Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

Sherpasmania

... albergue de poemas, poesias e... outras manias, bem sentidas, por sinal!!!...

06
Fev12

... TEMPLOS!!!...

sherpas

… humanos desvalidos, vão morrendo, calcando receios,

revezes, trucidados em desvario

por endeusados na TERRA... da vela, simples pavio,

 

inferno que se comercializa, objecto d´afeição, tendo morte, munição,

destruição, como destino... apagamento que se banaliza,

 

 

templos que se vão abatendo... deuses mais fracos, instrumentos,

vítimas, não monumentos,

no escalão da servidão, numa espiral enlouquecida, sem respeito pela vida,

 

templos que se vão abatendo... fúrias desatadas,

quereres dos que se não misturam, s´enaltecem,

injuriam, desprezam o que profanam,

se convencem, quando juram, despeitando os que julgam,

 

templos que se vão abatendo... mais DEUSES que seus iguais,

não eternos, simples mortais,

blindados por capciosos terrenais, encanecidos pelo tempo, intemperança que s´arrasta,

carcaça desmesurada, quando incita, quando mata,

 

templos que se vão abatendo... possuidores de especiaria alucinante,

cometendo grosso erro, degradante,

segundo rezam as ESCRITURAS, profano tão praticante,

 

enganos... associação que se mistifica,

sujeição a quem os enrica,

 

templos que se vão abatendo... ganância desmesurada, neste OLIMPO tão lodoso,

inseguro, não formoso,

templos que avassalam, deuses que deitam por terra,

num absurdo, numa GUERRA,

 

PODER que lhes foi outorgado... por via duvidosa, caminho,

a que se chama democracia, VOZ de todos, colectivo,

 

templos que se vão abatendo... pregões, convencimentos,

copiando OLIMPO, na TERRA, casando com DEUSAS, de facto,

num repente, num relapso,

 

tentativa conseguida... da massa anónima s´afastam,

numa vertigem enlouquecida, juntando matéria em profusão,

fazendo parte do TOSÃO,

 

templos que se vão abatendo... se distinguem, se convencem, ascendem à ILUSÃO,

tendo, não tendo formação,

tão iguais como os menos, s´apartam da turbamulta,

são terríficos, são pequenos, ascendem ao sétimo céu,

clamando, fazendo escarcéu,

dando-se com figuras de vulto, praticando rezas, certo culto,

 

templos que se vão abatendo... acumular muitos haveres,

especiaria, matéria, provento,

porque dotado, influente, fazer CASO, momento,

 

qualidades de baixo cariz... 

valores q´instila a outros, tão vorazes, são capazes,

a ele, nada lhe diz,

 

templos que se vão abatendo... flutuantes,

mágicas poções, ajuntamentos, religiões, mitologia que se repete,

mistura que se expele,

 

acomete, calcando inocência, arremete,

mixórdia repelente d´algozes...

insensíveis, tão ferozes,

 

templos que se vão abatendo... passam séculos, milénios, aumentam debilidades,

conhecimentos que s´enviesam, retrocedem, arremessam,

massacram TEMPLOS, matam DEUSES, MUNDOS diversos não dignos,

por desejos repentinos,

 

templos que se vão abatendo... cúmulos tão pequeninos,

graves perdas,  consequências, consciência que se perverte,

não domina,

GUERRA constante, contínua,

 

massa informe tão disforme... injúria que se vai alargando,

tornando norma,

lei da morte,

 

templos que se vão abatendo... na VIDA domina o mais forte,

endeusado ofuscante, num OLIMPO enlouquecido,

nem vencedor, nem vencido,

 

amálgama que não entendo,

tanto MUNDO, tantos DEUSES... tanto TEMPLO destruído!!!... Sherpas!!!... 

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub