Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

28
Fev16

... respeito!!!...

sherpas

... tocou-me fundo, quando o vi,

parecia perdido, tão sózinho,

olhando para tanto lado,

não indo,

 

 

hesitando, hesitando,

sentando num cantinho,

atento, incrédulo,

pensando,

 

boa aparência,

ainda novo,

avaliei, naquele local,

tão parecido,

quase igual,

 

recordei amigo que, desta vida,

partiu

quando, pela minha frente,

surgiu,

 

entre tanta gente,

encontro casual,

mais idosa, dependente,

indeciso, parado,

figura tão normal,

 

cumprimentei,

em vão,

imerso na sua solidão,

pensamento confuso,

impressão,

 

passaram-se dias,

meses,

lá o encontrava,

quando lá ia,

por vezes,

 

como no princípio,

assim continuava,

sózinho,

tão ausente,

no meio daquela gente,

 

passei a cumprimentá-lo,

lembrança que surgia,

amigo que recordava,

tão parecido, quase igual,

olhava, olhava, olhava,

 

não correspondia,

com pequenos passos

s´afastava,

encontros, relapsos,

acasos,

 

mais adentrado,

pela circunstância,

estranhando, isolado,

mantendo distância,

 

da sua casa para o lar,

espaço indicado para os “finitos”

idade mais avançada,

dependente,

vida diferente, apartada,

 

grupo que s´adensa,

quando se pensa,

quanta, quanta gente,

 

pessoal especializado,

atenção devida,

antes da morte,

caminhada, nossa sorte,

 

mais apessoado,

menos carente,

débil ou acamado,

por tanto canto,

por tanto quarto,

quando chego,

quando parto,

 

visita obrigatória,

conversa de momento,

encontro casual,

cumprimento correspondido,

sorriso,

 

hesitei, depois decidi,

quando, no seu cantinho, o vi,

com carinho, muita afeição,

apertei-lhe a mão,

pronunciei alguns consolos,

sorriso alargado,

afago tão doce,

fosse, como fosse,

melhor do que bolos,

creio, sem receio,

tão convicto,

meu amigo,

 

aproximação

de quem me faz membrar,

ente querido,

ausente, por defunção,

 

num lar, casa dos quase finitos,

quantos acasos, quantos destinos,

familiares, muitos amigos,

desconhecidos tão parecidos,

 

amizade que sestreita,

vida que s´alivia,

alguma conversa s´enfeita

no rosto, quanta alegria,

penar menos doloroso,

contacto mais pressuroso,

 

dum amigo,

tão parecido,

outro amigo, também,

quando vou visitar minha mãe!!!... Sherpas!!!...

 

 

17
Fev16

... escrever!!!...

sherpas

... não tenho vontade de escrever,

todo, qualquer tipo de assunto,

perante guerra, sem quartel,

aflitos em profusão,

cimeira política,

conversações intermináveis,

desfaçatez de matadores convictos,

revoluções,

meros objectivos definidos,

 

 

quão mal vai o MUNDO,

 

mau-estar de tanta gente,

loucuras colectivas, compostas,

orquestradas,

comunicação coartada,

tristes meios,

devaneios tão detestáveis,

 

poetisando, prosando, a meu modo,

encaminhando para blogue,

no site que aprecio,

quase esquecido,

quando o deprecio,

companheiro,

amigo,

 

sinto-me letra morta,

casa cerrada, sem porta,

muros a toda a volta,

escuridão permanente,

raio de esperança,

janela ausente,

 

simples coisa que não sente,

pura desilusão,

sem vontade própria,

sem convicção,

 

ambiente carregado,

nuvens plumbeas,

choros celestiais,

uniformes,

tão iguais,

 

sem gritos nem gemidos,

zumbido da ventania,

impotência,

inquietação,

silenciosa fome,

quanto calcado que não come,

 

lágrimas em profusão,

artéria repleta,

confusão,

liquefeita, desbordante,

assombrosa visão,

 

leito impercebido,

não é ribeira,

não é rio,

dor, tremura, calafrio,

 

natureza que se manifesta,

imponente,

contesta,

 

juntinhas, no assento etéreo,

carpideiras lacrimejantes,

acautelando imbecis,

extravagantes,

dementes,

 

assim o sentes,

 

esgotam-se dias,

apagam-se meses,

noites inconformadas,

fugazes visões,

imagens desfocadas,

perpassam,

lembram-me, às vezes,

quando novos,

inocentes

não rapaces,

 

mentes bem formadas,

amizades,

enleios, doces encontros, locais,

passeios, partes incertas,

vistas, recordações,

tão presentes,

quando despertas,

 

são sonhos,

foram vidas,

são vidas, quando nos pomos,

porque queremos,

recordamos,

seres que nos completam,

não perseguem,

não afectam,

 

lapsos, desilusões,

factos reais,

ocasiões,

 

quando fomos,

 

tempo passado que guardo,

na escrita,

sem pretensões,

no blogue companheiro,

no site das minhas ilusões,

nas fotos que tenho,

 

computador que me acompanha,

rede que não é teia,

não é prisão,

simples divertimento,

informação,

momento a momento,

todos os dias,

parte de mim,

porque sim,

 

não,

não tenho vontade de escrever,

sinto alguma aversão,

perante,

que Mundo tão degradante,

 

quanto sofrimento, quanta mentira,

tanta hipocrisia,

que mata,

que se atira,

 

faz sofrer,

esconde qualquer manifestação de alegria,

gemendo, chorando,

no assento etéreo,

carpindo,

vão derramando lágrimas,

em profusão,

 

que desilusão,

 

tão escuras,

sombrias,

carregadas, plumbeas,

nuvens espessas, contínuas,

ruas e ruas,

artérias que são ribeiras,

são rios,

desbordadas,

inundam,

eram fios,

 

fora do leito,

castigam,

zurzem,

instigam,

 

ferem,

diminuem o pensante,

tão inutil,

perante

 

o extravagante,

que não aprende,

repete, erra, insiste,

resiste!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D