Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

17
Ago07

... era pequeno!!!...

sherpas

 ... era pequeno,

tinha o meu lagarto na mão,

como tantos amigos meus,

com os seus,

naquele dia de procissão,

longas filas de fiéis tinham partido da Igreja Matriz

ao som dos sinos que se ouviam, das rezas que o padre entoava,

passadas lentas, pausadas, solenes,

fatos de gala, imagens nos andores,

063

sorrisos, dores,

dos endinheirados, das beatas, dos conformados,

lágrimas de saudade, arrependimento,

promessas que se cumpriam,

lá iam,

 

um diz que se diz,

curiosidade dos que ficavam, não cumpriam a tradição,

época festiva, recordação tão boa,

quando petiz,

irrequieto, travesso,

não dado, mais avesso,

gostando da festa, como festa,

não envergando opa roxa,

não sendo trouxa,

não ia na cantiga do sacristão,

em missa ou procissão,

precipitado como sempre, extenso grupo que se atirava estrada fora,

não esperava, não cumpria,

ia embora,

 

passávamos no Senhor das Almas, pequena capela junto à estrada,

fazíamos o sinal da Cruz,

quando nos persignávamos, flectíamos os joelhos,

como víamos fazer aos mais velhos,

pardais à solta, como revoada,

subíamos os degraus, espreitávamos os santos do altar,

mais uma Páscoa, mais um lagarto,

bolo da massa finta com ovo na barriga inchada,

guloseima que aguardava altura própria,

depois da cerimónia,

 

tempo de descansar,

aproveitávamos aqueles bancos de alvenaria

colocados no exterior da capela, nos lados da frontaria,

pintura recente, ponto em branco,

antevisão da festa com romaria à Senhora da Vila Velha

sob forma de procissão,

escassos quilómetros do centro, ribeira grande lá ao fundo,

pegos e recreio, nosso Mundo,

escapadas nas tardes quentes do Verão

que se aproximava,

pensava

enquanto a olhava lá de cima,

 

sentados e felizes, agarrados aos lagartos,

no santuário, destino dos crentes,

prevendo a chegada que demorava,

ansiosos,

tão inocentes,

 

só se comiam depois da chegada da Santa ao local,

pequena elevação ladeada de oliveiras,

saída da igreja principal

para a igreja mais bonita que conheço,

forrada de azulejos,

antiga vila pejada de segredos

com covas dos mouros, estórias que se contavam de boca em boca,

sepultura dum padre numa certa passagem,

que se não podia pisar, sacrilégio, pecado grave naquelas mentes

simples as gentes,

gulosos, frementes,

com seus lagartos de massa finta, ovo no bucho,

aguardávamos o desfile que se aproximava,

já soava,

 

discurso feito pelo padre à Virgem,

dispersão,

confusão,

depois do preito, da romaria da Vila Velha,

quando a terra era mais pequena,

tantos anos passados,

tempo de folares, de lagartos,

de pintainhas... para as meninas!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D