teus,

 

 

umbiguistas que são, avessos ao acordado

no célebre tratado,

espécie de cozinhado que foi imposto, para desconforto,

grande desgosto

de populaça que mantém quem muito tem,

 

parcos haveres, promessas, sonhos, quereres,

ilusão que a sustém, mão vazia, barriga em turbulência,

má gestão de toda, qualquer excelência,

impantes, deslumbrados por posição,

de cá para lá, inacabável excursão,

sentido de ESTADO ou ESTADÃO, faz impressão,

 

 

no que não come, no que se descobre,

no que se encobre,

insondáveis,

 

força maior, dívida colossal, distantes,

impensáveis viajantes,

congeminação, parceiros, donos do palheiro,

jogando com dinheiro,

provocando penúria, ostentando fartura,

quanta amargura,

ilusão do milhão,

 

desmesurada infantilidade,

 

são séculos, centenares egrégios,

enrubescidos, são vendáveis,

pedaços do que já foi, régios,

soberanos passados,

tristonhos, acabados, são “tempus”

são sonhos,

 

detestáveis facínoras, imbecis profundos,

trocas, penhoras,

dívidas vencidas, acordos, cumprimento,

rosmaninho, incenso,

 

bênção maior, momento, tão rígidas as faces,

disfarces metálicos,

insensíveis, nevrálgicos,

são centros, interesses,

são circos, são medos, segredos!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

02
Out11

... brinhol!!!...

sherpas

… diferenças abissais entre povos que foram unos,

tempo de convulsões,

expansão na reconquista,

formação de reinos,

separações,

tratados que não foram cumpridos,

fronteiras que foram barreiras

intransponíveis,

cerradas por gentes fardadas,

armas que foram força,

dissuasoras, tão incríveis,

 

patriotismos exacerbados,

desesperança no desequilíbrio,

ditaduras,

sem honra, nenhum brio,

mentes vis, quão impuras,

sobre corpos que foram mortos,

sobre miséria, desprezo,

só de recordar, tenho medo,

contrabando bastante activo,

luvas, caras sombrias,

pontes que não foram passagem,

convénios,

costas voltadas,

anexação de bom bocado,

liberdade para irracionais,

tudo o mais, tudo o mais,

 

com tempo,

muita insistência,

se foi deteriorando,

desaparecendo,

aqui tão perto, tão longe,

esquecendo,

 

alguma raiva,

superioridade até,

quanto saquito de café,

recalque d´antigamente,

ferida profunda,

demente,

sobre monumentos que são tumbas,

memória de tanta gente,

 

quanta carne apetecível,

repasto

de quem enche o prato,

compra apressada que faço,

no mercado que existia,

quando passava, lá ia,

 

trapo vistoso, sapatos em desvario,

guloseimas que cativavam,

caramelos ao desafio,

camionetas que os enviavam,

restauração variada, rica,

no lado que nos pertencia,

atoalhados, amarelos,

peseta q´era bom negócio,

câmbio no acto,

endosso,

 

na esquina, em qualquer café,

vida miserável, até,

migalhas de quem vendia,

fiscalidade que impedia,

 

cria raízes,

antipatia,

algum desencanto mantém

entre o aquém e o além,

polícia vigilante, cruenta,

política de uma só voz,

que reprime, que aguenta,

tempo dos nossos avós,

 

agora aberta,

tão escancarada,

sem polícia, sem alerta,

irmandade que pouco entendo,

disso me vou apercebendo,

 

dando passeios a pé,

contactando c´os espanhóis,

pela manhã,

indiferente,

nas reviravoltas que dou,

pensando nos cafés, nos brinhóis,

passando,

como quem passou,

sendo igual ao que sou,

 

olhos abertos,

curiosos,

realidades tão distintas,

irmandade,

alguns predicados,

igualdades que vou lobrigando,

no que se come, no que se ingere,

enquanto vou comparando,

península que nos transfere,

impele,

 

barquito em que se rema,

jangada que se não despega,

nos transporta, nos leva,

interesse que nos aproxima,

mais aos de cima, mais aos de cima,

tão baixinhos, pobre ralé,

cervejinha na esplanada,

grasnido alvoroçado,

aglomerado na missa,

já velhinha, mantendo a pose,

lembrando flamenco, pinheta, estrofe,

 

espanholidade católica,

santos, cenhos, padres, conventos,

prédicas que se vão esbatendo,

ensino,

como noutros tempos,

café carregado, tão preto,

churrito, frituras,

momento,

brinhol do nosso cantinho,

massa frita, carioca,

nas touradas, na bola que se toca,

semelhança na terra que temos,

na farinha, nos azeites, no salgado das suas águas,

esquecendo rinhas, fráguas,

mais tolerantes, amenos,

 

 

equilíbrio que nos aproxima

mais abaixo, menos em cima,

não sendo negócio da China,

pluralidade que é uma treta,

discursata,

converseta,

ideologia que não é dogma,

não tendo luta,

sem forma,

mal se amalgama,

não chama,

massa tão densa, informe,

desemprego, tão grande mole,

fartura que vai dando fome,

crise aguda,

penúria enorme,

 

terra em que  nascemos,

dela tiramos, comemos,

escassa diferença que temos,

seres, princípios distintos,

línguas que s´atropelam,

no pão, na uva, nos vinhos,

tudo que vamos sentindo,

no brinhol q´ali é churro,

café que é um pretexto,

dentro do mesmo contexto,

 

inventando sociedade perfeita,

rejeita-se inculto q´é burro,

busca-se um novo FUTURO,

sem nódoa, grossa maleita,

cantinho que s´enfeita,

fronteira, nosso destino,

linha, como ligação,

continuidade, aproximação!!!... Sherpas!!!...

 

 {#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D